ACIT também pesquisou o Dia das Crianças

ACIT realiza pesquisa de expectativas para o Dia das Crianças

A Associação Comercial e Industrial de Taubaté (ACIT) realizou uma pesquisa para identificar a expectativa do comércio local com as vendas para o Dia das Crianças.

O estudo foi realizado em parceria com o Núcleo de Pesquisas Econômicas e Sociais (NUPES) com o objetivo de identificar, além das expectativas, também as preferências de consumo das pessoas para essa data. Abordou-se, neste contexto, o tipo de presente que pretendem comprar, o valor médio, a forma de pagamento e o local da compra.

Foram entrevistados 253 pessoas na cidade de Taubaté, entre os dias 17 e 28 de setembro. A margem de erro é de 6 pontos percentuais para mais ou para menos, e um intervalo de confiança de 95%.

 

Com relação a intenção de comprar presentes na data comemorativa do dia das crianças, 83% dos entrevistados responderam que pretendem comprar presentes, enquanto 17% disseram não ter intenção. Os resultados apontam que os “Brinquedos” continuam sendo o item mais citado em 2018 (62,38%), com aumento de 10,18 pontos percentuais em relação ao ano de 2017. Já no seguimento “Roupas/Calçados” a opção por compra desse item em 2018 foi citada por 24,76%, observando-se ligeira queda em relação ao ano de 2017, que registrava 30,80%. Em relação aos produtos “Eletrônicos” ocorreu pequeno aumento, na intenção de compra em 2018 (12,86%), ante em 2017(7,60%).

Este ano parece que se pretende voltar ao que as crianças preferem (brinquedos e brinquedos eletrônicos). Porém vale ressaltar que, na medida do possível, o consumidor não pretende extrapolar seu orçamento. O intervalo mais citado foi o gasto entre R$ 50 e R$100, seguido pelo em segundo lugar com tickets de compra entre R$ 100 e R$ 300.

Também foi feito um levantamento da opinião de lojistas em 30 estabelecimentos comerciais associados à ACIT. De um modo geral, 13,33% dos comerciantes estão mais otimistas em relação às vendas do ano passado. Para estes empresários, as vendas devem crescer até 10%, em relação à 2017. A maioria dos estabelecimentos visitados (56,67%) esperam estabilidade, e 30% apontaram expectativa para redução nas vendas na comparação com o mesmo período do ano anterior.

Podemos concluir que, apesar do momento econômico pelo qual o país atravessa, ainda há lojista otimistas, que esperam ver as vendas crescerem, porém em menor número que em 2017, quando o estudo apontava que cerca de 42,53% acreditava no aumento das vendas. No outro extremo, aqueles que acreditam quer irão vender menos somaram 30% dos respondentes, apresentando aumento em relação ao ano de 2017 (19,54%). De forma geral, há expectativa de viés negativo. Ou seja, em 2017 tinha-se um número maior somando o item “estável” e “crescimento” (80,46%), do que em 2018 (70%), o que aponta uma redução de 10 pontos percentuais. Isto quer dizer que os comerciantes estão mais cautelosos no que se refere ao volume de vendas para este ano.

Como conclusão da pesquisa, podemos dizer que: o resultado das expectativas dos lojistas indicam maior cautela, no que tange a expectativa sobre o volume de vendas neste ano, em relação ao ano passado. “Brinquedos” mantém, como esperado, o item preferido para presentear nos “Dias das Crianças”, e apresentou crescimento na comparação com 2017, assim como a proporção daqueles que irão presentear com item “eletrônico”. Aumentou, também, a proporção de pessoas de irão “pagar a prazo”, de 30,85% em 2017 para 43,33% em 2018. O local preferido para realizar as compras ainda é o centro, no entanto reduziu de 60,73% em 2017 para 49,05% em 2018. A opção pela compra por meio da internet praticamente dobrou em relação ao ano anterior. Isto pode ter contribuído, também, para o aumento da preferência por compras em “CARTÃO”, que registrou 62,54% em 2018, em comparação aos 40,43% em 2017, visto que no e-commerce esta opção de pagamento é muito empregada.

Fonte: Acontece Comunicação e Eventos

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *