Shopping Pátio Pinda recebe edição de férias da Arena Gamer

O evento é gratuito e conta com diversos jogos para entreter a garotada durante o mês de férias

Para comemorar o mês de férias da criançada, o Shopping Pátio Pinda oferece uma atração especial: o Arena Gamer de Férias, organizado pela Torneio de Jogos. De 4 a 28 de julho, sempre de quinta a domingo, a garotada poderá se divertir, gratuitamente, com os jogos Just Dance 2019, Jump Force, Street Fighter V, FIFA 19 e Dragon Ball Z Fighters, numa grande estrutura montada no corredor da loja Parks & Games, em frente a Ri Happy.

Também será realizado um campeonato de Just Dance 2019 e Dragon Ball Z Fighters, no qual o competidor que tiver mais pontos ao final do mês será premiado. A idade mínima de participação, em qualquer jogo, é de 6 anos e os games estarão disponíveis das 14h às 20h.

Confira a programação completa

Arena Gamer

Datas em julho: 04, 05, 06 e 07 / 11, 12, 13 e 14 / 18, 19, 20 e 21 / 25, 26, 27 e 28

Hora: 14h às 20h

Local: Shopping Pátio Pinda, no corredor da loja Parks & Games, em frente a Ri Happy

Sobre a Torneio de Jogos

A Torneio de Jogos promove eventos e torneios para gamers, buscando oferecer a experiência dos e-sports para pessoas comuns, incentivando o trabalho em equipe e a competição de forma saudável. A empresa é heavy users de tecnologias e acredita que elas auxiliam o desenvolvimento cognitivo e social dos jogadores, quando as atividades são supervisionadas e organizadas adequadamente. Os eventos da Torneio de Jogos reúnem pessoas de várias idades com algo em comum: a paixão por games!

Fonte: Communicare – Giovanni Romão

Submarino lança equipe

Submarino cria equipe de eSports e traz de volta “YoDa” com um time de streamers

O Submarino, referência em tecnologia e inovação, se posiciona no crescente mercado de esportes eletrônicos. Em parceria com Felipe “YoDa” Noronha, maior streamer brasileiro de eSports e o terceiro maior do mundo, cria o “Submarino Stars”, um projeto que promete revolucionar o cenário competitivo nacional.

A iniciativa de criar um time de super streamers, foi idealizada pelo próprio YoDa. O astro volta aos campos virtuais, após ter vencido o campeonato brasileiro de League of Legends, em maio de 2017. Yoda foi convidado para liderar a equipe “Submarino Stars” e convocou para o time Daniel “Blury”, Luca “Grátis 150ml”, Flávio “Jukes” e Gabriel “Pimpimenta”. Juntos, eles somam mais de 5 milhões de fãs em suas redes sociais.

Mais do que um patrocinador, o Submarino quer incentivar o crescimento da comunidade gamer no Brasil. O projeto dá oportunidade aos apaixonados por games de entrar para um time de estrelas dos eSports. Por meio de uma seletiva aberta ao público, duas vagas serão disputadas ainda em dezembro.

O caminho escolhido pelo Submarino promete atrair milhões de fãs de LOL e dos próprios streamers, que juntos combinam um alto potencial competitivo e de geração de conteúdo. “A ideia é mostrar de forma divertida para toda a comunidade, a rotina e os desafios de jogadores profissionais. Vamos transmitir os treinos ao vivo na Twitch.TV, com todos os Streamers da equipe, o que nunca foi feito por nenhum time profissional”, afirma YoDa.

O esporte eletrônico, um dos segmentos mais expoentes do cenário digital global, atrai milhões de jogadores, espectadores, e movimenta bilhões de dólares. Segundo a Neewzoo, empresa especializada em pesquisas sobre este universo, os eSports movimentarão aproximadamente US$ 700 milhões em 2017 em patrocínios, direitos de mídia, audiência e premiações, chegando à impressionante marca de US$ 1,5 bilhão em 2020.

O Brasil ocupa posição de destaque no cenário global sendo a terceira maior audiência, atrás apenas dos EUA e China. Na Twitch.TV, principal plataforma assistida pelos fãs de eSports, foram mais de 800 milhões de horas de streaming na plataforma consumidas no Brasil no ano de 2016. A base doméstica de gamers ultrapassa os 60 milhões.

A equipe “Submarino Stars” foi lançada oficialmente no dia 09 de dezembro, no stand do Submarino na Comic Con Experience.

O primeiro desafio do time será em um dos maiores campeonatos do mundo, que acontecerá na Suécia, nos estúdios da Dreamhack, em janeiro de 2018.

No cenário nacional, o Submarino Stars irá disputar a divisão de acesso ao Circuito Desafiante de League of Legends, com o objetivo de concorrer a uma vaga no CBLoL, principal campeonato da modalidade no país.

Os fãs poderão acompanhar ao vivo os treinos e partidas do time nos canais do Submarino e dos streamers.

Fonte: In Press Porter Novelli Assessoria de Comunicação – Fernanda Viegas

As possibilidades de trabalho no mercado de games

Entenda sobre a atuação do desenvolvedor de jogos na área de tecnologia

Os jogos eletrônicos no Brasil deixaram de ser apenas passatempo de adolescente. Hoje, eles também são uma das alternativas de negócio de maior rendimento. E quando se fala em criar seu próprio jogo, parece mais interessante ainda.

Henrique Sanches, docente da área de tecnologia da informação do Senac São José dos Campos, afirma que um dos motivos que levam ao crescimento surpreendente do mercado de jogos é o fato da atividade ser agradável. “Por incrível que pareça, um dos principais motivos da procura pelo desenvolvimento de games é que ele é divertido. Além disso, o mercado de mobiles cresceu muito e vários desenvolvedores estão mais focados nesse ramo, devido ao alto número de usuários”, explica.

Segundo o docente, para quem deseja entrar nessa área, o fundamental é gostar de tecnologia e investir em um curso de desenvolvimento de games. Pois, por mais que o jogo seja simples, como um aplicativo de celular para entreter e passar o tempo, é preciso seguir algumas regras básicas. “Etapas como a concepção da ideia e do roteiro, criação do design do jogo (personagens e cenários), programação dos códigos, criação e aplicação de efeitos e sons, testes e lançamento, só são realizados com conhecimento técnico. Por isso, uma especialização é necessária para o seguir neste mercado”, afirma Henrique.

As possibilidades de atuação são inúmeras. O profissional independente é conhecido como desenvolvedor indie. Neste caso, ele precisa conhecer um pouco de todas as etapas de desenvolvimento de um jogo, roteiro, design, programação, som, e todos os outros detalhes, já que a responsabilidade do jogo toda é dele.

Já em empresas, o profissional pode atual como roteirista, designer de games, programador, animador, editor de som e vídeo, tester, que é o responsável por testar diversos aspectos do jogo e relatar os erros ou os pontos a serem melhorados. Existem também profissões específicas de programação, que o desenvolvedor de games pode colaborar, como programador de web ou de redes, programador de algoritmos de inteligência artificial usados em jogos e os chamados combat designers, que projetam o combate entre o jogador e o computador, entre outros.

Por fim, o docente do Senac São José dos Campos enfatiza a necessidade de dominar uma segunda língua. “O inglês faz parte do cotidiano de um profissional da área, pois diversas empresas não são do Brasil. Uma outra dica para quem deseja entrar nessa área é estar sempre estudando e se atualizando sobre as novas tecnologias para aplicar em seus jogos”, finaliza.

Tecnologia da informação

O Senac São José dos Campos oferta em sua programação diversos cursos na área de TI, como o Games 2D – Criando o seu primeiro jogo, que visa capacitar os alunos para o desenvolvimento de jogos 2D, utilizando conceitos de lógica de programação aplicados ao desenvolvimento de jogos digitais e introduzindo a utilização de imagens e áudio criados especificamente para esse tipo de jogo. A turma tem início previsto para o dia 4 de abril e término em 11 de maio, com aulas às terças e quintas-feiras, das 13h30 às 17 horas.

Para informações sobre esse e outros títulos e, como se inscrever, entre em contato com a unidade pelo telefone (12) 2134-9000, pessoalmente ou acesse o portal www.sp.senac.br/sjcampos.

Fonte: KMS Comunicação – Natalee Neco