Saiu: vencedores do Prêmio Amigos do Mercado

Confira os vencedores da 4ª edição do Prêmio Amigos do Mercado

Terminou às 23h59 desta quarta-feira, 25, a tão disputada votação para a quarta edição do prêmio mais amigável do mercado publicitário. Entre tantos memes e pedidos inusitados de votos, o grupo do Amigos do Mercado movimentou até o meio artístico nas campanhas dos candidatos.

Pâmela Araújo, da Ogilvy, foi a vencedora com o maior número de votos, com 682 votos na categoria Mídia. Em diversas categorias, o vencedor só pôde ser de fato confirmado no último minuto.

Confira abaixo a lista dos vencedores, por categoria:

ANUNCIANTE
Glaucia Martinelli (Vivo) – 369 votos

BI
Ricardo Minervino (Disney) – 337 votos

CRIAÇÃO
Marília Costa (Leo Burnett Tailor Made) – 269 votos

PROFESSOR
Lelo Brito (Mackenzie) – 485 votos

ATENDIMENTO E NEGÓCIOS
Sabrina Pozella (Pullse) – 368 votos

CONTENT
Jade Gimenez Toledano (Viacom) – 291 votos

ESTAGIÁRIO
Carlos Alves (Grey) – 299 votos

EXECUTIVO
Vanessa Gregoraci (SBT) – 599 votos

OPERAÇÕES
Thais Bilbao (Globo) – 354 votos

MÍDIA
Pâmela Araújo (Ogilvy) – 682 votos

INTELIGÊNCIA DE MERCADO
Jemerson Farias (R7) – 278 votos

PLANEJAMENTO
Maurílio Filho (WMcCann) – 236 votos

PROFISSIONAL DE APOIO
Vera Vidal (VMLY&R) – 261 votos

RECURSOS HUMANOS
Gustavo Bronzelli (AlmapBBDO) – 219 votos

O AMIGO DO MERCADO
Luciana Valério (SBT) – 429 votos

Share and Enjoy !

0Shares
0 0

Cidade faz campanha para atrair empresas da capital

Grupo de empresários de São José dos Campos faz campanha para atrair empresas da capital ao interior

A migração de grandes empresas de capitais para cidades com mais qualidade de vida e boa infraestrutura para negócios, que ganhou força com a pandemia do novo coronavírus, mobilizou empresários de São José dos Campos (a 90 quilômetros de São Paulo). Conselheiros do grupo Desenvolve Vale lançaram neste mês uma campanha para apresentar os atributos que fazem do município um CEP à altura das novas demandas do setor econômico.

O objetivo do Desenvolve Vale é colocar a cidade no mapa desse movimento do mundo corporativo, que foi turbinado pelo modelo de trabalho remoto, consolidado nos últimos meses, e ganhou os holofotes com o anúncio da migração da sede da XP Inc. para o interior de São Paulo.

Como primeiro passo, o Desenvolve Vale produziu um vídeo, que já viralizou, sobre as oportunidades econômicas de São José. O material ressalta conceitos que são a marca da cidade, como inovação, mobilidade, tecnologia, mão de obra qualificada, boa oferta de mananciais e infraestrutura para redes complexas de comunicação. O vídeo conta com depoimentos de representantes da iniciativa privada, assim como do prefeito Felicio Ramuth (PSDB) e do secretário de Inovação e Desenvolvimento Econômico, Alberto “Mano” Marques.

Embora já tenha alcançado mais de 20 mil visualizações nas redes sociais, o trabalho agora é para que o vídeo e a campanha cheguem a executivos C-levels, tanto de empresas quanto de consultorias da capital. Para isso, os conselheiros do Desenvolve Vale realizam uma força-tarefa para mobilização dessas lideranças.

“São José dos Campos é uma das cidades mais inovadoras do Brasil. Temos infraestrutura invejável, fácil acesso às capitais Rio e São Paulo, além de uma histórica vocação tecnológica. É fundamental que essas lideranças tomem conhecimento da pujança econômica do município. A cidade conta com as melhores redes de saúde, educação de excelência e elevado IDH (Índice de Desenvolvimento Humano)”, afirma Kiko Sawaya, coordenador do Desenvolve Vale.

Argumentos

Para convencer empresas a se instalarem em São José dos Campos, o grupo se pautou em comparativos entre a cidade e a capital paulista. Os dados indicam, por exemplo, que o deslocamento médio em São José é 35% mais rápido do que na capital; escolas particulares são 60% mais baratas; e o mercado imobiliário tem preços 60% menores do que os praticados em São Paulo, para imóveis do mesmo porte; entre outros.

Empresas que já fizeram a escolha por se mudar para São José dos Campos corroboram a campanha com seus depoimentos. A diretora GBS da Ball América do Sul, Cátia Pereira, destaca, no vídeo do Desenvolve Vale, o fácil diálogo com o poder público como um dos motivos que fizeram a multinacional trazer sua sede para a cidade. A Ball Corporation emprega mais de 18,3 mil pessoas no mundo todo e apresentou receita líquida de US$ 11,5 bilhões em 2019.

“Na Ball, todas as decisões devem ser pautadas por algo bem definido. E todo esse apoio, que se concretizou em um decreto do prefeito regularizando nossa operação, deu conforto para a escolha. Estou num lugar em que posso contar com o município para suportar o que a gente veio fazer aqui”, diz.

A iniciativa do Desenvolve Vale também conta com o apoio da Prefeitura de São José dos Campos, que se prontificou a oferecer dados técnicos e informações estratégicas para ajudar os empresários da capital a tomarem sua decisão.

Em agosto, como segundo momento da campanha, o Desenvolve Vale vai organizar uma reunião virtual com executivos de grandes companhias nacionais e multinacionais, além de consultorias e associações, para apresentar a cidade e suas possibilidades de negócios.

Fonte: CABANA – João Pedro Teles

Share and Enjoy !

0Shares
0 0

Vaga para Analista de Endomarketing

Vaga no Grupo Zaragoza

Local de atuação: Corporativo – Taubaté/SP
Cargo: Analista de Endomarketing / atuação no RH.
Horário: 08:00 – 17:48 / segunda à sexta
Salário: à combinar.

Foto: Pixabay

Descrição das Atividades e Responsabilidades:

• Responsável por planejar, organizar e gerenciar as ações de comunicação estratégica, endomarketing e engajamento para o público interno, desde calendário de eventos passando pelo briefing, debriefing e execução;
• Realiza a gestão de eventos corporativos, mapeamento de necessidade para desenvolvimento de conteúdos, campanhas motivacionais e treinamentos;
• Elabora ações/campanhas para melhoria de resultados e tornar a cultura mais produtiva, reforçando a marca/ visão, missão e valores na mente e no coração dos colaboradores, campanhas de datas comemorativas e comunicação interna;
• Suporte no programa de Integração dos novos colaboradores;
• Busca soluções de comunicação e interatividade;
• Elabora a comunicação visual e textual dos eventos;
• Atua com definição de layout e textos dos materiais.

Pré-Requisitos: Formação: superior completo em Jornalismo, Comunicação Social ou Publicidade e Propaganda
Domínio em programas gráficos, tais como Illustrator e PowerPoint.

Mande seu CV para: rh.anacarla@grupozaragoza.com.br

Share and Enjoy !

0Shares
0 0

Coluna {De dentro pra fora}

Trabalhar em equipe; transformar problemas em desafios
{Spoiler: este texto pode parecer autoajuda}

vitor-2016

A nossa rotina pode ser resumida em resolver problemas. E eles são os mais variáveis possíveis: problemas de comunicação, tráfego lotado, expectativa dos clientes, relacionamento de equipe e por aí vai.

O primeiro erro é encarar tudo isso como problema. Pode soar meio autoajuda -eu sei-, mas acho importante a gente olhar para esses pontos como desafios. E não é só mudar a palavrinha que a gente usa, é mudar nossa percepção e reação sobre o que acontece.

(Abre parêntese para falar sobre equipe)
Quando eu observo histórias de amigos, nos mais variados ambientes de trabalho, sempre penso: se a situação fosse entendida como um desafio de todos, a solução seria bem mais fácil. Ou seja, desaprendemos a trabalhar em equipe. A gente quer departamentalizar tudo. O famoso “isso não é comigo”. Principalmente dentro das agências, esse fator é decisivo para que os processos realmente funcionem. Todo mundo precisa se comprometer com uma necessidade do cliente. Criação precisa entender que não é inflexibilidade do atendimento. Atendimento precisa entender que não é birra de criação. Porém, ainda mais importante, todos precisam dialogar: falar, ouvir, compreender e chegar a uma solução, por favor. Sei que isso parece básico, mas vejo muitas empresas ainda batendo a cabeça porque as pessoas não se falam.
(fecha)

connect-20333_640

Voltando aos desafios. Quando a gente recebe um pedido do cliente interno, uma demanda do atendimento, um planejamento ferrado, uma gestão de crise, acho que é importante responder duas perguntas:
– O que eu posso aprender com isso?
– O que eu posso fazer para ir além das expectativas (da área, do cliente, da demanda)?

Essas duas perguntinhas vão nos ajudar a encarar o ponto como um desafio, e não como um problema. Deixe de enxergar a situação como algo negativo, pesado, desgastante. Lembre-se de que ela vem acompanhada de oportunidades, de desenvolvimento, de mais conhecimento. Seja positivo que tudo flui melhor. Além da satisfação pessoal, o resultado final tem muito mais chance de encantar. É um ciclo do bem: você trabalha mais leve, todo mundo participa, o resultado é melhor, supera as expectativas, o cliente fica feliz, elogia o trabalho, confia mais em você, e assim a vida segue.

Share and Enjoy !

0Shares
0 0