Smart Offices: o trabalho mudou!

Smart Offices e a transformação da cultura de trabalho

por Renato Batista, CEO da NetGlobe

Desde a primeira metade do século XX que se discute a importância e o impacto dos espaços de trabalho no bem-estar e na produtividade dos trabalhadores. A célebre frase de Winston Churchill “We shape our buildings; thereafter they shape us” não se refere exatamente à vida nos escritórios, mas ajuda a definir a importância de se criar um ambiente de trabalho que propicie o conforto e o bem-estar, gerando o aumento da produtividade. Nós moldamos os espaços e eles, em seguida, moldam a nós mesmos.

Renato Batista

Outro agente transformador da vida humana, inclusive no âmbito do trabalho, é a tecnologia. Algumas das maiores empresas do mundo, como Facebook, Google e Yahoo recentemente apostaram em espaços de trabalho que estimulam encontros casuais e o convívio entre profissionais de diversas áreas, para que novas ideias floresçam de modo natural. Então, esse modelo passou a ser replicado no mundo todo. Porém, o design do espaço de trabalho apenas se tornará completo se contemplar as novas tecnologias de comunicação e colaboração digital.

Soluções integradas de gerenciamento de salas de reunião, por exemplo, trarão mais assertividade no uso dos espaços dentro de um escritório, diminuindo o tempo ocioso, tanto das salas quanto dos profissionais que esperam para utiliza-las. Ferramentas de videocolaboração encurtam distâncias, favorecendo as interações e trocas de experiências entre funcionários, o que, comprovadamente, auxilia no aumento de produtividade dentro de uma empresa. Investir na infraestrutura de um escritório, trazendo tecnologia de ponta para sistemas de som, projetores sem fio e serviços de conectividade, dão retorno garantido.

Além de atuar como agente facilitadora do dia a dia de trabalho, a tecnologia é quem vai fornecer dados concretos da efetividade do investimento em espaços de trabalho mais abertos e colaborativos. Sem ela, tudo pode não passar de provas de conceito. Em um mundo cada vez mais competitivo, o espaço para tentativa e erro é menor. Portanto, sairão na frente as empresas que pensarem seus escritórios e demais locais de trabalho como verdadeiros Smart Offices, combinando as inteligências da arquitetura e da tecnologia.

Fonte: About Com -Danilo Fernandez

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *