Artigo trata do marketing no pós pandemia

No marketing pós-pandemia, lembre-se da máxima “falar menos e ouvir mais”

*por Bianca Totti

O tempo todo vemos análises de como será o mundo no pós-Covid-19. Que será diferente, não há dúvidas. Que as pessoas irão valorizar muito mais as relações humanas e irão consumir de uma forma mais consciente, é um consenso.

É o famoso valorizar mais o “ser” que o “ter”.

O que não concordo é que haverá uma automatização geral das atividades, a transformação digital não se baseia nisso. Acho que somos nós que movemos a tecnologia e não o contrário.

As empresas de forma geral terão que entender isso, definir o que é relevante para o seu público e tomar as decisões usando a tecnologia como ferramenta estratégica.

Bianca Totti

O cliente no centro de tudo, conectado à marca através de uma relação humanizada. É nesse formato que acredito o futuro do marketing nos próximos anos.

Mas como fazer isso? Falando menos e ouvindo mais. E, com isso, se comunicando de forma mais efetiva! Basicamente conhecendo o consumidor, suas preferências, suas influências e a forma como se comporta.

É ter sensibilidade e feeling também de encontrar o melhor momento para estabelecer uma oferta ou uma cobrança e agir diante deles.

Com uma comunicação atrativa, transparente e sutil para abordar com conhecimento de causa, na hora certa. Por isso, a importância de investir na captação de dados, na análise do público, usando a rica oferta de informações que temos hoje para definir e lançar as ações de marketing.

Sem falar que hoje, mais do que nunca comprovado e provado, que o Marketing Digital é o caminho mais possível para manter seu relacionamento com clientes, leads e parceiros comerciais.

Outras dicas para este novo modelo são desenvolver a capacidade de adaptação da equipe e da empresa, lidar com o desconhecido, definir diferentes cenários, avaliar pontos de risco e buscar novas oportunidades.

E parece básico, mas é sempre bom ressaltar, garantir que sua presença digital esteja bem-feita, atualizada e preparada para o que vem pela frente.

Para entender o cenário que nos aguarda, é fundamental se antecipar às tendências e se preparar para esse momento.

*Bianca Totti é Diretora da Código BR

Share and Enjoy !

0Shares
0 0

RMVale tem balanço positivo de abertura de empresas

Dados da ACI de São José dos Campos mostram saldo positivo de 831 empresas entre janeiro e agosto, mesmo com pandemia do novo coronavírus

A Região Metropolitana do Vale do Paraíba registrou um saldo positivo no balanço entre empresas abertas e empresas fechadas entre janeiro e agosto de 2020. No período foram abertas 1.951 empresas contra 1.120 fechadas, com um saldo positivo de 831 empresas.

Os números constam de balanço divulgado esta semana pela Associação Comercial e Industrial de São José dos Campos, com base em números registrados no Escritório Regional da Jucesp (Junta Comercial do Estado de São Paulo). O ER da Jucesp funciona na sede da ACI de São José dos Campos e tem a RMVale como área de cobertura.

O saldo positivo de 831 empresas é significativo por ter sido registrado durante o período mais grave da crise gerada pela pandemia do novo coronavírus.

Na análise da ACI de São José dos Campos, é importante notar que em nenhum dos oito meses em análise, o número de empresas fechadas superou o patamar de empresas abertas. Mesmo no mês mais crítico do período, abril, o saldo entre empresas abertas e empresas fechadas foi positivo. Nesse mês, o ER da Jucesp registrou 69 novas empresas e o fechamento de 28, um saldo positivo de 41 empresas. O pico de abertura das empresas foi registrado em junho e julho, com o registro de 370 e 477 novas empresas registradas na Jucesp.

Para a presidente da ACI de São José dos Campos, Eliane Maia, o balanço feito com base nos números do Escritório Regional da Jucesp mostra que muitos tiveram o despertar pelo empreendedorismo neste momento.

“O que podemos identificar é que 1.951 novas empresas foram constituídas, contribuindo com a economia e o desenvolvimento de pessoas. Não sabemos se as empresas que registraram os distratos de encerramento já estavam inativas há algum tempo e só agora regularizaram a situação ou se efetivamente encerraram as atividades em virtude da pandemia. Esperamos, desejamos e trabalhamos como entidade representativa do comércio, serviço e indústria por dias melhores e consequente crescimento gradativo da economia, saúde e empregabilidade. É a ACI e você, preservando vidas, empregos e empresas”, disse Eliane.

Fonte – Materia Consultoria&Midia – Gabriel Camacho

Share and Enjoy !

0Shares
0 0

Dança das cadeiras

Publicitários em movimento

Duas novidades no mercado de propaganda, comunicação e marketing do Vale do Paraíba. Confira:

O publicitário Patrick Chiara é o novo Mentor de Negócios na Quero Meu APÊ. Ele vinha atuando como Analista de Pesquisa de Mercado Jr na Quero Educação.

O também publicitário Deivid William é o novo Coordenador de marketing na Colégio Tableau de Taubaté. Ele já tinha atuado como Analista de marketing na Vida Vale e também como Coordenador de Marketing e Comunicação da UNIMED TAUBATÉ.

Share and Enjoy !

0Shares
0 0

ACI lança “Compre em S. José”, ação em apoio à economia da cidade

Campanha da ACI estimula compras no comércio local; app da ACI coloca um mapa das lojas da cidade nas mãos do consumidor

Compre em São José

Essa é a mensagem principal da campanha lançada nesta sexta-feira (12.06), Dia dos Namorados, pela Associação Comercial e Industrial de São José dos Campos com o objetivo de estimular as vendas do comércio da cidade nesta retomada das atividades econômicas. “Nessa retomada da economia, prestigie o comércio de nossa cidade. Nele, você encontra de tudo. E você ainda estará ajudando São José dos Campos e preservando empregos”, diz o texto da campanha.

Além de apostar no espírito comunitário, a campanha “Compre em S. José” traz uma novidade tecnológica: um app que coloca o mapa do comércio da cidade nas mãos no consumidor.

É o “Encontre Fácil/ACI”, um aplicativo para diversas plataformas, desenvolvido pela empresa Strategic – Gestão em Marketing Digital para a ACI de São José dos Campos. Ele funciona como um localizador de lojas. Precisou de um açougue? Está atrás de pneus novos para seu carro? Roupas? Móveis? Calçados? É só baixar o app “Encontre Fácil/ACI” e você terá, em suas mãos, a mais completa relação de lojas e serviços da cidade. E mais: com ofertas especiais.

E tem mais: pelo aplicativo da ACI você ganha brindes e acumula pontos a cada compra. Basta fazer seu cadastro no app e inserir a sua Nota Fiscal.

Para a presidente da ACI de São José dos Campos, a iniciativa da ACI valoriza a cidade e, ao mesmo tempo, mexe com a economia. “A campanha ‘Compre em S. José’ é um estímulo à economia de nossa cidade neste momento de desafios. São José oferece uma infinidade de produtos e serviços. Comprando aqui, o consumidor ajuda a nossa cidade, faz o dinheiro circular, aumenta a arrecadação de impostos e gera empregos. Isto é, faz a roda da economia girar”, disse ela.

No “Encontre Fácil/ACI” estão cadastradas empresas associadas à ACI. São mais de 1.200 empresas ligadas ao comércio, setor de serviços e indústria.

Como baixar

Para baixar o aplicativo, você precisa pesquisar por “Encontre Fácil/ACI” na Google Play ou então acessar o link http://bit.ly/3eJHR4p. Feito isso, basta fazer o seu cadastro e validá-lo, registrando o número e a foto de uma Nota Fiscal de compra com o valor mínimo de R$ 50. Pronto! Com isso, você já ganha um brinde, que poderá ser retirado na ACI durante o mês de junho.

Fonte: Matéria Consultoria & Mídia – Gabriel Camacho

Share and Enjoy !

0Shares
0 0

Stone e mLabs juntas

Juntando capacidades

No último dia 27/05 tornou-se pública a parceria entre a Stone, empresa de soluções de pagamentos, e mLabs, plataforma de gestão de redes sociais com sede em São José dos Campos.

Caio Rigoldi, CEO da mLabs,  escreveu em uma publicação no LinkedIn:

“A partir de agora a Stone é a única sócia da mLabs. Nós temos o propósito e a cultura muito alinhada e esses foram os fatores principais para decisão de seguir junto com essa gigante do mundo financeiro. Enfrentaremos juntos o que for necessário para trazer o justo e maximizar os resultados para micro e pequenos empresários do país.”

O Publicitando fez três perguntinhas para o Caio sobre a fusão e a temperatura dos negócios em tempos de pandemia. Confira na sequência:

Publicitando: Como surgiu a ideia da parceria? Ela vem sendo preparada há quanto tempo?

Caio Rigoldi: A ideia veio após um encontro entre as duas empresas e o desejo de ambas de entregarem mais valor ao seu cliente final. Nós sempre entendemos que em algum momento teríamos que agregar mais soluções aos nossos clientes do que apenas redes sociais. Temos de fato que cumprir nosso propósito que é ajudar os pequenos negócios a terem resultados. E para ter resultados precisamos falar de vendas, pagamentos, mídia paga. Então nada melhor que uma empresa do mercado financeiro com a expertise da Stone nos ajudando a criar essas soluções.

Caio Rigoldi, CEO da mLabs

Publicitando: Quais os ganhos da parceria para as empresas coligadas e para os clientes?

Caio Rigoldi: Os principais ganhos para ambas as empresas é o agregado de soluções. A Stone passa a ter uma presença muito forte no marketing e nas redes sociais dos seus clientes e a mLabs com soluções financeiras. Na outra ponta estão os maiores beneficiados, os clientes de ambas as companhias que poderão usufruir de soluções integradas para maximizar os seus resultados.

Publicitando: A mLabs teve crescimento inesperado durante a quarentena?

Caio Rigoldi: Durante a pandemia a mLabs teve sim cancelamentos, empresas que infelizmente fecharam as portas ou diminuíram muito os seus negócios. Por outro lado desde que se iniciou a pandemia temos recordes de novos cadastros e clientes na plataforma. De 15/03 até 28/05 estamos com um aumento de 20% a 30% nos novos usuários utilizando a mLabs e nesse período, segundo o Google Trends, houve o pico máximo de buscas para os termos Marketing Digital e para mLabs também. Entendemos que diante do cenário a maioria das empresas entenderam o valor do digital e a importância da presença online. É um caminho que não tem mais volta e estamos muito otimista com o futuro.

Share and Enjoy !

0Shares
0 0

Comunicação assertiva e o novo normal

O novo normal corporativo e o investimento em comunicação assertiva

*por Vera Moreira

Somos agentes de uma mudança histórica na jornada humana. Estamos vivendo a disrupção econômica, social, digital e pessoal.

Image by Karolina Grabowska from Pixabay

Um analista de comunicação ilustra muito bem o atual momento: “Estamos numa tempestade em barcos diferentes. Não interessa se está num bote ou num iate porque todos precisamos nos salvar”. É isso!! A pandemia fechou os países e vai mudar a economia e a sociedade.

Você já sacou que não existe mais “voltar ao normal”? Não existe mais a rotina antes do lockdown. Não iremos voltar ao escritório, abraçar nossos amigos, apertar a mão do cliente ou fazer longas reuniões. O novo normal é assegurar a integridade de seus colaboradores, promover reuniões em aplicativos eficazes, implantar home office ou teletrabalho, mudar as métricas de produtividade, mudar o layout dos escritórios e adotar um protocolo que garanta saúde e bem estar na empresa, no deslocamento, nos intervalos e no atendimento eficaz ao cliente.

A comunicação nunca foi tão importante para a retomada dos negócios. Quebrar paradigmas de marketing e da equipe de vendas. A ordem é ser transparente, fazer as alterações com leveza, estratégia de sustentabilidade da cadeia e informar com qualidade e assertividade.

A digitalização não inclui a inteligência e a flexibilidade diante da nova realidade da economia, dos serviços e da demanda do cliente/consumidor. As habilidades para manter o cliente e expandir os negócios estão alicerçados em empatia, eficácia e qualidade.

Não sabemos o tempo necessário para manter nossa saúde e evitar mortes, mas vamos sobreviver com novas estratégias e o olhar mais holístico sobre os desafios que a pandemia nos impôs. E essa mudança tem que ser encarada como oportunidade de melhorar.

Como você quer ser lembrado nessa crise?

Empresários, profissionais liberais, entidades representativas, executivos, atletas, artistas, educadores, cientistas e empreendedores estão inovando e repensando formas sustentáveis de manter sua expertise e construir um “novo normal”.

Marcas e empresas devem valorizar o que podem solucionar, apresentar uma identidade e “vender” sua imagem com comunicação integrada e que atinja os objetivos em cada público de atuação.

Image by Gerd Altmann from Pixabay

A comunicação é decisiva nesse momento para ser relevante e impactar seu cliente. Ser inovador e valorizar a carga de experiência que conquistou, mas ser humilde para aprender e entender esse novo momento da jornada da humanidade.

A nova sociedade quer uma vida melhor, mais saudável, mais sustentável e mais honesta.

Mude, conecte-se e mantenha conexões com essa nova realidade.

A comunicação é o investimento prioritário no novo modelo de negócios. Esteja atento a esse movimento.

*Vera Moreira é jornalista, especialista em comunicação corporativa integrada, fundadora da Vera Moreira Comunicação e empreendedora da startup Organics News Brasil.

Share and Enjoy !

0Shares
0 0

ACI estabelece acordo para proteger empregos

Acordo entre ACI e Sincomerciários ajuda a manter 200 empregos

Em três dias úteis, mais de 10 empresas ligadas ao comércio já aderiram ao modelo de acordo para redução de jornada em São José dos Campos

Mais de 10 empresas já aderiram ao acordo para suspensão de jornada de trabalho a partir do modelo disponibilizado no site da ACI de São José dos Campos, em parceria com o Sincomerciários. O acordo é uma forma de auxiliar as empresas do comércio de São José dos Campos a enfrentarem a crise gerada pela pandemia do novo coronavírus e garantir a manutenção de empregos.

Os acordos recebidos pela ACI e encaminhados ao Departamento Jurídico do Sindicato dos Empregados do Comércio abrangem 200 vagas de trabalho.

Como funciona? 



Pelo acordo de parceria, a ACI passa a canalizar os pedidos de adesão de empresas à MP 936, chamada de MP do Emprego. A empresa interessada deve baixar o modelo de acordo disponível no site da Associação Comercial e Industrial de São José dos Campos (www.acisjc.com.br) e encaminhar a minuta do acordo de suspensão do contrato de trabalho para a ACI, por e-mail (fabiano@acisjc.com.br).

A ACI será responsável por encaminhar a documentação para o Sincomerciários, que terá uma equipe de plantão para analisar caso a caso. Para a empresa, não haverá custos nessa operação.

A parceria dá segurança jurídica para que o empresário do comércio use os benefícios da MP 936, a chamada MP do Emprego.

Fonte: Matéria Consultoria&Mídia – Gabriel Camacho

Share and Enjoy !

0Shares
0 0

Empresas devem ser influenciadoras

Empresas precisam atuar mais como influenciadoras na era da Transformação Digital

“As pessoas estão procurando marcas e produtos que tenham ligação com suas próprias causas. Como as empresas devem se preparar para corresponder a estas expectativas?”,questiona Raíssa Garifalakis, Business Strategy Designer do CESAR, durante palestra “O Novo consumidor: conectado e em rede”, na HSM Expo 2019. Para a especialista, as compras são cada vez mais motivadas pelo aspecto emocional, e quem não começar desde já a aprender como se movimentar neste novo cenário corre sério risco de perder a relevância.

Raíssa Garifalakis, do CESAR, Bia Granja, da YouPix, e Laureane Cavalcanti, da DeepDive (Foto: Rodrigo Rodrigues/Divulgação)

Segundo a fundadora da DeepDive, Laureane Cavalcanti. um dos primeiros passos que precisam ser dados é agir rapidamente para obter uma definição clara sobre a essência da marca. Aquilo que é sua verdadeira causa. Quando isso fica claro, não só o consumidor, mas também os colaboradores, quando são contratados, já entram com vontade de defender a causa juntos. “Essa é uma preocupação que já começa a tomar conta da agenda dos altos executivos e executivas das companhias”, disse.

Hoje em dia a verdade sempre aparece

Mas de nada adianta ter um discurso engajado por fora e não praticar aquilo internamente. “Tenho conversado com muitas empresas que afirmam querer fazer estratégias de comunicação defendendo algum tipo de causa sensível. Quando isso acontece normalmente eu pergunto: mas como esse tema é trabalho dentro da companhia? Vocês já atuam da maneira que querem que as pessoas atuem? Neste momento a resposta muitas vezes é: não. Isso nós ainda não fazemos. Neste caso a orientação é: então não faça essa comunicação, porque hoje em dia a verdade sempre aparece”, destaca a cofundadora e CCO da YOUPIX, Bia Granja.

A especialista pondera que, para se conectar ao novo consumidor, as empresas precisam atuar verdadeiramente como influenciadoras, e isto significa ser relevante na vida da pessoa ao ponto de ela promover mudanças em seu comportamento em função do conteúdo que a marca oferece.

Na construção de branding estão caindo os conceitos de B2B e B2C. “Agora, praticamente todas as relações se integram a uma abordagem P2P. É de pessoa para a pessoa. Mesmo quando envolve apenas empresas, de fato, na prática, trata-se de uma pessoa falando com outra pessoa. Sendo assim, as relações pessoais voltam a ser relevantes para a estratégia”, adverte Laureane.

Em sua avaliação as empresas sempre tiveram um comportamento de ditar as regras. Elas determinavam o preço e como seria o produto. “Isso não será mais assim”, sentenciou. “Por isso, não adianta querer fazer transformação digital se a companhia nunca teve nem relacionamento com as pessoas por meio das redes sociais. A customização é fatal e será necessária, mas não dá para se atrever a oferecer conteúdo customizado se você não tiver conhecimento do consumidor”, completou, declarando que precisa haver bom senso.

É preciso ter plena certeza se a pessoa que vai receber o conteúdo tem algum interesse real sobre a sua marca. “Ninguém quer mais ter uma caixa de e-mail com mais de mil mensagens não lidas porque empresas que nunca ouvimos falar ficam nos mandando promoções de produtos nos quais nós não temos o menor interesse”,pondera a executiva.

As organizações, contudo, não podem cair na tentação de colocar suas necessidades em primeiro lugar. “Investir em esforços para agradar investidores, se posicionar para uma situação agradável na imprensa. Isto tudo já teve o seu valor, mas estamos em um novo tempo”, sentencia.

As empresas precisam ouvir as pessoas

Bia destaca que 84% das conversas que as pessoas têm atualmente não são detectadas por nenhum tipo de mecanismo de buscas. Elas são feitas em ambientes independentes como grupos de Whatsapp e outras plataformas. Assim, fica cada vez mais difícil monitorar o que os consumidores estão falando sobre as empresas.

“Algumas companhias já estão usando inclusive o conceito de morning briefings, no qual são feitas reuniões diárias e as pessoas trazem informações sobre os temas em que estão envolvidas. Se as empresas não circulam nestes meios, as pessoas estão circulando. Então as empresas precisam ouvir as pessoas”, explica.

Fonte: Compliance Comunicação – Assessoria de Imprensa – Ana Carol Cortez

Share and Enjoy !

0Shares
0 0

Dança das cadeiras

O mercado continua movimentado em junho

Gente sendo promovida e gente nova chegando ao mercado. Confira o que rolou nos últimos dias no mercado de comunicação e marketing do Vale do Paraíba.

João Santana acabou de assumir o posto de Estagiário de Comunicação na Novelis. Antes o João já havia passado como estagiário pela TV Câmara de Taubaté e pela Atomic Buzz, onde atuou em planejamento, desenvolvimento de estratégias e gerenciamento de redes sociais.

O publicitário Bruno Chaves foi promovido para o cargo de Supervisor de mídia na Focusnetworks – OnLife Marketing Transformation. Antes de chegar à Focusnetworks o Bruno atuou como Coordenador de planejamento e mídia na Arriba! Comunicação.

E o ainda estudante de publicidade e propaganda Matheus Firme é o mais novo Estagiário de Comunicação na Nestlé. Matheus estava até então na Wow! Nutrition Indústria e Comércio.

Share and Enjoy !

0Shares
0 0

Dança das cadeiras

Quem foi pra onde?

Seguimos trazendo um pouco da movimentação do mercado valeparaibano de comunicação e marketing. Confira os últimos movimentos!

O estudante de PP Carlos Eduardo começou uma nova etapa na Prospecto Marketing & Training como Estagiário de Criação. Ele já teve passagens por  Coaching Concurseiro e por Líder Copias, sempre atuando na criação.

O também estudante de PP Leonardo Krupinski assume o novo cargo de Criativo na Alchemy Big Data Solutions. Ele estava como estagiário de criação na Prospecto marketing & Training.

E a jornalista Francine Eustachio é a nova Assistente de Marketing na Opmat. Ela já acumula passagens pela ACOM (Unitau) e pela Elevadores Villarta.

Share and Enjoy !

0Shares
0 0