Coluna Propaganda&Arte

Que tipo de leitor/escritor você quer ser em 2019?

Todo início de ano nós temos um costume quase “religioso” de verificar o que foi feito e quais metas nós queremos alcançar no novo ano que se inicia. E se essa mudança fosse um hábito de leitura? Será que você estaria disposto a mudar?

Eu sempre gostei de escrever tanto como forma de relaxar, extravasar ideias e emoções como profissão. Por isso, descobri que existem perfis de escritores e, consequentemente, de leitores.

Já pensou em qual perfil você se enquadra?

Quantos livros você lê por ano? Mais de 4 ou mais de 20? Qual tipo de leitura você gosta mais? Até que ponto estas leituras estão trazendo resultados para você? (mesmo que esse resultado seja uma satisfação ou um entretenimento). Você tem lido mais ou menos nos últimos 5 anos?

No meio de escritores (um universo bastante maluco onde você encontra todo tipo de interesse e perfis) vejo muitos escritores por ganância, enxergando num best-seller a oportunidade de vencer na vida, conseguir milhões de forma fácil. Outras pessoas que buscam escrever por paixão, sem foco em dinheiro ou fama, mas sim em aperfeiçoamento.

Não vejo um caminho certo ou errado aqui. Você pode ter o sonho de virar milionário escrevendo, mas precisa saber que o trajeto será bastante complicado. Isso se aplica aos leitores, que são cada vez mais raros hoje em dia.

Não estou aqui fazendo uma reclamação para falar sobre como o Brasil é um país que não favorece e incentiva a leitura, acho que temos uma cultura muito forte da TV, do vídeo, como no resto do mundo e os livros estão sim perdendo a batalha do entretenimento para plataformas como Netflix, e isso é algo a se pensar, pois livro não é só entretenimento, você aprende sobre visões, análises críticas, aprende a pensar melhor, articular e criar bagagem. Isso é imprescindível para o desenvolvimento mental do indivíduo crítico. Mas como disse, não estou aqui para reclamar de nada. Estamos livres para ler, escrever, ver Netflix, passear, fazer Yoga, plantar uma árvore, nem preciso te falar das vantagens de cada atividade. Isso é cultural e ponto. Mas sempre é possível mudar.

Veja as referências e locais aonde você consome conteúdo. São todos vídeos? Fotos? Textos? As notícias que você lê são de jornalistas independentes? Você já pensou nas comunidades alternativas de produção de textos? Você tem o hábito de ler e-books ou só impressos? Você já ouviu falar de plataformas, como Wattpad? Medium? Muitos escritores estão lá, do mundo todo, mas minha dúvida é: será que os leitores estão lá também?

Sigo nas minhas metas de 2019: escrever mais, ler mais, aumentar meu raio de leitura, diversidade de leitura, ler coisas de meu interesse, como: ficção científica, distopias, psicologia, etimologia, cultura, música, filosofia, mas também ler conteúdos que pouco me interessam, como: tabloides de notícia, fofoca, fanfics, culinária, dicas de beleza, moda feminina, correntes do whats, biografias de caras que nem gosto, softporn etc.

Você é do tipo que escreve/lê somente o que você gosta? Será que isso não está sendo um problema para sua evolução pessoal e profissional? Vamos sair dessa bolha em 2019?

Vaga para estagiários em comunicação

Coaching Concurseiros busca estagiários

O Coaching Concurseiros está contratando estagiários para a sua área de comunicação. Estão à procura de um Editor para acompanhar as gravações e editar seus vídeos institucionais e de depoimentos de seus alunos. Além disto também estão atrás de um Designer para trabalhar em sua comunicação interna e digital, criando imagens para o site, imagens para postagens no blog de notícias, thumbnails para o youtube e facebook e artes para a comunicação interna como avisos, novidades etc.

Requisitos:
Estar cursando Publicidade e Propaganda, Jornalismo ou Marketing

DESIGNER
– Adobe Photoshop
– Adobe illustrator ou Corel Draw

EDITOR
– Adobe Premiere Pro
– Sony Vegas
– Noções de montagem de set

Sobre a Vaga:
– Bolsa Auxilio: R$800,00
– Vale Transporte: R$179,40 (isso varia para quantidade de ônibus necessários para chegar ao escritório)
– Carga de trabalho: das 10h00 às 17h00 com 1 hora de almoço

Caso tenha se interesse entre em com contato pelo e-mail:
contato@coachingconcurseiros.net

Nova marca e novo posicionamento

Avalanche muda de nome e apresenta um novo modelo de atuação

A Avalanche, agência sediada em SJCampos e liderada por Gustavo Gobbato apresentou ao mercado hoje o seu novo posicionamento e sua nova marca. A agência passou por um processo de rebranding e não mais adotara “agência” como palavra definidora de seu negócio. Agora o negócio atende pelo nome de Alchemy.

De acordo com Gustavo, “a Avalanche SJCampos muda de branding e de posicionamento. Não mais como agência. Temos nossos contratos e eles seguem vivos.”

Ainda de acordo com Gustavo, a nova proposta está alicerçada em três pilares: marca, comportamento&posicionamento e serviços.

Em relação a marca o publicitário diz que a mudança de marca foi algo amigável e um processo que foi sendo conduzido ao longo do ano (2018).Necessário para dar conta do segundo aspecto: comportamento&posicionamento. Em relação a esse pilar, Gustavo relata diz: “Nosso comportamento sempre foi além do comportamento de agência. Até mesmo os clientes nos falam isso. A solução foi incluir os serviços de marketing e nossos contratos dentro de um modelo de serviços que já era a Alchemy como empresa de Big Data, acrescentando várias esferas de serviço. Para o já cliente muda apenas a marca, a transição é suave. Isso também colabora para fazer um trabalho de marketing baseado em dados e trabalhos de dados que tenham visão de negócio.”

O terceiro pilar é serviços. E a ideia da Alchemy é gerar relações de confiança para transformar negócios. Para tanto, estruturou 4 esferas de serviços: assessoria, big data, building e valuation.

Em relação à assessoria, Gustavo explica que muitas empresas precisam compreender melhor que direção o mercado está tomando. Ele diz, “a assessoria são horas de diálogos, mentoria e direcionamento. São pacotes de horas on demand de apoio em marketing, modelagem comercial e mentoria digital e inovação. Mas o empreendedor pode apenas contratar as horas. Desde uma pessoa que deseja começar um negócio, uma startup, a uma empresa em uma situação em que precisa de apoio.”

Em big data a Alchemy trabalha com dados e são oferecidos serviços de levantamento, análise e fornecimento de dados. A quantidade e tipo de dados vai depender do que demandar cada projeto.

Em building a ideia, o foco, está nas soluções de marketing, de propaganda. Segundo Gustavo “é o que já vinhamos fazendo. Os clientes Avalanche seguem aqui. O trabalho operacional de Marketing. São os contratos que já temos da Avalanche que passam a fazer parte dessa esfera. Aqui haverá forte ênfase no marketing digital, mas quem define os meios é o planejamento a partir das demandas de cada cliente.”

Gustavo Gobbato

Já no que se refere a valuation, a proposta é de um desenvolvimento de negócios por completo. Ou, como afirma Gustavo Gobbato, “aqui tiramos do zero o negócio, transformamos processos, ajustamos formas de atuar das empresas. É um tipo de serviço mais complexo. É uma consultoria de negócio mesmo.”

Em valuation, a ideia da Alchemy é atuar em modelagem de negócio. Trabalhar com Modelagem de Negócios, Plano de reposicionamento de negócio, Startup development, Entendimento de Nichos de Mercado, Gestão de produto, Business Plan, Break Even, Gestão de Riscos, Gestão Comercial, Prototipações, Análise de Métricas de Performance e Decisões Complexas.

Para finalizar, Gobbato nos disse que o mercado, a necessidade do cliente e a atuação da Avalanche levaram a esse novo modelo de atuação.
.

Neurociência e PDV

PDV e suas influências na decisão de compra

Entender o comportamento e as reações das pessoas no momento da compra é algo que o varejo busca há muitos anos. Mas como transformar o ponto de venda em um local capaz de proporcionar ao consumidor uma experiência de compra diferenciada e agradável, incrementando as possibilidades de vendas? A neurociência tem a resposta.

Esta vertente já é amplamente utilizada na concepção de tecnologias oferecidas pela RDS – Sell Out Expert, líder brasileira na oferta de soluções de Sell Out. O recurso faz toda a diferença no PDV em serviços de áudio e vídeo que incrementam a experiência dos consumidores nas lojas. Nesse sentido, a pesquisadora de Neurociência e estrategista de Marketing & Brand, Érica Ariano, fala sobre como a neurociência aplicada ao Marketing pode beneficiar ações no varejo e como a visão e audição influenciam na decisão de compra.

“O que vamos usar no varejo são estratégias e insights advindos da neurociência. É muito importante entender isso. Os resultados dessa ‘aplicação’ nos dizem, por exemplo, se a estratégia está sendo realmente eficaz para influenciar o consumidor. E, uma vez que ela é respaldada pela neurociência, conseguimos resultados melhores”, explica Érica. Veja mais o que diz a profissional a respeito do tema:

Neurociência no PDV – há duas formas de trabalhar a disciplina no PDV. O profissional capacitado pode identificar se a forma de apresentação de determinados itens ou a ambientação de uma loja é realmente adequada a melhor experiência do consumidor. Entre as técnicas mais usadas estão: pesquisas realizadas in loco e o uso de insights.

Emoções – a neurociência já provou que 95% das nossas decisões são emocionais. O varejo precisa se preocupar com a experiência do consumidor como um todo. Além disso, é fundamental entender quem é o seu consumidor e a resposta está no cérebro dele.

O efeito da marca – empresas que criam memórias no consumidor podem vender até 25% mais que as outras. Detalhes como música, iluminaçao e decoração influenciam na percepção do consumidor a respeito da marca dentro de um estabelecimento.

Abordagem multissensorial – os sentidos são a ligação dos humanos com o mundo externo. Os inputs recebidos (cores, sons, imagens, aromas etc) ativam emoções que levam a ação ou as brecam. Isso vale também para o ato de comprar e é dever do varejista aprender explorar esses sentidos para entregar uma melhor experiência ao consumidor.

Cuidado com a sonorização – sabemos por meio de diversos estudos que a música afeta nossas emoções. Usá-la de forma estratégica, com base nos conhecimentos que a neurociência nos fornece, é uma das coisas que precisa ser melhorada no varejo. Não basta colocar som em um estabelecimento para incrementar vendas. O que estimula a compra é a música certa, no ritmo certo, em adequação com o branding da empresa e de acordo com a estratégia que o varejo quer empregar naquele momento.

Sobre a RDS – Sell Out Expert: A RDS – Sell Out Expert é líder em soluções inteligentes que fortalecem a experiência de compra e as ações de marketing e comunicação no ponto de venda. A empresa, com 21 anos de mercado, é pioneira na criação e transmissão de canais de rádio e TV indoor para o varejo brasileiro. Entre seus clientes estão marcas como Rede Walmart Brasil, Ipiranga (AM/PM), Vivara, Coop, Centauro, Droga Raia e Panvel, entre outros. O portfólio de serviços da RDS inclui Ambientação Musical, Radio Indoor, Sell Out Radio, TV Indoor, Menu Board e Painéis & Grandes Telas. Atualmente, as soluções RDS estão presentes em mais de 50 mil pontos em todo o Brasil.

Fonte: Lucia faria Comunicação Corporativa – Tatiane Oliveira

Coluna “Discutindo a relação…”

O que 2019 nos reserva

Bom, o ano já começou. Já se foi o Natal e o Revellion. Agora é hora de retomar o batente e encarar mais um ano. Mas o que será que 2019 pode oferecer ao mercado de comunicação e propaganda?

Vou dar alguns palpites com base no que tenho ouvido, lido e assistido por aí.

1 – Para começar esse será um ano sem eleições, sem Copa do Mundo e Olimpíadas. Um ano mais normal. Também será um ano com menos feriados prolongados. Nesse cenário vale ficar atento às datas promocionais que vêm ganhando relevância, como Black Friday e Dia do Consumidor;

2 – É mais do que hora de investir em dados. Eles são decisivos e quem buscar maneiras de obtê-los, tratá-los e transformá-los em inteligência de marketing e comunicação levará enorme vantagem. Para as agências e anunciantes regionais fica a observação de que esse não é um jogo só para grandes corporações. A tecnologia está cada vez mais acessível e nivelando tudo;

3 – E como está tudo mais nivelado graças à banalização de boa parte da tecnologia é hora de apostar em mercados fora do Vale do Paraíba. Várias agências de comunicação daqui já atendem contas e jobs de várias regiões do país e até mesmo clientes transnacionais;

4 – Não dá mais para as agências se comportarem apenas como simples fornecedores de peças de comunicação. Ainda vejo muito disso em nosso mercado. Isso tem baixo valor. O que entrega valor e, portanto, melhor remuneração é INTELIGÊNCIA, ESTRATÉGIA E PLANEJAMENTO. Cabeça de consultoria com corpinho de criativo. Essa é a onda;

5 – Acompanhe de perto as startups que estão surgindo em nossa região. Vá conhecer os polos de tecnologia e de fomento, as incubadoras. Elas poderão ser grandes anunciantes. Já temos casos que comprovam isso aqui no Vale do Paraíba;

5 – O ano é de aposta na volta do crescimento econômico. Não será uma grande maravilha, mas vai haver crescimento. E todos devemos estar prontos para aproveitar a melhora. O novo governo – gostemos dele ou não – traz uma visão econômica liberal e deve destravar diversos setores da atividade empresarial. Fique de olho: oportunidades vão surgir!

Vamos pegar 2019 com mãos fortes e cabeça aberta e atenta!

Exposição “Rota da Liberdade” no Via Vale

Via Vale recebe exposição sobre a presença da mulher negra na moda

Até o fim do mês os clientes do Via Vale Garden Shopping poderão apreciar a exposição “Rota da Liberdade” que nos leva a (re)conhecer a presença da mulher negra na moda e na produção artesanal, recordando as negras responsáveis pelos enxovais das noivas nas fazendas de café, assim como também pela utilização inteligente de materiais para confecção de peças utilitárias em crochê, bordados, das abayomis e das influências na chamada “customização”.

A exposição é uma verdadeira imersão na história que está diretamente interligada à memória do nosso país.

Para Bruna Marcon, responsável pelo marketing do shopping “oferecer ao nosso público exposições como esta, reforçam o nosso compromisso com a arte, a cultura e principalmente com a valorização de nossos artistas regionais”.

As responsáveis por essa incrível exposição são Solange Barbosa e Gorette Pathe, que pensaram com muito carinho em cada item, e cada artista que integrou a mostra.

E nesta quarta-feira, 16 de janeiro, às 19h, Solange e Gorette participarão de uma mesa redonda para debater sobre o tema da exposição. O bate papo é gratuito, aberto ao público e acontecerá na loja Artistas no Garden (piso 2 do shopping).

Serviço:

Exposição Rotas da Liberdade

Período de visitação: até 31/01/2019

Horário: Segunda a sábado das 10h às 22h, domingos e feriados das 13h às 20h.

Local: Espaço Artistas no Garden, piso 2 do Via Vale Garden Shopping

Entrada gratuita

Fonte: Marcela Lima – Marketing Via Vale

Vaga para analista de comunicação

Unhas Cariocas abre vaga na área de comunicação

– Área e especialização profissional: Jornalismo, Publicidade e Propaganda, Comunicação, Marketing, Web Designer ou cursos similares;
– Nível hierárquico: Analista;
– Local de trabalho: Taubaté, SP.

Atividades desenvolvidas:

– Produzir posts (textos e imagens) para postagens em redes sociais;
– Programar postagens nos diversos canais das marcas, como Facebook, Instagram, YouTube, LinkedIn, ;
– Criar conteúdo para Blogs;
– Criar e gerenciar campanhas pagas no Facebook (Gerenciador de Negócios e Conta de anúncios);
– Criar e gerenciar campanhas em Google AdWords, remarketing e display;
– Monitorar os concorrentes, clientes e fazer benchmarking continuamente. Acompanhar, analisar e relatar os resultados;
– Interagir com público-alvo nas mídias sociais (SAC 2.0);

Exigências:

– Escolaridade Mínima: Ensino Superior;
– Conhecimentos em técnicas de inbound Marketing e SEO e Marketing Digital;
– Português (Avançado -Requerido), Inglês (Intermediário – Diferencial);
– Gráficos/Web:Corel Draw, Photoshop, Adobe Illustrator, Adobe Premiere;
– Aplicações de Escritório: Microsoft Word, Microsoft Excel, Outlook.

Brinquedos gigantes dos anos 80 invadem o Colinas Shopping

Versões especiais de Genius, Aquaplay, Cai-não-Cai e Pula Pirata estão entre as atrações da praça de eventos; atividade para crianças de todas as idades é gratuita

Quem foi criança nos anos 1980 com certeza lembra de alguns dos brinquedos mais clássicos da década, como Pula Pirata, Aquaplay, Cai-não-Cai e Genius, entre outros. Alguns desses jogos foram relançados nos últimos anos e, com o sucesso, ganharam versões gigantes, com até dois metros de altura, para uma exposição interativa: a Brinquedoteka. Agora, eles chegam ao Colinas Shopping, onde ficam disponíveis para crianças de todas as idades (a partir dos 4 anos), de 10 de janeiro a 10 de fevereiro.

Os brinquedos gigantes foram especialmente desenvolvidos para funcionar com a mesma a mecânica dos brinquedos originais. “O objetivo é proporcionar uma atração que envolva toda a família. Quem viveu a infância e a adolescência nas décadas de 80 e 90 vai ter a chance de fazer uma viagem no tempo. É também uma oportunidade para os pais apresentarem aos filhos brincadeiras de uma época em que não existiam tablets, computadores e smartphones”, explica a gerente de marketing, Margarete Sato.

A atração principal de férias do Colinas Shopping ficará na praça de eventos, com entrada gratuita. Os jogos disponíveis, recomendados para crianças a partir dos 4 anos, são:

Genius

Quem lembra do Genius? Na Brinquedoteka do Colinas Shopping, o Mega-Genius tem 2 metros de diâmetro para ser jogado em equipes de quatro pessoas por vez. O desafio é pensar rápido e repetir as sequências de luzes e sons produzidos pelo Genius. O brinquedo busca estimular a memorização de cores e sons. Com um formato semelhante a um disco voador, possui botões coloridos que emitem sons harmônicos e se iluminam em sequência. Cabe aos jogadores repetirem sem errar as sequências, que vão aumentando o grau de dificuldade a cada rodada.

Aquaplay

Imagine um Mega-Aquaplay de 2 metros de altura? Este é o Aquaplay da Brinquedoteka do Colinas Shopping, jogo cujo objetivo é acertar a bola na cesta de basquete.

Futebol de Pinos

Recorda-se do Futebol de Pinos? Na versão original, era um jogo em que uma tábua de madeira retratava um campo de futebol, com pinos ou pregos que representavam os times adversários. A bola, às vezes, era uma moeda ou um pedaço de papel, caso não houvesse uma bolinha. Para movê-la e fazer com que o jogo acontecesse, os participantes utilizavam os dedos para simular os chutes. O objetivo era marcar o maior número de gols possível.

No Mega-Futebol de Pinos da Brinquedoteka do Colinas Shopping, os jogadores se colocam dentro do campo e usam os pés para lançar uma bola de verdade na direção do gol adversário. O futebol de pino pode ser jogado em duplas, e a partida termina com dois gols ou mais.

Cai-não-Cai

Na Brinquedoteka do Colinas Shopping, o Mega-Cai-Não-Cai tem 2 metros de altura e varetas com 2 metros de comprimento cada. O objetivo do jogo é remover as varetas do cilindro sem derrubar as bolas – e quem derrubar menos bolas ganha! O jogo é composto de um cilindro de acrílico, onde há diversos furos para encaixar as varetas. Por cima das varetas são colocadas as bolas. Os jogadores vão retirando as varetas uma de cada vez, tentando evitar que as bolinhas caiam no fundo do tubo. Quem derrubar uma bolinha fica com ela até o final do jogo.

Pula Pirata

O Pula Pirata é mais um sucesso dos anos 80 que está na Brinquedoteka do Colinas Shopping em versão gigante! O jogador será eliminado se, ao colocar a espada no furo, ocasionar o salto do pirata para fora do barril.

Totem Games

Para os fãs de games, a Brinquedoteka tem um lugar especial com quatro videogames que marcaram época. Entre eles, Atari, Mega Drive, Super Nintendo e Master System, todos prontos para serem jogados em televisores de 32 polegadas. O público poderá se divertir com jogos clássicos como Pac-Man, Sonic e Super Mario Bros.

Serviço:

Brinquedoteka (atração de Férias Colinas Shopping)

Onde: na praça de eventos Colinas Shopping (Avenida São João, 2.200, Jardim das Colinas).

Quando: 10 de janeiro a 10 de fevereiro de 2019. Todos os dias, das 14h às 20h.

Faixa etária: a partir dos 4 anos

Entrada gratuita

Fonte: Cabana Work – Suzane Rodriguez

Vaga de estágio no varejo

Loja procura estagiário

A vaga é para estudantes de publicidade e propaganda e/ou de marketing. A vaga é intermediada pela ACIT e o estagiário atuará na Lojas Sartori.

Confira os requisitos e como concorrer a vaga na arte abaixo:

 

Vaga de estágio em comunicação/marketing

Estágio em comunicação/marketing

Pré-requisitos da vaga:
Cursar jornalismo ou publicidade/marketing.
Boa escrita.
Conhecimento básico em Photoshop e Microsoft Word.
Aptidão para comunicação interpessoal e redes sociais (Facebook, Instagram e Youtube).
Morar em São José dos Campos
A partir de 18 anos

Remuneração:
Bolsa-Auxílio: R$ 820,00
Vale-transporte.
INTERESSADOS(AS), MANDAR CURRÍCULO PARA O E-MAIL: contato@diferencialestagio.com.br , com o assunto: Vaga Jornalismo / Publicidade / Maketing