Comércio tem saldo positivo nas vendas de Natal

As vendas de Natal em 2018 superam a expectativa doo empresários do comércio de São José dos Campos

Isso é o que aponta a nova pesquisa da Associação Comercial e Industrial em parceria com a Universidade de Taubaté, por intermédio da Fapeti (Fundação de Apoio à Pesquisa, Tecnologia e Informação). O levantamento foi feito entre 9 a 11 de janeiro e ouviu 249 empresários, em locais estratégicos: Calçadão da Rua 7, rua 15 de Novembro e shoppings Center Vale, Vale Sul e Colinas.

Segundo o levantamento, 50,8% dos empresários acredita que as vendas de 2018 superaram o patamar de 2017. E para 73,6% dos entrevistados, o patamar de vendas foi classificado como bom ou excelente. A pesquisa corrobora levantamento parcial realizado pela ACI logo após o Natal, que apontava um aumento de 7% nas vendas de dezembro com relação ao mesmo período de 2017. Esse é o segundo ano consecutivo de alta nas vendas de Natal no comércio de São José dos Campos. Em 2017, o aumento nas vendas foi de 5%.

A nova pesquisa ACI/Unitau mostra ainda que 53% dos consumidores optaram por comprar dois presentes de Natal e 23,2%, três presentes. Pelo levantamento, o valor do tíquete médio foi de até R$ 150 pata 48% dos entrevistados.

Para o presidente da ACI, Humberto Dutra, os dados mostram a movimentação da economia pós-mudança de cenário político do Brasil. “A população está mais confiante, acredita que o panorama da nossa economia vai mudar ao longo de 2019”, afirmou Dutra.

Cartão

Com relação a forma de pagamento registrada pelos empresários, a maioria dos consumidores optou por cartão de crédito (78,5%), contra 21,1% pagando em dinheiro ou cartão de débito. Não foi registrado pagamento em cheque.

Fonte: Matéria Consultoria e Mídia – Nathália Barcelos

Dança das cadeiras

E segue agitado o ritmo de contratações

O ano de 2019 está mesmo agitado no que se refere a movimentação de profissionais e estagiários. Tem gente nova em veículos, agências e empresas.

Confira mais um pouco do que está acontecendo!

Fábio Luiz Figueira acaba de assumir o cargo de Editor de Jornalismo na Rede Vanguarda. Ele já teve passagens por Band Vale e Meon.

O publicitário Sávio Rodrigues passa a integrar o time de criativos da Virtua Brasil, agência localizada em Taubaté.

Fernanda Paiva, aluna de jornalismo, passa a fazer parte do time de assessoria de comunicação do Progressão (Taubaté).

E Marcio Moura assumiu o cargo de Jornalista/Produtor de Conteúdo na Quero Educação, startup sediada em SJCampos.

Nova marca e novo posicionamento

Avalanche muda de nome e apresenta um novo modelo de atuação

A Avalanche, agência sediada em SJCampos e liderada por Gustavo Gobbato apresentou ao mercado hoje o seu novo posicionamento e sua nova marca. A agência passou por um processo de rebranding e não mais adotara “agência” como palavra definidora de seu negócio. Agora o negócio atende pelo nome de Alchemy.

De acordo com Gustavo, “a Avalanche SJCampos muda de branding e de posicionamento. Não mais como agência. Temos nossos contratos e eles seguem vivos.”

Ainda de acordo com Gustavo, a nova proposta está alicerçada em três pilares: marca, comportamento&posicionamento e serviços.

Em relação a marca o publicitário diz que a mudança de marca foi algo amigável e um processo que foi sendo conduzido ao longo do ano (2018).Necessário para dar conta do segundo aspecto: comportamento&posicionamento. Em relação a esse pilar, Gustavo relata diz: “Nosso comportamento sempre foi além do comportamento de agência. Até mesmo os clientes nos falam isso. A solução foi incluir os serviços de marketing e nossos contratos dentro de um modelo de serviços que já era a Alchemy como empresa de Big Data, acrescentando várias esferas de serviço. Para o já cliente muda apenas a marca, a transição é suave. Isso também colabora para fazer um trabalho de marketing baseado em dados e trabalhos de dados que tenham visão de negócio.”

O terceiro pilar é serviços. E a ideia da Alchemy é gerar relações de confiança para transformar negócios. Para tanto, estruturou 4 esferas de serviços: assessoria, big data, building e valuation.

Em relação à assessoria, Gustavo explica que muitas empresas precisam compreender melhor que direção o mercado está tomando. Ele diz, “a assessoria são horas de diálogos, mentoria e direcionamento. São pacotes de horas on demand de apoio em marketing, modelagem comercial e mentoria digital e inovação. Mas o empreendedor pode apenas contratar as horas. Desde uma pessoa que deseja começar um negócio, uma startup, a uma empresa em uma situação em que precisa de apoio.”

Em big data a Alchemy trabalha com dados e são oferecidos serviços de levantamento, análise e fornecimento de dados. A quantidade e tipo de dados vai depender do que demandar cada projeto.

Em building a ideia, o foco, está nas soluções de marketing, de propaganda. Segundo Gustavo “é o que já vinhamos fazendo. Os clientes Avalanche seguem aqui. O trabalho operacional de Marketing. São os contratos que já temos da Avalanche que passam a fazer parte dessa esfera. Aqui haverá forte ênfase no marketing digital, mas quem define os meios é o planejamento a partir das demandas de cada cliente.”

Gustavo Gobbato

Já no que se refere a valuation, a proposta é de um desenvolvimento de negócios por completo. Ou, como afirma Gustavo Gobbato, “aqui tiramos do zero o negócio, transformamos processos, ajustamos formas de atuar das empresas. É um tipo de serviço mais complexo. É uma consultoria de negócio mesmo.”

Em valuation, a ideia da Alchemy é atuar em modelagem de negócio. Trabalhar com Modelagem de Negócios, Plano de reposicionamento de negócio, Startup development, Entendimento de Nichos de Mercado, Gestão de produto, Business Plan, Break Even, Gestão de Riscos, Gestão Comercial, Prototipações, Análise de Métricas de Performance e Decisões Complexas.

Para finalizar, Gobbato nos disse que o mercado, a necessidade do cliente e a atuação da Avalanche levaram a esse novo modelo de atuação.
.

Neurociência e PDV

PDV e suas influências na decisão de compra

Entender o comportamento e as reações das pessoas no momento da compra é algo que o varejo busca há muitos anos. Mas como transformar o ponto de venda em um local capaz de proporcionar ao consumidor uma experiência de compra diferenciada e agradável, incrementando as possibilidades de vendas? A neurociência tem a resposta.

Esta vertente já é amplamente utilizada na concepção de tecnologias oferecidas pela RDS – Sell Out Expert, líder brasileira na oferta de soluções de Sell Out. O recurso faz toda a diferença no PDV em serviços de áudio e vídeo que incrementam a experiência dos consumidores nas lojas. Nesse sentido, a pesquisadora de Neurociência e estrategista de Marketing & Brand, Érica Ariano, fala sobre como a neurociência aplicada ao Marketing pode beneficiar ações no varejo e como a visão e audição influenciam na decisão de compra.

“O que vamos usar no varejo são estratégias e insights advindos da neurociência. É muito importante entender isso. Os resultados dessa ‘aplicação’ nos dizem, por exemplo, se a estratégia está sendo realmente eficaz para influenciar o consumidor. E, uma vez que ela é respaldada pela neurociência, conseguimos resultados melhores”, explica Érica. Veja mais o que diz a profissional a respeito do tema:

Neurociência no PDV – há duas formas de trabalhar a disciplina no PDV. O profissional capacitado pode identificar se a forma de apresentação de determinados itens ou a ambientação de uma loja é realmente adequada a melhor experiência do consumidor. Entre as técnicas mais usadas estão: pesquisas realizadas in loco e o uso de insights.

Emoções – a neurociência já provou que 95% das nossas decisões são emocionais. O varejo precisa se preocupar com a experiência do consumidor como um todo. Além disso, é fundamental entender quem é o seu consumidor e a resposta está no cérebro dele.

O efeito da marca – empresas que criam memórias no consumidor podem vender até 25% mais que as outras. Detalhes como música, iluminaçao e decoração influenciam na percepção do consumidor a respeito da marca dentro de um estabelecimento.

Abordagem multissensorial – os sentidos são a ligação dos humanos com o mundo externo. Os inputs recebidos (cores, sons, imagens, aromas etc) ativam emoções que levam a ação ou as brecam. Isso vale também para o ato de comprar e é dever do varejista aprender explorar esses sentidos para entregar uma melhor experiência ao consumidor.

Cuidado com a sonorização – sabemos por meio de diversos estudos que a música afeta nossas emoções. Usá-la de forma estratégica, com base nos conhecimentos que a neurociência nos fornece, é uma das coisas que precisa ser melhorada no varejo. Não basta colocar som em um estabelecimento para incrementar vendas. O que estimula a compra é a música certa, no ritmo certo, em adequação com o branding da empresa e de acordo com a estratégia que o varejo quer empregar naquele momento.

Sobre a RDS – Sell Out Expert: A RDS – Sell Out Expert é líder em soluções inteligentes que fortalecem a experiência de compra e as ações de marketing e comunicação no ponto de venda. A empresa, com 21 anos de mercado, é pioneira na criação e transmissão de canais de rádio e TV indoor para o varejo brasileiro. Entre seus clientes estão marcas como Rede Walmart Brasil, Ipiranga (AM/PM), Vivara, Coop, Centauro, Droga Raia e Panvel, entre outros. O portfólio de serviços da RDS inclui Ambientação Musical, Radio Indoor, Sell Out Radio, TV Indoor, Menu Board e Painéis & Grandes Telas. Atualmente, as soluções RDS estão presentes em mais de 50 mil pontos em todo o Brasil.

Fonte: Lucia faria Comunicação Corporativa – Tatiane Oliveira

Mulheres tem bom salário em social media, aponta pesquisa

Na contramão do mercado, 11% das mulheres ganham mais que homens em social media

Porém, mesmo ganhando mais e sendo maioria, mulheres não ocupam cargos de chefia

De acordo com a pesquisa “O Profissional de Inteligência em Mídias Sociais no Brasil” publicada no final de novembro, as mulheres são maioria no mercado de inteligência em social media, dominando 55% do setor, e mesmo assim, ainda não ocupam os cargos mais altos. Mas já é possível ver um avanço, pois comparando todas as faixas salariais, mulheres ganham a mais que os homens em 11% dos casos. Dentre as respondentes, não há mulheres que ganham mais de 20 salários mínimos ao mês na área.

A área está na contramão do mercado brasileiro, já que a pesquisa realizada neste ano pela Catho, aponta que a diferença salarial chega a ser 53% maior entre os homens. O realizador da pesquisa deste ano sobre o setor de mídias, Pedro Barreto, afirma que: “Estamos dando um passo incrível, ainda temos o que melhorar, é claro, mas é preciso que as novas áreas se desprendam do modelo arcaico do nosso mercado”.

O estudo demonstra que as mulheres não apenas ganham mais ou são maioria no setor, mas também possuem mais experiência na área, em geral, elas detêm 10% a mais de tempo de mercado do que os homens. Isso acontece porque as mulheres também se capacitam mais, 36% delas fizeram algum curso livre enquanto os homens representam 24%. No todo a capacitação em mídias sociais aumentou 6% comparado ao ano de 2017.

Para Gabriela Teixeira, que atua como analista de mídias e redes sociais há cinco anos, “Percebo que levamos mais tempo para sermos promovidas e por isso, ficamos mais tempo em cargos menores enquanto os homens vão crescendo mais rápido e, consequentemente, ganhando mais. Nós mulheres estamos sempre buscando novos conhecimentos. Eu pelo menos tenho o constante pensamento que preciso me especializar mais e mais”.

Dado importante também da pesquisa, mostra que 30% dos profissionais respondentes tem mais de 8 anos de experiência de mercado. “Isso corrobora a importância e seriedade do projeto em fornecer anualmente conteúdo estratégico para todo mercado”, finaliza Barreto.

Sobre a pesquisa

Em 2011, o pesquisador Tarcízio Silva realizou a primeira pesquisa sobre a área de mídias digitais, com o intuito de saber como as pessoas podem competir com sucesso, também foi Tarcízio quem produziu a segunda e terceira pesquisa da área, em 2012 e 2013. No ano seguinte, 2014, a produção foi feita pelo sergipano Júnior Siri, assim como em 2015. Em 2016 e 2017, a pesquisa foi conduzida por Ana Claúdia Zandavalle, e em novembro de 2018, ficou a encargo de Pedro Barreto.

Fonte: Arebo – Gabriela Guimarães
Assessora de Imprensa

Brinquedos gigantes dos anos 80 invadem o Colinas Shopping

Versões especiais de Genius, Aquaplay, Cai-não-Cai e Pula Pirata estão entre as atrações da praça de eventos; atividade para crianças de todas as idades é gratuita

Quem foi criança nos anos 1980 com certeza lembra de alguns dos brinquedos mais clássicos da década, como Pula Pirata, Aquaplay, Cai-não-Cai e Genius, entre outros. Alguns desses jogos foram relançados nos últimos anos e, com o sucesso, ganharam versões gigantes, com até dois metros de altura, para uma exposição interativa: a Brinquedoteka. Agora, eles chegam ao Colinas Shopping, onde ficam disponíveis para crianças de todas as idades (a partir dos 4 anos), de 10 de janeiro a 10 de fevereiro.

Os brinquedos gigantes foram especialmente desenvolvidos para funcionar com a mesma a mecânica dos brinquedos originais. “O objetivo é proporcionar uma atração que envolva toda a família. Quem viveu a infância e a adolescência nas décadas de 80 e 90 vai ter a chance de fazer uma viagem no tempo. É também uma oportunidade para os pais apresentarem aos filhos brincadeiras de uma época em que não existiam tablets, computadores e smartphones”, explica a gerente de marketing, Margarete Sato.

A atração principal de férias do Colinas Shopping ficará na praça de eventos, com entrada gratuita. Os jogos disponíveis, recomendados para crianças a partir dos 4 anos, são:

Genius

Quem lembra do Genius? Na Brinquedoteka do Colinas Shopping, o Mega-Genius tem 2 metros de diâmetro para ser jogado em equipes de quatro pessoas por vez. O desafio é pensar rápido e repetir as sequências de luzes e sons produzidos pelo Genius. O brinquedo busca estimular a memorização de cores e sons. Com um formato semelhante a um disco voador, possui botões coloridos que emitem sons harmônicos e se iluminam em sequência. Cabe aos jogadores repetirem sem errar as sequências, que vão aumentando o grau de dificuldade a cada rodada.

Aquaplay

Imagine um Mega-Aquaplay de 2 metros de altura? Este é o Aquaplay da Brinquedoteka do Colinas Shopping, jogo cujo objetivo é acertar a bola na cesta de basquete.

Futebol de Pinos

Recorda-se do Futebol de Pinos? Na versão original, era um jogo em que uma tábua de madeira retratava um campo de futebol, com pinos ou pregos que representavam os times adversários. A bola, às vezes, era uma moeda ou um pedaço de papel, caso não houvesse uma bolinha. Para movê-la e fazer com que o jogo acontecesse, os participantes utilizavam os dedos para simular os chutes. O objetivo era marcar o maior número de gols possível.

No Mega-Futebol de Pinos da Brinquedoteka do Colinas Shopping, os jogadores se colocam dentro do campo e usam os pés para lançar uma bola de verdade na direção do gol adversário. O futebol de pino pode ser jogado em duplas, e a partida termina com dois gols ou mais.

Cai-não-Cai

Na Brinquedoteka do Colinas Shopping, o Mega-Cai-Não-Cai tem 2 metros de altura e varetas com 2 metros de comprimento cada. O objetivo do jogo é remover as varetas do cilindro sem derrubar as bolas – e quem derrubar menos bolas ganha! O jogo é composto de um cilindro de acrílico, onde há diversos furos para encaixar as varetas. Por cima das varetas são colocadas as bolas. Os jogadores vão retirando as varetas uma de cada vez, tentando evitar que as bolinhas caiam no fundo do tubo. Quem derrubar uma bolinha fica com ela até o final do jogo.

Pula Pirata

O Pula Pirata é mais um sucesso dos anos 80 que está na Brinquedoteka do Colinas Shopping em versão gigante! O jogador será eliminado se, ao colocar a espada no furo, ocasionar o salto do pirata para fora do barril.

Totem Games

Para os fãs de games, a Brinquedoteka tem um lugar especial com quatro videogames que marcaram época. Entre eles, Atari, Mega Drive, Super Nintendo e Master System, todos prontos para serem jogados em televisores de 32 polegadas. O público poderá se divertir com jogos clássicos como Pac-Man, Sonic e Super Mario Bros.

Serviço:

Brinquedoteka (atração de Férias Colinas Shopping)

Onde: na praça de eventos Colinas Shopping (Avenida São João, 2.200, Jardim das Colinas).

Quando: 10 de janeiro a 10 de fevereiro de 2019. Todos os dias, das 14h às 20h.

Faixa etária: a partir dos 4 anos

Entrada gratuita

Fonte: Cabana Work – Suzane Rodriguez

Taubaté Shopping realiza promoções neste começo de ano

Lojas do centro de compras farão liquidações de queima de estoque com descontos de até 70% para os clientes

Ano novo, vida nova. É nesse espírito que o Taubaté Shopping começa 2019, e para que os clientes também possam aproveitar esse clima de renovação, o empreendimento realiza o tradicional Saldão de Natal durante sete dias para liquidar os estoques.

As promoções terão início nesta segunda-feira (7) e continuarão até domingo (13). As lojas participantes terão adesivos nas vitrines e contarão com descontos de até 70% em seus produtos. “O Taubaté Shopping fará mais uma vez o seu conhecido Saldão visando proporcionar aos consumidores as melhores oportunidades de compra”, afirma o Gerente de Marketing do Taubaté Shopping, Mauro Fontes.

Mais opções para os clientes

Durante a semana do Saldão, os clientes também poderão aproveitar outras atrações no centro de compras, como as férias SuperAr Turma da Mônica, espaço temático inflável com um circuito de obstáculos, e ainda a promoção especial na Moviecom Cinemas, que garante meia entrada para todos os pagantes nas sessões matinais nos fins de semana de janeiro.

Fonte: Communicare – Camila Dezze

Dança das cadeiras

Edição extra

O mercado está tão agitado neste início de ano que o Publicitando solta uma edição extra do Dança das cadeiras em pleno sabadão. Mais gente iniciando estágio, trocando de emprego e começando a vida profissional pós faculdade.

É o caso do publicitário Renato Pena. Ele acaba de assumir o cargo de Marketing e Produção de Conteúdo na Neoplant – Produtos Naturais.

Já a jornalista Mayara Lopes Billa foi contratada como Analista de Marketing e Comunicação Empresarial na Embraer. Ela já tinha atuado como Analista de Comunicação Sênior na SophiA – Softwares para gestão e também como Analista de Marketing do CenterVale Shopping – Ancar Ivanhoe.

E a ainda estudante de relações públicas Karen Rayane é a nova estagiária da Babanellas, loja virtual com confecção própria e especializada em vestidos. Lá a Rayane faz a parte de social media, a comunicação com os clientes e fornecedores e produz os ensaios fotográficos das roupas.

Os ainda estudantes de Relações Públicas, Vitória Coelho, e de publicidade, Rafael Marin, são novos estagiários da TenarisConfab. Ele como estagiário de comunicação interna, e ela de relações com a comunidade.

E o pessoal de relações públicas está mesmo com tudo. Vanessa Martins, aluna de 3° semestre de Relações Públicas é a nova estagiária de comunicação na Novelis. Lá ela cuida da comunicação interna da fábrica.

Via Vale promove Liquidação de Verão com descontos de até 80%

Via Vale promove ‘Liquida Garden Verão’ com descontos de até 80% nas compras

Quem deixou para realizar as compras no início do ano pode aproveitar a tradicional “Liquida Garden Verão”, liquidação realizada pelo Via Vale Garden Shopping com descontos em pelo menos 20 lojas do mall. A Campanha tem início no dia 03 e vai até o dia 06 de janeiro. No mix de variedades estão roupas, acessórios, decoração, joias, alimentação e academia, entre outros produtos com preços atrativos. “A ‘Liquida Garden Verão’ é uma ótima oportunidade de comprar aquele produto tão desejado por um valor mais acessível”, destaca Bruna Marcon, Coordenadora de marketing do Shopping.

A liquidação não tem como foco apenas o público feminino, os homens também têm desconto garantido em bermudas, camisetas, jeans, óculos, perfumes e muito mais. A recém-inaugurada, Simulassão, oferecerá descontos de até 80% em peças selecionadas. Já a Havan, Renner, Ilha do Mel e a Academia Black Fit, estarão com descontos de até 50%. Descontos imperdíveis também na Riachuelo, Loja Benetti, Inovar, Gold Finger, Cenário Kids One Store, Companhia do Churrasco, Miroa, Impera e Constance.

As promoções são válidas para produtos selecionados. A ‘Liquida Garden Verão’ acontece em horário normal de funcionamento do shopping.

Fonte: Marketing Via Vale – Aline Duarte

28% dos internautas utilizam sites de ofertas e descontos

28% dos internautas utilizam sites de ofertas e descontos, aponta pesquisa CNDL/SPC Brasil

Entrada para shows, cinema e teatro são os principais itens adquiridos. Valor médio das compras é de R$ 155. Mais da metade dos consumidores online não usufruiu de todos ou parte dos cupons promocionais adquiridos

Imagem: Pixabay

Os sites e aplicativos de descontos já fazem parte da rotina de compra dos brasileiros. De acordo com pesquisa realizada pelo Serviço de Proteção ao Crédito (SPC Brasil) e pela Confederação Nacional de Dirigentes Lojistas (CNDL), 28% dos consumidores que compraram pela internet no último ano têm o hábito de utilizar sites e aplicativos de descontos. De acordo com o levantamento, entradas para shows, teatro, cinema e casas noturnas (43%) são os itens mais adquiridos. Em seguida, aparecem restaurantes e bares (39%), além dos tratamentos estéticos (26%), delivery (26%) e pacotes de viagens (21%). Em média, o valor das compras realizadas é de R$ 155,14, sendo maior entre os homens (R$ 178,29) e nas classes A e B (R$ 195,64).

De acordo com o estudo, seis em cada dez entrevistados (57%) disseram ter reduzido a quantidade de itens adquiridos nesses sites e aplicativos frente aos anos anteriores, enquanto 20% compraram mais. Embora o levantamento mostre que o volume de aquisições tenha caído, a grande maioria avalia de forma positiva sua experiência de compra: 89% mostram-se satisfeitos com os produtos e serviços adquiridos em sites de ofertas e descontos.

A economista-chefe do SPC Brasil, Marcela Kawauti, alerta para as tentações das ofertas na hora de comprar, que podem comprometer o orçamento. “O brasileiro já se acostumou a procurar por bons descontos na internet, mas é preciso cautela para não exagerar no consumo. Todo cuidado é pouco com as compras por impulso. Vale sempre avaliar se o produto adquirido é algo necessário para depois não ser sequer usado”, observa.

Seis em cada dez consumidores não usufruem de todos ou parte dos descontos promocionais adquiridos nas compras pela internet

A pesquisa também aponta que muitas vezes os consumidores acabam não aproveitando os descontos adquiridos, o que implica em algum tipo de prejuízo. Apenas 43% dos internautas disseram ter usufruído de todos os cupons promocionais adquiridos — o que aumenta para 50% entre as mulheres. Entre os itens que não foram usados estão kits de festa (24%); roupas, calçados e acessórios (23%); cupons para academia (23%) e peças, serviços de manutenção ou lavagem de automóveis (23%). Por lado, 39% não usufruíram de alguns vouchers comprados, enquanto 18% não chegaram a utilizar nenhum deles.

Foto: Pixabay

Dentre os 57% que não utilizaram todos ou parte dos produtos e serviços comprados por meio de sites ou aplicativos de descontos, as principais justificativas são perda do prazo de utilização ou validade do cupom expirado (35%), regulamento e datas pré-definidas não atendiam as necessidades do consumidor (23%) e problemas de acesso ao local do serviço, que se encontra longe da residência ou trabalho (21%).

Metodologia

A pesquisa ouviu 815 internautas das 27 capitais que realizaram compras pela internet no último ano. A margem de erro é de 3,43 pontos a uma margem de confiança de 95%. Baixe a íntegra da pesquisa aqui.