Shopping faz grande liquidação

Via Vale promove ‘Liquida Garden’ e lojistas dão descontos de até 80%

Quem deixou para realizar as compras no início do ano pode aproveitar a tradicional “Liquida Garden”, liquidação realizada pelo Via Vale Garden com descontos em pelo menos 20 lojas do mall. No mix de variedades estão roupas, acessórios, artigos esportivos, decoração, joias, entre outros produtos com preços atrativos. “Além de aproveitar promoções em marcas exclusivas, a ‘Liquida Garden’ é uma ótima oportunidade para comprar aquele produto tão desejado por um valor mais acessível”, destaca Bruna Marcon, Coordenadora de marketing do Shopping.

A liquidação não tem como foco apenas o público feminino, os homens também têm desconto garantido em bermudas, camisetas, jeans, óculos, perfumes e muito mais. Além disso, marcas como Le John John, Havan, Hering Store, O Boticário, Ilha do Mel, entre outras, prometem grandes ofertas. A Gregory, por exemplo, tem produtos com até 50% de desconto, uma ótima oportunidade de adquirir peças da marca com preços incríveis. Já a Le Lis Blanc está com peças com até 80% off. Descontos imperdíveis também na, Colombo, Garbo, Invenção, One Store, Óticas Carol, e Polo Wear.

As promoções são válidas para produtos selecionados e sem previsão de término. A ‘Liquida Garden’ acontece em horário normal de funcionamento do shopping, das 10h às 22h.

Liquidações pós natal

Comércio aposta em megaliquidações em São José

Pesquisa da ACI mostra que lojas oferecem descontos de até (xx)% para zerar estoque do Natal

Passadas as compras de Natal, agora é hora de aproveitar as liquidações e promoções de mercadorias que marcam o mês de janeiro.

Pesquisa da Associação Comercial e Industrial de São José dos Campos revela que 62% dos lojistas da cidade vão investir em megaliquidações para tentar zerar o estoque remanescente do Natal. Os números da pesquisa foram divulgados nesta terça feira. A equipe de pesquisa ACI ouviu responsáveis por 50 estabelecimentos comerciais, localizados, em sua maioria, no centro comercial de São José, nos ramos de vestuário, calçados, eletroeletrônicos, brinquedos, supermercados, concessionárias de automóveis e óticas, entre mais de 18 setores.

O desconto médio nas liquidações deve ficar acima de 10%, segundo a pesquisa da ACI, com alguns estabelecimentos adotando reduções maiores, que chegam a 70%.

“A liquidação de janeiro é uma antiga tradição do comércio. Este ano, em razão do desempenho da economia em 2016, ela ganha maior importância para o setor”, afirma o vice-presidente executivo da ACI, Humberto Dutra.

As liquidações já geram resultados: 72% dos lojistas ouvidos pela ACI revelam que estão conseguindo vender o estoque conforme esperado. Mais: 56% deles admitem que as liquidações de janeiro sempre trazem um bom retorno financeiro, contra 28% que admitem que as liquidações às vezes trazem retorno e 16% que se queixam que as “queimas” de estoque nunca trazem resultados.

Expectativa

A pesquisa da ACI mediu também a expectativa do setor em relação ao desempenho de seu negócio em 2017. Dos estabelecimentos ouvidos, 74% esperam melhoria nas vendas este ano frente a 20% que esperam, ao menos, manter o desempenho atual.

No universo pesquisado, apenas 6% enxergam 2017 como um ano de queda nas vendas.

Esses índices representam uma mudança em relação à pesquisa feita pela ACI no início de 2016. Aquele levantamento, divulgado um ano atrás, mostrava que a maioria dos lojistas apostava na manutenção das vendas (53%), contra 41% que acreditavam em uma recuperação e 6% que esperavam queda nas vendas.

“A comparação entre as pesquisas mostra uma melhora no humor do mercado com o desempenho da economia. Esse é um fator é importante, que ajuda o desempenho do comércio e estimula o mercado”, disse o vice-presidente da ACI.

Lembrancinhas

A pesquisa da ACI também revelou um raio X do desempenho do comércio de São José dos Campos no final do ano de 2016. Segundo o levantamento, este foi o Natal das lembrancinhas. O gasto médio por consumidor nas compras de Natal oscilou, em sua maioria (48%), entre R$ 51 e R$ 100. Apenas 20% dos consumidores tiveram um gasto médio de até R$ 200 e 12% gataram acima de R$ 200.

Pela a pesquisa da ACI de São José, a grande maioria dos consumidores optou por pagar por cartão de crédito (74%), com 12% pagando em cartão de débito, 8% em dinheiro e 6% optando por carnê ou boleto.

Fonte: Matéria Consultoria & Mídia – Nathália Barcelos