Coluna “Discutindo a relação…”

Desunião, desinteresse , cada um por si ou tudo isso junto e mais algumas coisas?

Josué coluna correto

Esta semana foi marcada pelo comunicado de Armindo Ferreira, sócio da Cruz&Ferreira de que o evento Comunicavale não será realizado em 2015. Armindo também reformulou o Portal Comunicavale e o transformou em um blog. Uma clara redução da proposta anterior: ser um grande portal da comunicação regional.

Também esta semana um post no Facebbok (por parte de Adriano Oliveira) suscitou uma série de comentários sobre o mercado regional, sobre a desejada volta do CCVP e da ausência de um órgão associativo da propaganda no Vale do Paraíba. Falou-se do “fracasso” da APP Vale e da derrocada da Revista e do Prêmio Lettering.

Houve e há críticas ao momento atual do mercado publicitário regional marcado por uma sensação de desunião, de falta de iniciativas em prol do mercado e de desinteresse em buscar melhorias para todos.

Sou um dos que defende a APPVale forte e cumprindo seu papel de agregadora e fomentadora do mercado publicitário. Assim como defendi a APROVA desde a ideia, constituição e atuação. A APROVA, após um tempo de atuação, passou a ser muito criticada. Houve dificuldades, poucas filiações e a associação acabou findando. Defendo a criação de um Clube de Criação, defendo os encontros para bater papo e tomar cerveja, defendo eventos (palestras, seminários, cursos, painéis, treinamentos etc), defendo, enfim, qualquer iniciativa que busque valorizar, ampliar e qualificar o mercado de comunicação do Vale do Paraíba.

Confesso que não sei apontar os motivos, mas concordo que atualmente pouco ou nada se faz pelo mercado como um todo. Voltando ao Comunicavale. Estive na última edição e pude atestar a baixa participação de agências, profissionais e estudantes. E não pude deixar de me perguntar o que gera tão baixo interesse.Um milhão de coisas passaram pela minha cabeça, mas fica difícil, por exemplo, apontar cinco fatores determinantes.

Será que com a melhoria da economia e melhor estruturação das agências (muitas delas novas) a partir do início dos 2000 cada qual resolveu cuidar da sua própria vida, pois, afinal, tudo ia muito bem? Será que as novas gerações de empresários de propaganda e de profissionais têm uma certa prepotência e arrogância e se acham prontos, sem necessidade de aprimoramento e busca pelo trabalho comum em favor do mercado? Será que há absoluta descrença em associações e órgãos de classe e que tal tipo de organização passa uma ideia errada de “panela”,”clube de amigos” e gera desinteresse e desconfiança? Será que prevalece o dito popular de que “santo de casa não faz milagre” e que tudo de bom está no mercado de São Paulo?

São muitas perguntas e poucas respostas efetivas.

O fato é que maioria prefere cruzar os braços esperar. E isso sim parece cristalino: o brasileiro (embora seja contrário a generalizações) tem a triste mania de imaginar e acreditar que alguém tem que fazer e fará algo por ele.

As novas gerações adoram tecer críticas fortes, agressivas e irônicas nas mídias sociais. Os que são funcionários, ao que parece, acreditam que basta criticar os patrões e pronto. Tudo está errado no mercado por que os donos de agências são gananciosos e só pensam em seu lucro. Mas participar que é bom…

Não há mudança de fato sem participação, engajamento e associação. Esperar para ver se A APROVA, a APP Vale, a Lettering, o CCVP, o Comunicavale vai dar certo para depois “entrar” não ajudará em nada. É preciso “entrar” desde antes. Comprar a ideia no nascedouro. Apostar pra valer. Só assim poderemos reverter os erros e melhorar o mercado para todos.

É necessário e urgente diminuir o ‘Eu” e ampliar o “Nós”.

Esse blog continuará firme em sua modesta contribuição ao mercado. E apoiará e participará de iniciativas sérias, honestas e éticas em prol do mercado de propaganda e comunicação do Vale do Paraíba.

Não podemos nos abster, não podemos nos afastar e, acima de tudo, não podemos desistir!

3 pensou em “Coluna “Discutindo a relação…”

  1. entendo, fiz parte de varios processos, e adorei ler este texto, meu querido parceiro de longa data…nao tem essa de culpar alguem, temos que fazer e nos reinventar, neh!?…virei ate conteudo com meu repertorio de formaçao academica…rss…valeu!

  2. Pingback: Ecos na caverna - Blog do Armindo

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *