NB Press abre vagas

A NB Press, agência de assessoria de imprensa, conteúdo e redes sociais, anuncia abertura de três vagas. Abaixo a descrição:

Assessor (a) de imprensa: o candidato (a) deve ter pelo menos dois anos de formação em Jornalismo ou Relações Públicas, precisa ter conhecimentos para desenvolver planejamentos com foco estratégico, pautas com a imprensa, relacionamento com a mídia, experiência com acompanhamento de entrevistas presenciais, por e-mail e telefone, produção de press releases, reuniões presenciais, cobertura de eventos e follow up ativo.

Analista de relacionamento com a imprensa: ter ao menos dois anos de formação em Jornalismo ou Relações Públicas, além de experiência em startups, fintechs, e-commerce, varejo e consumo. O profissional será responsável por lidar diretamente com a mídia (follow up ativo), para vender pautas dos clientes da agência, redigir sugestões de pauta e press releases, além de acompanhar entrevistas, eventos, reuniões presenciais, entre outros.

Designer: ter ao menos 2 anos de experiência com todas as mídias sociais, ter criatividade para produzir peças digitais, elaborar campanhas com foco em conversão e experiência do cliente e diagramar materiais educativos como infográficos. O profissional será responsável por criar materiais alinhados com os objetivos de negócio do cliente.

É necessário ter proatividade, espírito de trabalho em equipe, senso de urgência, ser dinâmico, estar disponível para viagens e trabalhos esporádicos aos fins de semana.

A vaga é home office no horário das 10h às 19h, e para a vaga de estágio o período é de 6h. Os interessados devem enviar e-mail para vagas@nbpress.com, contendo informações sobre a pretensão salarial. No assunto do e-mail colocar o cargo ao qual está se candidatando. A empresa oferece bonificação variável por pauta conquistada, além do salário. Só serão aceitos CVs contendo essas informações, especialmente, pretensão salarial.

Share and Enjoy !

0Shares
0 0

Vaga de estágio em redes sociais

Vaga aberta de estágio em Redes Sociais

A PSPonto está buscando um estagiário para cuidar de social media.

Esta vaga é para quem é apaixonado por redes sociais e sempre atento às tendências do mundo online.

Os currículos estão sendo recebidos por email: pspontocomunicacao@gmail.com

Share and Enjoy !

0Shares
0 0

Dança das cadeiras

Final de fevereiro tem novas movimentações

O início de fevereiro foi bem agitado no mercado. Mas o finalzinho do mês não deixou por menos. Confira algumas das movimentações de nosso mercado de comunicação e marketing!

A jovem Relações Públicas Mirela Moreira acabou de assumir o posto de Assistente de Marketing Jr. no Shopping Pátio Pinda.

E a também Relações Públicas Hellen Melo acaba de assumir a posição de Assistente de Comunicação Interna na General Motors.

Share and Enjoy !

0Shares
0 0

“Como prospectar sem perturbar?”

APP Brasil realiza mais uma edição do curso

Quer aprender como desenvolver uma estratégia de prospecção para sua agência diante dos novos desafios do mercado?

A APP Brasil realiza mais uma edição do curso “Como prospectar sem perturbar?”, com conceitos e ferramentas práticas, desenvolvidas a partir de uma sólida experiência profissional de captação de novos negócios para o mercado publicitário.

Nosso primeiro lote com valor promocional encerra na sexta-feira, dia 26.

Faça sua inscrição agora mesmo

Vagas limitadas!

Share and Enjoy !

0Shares
0 0

‘4 Dias de Loucura’ acontece no Taubaté Shopping a partir desta quinta-feira (25)

A tradicional campanha terá descontos de até 70% para os clientes

A partir desta quinta-feira (25), acontece uma das campanhas mais esperadas pelos clientes: os ‘4 Dias de Loucura’ do Taubaté Shopping. A liquidação dos estoques de verão vai garantir aos clientes do centro de compras descontos de até 70% em diversos produtos.

“A promoção promete trazer uma grande variedade aos consumidores e é mais uma excelente oportunidade de compra”, comenta Rebeca Lazarini, Coordenadora de Marketing do Taubaté Shopping. A loja de calçados Arezzo é uma das participantes e traz descontos progressivos: 50% de desconto na compra de um par de sapatos e 60% de desconto acima de dois pares. Bolsas selecionadas também estarão com 50% de desconto. Todas as peças da promoção podem ser conferidas na loja, pelas redes sociais ou WhatsApp da Arezzo: 12 99139-0164.

Outra operação que separou várias peças para a campanha é a Seven Men, especializada em moda masculina. As camisas polo selecionadas estão com 20% de desconto e as calças da loja ganharam descontos progressivos: uma peça por R$129,90, duas por R$109,90 cada e três por R$99,90 cada. Além dessas opções, os clientes que comprarem três produtos das marcas Acostamento ou Opera Rock ganhará um brinde especial. Informações sobre os produtos e valores podem ser solicitados presencialmente ou pelo WhatsApp da loja: 12 99215-1611.

Os corredores e as operações do centro de compras estarão identificados com decoração especial da ação e as ofertas de todas as lojas podem ser conferidas até domingo (28), das 14h às 20h.

Serviço:
Campanha “4 Dias de Loucura”
Data: De quinta-feira (25) a domingo (28)
Horário: das 12h às 20h

Fonte: Communicare – Camila Dezze

Share and Enjoy !

0Shares
0 0

Vitrines do Colinas Shopping destacam produtos de Páscoa

Lojas de chocolates e brinquedos já apostam na data para aquecer as vendas

A Páscoa é um dos feriados mais celebrados pelas famílias brasileiras. Repleta de tradições, a data reúne muitas opções de chocolates e também itens de decoração e brinquedos que remetem à época. No Colinas Shopping, em São José dos Campos, ainda em fevereiro alguns lojistas já entraram em contagem regressiva para a Páscoa, com o objetivo de aquecer as vendas.

Vitrine Cacau Show

A Kopenhagen já recebeu os lançamentos da marca, que vão de ovos tradicionais como o “ao leite” a criações especiais, como o “black and white com macadâmia caramelizada” ou “ovo amargo com laranja cristalizada e amêndoas”.

Outra loja que já recebeu as novidades da Páscoa 2021 no Colinas Shopping é a Cacau Show. Entre as apostas da marca está o ovo de chocolate recheado com mil folhas sabor doce de leite.

Por falar em doce de leite, a Havanna também reúne delícias de Páscoa, assim como o Bona Petit e a Torteria Haguanaboka. As Lojas Americanas Express e o supermercado Pão de Açúcar já estão repletos de opções de ovos de Páscoa pelos corredores.

Ovos na Americanas Colinas

Para quem deseja ir além do tradicional chocolate, há presentes que prometem agradar, principalmente, as crianças. Na Ri Happy, coelhos de pelúcia e ovos de brinquedos estão entre as sugestões da loja. Na Livraria Leitura, obras que contam histórias de coelhos prometem divertir, e a Puket oferece acessórios e itens de moda temáticos.

 

Para a decoração da casa ou do almoço de Páscoa, e até mesmo itens para facilitar os preparativos da data, lojas como Preçolandia e Multicoisas têm produtos diversos para casa.

O Colinas Shopping abre todos os dias, das 12h às 20h. Os clientes também podem conferir o guia de lojas e a vitrine virtual pelo site: colinasshopping.com.br.

Fonte: Cabana Press – Suzane Rodrigues Ferreira

Share and Enjoy !

0Shares
0 0

Agilidade e conveniência do áudio explicam sucesso do Clubhouse

Nova rede social utiliza a voz, meio de interação entre pessoas e equipamentos em ascensão no mundo todo. Apesar de já ter se tornado um fenômeno, a novidade ainda deixa perguntas em aberto

Imagine entrar numa sala virtual e ouvir, ao vivo, personalidades como a apresentadora americana Oprah Winfrey ou o todo poderoso do Facebook Mark Zuckerberg conversando ao vivo com os ouvintes. Com usuários de peso, como personalidades do Vale do Silício e celebridades brasileiras como Anitta, Luciano Huck, e Felipe Neto, o Clubhouse é a rede social do momento e está agitando o cenário virtual. Lançada em abril de 2020, nos dois primeiros meses de lançamento, contava com cerca de 1.500 adeptos e era avaliada em U$ 100 milhões. Em janeiro de 2021, após nova rodada de investimentos, alcançou U$ 1 bilhão em valor de mercado e estima-se que já possua mais de 6 milhões de usuários. No Brasil, as buscas pelo Clubhouse cresceram 525% entre 30 de janeiro e 6 de fevereiro, se comparado com a semana anterior, ultrapassando o TikTok no interesse de buscas no mês de fevereiro.

Qual o segredo para tanto sucesso? O Clubhouse é uma plataforma de voz. O aplicativo tem uma vasta quantidade de rooms ou salas de bate-papo, limitadas a 5 mil ouvintes e organizadas por segmentos como talk shows, podcasts, networking, música, filmes, relacionamento e tantos outros. O usuário entra e escolhe uma sala para trocar uma ideia com os contatos que possui ou então apenas para ficar ouvindo outras pessoas falarem sobre o tema de sua preferência. De acordo com o especialista em inteligência artificial aplicada à voz e CEO da PhoneTrack, Marcio Pacheco, a ascensão da voz pode explicar o sucesso da nova rede social. “Desde sempre, a voz é um poderoso instrumento de comunicação e interação entre as pessoas, mas, de uns tempos para cá, ela ressurgiu com força total. Falar é mais conveniente do que escrever. A gente fala até sete vezes mais rápido do que escreve, e podemos falar ou escutar enquanto realizamos outras tarefas, como andar e dirigir; já escrever é quase uma monotarefa”, afirma Pacheco.

Para ele, o comportamento do consumidor e de usuários das redes sociais já vinha dando sinais claros de que a voz voltaria a ser o principal canal de interação entre pessoas e equipamentos. “A vida moderna está sempre acrescentando um ritmo mais acelerado à rotina das pessoas. Além disso, as novas gerações são cada vez mais multitarefas. Os smart speakers nos mostram como é fácil fazer buscas por voz e consumir conteúdo e informação dessa forma. Interagir com outras pessoas por meio da voz também está se mostrando muito mais prático. Todo esse contexto tornou o terreno fértil para o surgimento de uma rede social como o Clubhouse”, ressalta o especialista. Segundo Pacheco, o conceito veio para ficar e está abrindo espaço, inclusive, para que outras plataformas com a mesma proposta possam surgir. “Uma rede dessas, na nossa visão, vem para fortalecer aquilo que a gente acredita que é o futuro da comunicação entre as pessoas: menos tela e mais interação por voz”, acrescenta.

O presidente da Abradi/PR (Associação Brasileira de Agentes Digitais) e professor da pós-graduação em Mídias Digitais da Universidade Positivo, Ney Queiroz, concorda que uma rede social exclusiva para áudios seja mesmo uma tendência e destaca alguns pontos interessantes sobre a nova plataforma. O primeiro deles é que, por restringir a participação dos usuários apenas à voz e áudio, ela elimina a exposição da imagem, dando à quem fala uma liberdade e conforto muito maiores. Outro ponto destacado por Queiroz está ligado ao conteúdo do que está sendo falado. “Esse início de experiência na nova rede já nos mostrou que o conteúdo que está proposto ali é o mais importante e ele precisa ser muito bom, porque não há mais nada para prender ou desviar a atenção, não tem uma imagem, por exemplo. Em outras redes sociais, o visual complementa a mensagem – mas pode também desviar o foco do conteúdo principal”, explica. Segundo Queiroz, esse novo conceito é muito bom para quem busca conteúdo mais aprofundado.

O especialista em mídias digitais acredita que o caminho aponta para uma segmentação das redes sociais. “O Clubhouse não vai acabar com o Instagram ou com o Twitter; as redes sociais se complementam e elas vêm para preencher lacunas deixadas pelas outras redes. Com o tempo, acabam fidelizando públicos diferentes e com objetivos diferentes. O TikTok é um exemplo disso. A rede surgiu com foco e público alvo específicos – quem quer fazer vídeos de danças com músicas inusitadas vai para o TikTok. Agora, quem quer discutir política, postar fotos, ver a família e amigos, busca outras redes”, ressalta Queiroz.

E como controlar o que é dito?

O presidente da Abradi/PR afirma que ainda não é possível saber como vai ser a política de monitoramento e qual o trabalho que os criadores da plataforma terão para fazer um controle sobre os conteúdos e o que é falado ali. “Ainda é cedo para saber como e se isso será feito, até que ponto uma curadoria nesse sentido vai funcionar. Não sabemos como será, por exemplo, se surgir uma sala com tema ou conteúdo voltado para uma prática criminosa, ou para disseminação de ideias como racismo. Como a rede social vai se comportar? O fato é que hoje há uma liberdade muito grande, qualquer um pode criar uma sala, propor temas, tudo de forma muito aberta e democrática”, destaca.

Outras dúvidas são levantadas pelo Chief Marketing Officer (CMO) do Banco Bari, Ricardo Sanfelice. Ele lembra que, neste início, a rede social é gratuita e ainda não se falou em um modelo de monetização. “Não se sabe se a moderação das salas num futuro poderá ser patrocinada, ou se os temas serão dirigidos e sugeridos pelo algoritmo conforme interesses dos patrocinadores”, alerta. Sanfelice destaca também que o Clubhouse é uma rede social de topo de pirâmide, já que, inicialmente, está reservada apenas a usuários do sistema IOS (IPhone), tornando o público da classe A majoritário dentro da plataforma. “As temáticas e o foco principal de quem está por lá também acabam influenciados por essa segmentação, voltando o Clubhouse fortemente para o lado business”, aponta.

Para Sanfelice, isso já impõe à nova rede um desafio: o da massificação. “Será que o Clubhouse vai conseguir gerar conteúdo que seja atrativo para todas as classes sociais? Depois que passar esse início estrondoso, será que vai continuar em alta? E, a partir da massificação, a grande oferta de conteúdo vai exigir um esforço extra para mineração do que mais interessa ao usuário, num universo enorme de temas e salas, o que vai exigir do algoritmo muita habilidade e inteligência para selecionar o que realmente vale”, analisa. Profissional da área de marketing, Sanfelice confessa que estava cético em relação à novidade, mas salienta que o Clubhouse conseguiu explorar muito bem o efeito FoMO – Fear of Missing Out – medo de estar perdendo algo. É uma sensação muito comum em pessoas viciadas em redes sociais. O aspecto de exclusividade fez muita gente correr em busca de um convite. “Ainda existem muitos pontos de interrogação, mas certamente, vale a pena conseguir entrar e provar da novidade”, completa.

Fonte: Central Press

Share and Enjoy !

0Shares
0 0

Taubaté Shopping e Sebrae promovem live para empresários do centro de compras

Parceria vai orientar os lojistas sobre as oportunidades do Programa Agentes Locais de Inovação (ALI)

Empresários do Taubaté Shopping recebem convite para participar de live com os facilitadores do Sebrae, na próxima segunda-feira (2). O encontro virtual vai orientar os lojistas sobre as oportunidades do Programa Agentes Locais de Inovação (ALI). “A parceria é uma forma de promover a troca de ideias e fortalecer as estratégias de negócios dos nossos lojistas”, comenta Rebeca Lazarini, Coordenadora de Marketing do Taubaté Shopping.

O projeto ALI, que inicia em 8 de março, vai auxiliar o empreendedor a lançar novas soluções para ampliar a sua participação no mercado. O projeto contempla ainda atividades coletivas e acompanhamento individual realizado por um bolsista do CNPq, com a supervisão dos especialistas do Sebrae, onde irão construir e propor um plano de ação junto ao proprietário, focando especialmente em ações de redução de custos e aumento de faturamento.

Para participar da live, os empresários do centro de compras devem preencher o termo de interesse pelo link: bit.ly/livelojistas. Os demais empresários de MEs (microempresas) e EPPs (Empresas de Pequeno Porte) do Vale do Paraíba, Vale Histórico e Litoral Norte, que desejam participar do Programa Agentes Locais de Inovação (ALI), podem fazer a inscrição até o dia 25 de fevereiro pelo site: www.brasilmais.economia.gov.br.

Fonte: Comumunicare – Camila Dezze

Share and Enjoy !

0Shares
0 0

O mobile streaming conquista o grande público, abrindo oportunidades publicitárias imperdíveis em vários mercados

O novo Relatório da Adjust sobre o Mobile Streaming descobriu que 52,5% dos consumidores pelo mundo usaram seus smartphones para ver streaming de conteúdos de vídeo desde o surto da Covid-19

O streaming por Over The Top (OTT) explodiu durante a pandemia mundial, de acordo com um novo relatório lançado hoje pela plataforma global de app marketing analytics Adjust, revelando uma mudança decisiva nos padrões de consumo em direção ao mobile. Quebrando o mito de que a maior parte do mobile streaming acontece durante viagens no transporte público, 84% dos consumidores nos países pesquisados usam seus smartphones para assistir a streamings na mesma quantidade ou mais desde o começo da pandemia.

Em média, mais da metade dos consumidores entrevistados (52,51%) disse assistir mais ao streaming de vídeos desde o lockdown. Apenas 12% dos consumidores estão vendo menos streamings — o que significa que quatro vezes mais consumidores estão usando seus smartphones para o streaming de vídeos.

Com base em uma pesquisa com mais de 8 mil entrevistados, nos Estados Unidos, Reino Unido, Alemanha, Turquia, Japão, Singapura, Coréia e China, o Relatório sobre o Mobile Streaming 2021 também encontrou fortes hábitos de streaming em todas as gerações nos países “mobile first”. Ao todo, quase 90% dos usuários com ou mais de 55 anos na China (89,8%) e na Turquia (88,9%) disseram assistir a streamings pelo celular todos os dias ou, pelo menos, uma vez por semana.

“Essa mudança drástica para um mobile streaming que faz parte da rotina do mundo todo e de várias gerações criou grandes oportunidades publicitárias e um novo papel para o mobile analytics”,disse Dr. Gijsbert Pols, Estrategista de Produto na Adjust.

“Entendendo como e quando os consumidores assistem a streamings, assim como quais canais e campanhas entregam o maior impacto de marketing, o potencial para criar bases de usuários grandes e leais com um LTV alto é praticamente ilimitado.”

Outras descobertas do relatório incluem:

A maioria dos consumidores assiste a um mobile streaming pelo menos uma vez por dia. Usuários na China (93,75%) e na Turquia (91,9%) veem um streaming com mais frequência — todos os dias uma vez por semana — comparados com 69,4% nos Estados Unidos e 45,7% no Reino Unido.

Usuários de todas as gerações e regiões assistem a um streaming, pelo menos, por uma hora por sessão, uma prova de que os espectadores não estão mais consumindo somente conteúdos curtos — eles estão maratonando episódios e filmes inteiros.
Os millennials, os maiores usuários de mobile streaming, também assistem por mais tempo. A duração da sessão leva, em média, 90 minutos (94,2), enquanto a Geração Z vem logo em seguida, pouco abaixo dos 90 minutos (87,6).
Segundo os dados, os usuários com ou mais de 55 anos são menos intensos, porém com 65 minutos em média por sessão, esse público parece estar aquecendo.

Os consumidores estão gastando uma quantia considerável em serviços de entretenimento de streaming e sob demanda. A Coreia sai na frente com US$ 42,68 por mês em comparação com US$ 33,58 nos Estados Unidos e US$ 34,82 no Reino Unido.

A CTV abre oportunidades novas para a segunda tela

A pesquisa da Adjust também destaca quão disseminada a segunda tela se tornou pelo mundo, com a ascensão da Connected TV (CTV). Em média, mais de três quartos (76%) dos entrevistados usam seus celulares mobile ao assistir à televisão; esse comportamento de audiência é mais pronunciado em Singapura e na China (ambos com 85%), seguidos de perto pelos Estados Unidos (83%).

Os aplicativos sociais são a escolha número 1 de quem usa uma segunda tela — a opção de 65,4% dos entrevistados, em média —, seguidos pelos aplicativos de banking (54,9%) e jogos (44,9%). Os usuários de segunda tela na Ásia-Pacífico têm um apetite saudável por aplicativos de delivery de comida, com o uso mais forte na China (65,2%), Coreia (36,6%) e Singapura (48,2%).

Image by mohamed Hassan from Pixabay

Os anunciantes podem explorar a tendência da segunda tela colocando um CTA nos anúncios de TV, por exemplo, com o download do aplicativo via um código QR. Isso tem o potencial de criar uma experiência totalmente nova e interativa com a marca em dois dispositivos.

Para mais insights, baixe o relatório completo aqui.

Metodologia

O Relatório Mobile Streaming 2021 baseia-se em uma pesquisa de consumo conduzida pelo Censuswide em nome da Adjust, a partir de uma pesquisa global com 8.000 consumidores de streaming de TV/vídeo com mais de 16 anos. A pesquisa usa amostras representativas nacionalmente de 1.000 consumidores de streaming de TV/vídeo em cada um dos seguintes países: Reino Unido, Alemanha, Turquia, Japão, Cingapura, Coréia e China entre 6 de novembro de 2020 e 10 de novembro de 2020, e os EUA entre 23 e 29 de setembro de 2020.

Fonte: aboutCOM

Share and Enjoy !

0Shares
0 0

Marketing Human To Human

Marketing Human To Human: veja como usá-lo no seu negócio

Muitos acreditam que as máquinas dominarão o mundo e roubarão seus empregos. Mas por trás da tecnologia estão sempre as pessoas e isso nunca será substituído.

Para a especialista em comportamento de consumo digital, implantação de e-commerce e negócios digitais, Fátima Bana, a chave de qualquer negócio é e sempre será o comportamento do consumidor. “Ao longo dos últimos anos, as estratégias de marketing, sejam elas online ou offline, foram todas voltadas para os segmentos B2B (empresas que vendem para empresas) e B2C (empresas que vendem para o consumidor) e uma de suas deficiências é que elas não humanizavam o processo de compra e venda, focando apenas em sanar uma necessidade de negócio” – resume.

No entanto, utilizar a humanização do negócio pode ser uma ferramenta importante para o sucesso da empresa. Mas então, como implementar o H2H? De acordo com Fátima Bana, a resposta é simples. “Arrisco dizer que nos últimos cinco anos, as empresas passaram muito tempo apenas apostando em algoritmos, em números (números e algoritmos nunca deixarão de ser importantes) mas esqueceram de usar a única coisa que nos difere dos robôs: sentimentos e entendimento das relações humanas”.

Assim, em um mundo cada vez mais tecnológico, recheado de novas ferramentas que são lançadas todos os dias e interações pessoais cada vez menores, a necessidade de humanizar o processo entre as empresas e o consumidor cresceu e o marketing Human to Human (H2H) se transforma em elemento de integração e acolhimento. “Se colocar no lugar do outro e ser autentico, fazendo com que a comunicação seja integrada pode ser a solução. Os times internos precisam imprimir os mesmos valores em todos os canais, sem forçar a barra, afinal, já está claro que o consumidor não é bobo. E além disso, é necessário servir de inspiração, trazendo para o negócio aquilo que o consumidor considera como valor e fazendo com que ele entenda os seus valores” – pontua a especialista.

Dessa forma, é necessário, antes de qualquer coisa entender como o público alvo da empresa “fala” e “ouve”. “Muitos cometem o grande erro de tomar decisões basicamente olhando relatórios, mas o diferencial está em ir para a linha de frente , ouvir e se relacionar com o consumidor” – comenta Fátima, que também possui formação internacional em Marketing e que atualmente, é graduanda em Neuropsicologia o que garante análises com base nos processos cognitivos.

A especialista diz ainda que, além do cérebro e dos cinco sentidos, devemos levar em consideração o comportamento via CRM (Gerenciamento de Relacionamento com o Cliente) e redes sociais. “E quando falo em redes sociais, quero dizer que devemos criar uma base de controle, ver o que seu cliente faz, como ele se difere, o que ele acha bom e etc. Dessa maneira, cruzaremos os comportamentos em todas as redes, que sem dúvida trará resultados impressionantes” – finaliza Fátima Bana.

Sobre a profissional:

Fatima Bana, mestre em comportamento de consumo digital e especialista em liderança de equipes, planejamento, implantação de e-commerce, gestão empresarial e negócios digitais. A especialista possui formação internacional na área de marketing pela University of Califórnia (UCLA / USA) e atualmente, é graduanda em Neuropsicologia o que garante análises com base nos processos cognitivos. Fatima já atuou como líder em grandes empresas: foi diretora executiva em companhias como Gafisa, Accenture e Tivit, e ocupou o cargo de Head de Marketing na LATAM e CMO da Buser.

Fonte: Assessoria de Imprensa| Publikaí – Ludmila Baldoni

Share and Enjoy !

0Shares
0 0