Taubaté Shopping amplia funcionamento

Taubaté Shopping tem novos horários, reabre praça de alimentação e intensifica ainda mais as ações de segurança com a saúde

Centro de compras passa a funcionar no atendimento presencial de segunda a sábado, das 13h às 19h, e adota procedimentos em linha com os órgãos governamentais

Em linha com o decreto municipal 14.782 e o “Protocolo de Recomendações para bares, restaurantes e similares”, ambos documentos da prefeitura da cidade, o Taubaté Shopping está com novos horários de atendimento presencial, agora de segunda a sábado, das 13h às 19h. A alteração, que foi possível após a região entrar na Fase Amarela do Plano São Paulo, na última sexta-feira (7), envolve também as operações de alimentação, que podem retomar o atendimento presencial.

Entre as exigências para o retorno das praças de alimentação no atendimento presencial está o limite de ocupação das mesas em 40% da capacidade total – a regra vale tanto para as mesas das áreas comuns do shopping quanto aos estabelecimentos que possuem seus próprios espaços de refeição para os clientes. “Fizemos o isolamento do número de mesas para garantir o respeito a esse limite estabelecido, assim como teremos uma rotina intensa de higienização desses espaços por parte da nossa equipe de limpeza”, destaca a coordenadora de Marketing do Taubaté Shopping, Rebeca Lazarini.

Tecnologia em prol da saúde

Para ajudar nas medidas de segurança com a saúde, o Taubaté Shopping instalou na Praça de Alimentação um esterilizador de ar, com capacidade de purificar o ar em até 99%, somando-se a essa ação a desinfecção rotineira de todas as áreas do empreendimento, pontos de álcool em gel a 70% para utilização dos clientes e dos funcionários do local, reforço nas sinalizações internas, como a demarcação de espaço para filas, orientações junto aos lojistas e funcionários quanto aos cuidados na prevenção, obrigatoriedade do uso de máscaras por funcionários e clientes e redução dos acessos de entrada ao empreendimento.

Sistemas de delivery e drive-thru seguem funcionando

Mesmo com mais um passo da reabertura, o Taubaté Shopping irá manter o incentivo e a estrutura para os atendimentos nos sistemas delivery e drive-thru. O cliente precisa apenas enviar um “oi” para o WhatsApp (12) 98293-1645 e receber a lista das lojas participantes. A vitrine virtual do Taubaté Shopping está disponível no link: https://taubateshopping.com.br/vitrine.asp

Eventos e atividades que possam gerar aglomeração permanecem suspensas; por isso, seguem fechadas áreas de lazer, de jogos, de boliche, parques infantis e o cinema.

Fonte: Communicare – Giovanni Rodrigues

Share and Enjoy !

0Shares
0 0

Na atividade

Campanha interna Hospital 10 de Julho

O Hospital 10 de Julho da Unimed Pindamonhangaba promoveu uma campanha para homenagear seus profissionais e um concurso interno para premiar a equipe.

A campanha teve a colaboração dos moradores da cidade, que enviaram mensagens de incentivo aos profissionais de saúde. Essas mensagens foram colocadas em pontos estratégicos do hospital e projetadas na parede com fotos dos colaboradores.

O concurso teve como tema “Minha Profissão”. Os enfermeiros elaboraram frases sobre o aprendizado obtido com a carreira e as autoras das três frases mais votadas ganharam kits de produtos Natura. As enfermeiras premiadas foram: Fabiana Romão, Sara Alves e Mariana Rezende Merlan Rodrigues. “Aprendi com a enfermagem que o respeito é dom; amar ao próximo é Deus. “Virtudes de almas elegantes” foi a frase campeã, escrita por Fabiana.

Responsável: Raffael Cavalheiro
Colaboradores: Felipe França
Agência: Luck
Cliente: Unimed Pindamonhangaba e Hospital 10 de Julho
Campanha: Incentivo aos Colaboradores na linha de frente (COVID 19)

Share and Enjoy !

0Shares
0 0

Covid-19: Como a pandemia influencia as preocupações e decisões financeiras do brasileiro?

Com menos dinheiro para gastar, o planejamento financeiro se faz cada vez mais necessário

Enquanto nos aproximamos do fim do terceiro mês da pandemia do novo coronavírus, somos invadidos por uma série de preocupações. A instabilidade da economia e o consequente efeito da crise impactam diretamente na renda e os hábitos de consumo são proporcionalmente afetados. À medida que a pandemia avança cresce a preocupação da população e, no caso do Brasil, a situação política e econômica faz com que os índices sejam maiores que a média global.

Com menos dinheiro para gastar, o planejamento financeiro se faz cada vez mais necessário, assim como o interesse pelos preços, descontos e promoções.

Desde o início do isolamento social, o e-commerce tem apresentado crescimento entre os consumidores, com destaque para os domicílios com crianças. A realidade de uma quarentena com filhos em casa cria necessidades específicas que o e-commerce pode atender em diversos aspectos, fazendo desse público o mais inclinado a aumentar ainda mais as compras online no futuro. Esse comportamento indica uma oportunidade para as lojas online, mesmo depois da pandemia.

Fonte: Tamer – Karina Rodrigues
Assessora de Imprensa

Share and Enjoy !

0Shares
0 0

Reabertura do Shopping Pátio Pinda acontece nesta quarta-feira (3 de junho)

Diversas medidas de proteção à saúde serão intensificadas

O Shopping Pátio Pinda reabre suas operações ao público a partir desta quarta-feira, 3 de junho. Seguindo orientações de órgãos públicos e decretos governamentais, o empreendimento terá retomada gradual e funcionará temporariamente em horário reduzido, de segunda a sexta, das 14h às 20h.

O centro de compras e lazer também intensificará todas as medidas de proteção à saúde, incluindo higienização reforçada e aferição de temperatura. “Pensando em garantir a segurança dos nossos clientes e colaboradores, nosso plano de reabertura inclui medidas que contribuem para o retorno das operações de forma consciente e segura”, reforça o Gerente Geral do Shopping Pátio Pinda, Mauro Fontes.

Confira todas as ações adotadas pelo Shopping Pátio Pinda:

– Obrigatoriedade de máscara por colaboradores e clientes;
– Aferição de temperatura corporal na entrada;
– Disponibilização de álcool em gel 70% nas cancelas, entradas e demais áreas do shopping;
– Higienização constante de todos os locais de uso comum, como banheiros e corrimãos;
– Lotação máxima definida a um cliente a cada 15m²;
– Sinalização com a quantidade máxima de pessoas por loja;
– Demarcação no piso com o distanciamento seguro;
– Orientações reforçadas junto aos lojistas e colaboradores sobre os cuidados necessários na prevenção;
– Operações de alimentação com funcionamento exclusivo pelos sistemas de “delivery” e “drive-thru”;
– Operações de beleza e estética com atendimento apenas com horário agendado;
– Demais operações também continuam com os sistemas de “delivery” e “drive-thru” como opção de compras, podendo o cliente solicitar e retirar na área de embarque e desembarque da portaria da Americanas;
– Atividades e espaços de lazer, como parques infantis e cinema permanecem fechados.

Fonte: Communicare

Share and Enjoy !

0Shares
0 0

‘Estudo MARCO Hábitos de Consumo Pós-COVID-19’

54% dos brasileiros realizarão mais compras online após o isolamento

  • 65% dos brasileiros afirmam ter feito mais compras via internet durante o período de distanciamento social, consolidando o ‘boom’ do e-commerce e a reinvenção obrigatória do comércio tradicional
  • A televisão é o canal de informação preferido por 75% dos brasileiros durante a crise, seguido pela imprensa online (58%), Facebook (38%) e WhatsApp (34%)
    Quase metade dos brasileiros (47%) acredita haver censura ou controle da mídia e das redes sociais

A futura retomada das atividades será o início de um “novo normal” após a pandemia da COVID-19. Essa nova realidade será marcada por importantes mudanças adotadas pelos cidadãos no Brasil e em outros países afetados pelo novo coronavírus. Visando conhecer em detalhes a evolução dos hábitos de consumo pós-COVID-19, a agência de comunicação MARCO elaborou o ‘Estudo MARCO de Hábitos de Consumo Pós-COVID-19’. A sondagem internacional foi realizada entre mais de 4.500 pessoas no Brasil, Espanha, Itália, Portugal, México e Colômbia. Uma de suas principais conclusões aponta que 76% dos cidadãos que vivem nos países pesquisados mudaram definitivamente seus hábitos de consumo.

Hábitos de consumo

O crescimento vertiginoso do e-commerce chegou para ficar após o isolamento. O Brasil se destaca como um dos mercados com maior número de consumidores (65%) que afirmam ter feito mais compras online durante esse período. Essa tendência se repete na Espanha (60%) e nos outros países da América Latina (ao menos 65%), ficando abaixo da Itália (81%).

65% dos brasileiros afirmam ter feito
mais compras online durante o isolamento

Do mesmo modo, depois do distanciamento social, 54% dos brasileiros farão mais compras online do que antes. Essa tendência de alta também é perceptível no mercado latino (ao menos 51%), mas novamente tem destaque na Itália (82%). Consequentemente, esse crescimento tem impacto no setor de varejo, resultando na aposta obrigatória em canais online de vendas e marketing. Isso também gera consequências para a adaptação dos varejistas a um novo modelo de logística.

Canais de informação

No período de isolamento, 75% dos brasileiros escolheram a televisão como o principal meio para se manterem informados. Em seguida está a imprensa online, com 58%. Tanto a TV quanto os portais de notícias ocupam as duas primeiras posições em todos os países pesquisados. No Brasil completam o ranking Facebook (38%), WhatsApp (34%), rádio (17%), LinkedIn (5%) e jornais impressos (4%).

Em paralelo, também houve um grande crescimento em várias plataformas de streaming. As que tiveram maior aumento na utilização pelos brasileiros foram Netflix (73%), Amazon Prime (32%) e Globoplay (26%). Os consumidores também optaram pelos videogames (50% entre os homens e 37% entre as mulheres) como uma das principais opções de lazer durante o isolamento.

Controle dos meios de comunicação e redes sociais

De acordo com dados do ‘Estudo MARCO de Hábitos de Consumo Pós-COVID-19’, quase metade dos brasileiros (47%) acredita que há censura ou controle da mídia e das redes sociais desde o início da crise da COVID-19. Colômbia e México, os outros países da América Latina pesquisados, registram os maiores percentuais (61% e 59%, respectivamente), seguidos pela Espanha, com 54%. Dos seis países pesquisados, Portugal (30%) é o único cuja população não aponta um controle governamental relevante sobre meios de comunicação.

Quase metade dos brasileiros (47%) acredita em censura ou
controle da mídia e das redes sociais desde o início da crise

Em relação à volta das aglomerações em atividades presenciais, como aulas nas escolas de período integral, 53% dos brasileiros consideram apropriado manter aulas em meio período, com o restante do tempo de estudo sendo realizado em casa.

Didier Lagae, CEO e fundador da MARCO e Profissional Global e Europeu de Relações Públicas de 2019, faz a seguinte observação: “Há um ‘boom’ do comércio eletrônico que veio para ficar. Além disso, vemos que quase metade dos brasileiros acusa o governo de exercer controle ou censura sobre a mídia e as redes sociais”.

Fonte: Agency – Douglas Meira e Camilla Ginesi

Share and Enjoy !

0Shares
0 0

Via Vale também reabre hoje

Via Vale Garden Shopping reabre nesta segunda (01) em segurança para receber clientes

A partir do dia 1 de junho, clientes da região poderão voltar a visitar as lojas do Via Vale Garden Shopping em segurança. A retomada das atividades no mall está baseada na permissão anunciada nesta semana pelo Governo do Estado que classificou a região como ‘Fase 2’ no plano de retomada das atividades pós-quarentena. O Shoppingfuncionará de segunda a sexta-feira, das 12h às 20h.

A administração elaborou um planejamento baseado nas diretrizes da Abrasce (Associação Brasileira de Shopping Centers) bem como no Decreto municipal n°14.738 publicado em 29 de maio de 2020 pela prefeitura da cidade, cumprindo protocolos de segurança estabelecidos.

Quem passar pelo Garden nos próximos dias encontrará mudanças importantes de prevenção em combate ao Covid-19, entre elas, já na entrada do shopping, os clientes terão que aferir a temperatura corporal e respeitar o uso obrigatório de máscara. A entrada dos clientes será limitada para que o empreendimento garanta o máximo de 40% de circulação, exigidos no decreto. Além disso, haverá uma portaria reservada apenas para entrada e, outra apenas para saída, evitando assim a aglomeração de pessoas.

Entre outras medidas estão a disponibilização de álcool 70% em diversos pontos do Shopping, sinalização de distanciamento de dois metros entre as pessoas, reforço na higienização de banheiros, corrimão e locais de uso comum e suspensão dos empréstimos de carrinhos e fraldário. Importante mudança também no estacionamento que passa a ser gratuito por tempo indeterminado e as vagas disponíveis serão reduzidas em 60% para garantir o controle do fluxo de pessoas.

Vale lembrar que operações como Cinema, parquinhos e eventos seguem suspensos temporariamente. A Praça de Alimentação estará disponível apenas para pedidos delivery e drive-thru. “Toda a nossa equipe está empenhada para que a volta das atividades, ainda que parcial e com restrições, seja o mais tranquila possível. Sabemos da importância do empreendimento para a cidade e do quanto clientes e lojistas estão ansiosos para o reencontro. Estamos otimistas e tomando todos os devidos cuidados de prevenção”, destaca Stefano Mattioli, Superintendente do Shopping.

Share and Enjoy !

0Shares
0 0

CorelDRAW 2020 para uso doméstico

Corel anuncia abertura de licenças corporativas do CorelDRAW 2020 para uso doméstico durante a Covid-19

Iniciativa engloba empresas e instituições de ensino com contrato de manutenção ativo; ação vale até 31 de maio, mas o prazo pode ser prorrogado em decorrência de lockdown ou extensão de quarentena durante a pandemia

Na linha de frente da iniciativa global de ajuda a empresas e funcionários durante o período de quarentena para combate à Covid-19, a companhia canadense Corel, líder de mercado no segmento de plataformas, suítes e aplicativos de design gráfico, anuncia a flexibilização para uso doméstico de licenças corporativas da suíte CorelDRAW 2020.

Na prática, qualquer empresa, escola, universidade ou instituição de ensino com contrato de manutenção ativo poderá distribuir suas licenças corporativas para colaboradores e integrantes de suas equipes usarem o software em esquema home office. A política de uso doméstico é temporária e válida até 31 de maio, mas poderá ser prorrogada de acordo com o comportamento da pandemia em todo o mundo.

Para empresas e instituições de ensino interessadas em solicitar as licenças temporárias para uso doméstico, basta acessar este endereço e preencher o formulário com as informações que correspondem ao último pedido de licença. Os dados devem ser exclusivamente os mesmos, incluindo o número do pedido e o e-mail associado a ele. Ao solicitar as licenças temporárias para uso doméstico, a empresa deverá fornecer também a quantidade necessária para as plataformas Windows e Mac, lembrando que o número não deve ultrapassar o total de licenças por plataforma contratados no último pedido.

Após receber o formulário devidamente preenchido, a Corel validará as informações e fornecerá às empresas, escolas e universidades um e-mail separado com as chaves de licença e um link de download para que cada usuário seja habilitado individualmente e possa usufruir do CorelDRAW Graphics Suite 2020 em versão Mac ou Windows no conforto e na segurança de suas casas.

“Esperamos que a iniciativa facilite o suporte das equipes aos usuários, funcionários, estudantes e professores durante os períodos de lockdown ou quarentena por conta da Covid-19”, diz Flávio Tedesco, Head de Canais da Corel no Brasil e Cone Sul. “Ao longo de seus 35 anos de história, a Corel sempre priorizou entender as necessidades de seus clientes e parceiros de negócios – e não seria diferente agora. Diante dos diários e incontáveis desafios únicos que o mundo está vivenciando na pandemia, a flexibilização das licenças corporativas para uso doméstico tem sido nosso principal objetivo”.

Para mais informações, a Corel disponibiliza sua página de suporte comercial aqui 

Na web, a Corel Brasil está em www.corel.com.br

Fonte: Assessoria de Imprensa Corel Brasil

Share and Enjoy !

0Shares
0 0

Ebook trata das mudanças nos negócios pós pandemia

Ebook reúne opiniões sobre impacto das mudanças de comportamento nos negócios em um cenário pós pandemia

Material produzido pela Scup e disponibilizado para download gratuito apresenta possíveis cenários para ajudar o profissional a planejar ações relevantes no mercado e na sociedade pós coronavírus

Muito se debate sobre como será o mundo pós-coronavírus, mas o que se sabe até agora é que a pandemia está acelerando tendências e promovendo transformações em diversos segmentos. Com isso, será preciso rever os modelos de negócios existentes para adequação ao que estão chamando de novo normal. Para contribuir com a reflexão sobre o que esperar das mudanças, sobretudo para a sobrevivência de marcas e instituições, a Scup, plataforma de gerenciamento de canais digitais, acaba de lançar o e-book “Olhando adiante: Tendências pós coronavírus”.

Com download gratuito, o material reúne quatro artigos exclusivos de especialistas em diferentes áreas para debater as realidades que temos diante de nós. A consultora Alessandra Miyazaki analisa as tendências pós pandemia na saúde e debate a revolução digital da área núcleo na crise atual: “A revolução digital da saúde será acelerada. A telemedicina, liberada no Brasil para o período da crise do COVID-19, deverá ser regulamentada e fará parte de nosso dia-a-dia, e o número de startups dedicadas ao setor de saúde (health techs) deverá voltar a crescer no período pós confinamento”, afirma.

No campo das marcas, a especialista em posicionamento Karina Francis discute o comportamento de compras após a pandemia e aponta o papel do digital daqui em diante: “Nunca ficou tão claro que se posicionar é uma questão de sobrevivência e isso não é novidade, mas ficou evidente para muitas marcas que encarar o digital com seriedade é mais do que necessário”, avalia. Já Soraia Lima, consultora de transformação digital e futurismo, aponta quatro cenários futuros envolvendo dados, segurança e privacidade. Segundo ela, pensamos no futuro como se ele pudesse ser previsível, visto por meio de uma bola de cristal: “Planejamentos são elaborados com base em um dado presente, considerando um futuro próximo e caminhos a serem traçados. Até que surge uma pandemia, uma crise sem precedentes no século XXI. Inicia-se, assim, um momento necessário para retomar um olhar para um futuro. Mas, qual seria este futuro?”.

Para finalizar, Marina dos Anjos, Gerente de Marketing da Scup, fala sobre o crescimento estrondoso na demanda por videochamadas, tanto para fins corporativos quanto pessoais, e sua possível relação com o aumento da migração urbana: “Com a normalização do trabalho remoto, por que as pessoas continuariam a morar nos grandes centros? Prevejo êxodo urbanos nas grandes capitais mundiais e brasileiras nos próximos anos, seja por falta de trabalho ou busca por qualidade de vida”.

O e-book pode ser acessado gratuitamente aqui.

Fonte: Motim – Bruno Lino/Assessor de Imprensa

Share and Enjoy !

0Shares
0 0

Centennials e Millennials esperam mais das marcas, usam mais redes sociais como TikTok, mas se descuidam da alimentação durante a pandemia

Gerações mais jovens são mais digitais e esperam um posicionamento mais proativo das marcas

Uma nova análise do Barômetro Kantar COVID-19, o principal estudo que explora as influências do coronavírus nas atitudes, comportamentos e expectativas de pessoas em mais de 50 mercados, revelou como os jovens das gerações Centennials (18-24 anos) e Millennials (25-34 anos) se diferenciam das faixas etárias seguintes.

48% deles acreditam que as marcas precisam servir de exemplo e guiar a mudança, contra 31% das pessoas com 55 anos ou mais; 35% deles esperam que as marcas usem seu conhecimento para explicar e informar seus consumidores, contra 28% com 55 anos ou mais. “Isso revela que em comparação com outras gerações, os jovens adultos têm uma expectativa maior de uma participação mais proativa das marcas na sociedade”, afirma Valkiria Garré, CEO de insights da Kantar Brasil.

Comportamento digital, consumo de mídia

Os Centennials e Millennials saem na dianteira como as gerações que aumentaram suas compras online em decorrência do COVID-19 (39%) em relação a população geral (32%), entre 35 e 54 anos (30%) e com 55 ou mais (24%). 47% deles também esperam aumentar seus pedidos de e-commerce em relação ao mês anterior (apenas 25% dos entrevistados com 55 ou mais farão o mesmo).

Essas duas gerações também se destacaram no uso de todas as redes sociais, sendo que a novata TikTok mostrou um crescimento expressivo desde o início da pandemia. Confira o gráfico:

“Com os desafios que geram engajamento em massa e viralizam, o TikTok se tornou uma forma de entretenimento rápido e de socialização digital em tempos de isolamento social”, afirma Valkiria. “Mas YouTube e Instagram ainda continuam líderes devido ao crescimento de transmissões ao vivo (lives) que incluem treinamento virtual, receitas de culinária e, claro, os shows de música.”

Já o consumo tradicional de mídia doméstica, assim como o online, cresceu significativamente durante a quarentena, principalmente entre os mais jovens: 63% dos Centennials e Millennials consumiram mais TV tradicional depois do COVID-19 (56% da população geral e 22% com 55 anos ou mais fizeram o mesmo); 58% começaram a consumir mais TV streaming (51% da população geral e 39% dos 55+; e 77% passaram a assistir mais vídeos online em diferentes plataformas (67% da população geral e 48% dos 55+).

“Os hábitos de consumo de mídia digitais das gerações mais jovens se acentuaram consideravelmente com o distanciamento social. Mas é interessante ver que eles também recorreram à TV Tradicional como fonte de entretenimento e informação”, diz Valkiria.

Muito tempo em casa, pouco tempo para a dieta

Em contrapartida, os entrevistados com 55 anos ou mais não deixaram a nova rotina mudar sua dieta: apenas 25% se preocuparam menos com a dieta durante a quarentena (38% dos Centennials e Millennials se descuidaram nesse ponto). 55% dessas gerações mais jovens também falaram que passaram a fazer mais lanches ao longo do dia (44% dos brasileiros com 55 ou mais fizeram o mesmo).

Isso não impediu, porém, essas gerações mais jovens de entrar na cozinha: 61% estão tentando novas receitas durante a quarentena (em comparação a 58% da população geral e 49% dos brasileiros com 55 anos ou mais).

“Não é à toa que estamos vendo um boom de conteúdo sobre receitas e comidas nas redes sociais. Ele leva ao engajamento e cria uma conexão com as pessoas que estão distantes em tempo de quarentena”, afirma Valkiria.

Sobre o Barômetro COVID-19

A pesquisa foi realizada online com 500 brasileiros com 18 anos ou mais entre os dias 13 e 16 de março (primeira onda), 27 e 31 de março (segunda onda) e 13 a16 de abril de 2020. A versão completa conta com 17 questionamentos sobre hábitos dos entrevistados relacionados à pandemia. Ele foi feito em 30 mercados com mais de 25 mil consumidores. Entre os temas abordados estão: atitudes dos consumidores; hábitos de mídia; hábitos de viagem; impacto nos comportamentos de compra online e off-line; e expectativas em relação às marcas. Para saber como ter acesso a todos os dados, clique aqui.

Fonte: Tamer Comunicação – Karina Rodrigues/Assessora de Imprensa

Share and Enjoy !

0Shares
0 0

Campanha para apoiar associados: “ACI & Você”

ACI lança campanha para ajudar associados na crise

A Associação Comercial e Industrial de São José dos Campos inicia nesta quarta-feira (29), sua primeira ação de prospecção de mercado. A iniciativa faz parte da campanha “ACI & Você”, organizada para auxiliar os empresários associados durante o período de isolamento social.

Com base em dados preliminares de uma pesquisa de necessidades da indústria e do comércio da região, a ACI elaborou uma iniciativa para valorizar empresários que produzam máscaras, álcool em gel e outros EPIs – equipamentos de proteção individual, em combate ao COVID-19.

A ideia é que com esta iniciativa e com toda a campanha ACI & Você, os efeitos da quarentena e do fechamento das empresas consigam ser minimizados em ações conjuntas entre os empresários e a associação.

Para participar da pesquisa de necessidades, basta visitar o link https://bit.ly/acievoce e responder ao formulário. Caso a empresa produza os equipamentos de combate ao novo coronavírus, o formulário para cadastro está no link https://bit.ly/aci-valorizacao.

Fonte: Matéria Consultoria & Mídia – Gabriel Camacho

Share and Enjoy !

0Shares
0 0