De novo a que mais cresceu

A internet continua a tomar terreno rapidamente no mercado publicitário. Depois de ter ultrapassado o rádio e assumido o quarto lugar como veículo mais procurado por anunciantes, a mídia foi mais uma vez a que mais cresceu no Brasil.
De acordo com o Projeto Inter-Meios, realizado pelo Grupo Meio&Mensagem em parceria com a consultoria PriceWaterhouseCoopers, a web registrou alta de 28% em 2010 ante 2009, atingindo faturamento bruto de R$ 1,22 bilhão.
Em termos de investimento, a internet fica atrás apenas da TV aberta (R$ 16,5 bilhões), jornal (R$ 3,24 bilhões) e revista (R$ 1,97 bilhão). Depois dela vem rádio (R$ 1,1 bilhão) e TV paga (R$ 1 bilhão). Quando levado em conta o crescimento, a web bateu TV paga (22,9%), aberta (21,6), revista (14,9%), rádio (10,9%) e jornal (3,4%).
O meio que mais concentra publicidade continua sendo a TV aberta, na qual estão 62,9% dos anúncios. O jornal vem em seguida com 12,4%, antes de revista (7,5%), internet (4,6%), rádio (4,2%), TV paga (3,9%) e os “outros” (4,6%) – que compreende mídia exterior, mobile etc.
No total, o mercado movimentou R$ 35,96 bilhões em 2010, o que representa alta de 17,7% em relação ao ano anterior. Quando descontada a inflação medida pelo IPCA, o crescimento foi de 12%. Do valor, R$ 29,1 bilhões vêm da aquisição de espaço em veículos de comunicação.
As informações são da Folha de S.Paulo
Redação Adnews

Mais uma vez, internet é a que mais cresce

A internet continua a tomar terreno rapidamente no mercado publicitário. Depois de ter ultrapassado o rádio e assumido o quarto lugar como veículo mais procurado por anunciantes, a mídia foi mais uma vez a que mais cresceu no Brasil.

internet

De acordo com o Projeto Inter-Meios, realizado pelo Grupo Meio&Mensagem em parceria com a consultoria PriceWaterhouseCoopers, a web registrou alta de 28% em 2010 ante 2009, atingindo faturamento bruto de R$ 1,22 bilhão.

Em termos de investimento, a internet fica atrás apenas da TV aberta (R$ 16,5 bilhões), jornal (R$ 3,24 bilhões) e revista (R$ 1,97 bilhão). Depois dela vem rádio (R$ 1,1 bilhão) e TV paga (R$ 1 bilhão). Quando levado em conta o crescimento, a web bateu TV paga (22,9%), aberta (21,6), revista (14,9%), rádio (10,9%) e jornal (3,4%).

O meio que mais concentra publicidade continua sendo a TV aberta, na qual estão 62,9% dos anúncios. O jornal vem em seguida com 12,4%, antes de revista (7,5%), internet (4,6%), rádio (4,2%), TV paga (3,9%) e os “outros” (4,6%) – que compreende mídia exterior, mobile etc.

No total, o mercado movimentou R$ 35,96 bilhões em 2010, o que representa alta de 17,7% em relação ao ano anterior. Quando descontada a inflação medida pelo IPCA, o crescimento foi de 12%. Do valor, R$ 29,1 bilhões vêm da aquisição de espaço em veículos de comunicação.

As informações são da Folha de S.Paulo

Redação Adnews

1 pensou em “De novo a que mais cresceu

  1. Pingback: De novo a que mais cresceu – Vale Publicitando – Josué Brazil | Telecomunicações no Brasil

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *