Faap realiza novo evento

Evento sobre comunicação na FAAP SJCampos

No próximo dia 05 de outubro, um sábado, acontecerá o FAAP TALKS. A programação conta com cinco palestras e bons nomes do mercado regional de comunicação. Confira mais detalhes na arte abaixo:

Ao vivo: como criar seu curso online

Entrevista ao vivo trata de cursos on line

Juliana Belmudes e Ana Martha Tex participam de entrevista ao vivo para falar do tema “Use seu talento para criar seu primeiro curso on line”.

Uma realização da Marketex Plataforma de Negócios, o conteúdo vai ao ar nesta quarta feira, dia 18/09 (mais conhecido como hoje) às 19h00.

Confira! Vale a pena!

Na atividade

Conta nova

A Cabana Press, sediada em São José dos Campos, é a nova assessoria do Grupo Nexus. A assessoria capitaneada por Suzane Rodrigues Ferreira passa a atender ao grupo que realiza a 1ª Mostra Nexus – Container4You.

Suzane Rodrigues

Coluna “Discutindo a relação…”

Virar o jogo

Um dos pontos mais comentados em congressos, palestras, artigos, textos, podcasts e etc é a perda de valor das agências de propaganda. Podemos traduzir essa perda de valor por perda de importância e/ou relevância.

Há uns cinco ou seis anos esse tema passou a ser mais frequente e as mudanças recentes que vimos acontecer nas grandes holdings de propaganda parecem corroborar o ponto de vista defendido por muitos: as agências perderam relevância.

Isso se deu muito especificamente na relação com os anunciantes.

Há muitos fatores que são apontados para que esse recuo de importância no cenário de marketing e comunicação acontecesse. Concordo com a maioria deles. Mas vou destacar um que ouvi ou li recentemente e que acredito ser o mais decisivo: as agências não desenvolveram outros músculos além da criatividade ligada à comunicação.

Imagem de Lukas Bieri por Pixabay

Sim! O que é o maior trunfo das agências também pode ser visto como fator limitador. Vejamos: as agências não perceberam que os clientes tinham demandas que estavam além de uma boa ideia e de uma boa campanha traduzida em belas peças publicitárias.

As novas demandas dos clientes passavam e passam pela solução de problemas de negócios. Trata-se do já famoso e repetido “fazer o ponteiro de resultados mover-se para cima”. Trata-se de pensar na experiência total e completa do consumidor, em resolver gargalos e antecipar saídas a partir de novos comportamentos, usos e necessidades do consumidor.

Está bem além de ter ideias de comunicação! É pensar com cabeça de “resolvedor de problemas do cliente”. O que o fará bater as metas? Atingir os resultados? Virar líder do segmento? Ganhar consumidores novos? Ter novos produtos? E novos serviços?

E foi neste ponto crucial que as consultorias acharam a brecha de ouro para fazer sangrar ainda mais o já combalido grau de relevância das agências. Eles discutem isso: soluções voltadas para incrementar o negócio. E agora as consultorias, para o temor geral dos publicitários, investem também em comunicação e criatividade.

Calma lá, entretanto. Não é o fim do mundo das agências. Boa parte delas, principalmente as menores, independentes e ágeis já percebeu o que está rolando. Já sacaram. E estão jogando o jogo dentro do novo esquema tático. Tem mais facilidade porque são rápidas, enxutas e com poucos níveis hierárquicos. Algumas das grandes agências ligadas às grandes holdings também já sacaram. Mas tem mais dificuldades porque são lentas, grandes e com muitos níveis hierárquicos.

Imagem de rawpixel por Pixabay

Eu acho que dá pra igualar e até virar o jogo. As agências ainda voltarão a jogar bonito. E com eficácia! Eu boto fé!

“Afinal de contas, não tem cabimento. Entregar o jogo no primeiro tempo.
Nada de correr da raia, nada de morrer na praia.
Nada, nada, nada de esquecer.
Do balanço de perdas e danos.
Já tivemos muitos desenganos.
Já tivemos muito que chorar.
Mas…”

Estágio em marketing

Vaga de estágio em marketing

A vaga é para Taubaté e para estudantes de publicidade e propaganda. Confira mais informações no print abaixo.

Há urgência para o preenchimento da vaga, então corre!!!

Evento reúne desenvolvedores

Evento reúne desenvolvedores do Vale do Paraíba em São José dos Campos

Com apoio do Guichê Virtual, encontro acontece no próximo sábado, na Unesp Odonto

No próximo sábado (14), desenvolvedores do Vale do Paraíba se reúnem no JugVale para trocar experiências sobre programação e tecnologia. O evento acontece na Unesp de São José dos Campos, das 08h às 18h. Para participar, basta se inscrever no site oficial do evento e levar um quilo de alimento não perecível no dia do evento.

O encontro será realizado em parceria com o Guichê Virtual – aplicativo líder na venda de passagens de ônibus pela internet, que acredita na importância dos eventos para a comunidade de desenvolvedores do Vale. “São José é naturalmente uma cidade tecnológica e, por isso, apoiar e participar esse tipo de evento é importante para fomentar ainda mais essa cultura na cidade”, comenta Rodrigo Barbosa, CTO do Guichê Virtual.

Na programação, Jether Nascimento fará uma introdução a micro serviços com Spring Cloud; Ana Beatriz Neri coordena um papo sobre JVM por debaixo dos panos e Marco Ferreira ocupa o palco para falar sobre “O caminho para a sua primeira contribuição Open Source”. Outros talkers são Pedro Cavalério, com “Java: o caminho das pedras”; Fabi Rodrigues, com “E tá tudo bem: um bate-papo sobre Burnout, ansiedade e Síndrome do Impostor”. Além desses, João Vitor Santos falará sobre o desenvolvimento mobile híbrido aplicado na prática e Giovane Liberato com “Refatorando com a API funcional do Java”.

Fonte: Guichê Virtual – Alice Ferreira

Meeting Esportivo terá primeira edição no Fashion Vale

Meeting Esportivo reúne especialistas em palestra sobre Trail Running no Fashion Vale

Evento acontece no dia 14 de setembro, com palestras, bate-papos exclusivos e food trucks

O Fashion Vale receberá a primeira edição do ‘Meeting Esportivo’, no dia 14 de setembro, das 8h30 às 13h30. Com o objetivo de transmitir conhecimento, o evento reunirá especialistas renomados do segmento, como Daniele Squarcini, nutricionista do Vôlei Taubaté; Ruy Araújo, educador físico; os atletas Tatiana Sooz e Iaza Feitoza. Todos eles ministrarão palestras abordando assuntos relevantes para Trail Running, modalidade de corrida em montanhas.

Iaza Feitosa

O encontro será voltado para praticantes do esporte, que desejam fazer a transição da corrida de rua para a corrida em montanha. Ao final do circuito de palestras será realizado um bate-papo com os participantes para discutir os temas abordados, de forma ampla e abrangente. Além disso, o evento contará com stands de produtos esportivos e food trucks.

Para participar é necessário fazer inscrição aqui

Programação

8h – Credenciamento

1ª Palestra: Atleta Tatiana Sooz – Transição da corrida de Asfalto para a corrida de Montanha

2ª Palestra: Daniele Squarcini – Nutricionista do Vôlei Taubaté – Tema: Nutrição Esportiva

3ª Palestra: Ruy Araújo – Educador Físico – Tema: Preparação para a Corrida

4ª Palestra: Atleta Iaza Feitoza – Corrida Trail

Fonte: Pilares Relações Públicas

Vaga para direção de arte/design

Agência busca designer/diretor de arte

A GoPlay, agência de Taubaté, está com uma vaga aberta para diretor de arte ou designer gráfico para compor seu time de criativos. É necessário ter disponibilidade para início imediato.

É necessário dominar Photoshop, Illustrator e Corel Draw.

Vaga aberta para redator

Vaga para Redator Sênior em São José dos Campos

O que fará

Atuará com marketing em ambiente digital e, junto a um diretor de arte, formará uma nova dupla de criação na agência. Ambos terão uma missão diária de fortalecer marcas e tornar supérfluo o esforço de vender produtos. Farão isso através de conteúdo relevante em canais sociais como Facebook, Twitter, Instagram, YouTube, LinkedIn, Vine, entre outros, assim como em veículos de mídia com Google Adwords, Facebook Ads, Twitter Ads, e eventuais mídias planejadas em campanhas.

Fará parte do seu trabalho, conhecer e entender os consumidores das marcas para adequar linguagem, criar conteúdo e ideias engajadoras, seja para posts diários ou para campanhas sazonais.

Buscar técnicas de redação para engajar, gerar buzz positivo, e fidelizar clientes nas redes sociais, assim como estar antenado nas estratégias de SMM (social media marketing) e de sCRM (Social Customer Relationship Management).

Pré-requisitos?

Formação superior em letras, jornalismo, comunicação, marketing, publicidade e afins;
Domínio da língua portuguesa e habilidade com redação publicitária;
Vivência em agências de publicidade;
Resiliência e atitudes hands-on;
Amplo repertório cultural e familiaridade com novidades e plataformas de mídias sociais online.
E os diferenciais?
Vivência no digital.
Características
Tipo de Contratação
Tempo integral

Remuneração: Negociável

Candidate-se por aqui

É melhor divulgar a marca

Estrategicamente é melhor divulgar uma marca do que centenas de produtos, diz especialista

Na era da informação, é necessário escolher o melhor canal e as ferramentas adequadas para divulgar os produtos e serviços do seu negócio.

Foto: divulgação

Você já ouviu falar na expressão “zapear”? O termo significa ficar trocando de canal constantemente, ou seja, mudar de forma rápida e repentinamente o canal de televisão ou a frequência de rádio, até encontrar algo interessante para assistir ou ouvir. Hoje em dia, a expressão ganhou as redes sociais, onde os usuários passam o feed de publicações até encontrar algo que gostem e que chamem a sua atenção.

Na era da informação, as pequenas e grandes empresas precisam otimizar o tempo para conseguir alcançar os potenciais consumidores de seus produtos e serviços. E isso não é uma tarefa fácil. O empresário e consultor em gestão de marcas, Maka Werner, explica que, estrategicamente os resultados são muito mais satisfatórios quando as empresas se voltam a divulgar a sua marca, e não, centenas de produtos. “Além do valor investido ser menor, após a fidelização de um consumidor por determinada empresa, todos os produtos acabam virando sinônimo de qualidade. Em vez de divulgar mil produtos, divulgamos apenas uma única marca”, diz.

Para isso se tornar realidade, a estratégia precisa ser pensada com muito cuidado. A escolha das melhores ferramentas e canais para divulgar uma marca, deve ser escolhida após uma série de análises, verificando tanto a estrutura interna da empresa, a capacidade de gerar conteúdo, e, também a mídia mais conveniente ao seu publico e ao tipo de conteúdo do negócio. “Muitas empresas acreditam que precisam estar em todas as plataformas, acho que isso dificulta o trabalho e acaba tomando um tempo desnecessário, onde este tipo de esforço poderia gerar um conteúdo mais adequado e profundo em outro canal”, explica Werner.

Para conquistar a atenção do público, as marcas precisam remodelar o seu modelo de propaganda. Para isso, torna-se necessário entender que os consumidores não são todos iguais. Diante disso, o Branded Content está cada vez mais em alta no mercado. “Ainda assim, as empresas precisam entender que o termo não é a nova propaganda, mas sim, uma poderosa ferramenta para auxiliar neste mix de marketing. A propaganda se reinventou muito nos últimos anos e vem se atualizando mais e mais a cada dia, disseram que ela morreu, quando na verdade ela se atualizou e ganhou novas ferramentas que vieram para somar”, comenta.

O consultor ainda destaca que o Branded Content possui uma força especial para trabalhar a relação entre os consumidores e as marcas, já que quanto mais investimentos em conteúdo, menos é necessário investir em divulgação de produtos, porém, ainda sim as empresas precisam divulgar os produtos.

Para elaborar uma estratégia para divulgar a sua marca no mercado, o especialista explica que a parte principal é ter propósito. “Não se pode mais vender apenas um produto, isso todo mundo vende. O mesmo produto que você vende, está em todas as esquinas, isso eu garanto. O que precisamos é saber vender a nossa essência, a nossa imagem. Isso precisa ser verdadeiro, ter propósito e ser real, não pode ser uma mentira. Uma padaria vende pãozinho, assim como todas as outras, mas o que te leva a ir em determinada padaria comprar aquele pãozinho? Não pode ser o pão, pois se trocarmos o paradeiro podemos fechar a padaria, certo? Precisa ser algo a mais, algo único, algo que transmita uma experiência verdadeira para seus consumidores e que tenha um propósito maior do que somente vender pãozinho”, conta Werner.

Para alcançar o sucesso e firmar o nome no mercado, as empresas precisam se comunicar mais com seus consumidores, pensarem mais em experiências do que em produtos. Isso pode ser difícil e doloroso no começo, mas, o resultado a longo prazo é mais assertivo. “As marcas precisam começar a plantar essa ”raiz” da experiência e do conteúdo de marca com propósito e posicionamento sempre alinhado ao DNA da empresa, e, desde o início, fazer um trabalho mais próximo aos consumidores que possuem a mesma essência”, revela Maka.

Para finalizar, a dica do especialista é investir na sua marca. “Ela é o bem ativo mais valioso que uma empresa possui, depois dos seus colaboradores, é claro”, conclui.

Fonte: Presse Comunicação Empresarial – Bruna Gabriela Ziekuhr