Campanha de natal de Jack Daniel’s

Jack Daniel’s lança campanha para celebrar as festas de Fim de Ano

Sob o mote “Não é o que está embaixo da árvore que importa, e sim as pessoas que estão em volta”, a campanha de Natal da Jack Daniel’s mostra aos consumidores que o importante nesse final de ano é celebrar com as pessoas que fizeram parte da sua trajetória e suas conquistas durante o ano.

“O Mr. Jack tinha um espírito hospitaleiro muito forte. Ele costumava dar festas em sua própria casa para os habitantes de Lynchburg (no Tennessee – EUA), com o objetivo celebrar e unir as pessoas de sua comunidade e, claro, degustar o seu Tennessee Whiskey. Nessa campanha, queremos trazer esse espírito do Mr. Jack para os consumidores, mostrando que nesse final de ano devemos celebrar com as pessoas que estiveram conosco durante todo esse percurso”, diz Giuliano Odone, gerente de marketing da Família Jack Daniel’s no Brasil.

Essa é uma das datas mais aguardadas por todos funcionários da destilaria localizada em Lynchburg, no Tennessee (EUA), já que é nesse período que a tradicional árvore de barris Jack Daniel’s (Barrel Tree) é montada. A árvore demora uma semana para ser construída e são utilizados 140 barris de carvalho do famoso Jack. A Barrel Tree fica disponível para apreciação do público no mês de dezembro.

Jack Daniel’s Barrel Tree (Árvore de Barris da Jack Daniel’s)

Jack Daniel’s acredita muito nas tradições. Seu whiskey é feito da mesma forma há 150 anos, assim como o próprio Mr. Jack fazia. “Ainda assim, você pode argumentar que nossa árvore não é nada tradicional. Ela mede oito metros de altura e é feita inteiramente de barris que uma vez já foram a ‘casa’ desse whiskey único. É um símbolo de boas lembranças, boas amizades e do nosso Tennessee Whiskey. É o nosso presente para nossos amigos de Lynchburg e uma maneira única de juntar todo mundo durante as festas. Afinal de contas, a presença de quem amamos é o que importa”, enfatiza Caio Almeida, gestor de marketing de Jack Daniel’s Tennessee Whiskey.

O barril é um dos ingredientes mais importantes no processo de produção de Jack Daniel’s. É o responsável pela cor única de Jack, além de ter grande participação no sabor e aroma distintos desse whiskey. Em Lynchburg, é dado tanto valor para o barril, que a Destilaria de Jack Daniel’s é uma das poucas destilarias no mundo que ainda produz seus próprios barris.

A campanha de Natal (Barrel Tree) tem o objetivo de impactar o consumidor em múltiplos pontos de contato, com investimento em mídias digitais, varejo, ponto de dose e PR, focados nas principais metrópoles do país. Também foi preparada uma edição especial para o ponto de venda, que traz uma garrafa de Jack Daniel’s 1L em uma lata de metal comemorativa.

Fonte: Approach Comunicação – Nadiele Ventura

Novo filme da campanha de verão

Itaipava estreia segundo filme da campanha de verão

Para dar continuidade a campanha antecipada de verão, a cerveja Itaipava lança mais um filme com participação especial de Lulu Santos. Novamente, Lulu Santos divide o microfone com a Verão, Aline Riscado. O roteiro faz trocadilhos entre as situações corriqueiras do trabalho e objetos de praia, como mesas de reuniões com coolers de cerveja.

Com nova assinatura “Itaipava, cerveja 100% Verão”, a campanha foi desenvolvida em parceria com a Y&R e consagra a Itaipava como a cerveja do Verão. Os filmes apresentam situações do dia-a-dia pela lente do verão, sempre acompanhada de uma música exclusiva com o Lulu Santos. O planejamento inclui, além de veiculação nacional, desdobramento nas mídias sociais, rádio e mídia out of home.

Filmado em clima descontraído, a equipe contou com mais de 300 profissionais, incluindo diretores, cinegrafistas, atores e figurantes. A direção dos filmes é de Carlão Bussato, com criação de Celso Alfieri.

FICHA TÉCNICA

Cliente: CERVEJARIA PETROPOLIS S.A.

Produto: Itaipava

Títulos: Boas Vindas, Trabalho, Stress, Calor e Despedida

Duração: 60” e 30”

VP de criação: Rafael Pitanguy

Dir. Criação: Celso Alfieri e Beto Rogoski

Criação: Celso Alfieri, Beto Rogoski, Rafael Campello

Atendimento: Leonardo Balbi, Renata Colombo, Isabella Dell’Antonia, Larissa Geres, Marina Roge e Stephanie Humel.

Cliente: Giulia Faria, Eliana Cassandre, Naiara Brugneroto, Vanessa Sbrana, Camila Felippe e Jaqueline Ribeiro.

Planejamento: Paulo Vita e Filipe Leonardos.

Mídia: Gláucia Montanha, Patrícia Russo, Renan Soares, Bruna Morales, Juliane Calixto e Bruno Marangoni.

RTV: Nicole Godoy |Camila Naito| Izabel Soares |Anderson Rocha |Mariana Marinho|Cléo Gonçalves| |Mayara Araújo | Jay Leonel

Produtora: Hungry Man

Diretor: Carlão Busato

Managing Partner: Alex Mehedff

Diretor Executivo de Criativo: Fabio Pinheiro

Diretora Executiva: Renata Correa

Produtor Executivo: Rodrigo Castello

Line Producer: Mariana Barbiellini e Julia Padovan

Assistente Executiva: Íris Gil

Diretor de Fotografia: João Padua

Diretor de Arte: Patricia Pereira

Head of Production: Fernanda Laignier

Diretora de Produção: Rose Soares

Supervisor de Pós-Produção: Rodrigo Oliveira

Pós-Produção: Warriors

Finalizador: Thiago Marra

Montador: Ivan Kanter Goldman / Beto Araujo / Kaue Kabrera – AMC Rebecca

Color Grading: Marla Color Grading

Produtora de som: A9 Áudio

Produtor de som: Equipe A9

Atendimento: Guta Lima e Renata Schincariol

Locutor: Aline Riscado

Fonte: AC Comunicação – Thidila Salim

Estudo mostra crescimento na vendas durante Black Friday

Vendas na Black Friday foram até 5,4 vezes maiores e Cyber Monday não tem crescimento expressivo no Brasil, aponta Criteo

Na noite de quinta-feira houve um aumento considerável nas compras feitas por dispositivos móveis

Durante a última sexta-feira, 23 de novembro, o tráfego de consumidores no e-commerce brasileiro triplicou em relação à média do mês de outubro, o que resultou em um aumento de 5,4 vezes nas vendas. Na noite da quinta-feira, véspera da Black Friday, as vendas pela Internet registraram às 22h00 um crescimento de 4 vezes no desktop e 4,5 vezes no celular quando confrontadas com a quinta-feira anterior. Entre os produtos mais vendidos na data promocional deste ano estiveram smartphones, calçados e TVs. No sábado, o índice de compras realizadas em dispositivos móveis também permaneceu elevado durante todo o dia, confirmando a tendência de crescimento das compras on-line pelo celular.

Estes são alguns dos principais dados de levantamento realizado pela Criteo S.A. (NASDAQ: CRTO), plataforma de anúncios para a Internet aberta, sobre o comportamento do consumidor durante a Black Friday. O período considerado pelo estudo foi de 21 a 24 de novembro (quarta a sábado) e analisou horários de pico, dispositivos utilizados para pesquisar produtos e finalizar as compras, categorias e produtos mais comprados.

“Em comparação aos anos anteriores, quando quase a totalidade das compras foram realizadas durante a Black Friday, nesta edição observamos um grande movimento também nos dias anteriores e posteriores, principalmente em compras fechadas através de dispositivos móveis. A Black Friday continua conquistando cada vez mais espaço no Brasil com vendas chegando a ser 5 vezes maiores. Ainda hoje as compras seguem aquecidas nas lojas físicas e, por isso, é muito importante que tanto as marcas quanto os varejistas alinhem a estratégia online com uma experiência relevante e de qualidade nas lojas”, assinala Alessander Firmino, diretor geral da Criteo para o Brasil e América Latina.

As categorias mais vendidas

As três categorias com melhor desempenho de vendas na Black Friday foram Varejo, Sites de Comparação de Produtos e Vestuário. A categoria que mais cresceu, com 35%, foi a de Viagens.

Vendas por dispositivo

A escolha do dispositivo mudou significativamente dependendo da categoria. Os dispositivos móveis foram usados principalmente para comprar Alimentos e Bebidas (95%) e Anúncios e Classificados (73%), enquanto o desktop foi predominante no Varejo (60%) e em Viagens (69%).

Consumidor omnichannel

Em geral, navegar em dispositivos móveis e comprar em computadores ainda é a norma, embora haja também casos em que os consumidores navegam em desktop e concluem a compra via mobile.

Os produtos mais comprados

Os produtos mais populares entre os consumidores brasileiros durante a Black Friday deste ano foram smartphones, calçados e aparelhos de TV.

Cyber Monday

Durante a Cyber Monday, a segunda-feira de descontos focados em produtos eletrônicos, mas que também oferece promoções de categorias variadas no embalo do período, o crescimento das vendas no Brasil não foi tão expressivo quanto em outros países, segundo a Criteo.

As categorias que mais cresceram no dia seguinte a Black Friday foram Varejo (aumento de 113%), Serviços Financeiros (72%), Telecomunicações (36,71%), Automotivo (36,32%) e Viagens (30%). Os produtos que registraram maiores vendas foram smartphones e calçados.

Acesse aqui mais dados sobre o estudo da Criteo sobre a Black Friday.

Fonte: FirstCom Comunicação – Cíntia Yamashiro

Forte presença do varejo online no cotidiano da população acima de 60 anos, afirma estudo da SBVC

Estudo realizado pela SBVC revela que 48% desse consumidor utiliza smartphones para suas compras online

Segundo estimativas do IBGE, nos próximos 20 anos a população acima de 60 anos, mais que triplicará, chegando a 88,9 milhões de brasileiros (39,2% da população). Ou seja, o Brasil está no momento de proporcionar mudanças e novas oportunidades de negócios em muitos segmentos, pois a população está envelhecendo em uma velocidade muito rápida, o que trará um grande impacto sobre os sistemas de saúde e outros, com elevação de custos e do uso dos serviços.

Pensando neste futuro cenário, a SBVC – Sociedade Brasileira de Varejo e Consumo em parceria com a AGP Pesquisas atualizou a pesquisa feita em 2017, com informações sobre os atuais hábitos de compra da população com idade superior a 60 anos. “Realizamos este estudo para analisar os fatores que levam este público a consumir, que aspectos eles mais prezam em suas compras e a presença do varejo digital entre essa população. Além disso, avaliamos a experiência de compra e os aspectos mais valorizados no consumo de produtos e serviços”, comenta Eduardo Terra, Presidente da Sociedade Brasileira de Varejo e Consumo.

O estudo da SBVC contou com 510 entrevistados numa pesquisa 83,3% dos 60+ afirmaram que eles mesmos são o elemento responsável pelo controle das finanças e decisões de compra em sua residência. Na média da população entrevistada, o item mais importante no orçamento mensal são os gastos com mantimentos (R$ 666), seguidos por Moradia (R$ 591) e Saúde (R$ 395), que obtiveram queda em relação ao ano passado, R$892, R$805 e R$758 respectivamente. É importante ressaltar que o consumo se dá em uma ampla variedade de canais: 47% dos entrevistados costumam ir semanalmente a redes de hipermercados ou supermercados, 55% ao mercado local e 59% às lojas de hortifrúti. Apenas 31% costumam ir toda semana à feira livre (sendo que 21% afirmam nunca frequentar esse canal). Percebe-se que o consumidor com mais de 60 anos, ao mesmo tempo em que utiliza super e hipermercados, tradicionais e de vizinhança, em seu mix de consumo, também vai aos hortifrútis para o abastecimento de itens perecíveis.

Sobre a experiência no ponto de venda dos supermercados, em 2017 os consumidores não a consideravam tão positiva, porém para este ano houve alteração, 32% consideram a experiência “muito boa”, versus 12% do ano anterior. Shopping centers não fazem parte do rol de escolhas e farmácias é considerado canal de reposição, 46% visita mensalmente.

Lojas cheias, filas, falta de atendimento são aspectos que atrapalham bastante a experiência de compra, pois dificultam o deslocamento pelo PDV e a finalização bem-sucedida da compra. “Assim como na 1ª pesquisa, o que mais nos chamou a atenção é o fato de que itens relacionados exclusivamente à experiência de consumidores 60+, como a disponibilidade de áreas de descanso, elevadores, escadas rolantes, são muito menos relevantes para a satisfação dos clientes do que itens que também são importantes para clientes de outras faixas etárias, como caixa sem filas”, ressalta Eduardo Terra.

Metodologia

O estudo entrevistou 510 consumidores em todo o país, e teve como objetivo quantificar aspectos relacionados aos hábitos de compra da população acima de 60 anos, com especial interesse na comparação entre lojas físicas e online

Disponível no site: http://sbvc.com.br/2a-pesquisa-habitos-de-compra-do-consumidor-60

Fonte: SBVC – Fernanda Besnosoff

Pesquisa aponta usos do 13° salário

ACIT realiza pesquisa sobre gasto com 13º salário e expectativa de venda

A Associação Comercial e Industrial de Taubaté (ACIT), realizou uma pesquisa para saber o que as pessoas pretendem fazer com o 13º salário nesse ano de 2018. As empresas privadas tem até próxima sexta-feira, dia 30 de novembro, para pagar a primeira parcela desse benefício aos seus funcionários. A pesquisa, que foi realizada pelo Núcleo de Pesquisas Econômico-Sociais da UNITAU (NUPES) para a ACIT, também aponta as expectativas de vendas para o natal.

As entrevistas foram realizadas em outubro e, no total, foram entrevistadas 158 pessoas e 54 lojistas em Taubaté. O estudo apresenta margem de erro de 7,0 pontos percentuais para mais ou para menos e um intervalo de confiança de 95%.

Nesse ano percebe-se uma pequena mudança de comportamento sobre os gastos desse valor e o percentual das pessoas que já sabem o que vão fazer com a verba extra teve um aumento de 2%. Porém, cerca de 63% os entrevistados continuam sem saber como investir esse dinheiro, número que se manteve na mesma média do ano anterior.

Como em 2017, o item “pagamento de dívidas” continua como prioridade na maioria dos domicílios, com registro de 55,36% em 2018, comparado aos 56,9% do ano passado. Houve, também, um aumento de quase 5% no número de famílias que pretendem poupar o 13º salário, seja para eventuais emergências ou para pagamento de impostos, apontando maior conscientização das pessoas em relação ao planejamento financeiro.

A mudança de comportamento também é apontada no decréscimo de pessoas que pretendem gastar esse dinheiro em compras de presentes. Esse ano, outras formas de utilização foram apontadas, tais como conserto do carro e ajudar o filho nos estudos.

Já a pesquisa de expectativa de vendas, realizada junto aos lojistas, na opinião em relação as vendas no período de natal deste ano, 52,94% mostrou-se otimista, seguido por 35,29% dos entrevistados que declararam possuir uma atitude mais neutra. Nos extremos das opiniões 9,80% apontaram pessimismo, enquanto apenas 1,96% dos entrevistados tiveram uma atitude muito otimista para com a data natalina.

De um modo geral, dos lojistas que estão otimistas em relação às vendas do ano passado, 47,06% acreditam que as vendas irão crescer em até 10% neste ano. Ou seja, tanto a expectativa, quanto ao volume de vendas apontam para um otimismo moderado por parte dos lojistas.

Fonte: Acontece Comunicação e Eventos

Evento na FAAP em SJCampos

Evento reúne gestoras dos três shoppings

No Dia Mundial da Propaganda, dia 4/12, acontecerá na FAAP SJC uma mesa redonda reunindo as gestoras de marketing dos 3 maiores Shoppings de São José dos campos.

O encontro trará insights e dicas sobre como deve ser o perfil do Gestor de Marketing hoje, seus desafios, o que tem realizado e suas expectativas dentro do mercado.

Para participar, só se inscrever neste link.

Horário ampliado para o Natal

Comércio amplia horário para compras de Natal

A partir de dezembro, o comércio de São José dos Campos vai funcionar em horário especial em razão do período de Natal.

Durante os dias úteis de 3 a 13 de dezembro, as lojas abrirão das 9h às 20h, com horário ampliado também aos sábados (1º. e 8) até as 18h. No dia 14, a previsão é que as lojas funcionem até as 22h.

Na reta final das compras de Natal, de 17 a 21 de dezembro, o horário se estende ainda mais: das 9h até as 22h nos dias de semana, fechando às 20h no sábado anterior ao Natal (22) e às 22h no domingo (23).

Os horários estendidos foram definidos em conjunto pela Associação Comercial e Industrial de São José dos Campos, Sindicato do Comércio Varejista e Sindicato dos Empregados do Comércio

De 30 de novembro a 23 de dezembro, a ACI promove o projeto “Natal Iluminado”, com apoio da prefeitura, que prevê atrair 1 milhão de pessoas ao centro de São José dos Campos. As atrações principais do projeto são a Casa do Papai Noel, montada este ano na praça Afonso Pena, e uma projeção em 3D na igreja de São Benedito.

Fonte: Matéria Consultoria & Mídia – Nathalia Barcelos

Final de ano e o mercado de comunicação

Mercado discute influência do fim de ano no faturamento

Tradicionalmente se anuncia mais nos últimos dois meses do ano em função da chegada do Natal, a maior data promocional do calendário. Por conta disso, essa sempre foi uma época de mais trabalho e mais faturamento para as agências de propaganda/comunicação.

O Publicitando ficou curioso para saber se, com todas as mudanças no cenário e no mercado de comunicação mercadológica e com a ainda persistente crise econômica, o final de ano ainda amplia o volume de serviços e o faturamento das agências do Vale do Paraíba.

A expectativa para o Natal é boa. Pesquisa realizada recentemente pelo  CNDL/SPC Brasil aponta que o Natal deve movimentar R$ 53,5 bi na economia brasileira este ano. A mesma pesquisa indica que o consumidor tem intenção de comprar entre quatro e cinco presentes e que ticket médio ficará na casa de R$ 116 por item. Em comparação com o ano passado, 27% planejam gastar mais.

Também temos nos últimos anos o crescimento da Black Friday, data “importada” do mercado americano e que, apesar de alguns tropeços, vem se consolidando como uma importante data promocional. Segundo levantamento do Ebit o comércio eletrônico deve faturar R$2,43 bilhões durante a Black Friday de 2018,com alta de 15% na comparação com o ano passado.

O efeito Black Friday se faz sentir mais fortemente nas agências com foco em digita, como explica Eduardo Costa, da Resultage: “na Resultage, por ser uma agência digital, a demanda é um pouco diferenciada. A partir de setembro já se nota claramente um aumento no número de solicitações e demandas especificamente para campanhas de Black Friday, para varejos online e/ou tradicionais, além de empresas de software SaaS”.

Eduardo Costa, da Resultage

Há uma percepção de que a festas de fim de ano não impactam tanto assim o faturamento da agência, como explica Roberto Rezende, da BR012:

“Em termos de faturamento para a agência não houve aumento. Mas percebemos uma maior demanda por campanhas e jobs de nossos clientes se comparado ao mesmo período do ano anterior. Talvez a desaceleração da economia, tão sentida por nós ao longo do ano, em meio a um cenário de incertezas e que deverá levar as vendas do varejo a crescer menos no Natal de 2018 (+2,3%) do que no de 2017 (+3,9%), esteja “obrigando” as empresas a se planejarem e se preparem ainda mais para a época do ano que – ainda é – considerada a mais importante do varejo brasileiro se quiserem manter o mesmo patamar de vendas de anos anteriores”.

Roberto Rezende, da BR012

Ele também destaca a ação da Black Friday nos investimentos de final de ano: “Outro ponto que sempre é bom salientar, é o fato de muitos consumidores aguardarem as promoções da Black Friday para comprar os presentes de Natal. Esse movimento vem causando uma retração nas vendas de Natal desde que a Black Friday foi introduzida no calendário varejista”.

Já Thiago Monteiro Luz da Árvore Propaganda e Marketing, faz uma reflexão um pouco diferente:

“O fim de ano aumenta o volume de trabalhos não só pelas campanhas natalinas, mas também para concluir os planos estratégicos para o próximo ano. Sem dúvida é uma época em que todos os prazos se apertam”.

Thiago Luz, da Árvore

Esse raciocínio guarda semelhança com outros aspectos levantados também por Eduardo, da Resultage. Ele afirma que o volume de trabalho aumenta também em função de festas de final de ano, notadamente para o varejo,de campanhas de vestibular, pós-graduação, etc, para universidades e entidades de ensino e também de campanhas de férias de verão e réveillon para os diversos clientes de turismo da Resultage, sobretudo resorts e destinos nacionais e internacionais. Ele destaca: “Ou seja, segundo semestre bem forte, crescendo mais a cada ano”.

 

Vaga para estagiar em marketing

Agência abre vaga

A Promocat está buscando estagiário para atuar em marketing. A vaga está aberta para estudantes de relações públicas, jornalismo,publicidade e propaganda e marketing.

Confira o perfil completo da vaga abaixo e candidate-se: