Vem aí a edição 2020 do Digital Summit

Vai ter Digital Summit sim!

Um evento 100% AO VIVO, REMOTO E GRATUITO. Uma tarde com 4 lives de 50 minutos cada, com a participação de grandes profissionais e empresas que estão fazendo a diferença no Marketing Digital.

Confira a programação do evento

Dia 01/10:

> 14h: Como criar estratégias de Marketing Digital bem-sucedidas – com Rafael Kiso, Founder e CMO da Mlabs, e Luciele Almeida, Professora de Marketing Digital na Digital House.

> 15h: Como a pandemia impactou no mercado de marketing de influência – com Leandro Bravo, Founder e CMO na Celebryts, e Estevão Rizzo, Diretor de Marketing na Destrave e Professor Especialista na Digital House.

> 16h: O Consumo de Mídia e Conteúdo na Era das Multitelas – com Tati Loro, Gerente Regional de Mídia SAM na NBS, e Hugo Rosso, Coordenador dos cursos de Marketing Digital na Digital House.

> 17h: Entenda a importância dos insights de pesquisa de mercado – com Carol Ferraz, Diretora de Consumer Insights na África, Kamilla Felix, Coordenadora de Consumer Insights na África e Carol Lima, Professora de Marketing Digital na Digital House.

Garanta sua participação por aqui

Share and Enjoy !

0Shares
0 0

Marketing de conteúdo para gerar credibilidade

Ah, a credibilidade. Tão desejada, tão sonhada e tão possível!

Mas, para isso é preciso entender a importância do marketing de conteúdo que bem produzido e realizado tem o poder de construí-la positivamente junto ao público-alvo, além de uma ótima oportunidade para abrir portas e conquistar clientes.

Eu e você fazemos parte de um novo cenário, onde as pessoas passam mais tempo conectadas, pesquisando e de olho em tendências, seja para a vida ou para os negócios. E o marketing de conteúdo nunca saiu de moda –talvez esquecido por um tempo-, porém, voltou com força total. E saber entender essa nova realidade é o grande diferencial de um profissional, seja ele o ‘criador’ ou o representante da marca.

Vivian Zwaricz

O fato é que saber se posicionar com um bom conteúdo é sinônimo de resultados como reconhecimento da marca, fidelização de clientes, facilidade na captação e autoridade no mercado.

Conteúdo bom é informação relevante, de qualidade e de interesse do público. Todo marketing de conteúdo deve apresentar objetivos que agregam valores, que despertam a curiosidade, o desejo de saber mais sobre o tema proposto, revelar problemas e oferecer maneiras para solucioná-los.

Caso contrário, quando o conteúdo não é relevante ou inovador, é esquecido, podendo até prejudicar a imagem da empresa/negócio.

Conteúdos precisam ser construídos pensando no interesse das personas da marca, mostrando valor, verdade, humanismo, seriedade, profissionalismo e por que não uma pitada de humor. Tudo é necessário e válido quando feito com planejamento, foco e respeito.

Pare e reflita: já que conteúdo está em todo lugar, ele é uma peça fundamental no relacionamento de qualquer empresa com seu público-alvo. Agora, imagine se ele não existisse. Qual mensagem seria transmitida?

Por isso, o marketing de conteúdo é uma das principais ferramentas para ativar o modo credibilidade e conquistar o sucesso.

Não é possível falar de credibilidade sem mostrar o conteúdo, como não é possível manter a credibilidade sem reputação.

Todos caminham de mãos dadas, pois a comunicação é um dos principais pilares que sustentam uma estratégia, principalmente a digital.

Então, o recado é: jamais esqueça que o marketing de conteúdo é uma ferramenta usada para gerar valor por meio de informações relevantes e construir a credibilidade da sua marca, conversando, entendendo e respeitando o tempo de cada lead.

Talvez a credibilidade seja um dos primeiros passos que devem ser conquistados rumo ao sucesso tão sonhado e, diante dessa realidade e mais do que nunca, não há espaço para mentiras. E, mais uma vez, entender e aproveitar o momento são estratégicos e de extrema sabedoria.

A gente se conecta com o que a gente acredita!

Vivian Zwaricz
Jornalista e produtora de conteúdo digital
Agência de Marketing Digital – Código BR Comunicação

Share and Enjoy !

0Shares
0 0

Coluna Propaganda&Arte

Marcas mais humanas. Pessoas mais marcantes

O Marketing é aquele tipo de palavra coringa, usada para qualquer coisa (erroneamente), como a palavra gourmet. Mas muito além de uma palavra da moda ou sem significado, o Marketing em essência propõe uma relação de troca entre pessoas com necessidades e outras, com seus produtos e serviços que irão satisfazê-las.

Como qualquer relação de mercado, as relações comerciais podem e devem ser medidas, ainda mais em tempos de internet e mídias sociais onde tudo vira dados. Por isso, os conceitos de marketing e muitos outros conceitos estratégicos estão aí na rede para quem quiser acessar e colocar em prática, democratizando uma informação que é extremamente importante para uma empresa ou marca sobreviver.

MARCAS MAIS HUMANAS

Vivemos então uma Era de maior conexão entre pessoas, sem limites de distâncias, já que a internet pode chegar a lugares longínquos. Não é a toa que as redes sociais se tornaram o centro nervoso dessa nova dimensão digital.

Com o passar dos anos, as redes sociais e a tecnologia por trás delas também evoluiu e caiu no gosto popular. Afinal, se tornou um objeto de desejo, muito além da necessidade de manter as pessoas em comunicação. Hoje, temos dados detalhados de comportamento de nossos clientes, algo que não sonharíamos 20 anos atrás. Por isso, as marcas viram a necessidade de surfar nessa “onda” e apostar, mesmo que tardiamente, no meio digital como o futuro e o presente de seus negócios. Assim, foi necessário modular sua comunicação, tornar-se mais “legalzona” ou rever os protocolos para poder se aproximar dos clientes de forma mais livre. As marcas perceberam que precisariam se tornar mais humanas para poder se relacionar com o mercado e com seu público, o motivo de sua existência.

PESSOAS MAIS MARCANTES

Simultaneamente à mudança do marketing das empresas, migrando e integrando suas ações com os meios digitais, aconteceu uma grande expansão de consciência da sociedade enquanto indivíduos e agentes participantes desse mercado (marketing outra vez!).

Nós percebemos que, como clientes e e potenciais consumidores, temos força, podemos nos engajar em grupos com gostos e ideias parecidas, podemos comprar e questionar a origem dos produtos e detalhes dos processos industriais que antes não nos importavam.

Estamos percebendo que somos peças importantes nesse jogo. Assim, nos colocamos também no mercado como marcas e nos tornamos produtos com nossos valores pessoais. Já pensou qual é a sua imagem no digital?

Image by Free-Photos from Pixabay

Calma, não estou falando de uma imagem que você deve montar, como um profissional dedicado ou uma pessoa com uma cultura ou hábitos incríveis e que não correspondem com a sua realidade. Não é isso. Aliás, pessoas que tentam vender uma imagem “montada” tendem a ser desmascaradas cedo ou tarde (como a influencer digital que se dizia vegana, mas comia carne escondido).

O mesmo ruído de valores acontece com as marcas que fingem lutar por causas de momento e que nunca foram dela. Ou pior, vão contra anos de trabalho contrário a isso (Recentemente o McDonald’s apresentou uma lanchonete-conceito usando energia solar, mas as críticas vieram por falta de medidas efetivas sobre as fazendas parceiras de onde vem a carne e o efeito no meio ambiente). Por isso, essas empresas correm o risco de serem atingidas na imagem e reputação, saindo como uma marca pouco confiável ou oportunista.

O PODER DA ESCOLHA É NOSSO

Estamos vivendo uma Era onde nós selecionamos nossas amizades por afinidade ou interesse. Eu escolho produtos e escolho pessoas com quem quero dividir minhas redes sociais, consumir e trocar conteúdos. Inicia-se então uma nova busca por pessoas que façam diferença positiva em nossas vidas. A verdade é que buscamos pessoas mais marcantes em nossas vidas. Buscamos mais verdade e direções.
No fim, queremos sonhar, desejar, conviver e nos surpreender com todas as trocas que o marketing tem a oferecer. Seja comprando um produto novo ou passando a seguir uma pessoa que você admira nas redes sociais.

Share and Enjoy !

0Shares
0 0

Estágio em Atendimento às Mídias Sociais

Estágio na área de atendimento ao cliente nas mídias sociais

A vaga é para atuar no Supera. O MÉTODO SUPERA é a primeira empresa brasileira dedicada exclusivamente ao desenvolvimento das capacidades do cérebro e à saúde mental. Está no mercado desde 2006, trabalhando para entregar a seus alunos um curso que transforma sua vida pessoal, acadêmica e profissional. É uma rede de franquias com mais de 400 unidades espalhadas por todo o Brasil.

O SUPERA Matriz tem sede em São José dos Campos/SP.

Image by Martin Polo from Pixabay

Requisitos: É necessário estar matriculado nos cursos superiores de publicidade e propaganda, Propaganda e marketing ou jornalismo.

Experiência em redes sociais e atendimento ao público será um diferencial .

Benefícios: Vale refeição de R$25,00 por dia (equivalente a +- R$550,00 por mês), Vale transporte Estudante e Seguro de Vida em grupo.

Jornada de estágio: segunda a sexta das 9h ás 16h.

Duração do contrato: 24 meses

Horas de meio período: 30 por semana

Tipo de vaga: Meio Período, Estágio

Bolsa: R$ 850 por mês

Candidate-se por aqui

Share and Enjoy !

0Shares
0 0

Amazon lidera vendas mundiais

Amazon é a empresa líder de vendas mundiais durante a pandemia

Uma pesquisa realizada pelo sistema Statista e divulgada pela plataforma de descontos Cuponation, integrante da alemã Global Savings Group, revelou o ranking mundial das empresas líderes de serviços online e internet no mercado em todo o mundo em 2020 durante os tempos de pandemia.

De acordo com o estudo e com base no índice GP Bullhound Consumer Internet, a empresa norte-americana Amazon é a companhia que ocupa o primeiro lugar da lista, com maior lucro e valor de comércio ao consumidor de abril deste ano até o momento. A plataforma estima que a capitalização de mercado atual da marca seja de 970,7 bilhões de dólares.

O dado aponta que mesmo tendo indícios de que a empresa vem enfrentando uma crise interna e problemas com a segurança de seus funcionários em relação a meios protetivos à COVID-19, isso não a prejudicou ao ponto de perder vendas, pelo contrário: fez com que ela crescesse durante a pandemia por conta da segurança de comprar sem sair de casa.

Dentre as 20 empresas apresentadas, a chinesa Alibaba é a organização que aparece ocupando o segundo lugar do ranking, com a capitalização de mercado projetada em 521,8 bilhões de dólares. Confira o ranking completo no infográfico interativo do Cuponation.

Das companhias mundiais populares presentes no estudo, podemos citar as mais reconhecidas pelos brasileiros, sendo elas: a Uber, o Mercado Livre, a Booking, o Pinterest e até a Rakuten.

Fonte: Grupo Comuniquese – Giovanna Rebelatto

Share and Enjoy !

0Shares
0 0

Coluna “Discutindo a relação…”

Só não aprendeu quem não quis…

Um dos ganhos inquestionáveis deste período de isolamento social (sim, o período é terrível, mas houve ganhos) é o acesso gigantesco que passamos a ter de forma gratuita a eventos, cursos e treinamentos.

Image by Manfred Steger from Pixabay

Todos que gostam e praticam comunicação, marketing e propaganda viram essa profusão ocorrer ao longo destes meses. Houve muito entretenimento (as lives musicais, principalmente), mas também muito curso gratuito, muitos eventos antes presenciais e pagos aconteceram de forma gratuita.

Dois exemplos: o Digitalks Expo e o Youpix Summit. Eu acompanhei tudo o que consegui, entre um compromisso e outro. Mas são só dois (ótimos) exemplos. Houve e está havendo muito mais. Muitas escolas (técnicas e universidades) abriram cursos e treinamentos gratuitos. Muitos profissionais por conta própria criaram e disponibilizaram conteúdos.

A Meio&Mensagem fez uma extensa série de lives diárias, de segunda a sexta, com grandes lideranças do mercado publicitário: o Conectando o Mercado. Vi vários deles ao vivo e outros fui buscar as gravações lá no canal deles no Youtube.

O mesmo ocorreu com a universidade em que trabalho. Ao mesmo tempo em que a Universidade de Taubaté (Unitau) correu para oferecer ensino remoto – em prazo recorde e com uma eficaz orquestração – também criou, produziu e disponibilizou uma grande e variada quantidade de lives e conteúdos gravados.

Vi vários ex alunos e alunos postando nas redes sociais prints de certificados de cursos, treinamentos e eventos que conseguiram participar. Com certeza acrescentaram pontos importantes em sua formação pessoal e profissional.

Fica a lição: aprender é sempre uma questão de querer aprender.E neste período difícil quem quis aprendeu!

Share and Enjoy !

0Shares
0 0

ANJ e ANER realizam webinar sobre transição midiática no dia 16 de setembro

Evento exclusivo contará com a participação do diretor executivo da Barões Digital Publishing, Paulo Henrique Ferreira

A Associação Nacional de Jornais (ANJ) em conjunto com a Associação Nacional de Revistas (ANER) irá promover no dia 16 de setembro, a partir das 10h, o webinar “Transição midiática e os novos publishers da sociedade da informação”. O evento terá como convidado Paulo Henrique Ferreira, diretor executivo da Barões Digital Publishing, empresa especializada em brand publishing, focada em auxiliar as marcas a se tornarem publishers no mercado brasileiro. A mediação será feita por Guilherme Vieira, diretor de negócios digitais da Gazeta do Povo.

Um dos principais assuntos que serão abordados durante o webinar é o atual momento de transição midiática e as mudanças na indústria de comunicação e mídia. “Vamos discutir o papel dos publishers tradicionais no século XXI e as oportunidades de negócio que surgem sob uma nova dinâmica do mercado”, comenta Paulo Henrique.

Outro assunto que será abordado é como a falta de empenho do jornalismo clássico fez com que o setor perdesse o domínio sobre os novos meios digitais e as práticas de consumo. “Essa falta de interesse da mídia tradicional, abriu espaço para a criação de novos players de publishing digital, que dominaram, mais rápido e de forma frontal, o meio digital do que as empresas tradicionais”, explica Ferreira.

Para o diretor executivo da ANJ, Ricardo Pedreira, o evento irá contribuir para que os profissionais de comunicação explorem novos caminhos nos modelos de negócio, principalmente nesta época de novos desafios.

“Estamos muito animados em poder realizar esse webinar para falar de um tema tão importante para o setor de comunicação”, comenta Juliana Toscano, diretora executiva da ANER. Os interessados em participar do evento podem realizar o cadastro diretamente pelo link http://bit.do/novospublishers.

Webinar: Transição midiática e os novos publishers da sociedade da informação

Data: 16 de setembro

Horário: 10h às 11h

Inscrição: http://bit.do/novospublishers

Sobre o palestrante

Paulo Henrique Ferreira é Fundador e Diretor Executivo da Barões Digital Publishing, a primeira empresa brasileira especializada em brand publishing. Começou sua carreira em 2000, na Compera (atual Movile) desenvolvendo produtos editoriais para telefones celulares. De 2008 a 2015 liderou a área digital do LANCE, o maior diário desportivo do Brasil. Entre outras posições no mercado de publishing digital, também foi membro do comitê de estratégia digital da ANJ. Formado em jornalismo pela PUC-Campinas, tem Mestrado acadêmico em Ciências da Comunicação pela ECA-USP e MBA em Gestão pela FGV.

Share and Enjoy !

0Shares
0 0

Artigo trata de exposição digital e marketing pessoal

Exposição virtual e Marketing pessoal

*por Flávia Roberta Fernandes

No período do isolamento social, a tecnologia intensificou a aproximação dos indivíduos, separados fisicamente. Lives, reuniões, eventos, todos estes acontecimentos facilitados pelas tecnologias da informação evidenciaram neste período, o comportamento frente “as câmeras” diárias do mundo virtual. Da mesma forma, reforçou certos cuidados de comportamento e uma atenção redobrada frente a tamanha exposição virtual.

Podemos considerar que a postura e comportamento devem ser balizados pelo tipo de evento virtual que participamos. Em um evento social on-line realizado entre amigos, a descontração, as brincadeiras e toda a informalidade são bem-vindas. Mas diferentemente, em um evento corporativo, uma reunião organizacional, lives ou gravações institucionais, a postura dos participantes deve refletir o profissionalismo, bem como os comportamentos advindos de suas competências técnicas e comportamentais.

No ambiente virtual, as informações, ações e atitudes pessoais ou organizacionais tornam-se mais aparentes e tomam proporções globais em tempo real, neste sentido cabe lembrarmos que a proximidade e a facilidade das conexões proporcionadas pelo ambiente virtual, podem ser um aliado para marketing pessoal ou um grande vilão e criar uma imagem negativa deste profissional.

Já que de alguma forma, cada indivíduo exerce uma determinada influência a um grupo social e tem a capacidade de projetar sua imagem ou a forma como pretende ser visto nos ambientes que percorre, alguns cuidados e atenção podem ajudar a reforçar a marca pessoal e profissional e até protege-lo de críticas quanto sua postura:

1. Se “nós somos nossa marca”, nosso valor deve ser fundamentado no produto do conhecimento que apresentamos. Expertises profissionais, Know-how, habilidades técnicas, comportamentais e relacionais devem ser a primeira impressão e a constante percepção que as pessoas devem ter de nós.
2. As redes sociais podem ser fortes aliadas para reforçar nosso conhecimento, habilidades e atitudes, para tanto, o cuidado com a privacidade, com as exposições da vida pessoal, com publicações e comentários ou abertura de informações organizacionais, devem ser observadas atentamente e até evitadas.
3. O tempo é uma moeda preciosa, por isso ser pontual, seguir pautas de reuniões, evitar conversas desnecessárias e respeitar o tempo estabelecido para os eventos virtuais, demonstra respeito aos participantes.
4. O marketing pessoal nas redes sociais não tem relação com egocentrismo, exibicionismo ou ainda, com uma promoção pessoal.

A construção da identidade e da credibilidade de um profissional não está dissociada da postura pessoal, ambas andam juntas e conectadas. Por isso é importante lembrar que a maneira como nos portamos em “ambientes informais”, como tratamos superiores ou subordinados, não deve ser oportunizada pela relação de ganha-ganha ou por uma posição hierárquica-social, mas regida pela métrica do respeito aos indivíduos a despeito de seus títulos e posições. Cabe ressaltar que no mundo virtual, tudo fica mais aparente, então cada vez mais as dualidades se sobressaem.

* Flávia Roberta Fernandes é professora-tutora do curso Assessoria Executiva Digital do Centro Universitário Internacional Uninter.

Fonte: Página 1 Comunicação – Ana Paula Scorsin

Share and Enjoy !

0Shares
0 0

Treinamento sobre jornada de marketing

ACIT traz realiza treinamento online sobre Jornada do Marketing nas Redes Sociais

A Associação Comercial e Industrial de Taubaté realiza, entre os dias 15 a 17 de setembro, o treinamento virtual “Jornada do Marketing nas Redes Sociais – Aprenda Instagram na Prática”, ministrado por Deborah Meister.

Atendendo as novas necessidades e regras do mercado, a ACIT se ajustou para continuar oferecendo capacitação aos empresários nesse período atual, em que as aglomerações estão proibidas e os cursos e atividades presenciais estão suspensos.

O curso visa oferecer aos empresários e microempreendedores, colaboradores da área comercial e marketing e para as demais pessoas interessadas no assunto, um entendimento sobre a melhor maneira de explorar as Redes Sociais e, assim, garantir um relacionamento mais efetivo com público-alvo, além de ajudar a impulsionar as vendas.

Serão 6h de curso, divididas em três dias de aula. O conteúdo contempla tópicos como: Conhecendo Redes Sociais e suas linguagens; Módulo 1 – Instagram; Diferença entre Perfil Pessoal X Profissional; Estratégia de posicionamento para a sua empresa; Relacionamento com o público-alvo e Postagens; Como interagir e se destacar no Instagram; Traçando metas para público; e Impulsionando vendas e publicações.

O treinamento acontece das 19h30 às 21h30 e é aberto a todos os interessados, porém as vagas são limitadas. Associados tem desconto e facilidades no pagamento. As inscrições podem ser feitas pelo telefone (12) 2125-8210/8211, whatsapp (12) 99189-7964 ou ainda pelo email cursos.acit@taubate.com.br. Cada inscrito receberá o link de acesso após confirmar a participação. Maiores informações também podem ser obtidas por esses meios.

A Associação Comercial e Industrial de Taubaté trabalha com o objetivo de atender e auxiliar as empresas da cidade para que se desenvolvam e, assim, possam oferecer os serviços com alto nível de qualidade aos seus consumidores.

Sobre Deborah Meister: Graduada em Comunicação Social (Jornalismo) e Direito pela UNITAU e pós-graduada em Marketing pela Conexão FGV. Possui 15 anos de experiência na área de Comunicação Social, atuando em empresas multinacionais de médio e grande porte. Atualmente é sócia e diretora de conteúdo da Agência Tríadaz Publicidade e Propaganda.

Fonte: Assessoria de Imprensa – Bruna Abifadel

Share and Enjoy !

0Shares
0 0

Vaga para designer gráfico

Guichê Virtual abre vaga

A empresa busca alguém que trabalhe bem em grupo, saiba fazer bons benchmarkings, seja MUITO criativo e goste de aprender.

O candidato teve ter habilidade para criar peças on e off, além de criação de campanhas e materiais internos. Também será responsável pelo desenvolvimento de apresentações institucionais e focadas em B2B e B2C.

É importante ter experiência com criação, conhecer bastante do Pacote Adobe e ter ensino superior em algum curso de comunicação (Publicidade e Propaganda, Rádio e TV, Jornalismo e afins). Saber algo sobre edição de vídeo e fotografia e ter noções de UX será um diferencial, mas isso não é obrigatório.

Mande seu currículo

Share and Enjoy !

0Shares
0 0