Estadão coloca no ar novo site do Link

Evento que debateu startups marcou lançamento oficial da nova versão do site com visual reformulado e organização reformulada

unnamed (6)

Entrou no ar segunda-feira (9), a nova versão do site do Link, editoria de tecnologia do Estadão. A página foi totalmente remodelada, tanto no design como na organização de conteúdo. Para marcar essa mudança, a nova versão foi apresentada em evento em São Paulo que reuniu jornalistas, representantes de empresas, startups e leitores e que também discutiu o momento atual e o futuro das startups financeiras.

Após processo intenso de debate de ideias que envolveu diversas áreas do jornal, o novo site traz uma experiência agradável de leitura, tanto na web como em dispositivos móveis. Segundo Luis Fernando Bovo, editor executivo de Conteúdos Digitais do Estadão, o site foi reformulado para se adaptar às mudanças de consumo de conteúdo já que, atualmente, a maior parte da audiência chega por dispositivos móveis. “Os produtos digitais têm de estar preparados para esse público que hoje se informa mais em smartphones”, explica. Além disso, a atualização resolveu limitações do antigo site com relação à apresentação de conteúdos e às possibilidades comerciais.

O design das páginas ganhou ar minimalista e moderno, com destaque para as notícias e reportagens mais relevantes. “Em tempos de fragmentação do conteúdo e da avalanche de notícias, oferecer edição com destaque para o que realmente importa e curadoria qualificada contam muitíssimo”, diz Bovo. A página também ganhou mais flexibilidade para se ajustar a coberturas especiais de eventos do setor.

Todo o conteúdo agora está organizado em cinco subeditorias: Inovação, Cultura Digital, Gadgets, Empresas e Games. Elas refletem as cinco áreas em que o Link vai focar a sua cobertura nos próximos anos, produzindo conteúdos mais aprofundados e analíticos, seguindo os pilares editoriais do Estadão. As notícias e reportagens agora serão enriquecidas com recursos multimídia, como galerias de imagens, listas e vídeos produzidos pela TV Estadão.

Outra aposta do novo Link será a produção de mais conteúdo audiovisual. Uma área foi criada para exibir vídeos de análises de produtos, dicas de aplicativos, entrevistas e conversas sobre tendências do mundo digital. A seção Link Lab, dedicada a testes de smartphones, tablets e computadores, também será expandida para incluir avaliações dos principais games que chegam ao mercado.

Ao acessar o site, o internauta também poderá sentir a “temperatura” do noticiário de tecnologia naquele momento. Agora é possível acompanhar na página principal as últimas publicações do Link em redes sociais como o Twitter, Facebook e Instagram a partir de um mural com as imagens compartilhadas. Além disso, as reportagens mais acessadas são destacadas em uma lista na página inicial do site.

Blogs – O time de blogueiros ganhou alguns reforços com a chegada da nova versão do site. Um dos destaques é o blog “Seu bolso na era digital”, do especialista em startups de serviços financeiros (fintechs) Guilherme Horn. Com 20 anos na área, Horn já costumava publicar textos sobre o tema para leitores familiarizados com o setor. Agora, o desafio é levar essas discussões para os leitores em geral. “Muitas pessoas estão ouvindo falar de fintechs, mas ainda têm muitas dúvidas se é seguro usar serviços de uma startup”, diz Horn. No blog, ele apresenta as inovações em serviços financeiros no Brasil e no exterior e mostra como elas impactam no dia a dia das pessoas.

Outro destaque é o blog “Faça você mesma”, escrito por Ana Paula Lima, Carine Roos e Vanessa Guedes, do coletivo MariaLab, que destaca trabalhos nas áreas de ciência e tecnologia – nas quais a presença masculina é predominante – desenvolvidos por mulheres. O blog também abordará assuntos como diversidade de gênero e a presença feminina no setor.

“O Link tem um tipo de cobertura, que não é encontrada em muitos lugares”, diz o presidente do Núcleo de Informações e Coordenação do Ponto BR (NIC.br) e colunista do Link, Demi Getschko. “Não se trata apenas de mostrar as novidades tecnológicas, mas dizer como elas impactam na sociedade e na internet como um todo.”

Um dos pioneiros da internet no Brasil, há dois anos Getschko publica uma coluna quinzenal no site. “Minha ideia quando escrevo é dar uma visão de longa distância do cenário como um todo e não me focar em pontos específicos da tecnologia atual” diz.

Macro – “O novo Link segue um padrão de qualidade que vem desde o relançamento do site do Estadão, em maio de 2014”, diz o editor de conteúdos digitais. Desde então, o Estadão lançou, em maio de 2015, seu novo site para aparelhos móveis e a nova versão do caderno Viagem, no final de abril. Outra novidade foi o lançamento, no começo de abril, do E+, portal voltado à cultura pop e entretenimento.

Fonte: Lucia Faria Comunicação Corporativa – Marco Barone

Share and Enjoy !

0Shares
0 0

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *