ACIT contempla região da Independência

Palestra Itinerante ACIT contempla região da Independência

Sempre atenta ao desenvolvimento da cidade de forma homogênea, por meio do comércio e prestação de serviços, a Associação Comercial e Industrial de Taubaté (ACIT) leva para a região da Independência e adjacências o projeto Palestra Itinerante.

O evento acontece na próxima quinta-feira, dia 27 de julho, das 18h30 às 21h, no auditório do SENAI e vai trazer o tema “Cliente moderno atendido a moda antiga”. A palestra será ministrada por Daniela Ribeiro, que irá abordar sobre as diversas maneiras de atendimento e atenção ao cliente.

Com cunho social, a entrada é mediante a doação de 1 produto de limpeza em prol da Casa São Francisco de Idosos de Taubaté. As vagas são limitadas e para participar é preciso confirmar presença pelos telefones (12) 2125-8210, whatsapp (12) 99189-7964 ou ainda pelo email: cursos.acit@taubate.com.br.

A Palestra Itinerante ACIT tem patrocínio da Fábrica de Bolos Vó Alzira e apoio do SENAI de Taubaté.

Esse evento visa aumentar a abrangência dos serviços e atender o público de diferentes regiões de Taubaté, por meio de eventos nos variados bairros da cidade, levando capacitação e informação aos comerciantes de todas as regiões, com assuntos inerentes às realidades de cada parte da cidade.

Serviço
Palestra Itinerante ACIT
Data: 27 de julho – quinta-feira
Horário: das 18h30 às 21h
Local: SENAI Taubaté
Endereço: Av. Independência, 846 – Independência
Horário: 18h30 às 21h
Entrada mediante doação de um produto de limpeza.

Fonte: Acontece Comunicação e Eventos

Comunicação e novas tecnologias são decisivos para a hotelaria

Comunicação mais moderna e implementação de novas tecnologias é chave para o setor hoteleiro, segundo levantamento da Avaya

1ª Pesquisa da Indústria Hoteleira aponta a comunicação, o serviço, a fidelização e a satisfação do cliente como pontos mais sensíveis do setor

Hoje, cerca de 95% dos hóspedes insatisfeitos com o atendimento e com o serviço não reclamam, mas 91% deles simplesmente irão embora e não voltarão mais ao mesmo estabelecimento. Para entender o panorama do setor e identificar como é possível oferecer uma experiência mais satisfatória para o cliente, a Avaya realizou a 1ª Pesquisa da Indústria Hoteleira, que entrevistou 72 marcas globais de hotéis para identificar quais são as falhas, tendências de mercado e oportunidades de melhoria para o setor.

Uma experiência melhorada aumenta as chances de que o cliente volte a se hospedar no mesmo local. De acordo com o levantamento, para 62% dos participantes a qualidade da experiência do hóspede em suas instalações seria melhorada de forma significativa por meio do aperfeiçoamento dos serviços de quarto oferecidos e também os serviços nas instalações do hotel.

O telefone instalado no quarto é visto por 68% dos respondentes como um item que pode colaborar nesse sentido, se oferecer novas tecnologias, funcionando como mais do que um dispositivo de voz comum. Os aplicativos também são apontados como uma opção. Uma vez que os hóspedes estão de passagem durante sua estadia, 48% dos participantes reconheceram que os aplicativos oferecem as oportunidades mais atraentes para melhoria do serviço de qualquer tecnologia. Na verdade, 81% dos participantes estão planejando criar aplicativos de alto desempenho nos próximos anos.

O atendimento prestado ao cliente também é um ponto sensível. Um cliente tem 4 vezes mais chance de optar pela concorrência em uma nova estadia se tiver problemas com serviço, do que com questões relacionadas a preço e produto. Para oferecer um serviço melhor, é necessário empoderar as equipes e melhorar a comunicação com os hóspedes. Cerca de 60% dos participantes da pesquisa afirmaram que a incapacidade de sua equipe para se comunicar de forma efetiva com os hóspedes é um fator importante na depreciação da experiência do hóspede em suas instalações.

Muitas das empresas participantes afirmaram enxergar oportunidades significativas em se beneficiar da comunicação em múltiplos canais mobile, tanto para os hóspedes, quanto para a equipe. Mas, hoje, a utilização de canais diferenciados é muito baixa – cerca de 50% usam chat e 11% usam vídeo.

Além disso, a experiência do cliente se inicia antes da chegada dele ao hotel. As experiências ruins na hora do agendamento têm sido um ponto decisivo para a redução de receita e de market share, pois os clientes acabam optando? por Agências de Turismo Online. Isso fica claro quando 33% dos entrevistados afirmam que não atualizam seus sistemas há mais de 5 anos e apenas 50% deles admitem comunicação com os clientes fora dos já tradicionais telefone e email.

Com a satisfação elevada resultando em reservas futuras do cliente e com maior eficiência na economia de gastos por parte do hotel, os provedores de hotelaria são fortes candidatos a terem um retorno de investimento mais rápido e um baixo custo total de manutenção para seus investimentos.

“A experiência do hóspede é mais importante que o preço quando se trata de conquistar os clientes e suas recomendações. A grande questão é: como podemos melhorar a experiência do cliente com um custo razoável, quando quase tudo relacionado à hotelaria demanda um alto capital e despesas operacionais? Com a Avaya, nossos clientes na indústria hoteleira estão descobrindo novas maneiras de fidelizar os clientes, criando facilidades e satisfação que são garantia de reservas esgotadas”, afirma Frederick Sabty, vice-presidente da divisão global de Hotelaria da Avaya.

Sobre a Avaya

A Avaya facilita o funcionamento em tempo real da operação das aplicações de comunicação mais importantes do mundo. Como líder global no fornecimento de melhores experiências de comunicações, a Avaya disponibiliza o mais completo portfólio de software e serviços para contact center e comunicações unificadas, com Networking integrada e segura, seja nas instalações da empresa, na nuvem ou em modelo híbrido. O mundo digital de hoje exige mais habilidades em comunicações e nenhuma outra empresa está melhor posicionada para fazer isso do que a Avaya. Para mais informações, visite www.avaya.com/br.

Fonte:RMA Comunicação – Fernanda Kluppel

Curso mostra como encantar o cliente

Aprenda sobre a Arte de Encantar o Cliente no Senac Guaratinguetá

A Arte de Encantar o Cliente
Aborda e ensina técnicas e ações que contribuam para a criação de vínculos de fidelidade e lealdade entre clientes, marcas e empresas, valorizando o relacionamento e superando expectativas.

Data: 13/5 a 27/5
Horário: 14h às 17h, sábado.

Serviço:
Local: Senac Guaratinguetá
Endereço: Avenida Doutor João Baptista Rangel de Camargo, nº 50, Centro
Informações e inscrições: (12) 2131-6300 ou www.sp.senac.br/guaratingueta

Fonte: KMS Comunicação – Thaís Mazini – Natalee Neco

Coluna {De dentro pra fora}

O que aprendi com a crise

Vitor 2016

Em tempos de vacas magras, a verba de comunicação é uma das primeiras a ser cortada, certo? Errado. E, se é assim, a culpa é toda nossa. Reflita aí: como estamos acompanhando e entregando os resultados de ~comunicação~?

Mês passado, estava num dos principais congressos de Comunicação Interna do Brasil e achei muito curioso a abordagem que os temas foram ganhando. Meu Diretor de Estratégia fez um comentário que resume tudo: “discutimos muito menos sobre comunicação e muito mais sobre engajamento, transparência, reputação, gestão, liderança, temas fundamentais para a recuperação das organizações e das atribuições que envolvem os comunicadores” – José Luis Ovando/Supera Comunicação.
Esse é um dos primeiros pontos. Entender como a comunicação afeta outros temas dentro das organizações e, mais que isso, como ela pode colaborar para outros índices importantes.

E o segundo é como estamos mensurando tudo isso. Não estamos? Então, precisamos falar sobre isso. Nesse cenário instável, mensurar é ainda mais importante. (Aliás, sempre foi, né?).

credit-squeeze-522549_640

A Ligia Vannucci (Corporate Communications Manager da Braskem) também disse uma frase que parece simples, mas me deixou pensando por horas: “não existe área de comunicação sem números”. Sabe aquela história de que somos de humanas? Esquece. Precisamos encarar os números e trazê-los para a nossa realidade. Mais que isso, precisamos obter esses números, aprender a analisá-los e usá-los para decisões mais certeiras.

E, quando a gente fala em mensuração, ela vai desde indicadores básicos até os mais complexos. Se você ainda não faz nenhum, comece pelos básicos e vá aprimorando suas mensurações. Você pode começar analisando quais assuntos seus canais de comunicação interna mais abordam, quais assuntos têm mais audiência pelo seu público. Depois, analisar se esses assuntos são os temas mais relevantes para a sua empresa nesse momento. Lá na frente, você pode aprimorar essa análise e mensurar se os colaboradores realmente entenderam as mensagens. Mensurar é um pouco complexo, então chame uma agência que domina o assunto para ajudá-lo. O que não dá pra fazer mais é esperar. Se queremos mais verba, se buscamos reconhecimento, se acreditamos na comunicação como uma ferramenta de desenvolvimento das organizações, precisamos comprovar com dados.

Cursos livres no Senac Guará

Capacite-se no Senac Guaratinguetá

A unidade oferta cursos livres em áreas interessantes para comunicação e marketing. Confira:

unnamed

Introdução à Fotografia Digital
Prepara o aluno para dominar o correto manuseio de câmeras digitais amadoras com agilidade e segurança, lidar com o equipamento e seus dispositivos para fotografar ambientes, paisagens, pessoas e objetos.
Data: 4/07 a 18/07
Horário: 13 às 17 horas, segunda, quarta e sexta-feira

Excel 2013 – Avançado
Capacitar o aluno a criar planilhas, partindo da análise de necessidades específicas, buscando otimizar importação e consultas à base de dados, e elaboração de relatórios, visando agilizar os processos de trabalho.
Data: 4/07 a 27/07
Horário: 18 às 22 horas, segunda, quarta e sexta-feira

A Arte de Encantar o Cliente
Aborda e ensina técnicas e ações que contribuam para a criação de vínculos de fidelidade e lealdade entre clientes, marcas e empresas, valorizando o relacionamento e superando expectativas.
Data: 4/07 a 6/07
Horário: 8 às 12 horas, segunda e quarta-feira

Serviço:
Local: Senac Guaratinguetá
Endereço: Avenida Doutor João Baptista Rangel de Camargo, nº 50, Centro
Informações e inscrições: (12) 2131-6300 ou www.sp.senac.br/guaratingueta

Fonte:

A todo vapor

Mais uma conta

Os negócios estão a todo vapor na Liberta. A agência sediada em Guará acaba de anunciar oficialmente seu mais novo cliente, a Forma Urbana.

10294298_1054479997942665_644639692086038938_n

Há anos no mercado das grandes marcas, Fabio Krumenauer traz para Guaratinguetá a Forma Urbana, uma loja nova e que conta com grandes marcas do mundo da moda.

A partir da segunda quinzena de abril, o consumidor encontrará na Forma marcas como Calvin Klein, Tommy Hilfiger, Levi’s, TNG e Reserva.

A loja está sendo instalada no Buriti Shopping Guará.

Mais uma conta no portfólio

Com apetite

A agência novata na região, Liberta, acaba de anunciar a conquista de mais uma conta. A agência é bastante recente e vem conquistando clientes em sequência.

Desta vez a nova conta é o tradicionalíssimo Colégio Albert Einstein, de Guará.

Fundado em 1995, o Albert Einstein é referência em ensino na região de Guaratinguetá/SP.

Ao longo de 20 anos de história, sob administração da família Guedes, fez parte da história de milhares de pessoas, marcando épocas e colaborando, acima de tudo, para a formação de grandes seres humanos.

11179969_994038300653502_8060665017377775198_n

Mais uma conta no portfólio

Liberta tem cliente novo

A Liberta anunciou a conquista de um  novo cliente.

O tradicionalíssimo restaurante Sabor & Fé, da cidade de Aparecida/SP.

O restaurante foi criado há quase 30 anos pela família Guerra, que deixou o Rio Grande do Sul para comandar o Sabor & Fé e se tornar referência em comida boa e bom atendimento.

libertarest

Coluna “Discutindo a relação…”

Não há motivo para fazer igual

Josué coluna correto

Por uma série de motivos diferentes, nas últimas semanas, tive a oportunidade de conversar pessoalmente com alguns proprietários de agências de propaganda (?). As conversas foram ótimas e bastante produtivas. Adoro falar sobre o negócio da propaganda (?) como um todo, principalmente com lideranças inteligentes.

Ouvi coisas interessantíssimas nestas conversas. principalmente em relação ao modo de atuar de algumas empresas. Ouvi muito da busca de um novo modelo de atuação para as empresas que lidam com comunicação e todos os seus (muitos) desdobramentos e novas possibilidades.

banner-estrutura

Ouvi destas empresas com quem conversei novidades quanto ao modo de lidar com clientes, indo muito além da propaganda – por isso as interrogações entre parenteses no primeiro parágrafo – e do mero fornecimento de peças de comunicação. Ouvi que eles buscam novos tipos de clientes, novas maneiras de se remunerar e novas maneiras – o mais importante, creio – de serem percebidos e entendidos pelos clientes.

Sim, ouvi coisas animadoras. Trabalhar por projetos e não por fee, cobrar como consultoria, assessorar na gestão das empresas clientes, praticamente banir a remuneração por comissionamento e o modelo cristalizado muitas vezes imposto pela mídia tradicional. Trabalhar com equipes pequenas e com muitos trabalhos feitos por gente criativa de diferentes áreas e atuando independentes da agência, trabalhar com co-criação.

16414013-resumo-da-nuvem-da-palavra-para-a-mídia-de-massa,-com-tags-e-termos-relacionados

Aliás, com todo respeito que eles merecem e devem ter, ouvi críticas (coma as quais concordo) sobre o modo de atuação das áreas comerciais das mídias de massa. Uma das principais é a de que eles não querem que nada mude no que se refere à relação cliente-agência-veículo, mas sem levar em conta que quem realmente mudou foram as pessoas e o modo como elas consomem comunicação e informação e, por consequência, marcas, produtos e serviços. Então não dá pra ficar no velho modelão. E muitas (agências) reclamam de uma pressão exagerada e desnecessária de alguns veículos sobre elas.

Deu para perceber que uma nova leva de agências de propaganda/comunicação, ou seja lá qual for o nome que possamos lhes dar, não vê mais no tradicional modelo de atuação o grande sonho a ser perseguido. Muitos recusam o modelo das grandes agências tradicionais. E buscam novos. E implantam novos.

chain-297842_1280

Cannes terminou recentemente e trouxe, mais uma vez, muitos questionamentos sobre a atuação da indústria de propaganda. Há muitos modelos de negócios fora do tradicional, do modelão. Em uma entrevista recente da ProXXIma com Nick Law, o lider criativo global da R/GA – uma das agências internacionais mais fora da curva que conheço – afirmou: “Sempre haverá espaço para certo tipo de propaganda, mas isso vai encolher. Em último caso, alguns formatos deixarão de existir. Aliás, é possível que nós, como indústria, encolhamos ao fazer essa transição.”

Tal afirmação parece assustadora, principalmente para nós brasileiros em função da crise econômica, mas ao mesmo tempo dá claros sinais de que as coisas já estão diferentes. E devem estar mesmo. E precisam ser encaradas com novas abordagens.

O questionamento que deve prevalecer agora não é o de por que fazer diferente, mas sim se há motivos suficientes para continuar fazendo o igual, continuar repetindo o modelão.

Pensemos, pois!