Um áudio que ficamos devendo

Falamos sobre a participação brasileira em Cannes

Ficamos devendo nosso último programete de rádio. Estávamos já em época de Copa do Mundo de Futebol e no fim do importantíssimo Festival de Criatividade de Cannes, a copa do mundo da propaganda.

Esse programa foi ao ar no dia 26/06/2018.

Confira:

 

Os apps e a copa do mundo

10 provas de que esse é o Mundial dos apps

Principal evento futebolístico do Mundo traz grandes oportunidades para empresas que apostam em mobile marketing

A Copa do Mundo da Rússia representa um momento único para anunciantes em todo o mundo. Até o final do Mundial, milhões de pessoas torcerão por suas seleções, acompanhando tudo em tempo real, muitas vezes, em seus dispositivos móveis.

Segundo o estudo realizado pela Headway, em parceria com a App Annie, cerca de 30% dos fãs afirmaram assistir a eventos esportivos em seus dispositivos móveis. Este comportamento se dá pela facilidade com que os dispositivos móveis oferecem para seus usuários, já que podem consumir o conteúdo esportivo quando e a maneira que quiserem.

O estudo, que traz um passo a passo de como se beneficiar das campanhas em mobile apps durante o evento, utilizou recursos de big data e consumo de vários aplicativos disponíveis no mercado para analisar o impacto potencial dos smartphones durante o torneio.

Este cenário é a prova de que os dispositivos móveis farão uma excelente combinação com a Copa do Mundo, já que a atenção de todo o planeta está no torneio – e nos celulares e tablets. Confira abaixo mais fatos levantados pela Headway.

– Os dispositivos móveis representam 73% do consumo total da Internet.

– Em 2017, 30% dos fãs de eventos esportivos disseram que viram os jogos em seus dispositivos móveis.

– Em 2017, um usuário gastou, em média, três horas por dia consultando conteúdos em aplicativos.

– Durante os Jogos Olímpicos e Super Bowl em 2017, o download e o uso de aplicativos de entretenimento também aumentou.

– Durante a Copa do Mundo de 2014, o aplicativo da Fifa foi baixado pouco mais de 18 milhões de vezes, padrão este que deve ser seguido durante o Mundial da Rússia.

– Os números da plataforma online do Fifa Global Stadium em 2014 mostraram que o público digital ultrapassou um bilhão de usuários.

– Cada vez mais, os fãs do esporte buscam por experiências interativas durantes os jogos e têm usado os dispositivos móveis para isso. Prova disso é que 80% dos torcedores usam seus tablets e smartphones para procurar informações complementares, como estatísticas dos jogadores ou vídeos de determinadas jogadas.

– O acesso à internet cresceu de 42,3% para 54,5% desde a última Copa.

– Os consumidores de todo o mundo utilizaram por aproximadamente 1,2 bilhão de horas os aplicativos de celulares Android em 2017.

– Os usuários de smartphones passam sete vezes mais tempo utilizando apps nativos em comparação com browsers; e costumam acessá-los com uma frequência 13 vezes maior. Os consumidores estão começando a usar apps para transmitir conteúdo, comprovar se há atualizações de jogos e conversar com outros torcedores.

O estudo completo pode ser conferido em: https://guides.headwaydigital.com/copadomundo/

Fonte: Brainstory Comunicação – Yasmin Berlezi

Coluna Branding: a alma da marca

O que esta Copa já tem a ensinar aos brasileiros

Como professor não tenho como não buscar lições em tudo o que fazemos na vida e assistir a Copa do Mundo é uma distração muito produtiva quando queremos tirar lições.

Desde já deixo claro que não é o evento organizado pela FIFA que traz consigo os exemplos para os brasileiros, mas sim este contato com o mundo todo, com povos e culturas diferentes, com crenças e relações diferentes.

Portanto vamos lá, listando e explicando:

Não dá pra viver de imagem para sempre – está claro que no futebol as coisas estão muito niveladas, que países favoritos estão tendo muita dificuldade em passar por esquadras de menor tradição. O que aprendemos: não dá pra viver de imagem para sempre, para ganhar é preciso se esforçar.

Quem cai, deve se levantar – nosso futebol tem sido muito lamentador, assim como nosso povo. Estamos sempre lamentado as nossas quedas. Está na hora de seguir com a jogada, mesmo que haja uma nova queda lá na frente.

Fingir menos e brigar mais – é interessante ver que países como Rússia, Croácia, Islândia, Servia e outras nações como essa mostram força. O que eles têm a nos ensinar? A resistência à vontade por algo maior do que o próprio jogo. É a famosa pátria na chuteira, uma expressão militar, que não deve ser entendida como propaganda do “volta militares”, mas de um estado de combate que nosso povo precisa ter em suas veias.

Frieza é controle – Temperança é um das virtudes que Platão dizia fundamental ao ser humano. É preciso se controlar em momentos difíceis e fazer o que precisa ser feito. É isso que Tite quer dizer quando diz “não reclama do árbitro, concentra!”

Por amizade, não por dinheiro – A Islândia pode até sair da Copa, mas para um time onde muitos são amadores, chegaram muito longe e tem muito a ensinar. Podem até estar jogando hoje por uma oportunidade de se realizarem individualmente como jogadores profissionais, já que hoje são mineiros ou dentistas, mas chegaram até aqui sem precisar dessa ambição. Belo exemplo!

Para terminar a mais importante de todas:

Piada, tem limite – Novamente a elite econômica do Brasil, mostra que dinheiro e educação não são sinônimos, e que cultura passa longe desta nossa “burguesia”. Muitos exemplos de piadas de mal gosto na Rússia rolando pela internet as quais nem vale a pena dar ibope. Isso não acontece só com os brasileiros, há muitos desses “ricos sem cultura” espalhados pelo mundo, mas são os nossos que nos cabem.

Para eles meu desejo é que fossem presos e punidos na Rússia, já que lá teriam a justiça que merecem, sem o apadrinhamento de nossas cortes.

Por fim, digo o porquê desses fatos se tornarem importantes para nós comunicadores.

Somos cientistas sociais, e como tais, devemos estar atento a todos os assuntos do momento, aprendendo e ajudando a corrigir erros de nosso povo. Por enquanto, vou usando minha comunicação para o aprendizado e amadurecimento das nossas ações, assim como a seleção de Tite. Acredito que nesse momento nosso povo também está atento a estes fatos, torcendo não só pelo bom futebol de nossos jogadores, mas principalmente pelo bom desenvolvimento do nosso comportamento como nação.

Exposição em clima de Copa do Mundo

Com a chegada do mundial de futebol, Taubaté Shopping recebe exposições sobre o esporte

Uma das mostras tem como tema a Seleção Brasileira e a outra que remete ao principal objeto do esporte: a bola

Apesar de ter dado seus primeiros passos na Inglaterra, foi no Brasil que o futebol quis fazer morada. O esporte mais popular do País tem seu ápice de quatro em quatro anos na disputa do torneio mundial, que reúne as maiores e melhores seleções do planeta em uma competição que dura um mês. O mundial deste ano será na Rússia e já tem sua abertura na próxima quinta-feira (14). O Taubaté Shopping resolveu entrar no clima e traz duas exposições sobre o tema.

A primeira proposta é da ABAPC (Associação Brasileira dos Artistas Plásticos Contemporâneos) e busca trazer um novo olhar sobre a bola – que remete também a ciclos, círculos e esferas –, objeto presente tanto no futebol quanto no dia a dia de cada pessoa. “A bola nos deu um novo olhar para a vida, incorporando a alma nacional; e na alma libertária, um significado mais abrangente e positivo”, diz trecho da explicação sobre a exposição. A mostra “Planeta Bola” permanece no centro de compras até o dia 30 de junho e pode ser conferida gratuitamente na Alameda Cultural.

A outra exposição, intitulada “Os segredos da hexabilidade”, exalta alguns jogadores da Seleção Brasileira, entre os 23 convocados que estarão no Mundial em busca da sexta conquista do torneio para o Brasil, mantendo-se assim como a maior seleção campeã da história. A mostra destaca jogadores como Neymar, Philipe Coutinho, Fagner e Gabriel Jesus, entre outros atletas que podem fazer a diferença na competição. O projeto estará no shopping, próxima à escada rolante de acesso ao Moviecom cinema, até dia 15 de julho, data da final do mundial.

Fonte: Communicare – Giovanni Romão

Via Vale já está em clima de Copa do Mundo

Arena Esportiva começa a funcionar a partir desta terça-feira no Garden

O Via Vale Garden Shopping, mais uma vez traz para os seus freqüentadores uma atração pra lá de especial, dessa vez em clima de Copa do Mundo. O Garden abriu as portas para receber a “Arena Esportiva Via Vale”, com diversas atrações para todas as idades.

O espaço, que está instalado na Praça de Eventos no piso 1, recebe a partir de hoje (5) o Castelo de Bolinhas da Copa do Mundo. Além dessa operação, a Arena conta também com pula-pula, chute a gol e sinuca humana inflável, tudo isso com a temática da Copa. Vale a pena conferir! O valor da entrada é de R$20,00 e é possível brincar por 20 minutos em todas as atrações.

Outras atrações

E no mês de Junho o Garden ainda receberá muitas outras opções para quem quiser acompanhar as emoções da Copa de perto. O Espaço Torcedor, que já está funcionando por lá desde o mês passado, é uma ótima escolha para quem quer trocar figurinhas do álbum da copa e se divertir pra valer.

E em parceria com o quiosque Chopp Brahma, será montado um espaço para a transmissão dos jogos. No Rock and Ribs também haverá transmissão dos jogos em telões e TVs e chopp em dobro nos jogos do Brasil.

Fonte: Assessoria de Imprensa Via Vale