De casa nova

Vai pra Sampa

Myrian Cipriano mal concluiu sua graduação em publicidade e propaganda pela Unitau – defendeu seu TG hoje pela amanhã e foi aprovada com nota máxima – e já arrumou as malas com destino ao mercado da capital paulista.

A jovem publicitária que vinha atuando no time criativo da Triadaz em Taubaté, agora passa a trabalhar na CCBC – Câmara de Comércio Brasil-Canadá – como “Design assistent”.

 

Agência busca designer gráfico

Klog abre vaga para designer

Agência sediada em São José dos Campos abre seleção para contratar um designer gráfico. Veja o texto postado pela agência em suas redes sociais:

One Team, One Dream!

Você tem habilidade em criar?

Mas criar mesmo, criar soluções e fazer isso constantemente? Você se engaja e se compromete com a causa do cliente, você entende que quando o cliente pede algo ele está precisando da sua ajuda e é seu papel resolver? Você tem habilidades que se transformam em resultados?

Queremos encontrar alguém que entenda o que é fazer parte de um sonho e que esteja disposto a agregar valor! Mas valor de verdade, precisamos de um prestador de serviço um colaborador, um profissional!

Sim, profissional de verdade que possa pegar uma folha em branco e devolver uma ação, pensada com planejamento, começo meio e fim, foco na entrega.

Você sabe usar redes sociais e consegue ficar livre do WhatsApp nas suas horas de trabalho?

Você tem conhecimento em marketing digital, guide line, adaptação de formato, conhece paleta de cor CMYK e RGB e sabe que elas são tipo água e vinagre? Se você tem sim para estas questões acima, leia o nosso post e envie para o nosso email:
queroser@klog.com.br

CV+ PORTFÓLIO (formato PDF ou Link)

Agências conseguem prêmios no Recall

17ª edição do Prêmio Recall de Criação Publicitária

Na última sexta-feira (1º/12), em cerimônia realizada na Cidade do Circo, Ribeirão Preto, ocorreu a premiação da 17ª edição do Prêmio Recall de Criação Publicitária.

O juri selecionou peças de 32 agências, de 19 cidades do interior paulista, para o short-list. O julgamento das peças pelo júri, que neste ano foi composto pelos renomados publicitários Carlos Righi, Cássio Zanatta, Giba Lages e Luiz Toledo, levou em consideração a criatividade da ideia.

As agências da Região Metropolitana do vale do Paraíba, Arriba! (SJCampos) e Mind (Cruzeiro), alcançaram prêmios em categorias diferentes.

Na categoria anúncio para jornal ou revista, a Arriba Comunicação, de São José dos Campos, ficou com o de bronze. Já em spots e jingles, a Mind Comunicação, de Cruzeiro, levou o bronze

O 17º Prêmio Recall teve o apoio da ABAP (Associação Brasileira de Agências de Publicidade) e da DTP Comunicação Visual.

Vaga aberta para criativo

A Molotov está ampliando a equipe de criação

A vaga é para Diretor de Arte na Molotov Propaganda, agência localizada em Taubaté (SP)

Descrição: ser formado em Publicidade e Propaganda, ser criativo, ousado, focado, envolvido, proativo, ter espírito de equipe, liderança e ter experiência em agência.

Domínio nos programas: Pacote Adobe CS (Illustrator, Photoshop, Indesign, Acrobat)

Imprescindível: conhecimento e experiência em digital.

Envie seu portfólio até dia 13/11 para: fabiano@molotovpropaganda.com.br e eduardo@molotovpropaganda.com.br

Os selecionados serão convocados para a segunda etapa. Participe e boa sorte!

Vaga aberta para designer

Jeter está a procura de um estagiário em Design gráfico

 

Requisitos:
– Criativo;
– Proativo e engajado;
– Conhecimento intermediário em Illustrator e Photoshop (demais softwares Adobe são bem vindos);
– Familiaridade com plataforma Mac;
– Boa comunicação e vontade de aprender;

Atividades: Auxiliar no desenvolvimento de materiais de PDV, peças gráficas e digitais e edição de embalagens.

Mande um e-mail com o seu currículo (+ portfólio será um diferencial) para karin@jeterdesign.com.br com o assunto “ESTÁGIO DG”.

Vaga aberta para redator publicitário

Redator Publicitário

A Quero Educação é uma startup brasileira de marketing educacional que desenvolve soluções para instituições do ensino superior. Seu principal produto é o Quero Bolsa, marketplace que ajuda futuros alunos do Brasil inteiro a escolher o curso ideal, por um preço que podem pagar.

Reune talentos do Oiapoque ao Chuí em sua sede, que fica em São José dos Campos – SP.

O Redator Publicitário, irá planejar e executar estratégias de otimização com foco na aquisição de tráfego orgânico qualificado para nossos sites e canais, o principal deles sendo querobolsa.com.br. Haverá uma interação constante com as áreas de produção de conteúdo, design, produto e desenvolvimento.

COMO SERÁ O DIA A DIA?

Será responsável pela elaboração dos materiais de comunicação do Quero Bolsa;
Caberá a essa pessoa desenvolver as peças de comunicação, campanhas e identidade visual da empresa junto com a equipe de designers e atendimento;
Planejamento e criação de conteúdo para mídias sociais – facebook, twitter e revista eletrônica;
Desenvolvimento de conceitos para campanhas publicitárias 360;
Contribuição em Brainstorms;
Participação efetiva no desenvolvimento de planejamentos;
Revisão de textos.

NO QUE VOCÊ PRECISA MANDAR BEM?

Conhecimento em técnicas de texto e redação;
Facilidade em criar textos curtos, criativos e diretos;
Desenvoltura para falar;
Bom relacionamento com equipe;
Ser proativo, antenado, informado e ter domínio da língua portuguesa;
Inglês para leitura é um diferencial.

O QUE OS COLABORADORES TÊM?

Cozinha (alimentação)
Alojamento
Jogos (video game, pingue-pongue, arcade etc)
Ambiente descontraído
Snacks e bebidas à vontade
Aula de dança
Aula de inglês
Gente talentosa e feliz
Planos de saúde e odontológico

Inscreva-se para a vaga por aqui

Coluna “Discutindo a relação…”

Temos que amar um pouco mais os números

Dou aulas há 26 anos em cursos de publicidade e propaganda. Dou aulas de mídia há 26 anos. E vejo um certo desespero no rosto dos alunos quando falamos de números e nos aproximamos de qualquer coisa que pareça ser de exatas ou que de algum modo faça lembrar matemática.

Vejo a cara de quase angustia quando coloco o slide que mostra a fórmula do Custo por Mil, ou do GRP, ou do CPP. Mais recentemente, quando explico algumas métricas aplicadas a redes sociais o mesmo acontece.

É… esse povo de humanas sempre fugiu dos números!

Não trago, entretanto, boas notícias para essa galera. Os números estão se aproximando, estão nas nossas fronteiras… ou melhor, já invadiram nosso território. Eles estão entre nós!

Você já deve ter ouvido falar de monitoramento, métricas, B.I (Business Intelligence), Big Data, análise e tratamento de dados e etc, etc, etc… Não tem mais jeito. Entre as muitas mudanças da área de comunicação mercadológica esta é uma das mais definitivas. Os números vieram para ficar e estão se tornando cada vez mais relevantes no processo de tomada de decisões estratégicas e até, pasmem, criativas.

É claro que tudo isso implica em aspectos para lá de positivos: nunca tivemos tantos dados e informações disponíveis e a custo relativamente baixo (alguns até gratuitos) como temos agora. Montar um planejamento estratégico de comunicação hoje pode e deve contar com o apoio das informações coletadas no universo digital. Afinal de contas, as pessoas entregam seus hábitos, costumes, desejos, aspirações, vontades, angustias, dores e amores nas redes sociais sem que ninguém lhes peça.

Implica também em podermos saber se a linha criativa de uma campanha realmente impacta nosso público. E podemos fazer isso em tempo real. Ao vivo. Implica em colher dados ricos e necessários.

Há montanhas de programas de monitoramento e uma série de novas métricas que podem ser utilizadas.

Então, meu povo de humanas, gostemos mais de números. Tenhamos mais paciência e boa vontade para com as métricas. Façamos um desmedido esforço para amar mais esses novos vizinhos. Eles vieram pra ficar e vão nos ajudar. Bastante!

Parte importante do processo de adaptação e aprendizado é deixar de lado as brincadeiras bobas, o preconceito e o medo, parar de repetir mantras do tipo “gente de humanas detesta matemática” e buscar entender e aplicar as novas ferramentas e possibilidades.

Não precisa ser um gênio das exatas. Longe disso. Basta “ter coragem pra se libertar”. E amar. Amar os números. Eles são do bem. Estão nessa para somar (sem trocadilhos…rs).