Vaga para diretor de arte

Verge busca DA

A Verge Parceria Estratégica busca um(a) Diretor(a) de Arte. O escolhido para a vaga irá trabalhar criando peças e campanhas para clientes que são referência em seus mercados.

Seu Trabalho No Dia a Dia Irá Envolver:

Criação de campanhas publicitárias,
Criação de posts para redes sociais,
Criação de peças de e-mail marketing,
Criação de banners,
Criação de layouts de landing pages e sites em geral;
Fechamento de arquivos;
Trabalho em equipe, muito próximo ao social media e redator.

Requirements:
Buscamos alguém com experiência, muita vontade de trabalhar em equipe e com todo o seu potencial;
Graduação completa em Publicidade / Design Digital / Web Design – não estamos buscando estagiários!
Conhecimento e domínio nas ferramentas do Pacote Adobe.
Organizado e comprometido com prazos.

Desired Skills:
Experiência prévia em agência de comunicação digital;
Cursos na área do mkt digital.

Enviar CV e Portfólio para selecao@verge.com.br com o assunto: Vaga DA Digital.

Coluna “Discutindo a relação…”

Café, dúvidas e boas ideias

Estou tendo uma semana bem agitada, mas bastante rica em encontros e trocas de ideias.

Na última quarta tive a oportunidade de tomar um café a tarde com meu amigo e brilhante ex aluno Arison Sonagere. O Arison foi meu aluno no curso de publicidade e propaganda, é domo da Atributo Branding e professor/coordenador na unidade de SJCampos da Anhanguera. Também já foi articulista deste blog.

A conversa foi fantástica e falamos bastante sobre o ensino superior de publicidade. Trocamos ideias sobre a dinâmica da sala de aula, do papel do professor, do perfil do alunado atual e sobre soluções/projetos para melhorar a forma como ensinamos.

A conversa toda foi toda muito interessante (o Arison continua afiado, inteligente ainda mais), mas quando conversamos sobre a possibilidade de definir um modelo para atuar no mercado publicitário a coisa ficou pra lá de interessante. O Arison me disse que pretendia dar novo gás para sua Atributo, mas não conseguia identificar um modelo de atuação que o levasse a um “oceano azul”.

Confessei a ele que várias vezes pensei em voltar a ter uma negócio em comunicação e que o nome “agência” definitivamente não caberia mais em qualquer modelo/proposta de atuação. E ficamos divagando como seria esse modelo que nos levasse para longe do “oceano vermelho” do mercado de “agências de propaganda”.

Uma das coisas na qual concordamos é que ter foco em digital já era. Já foi! Tudo e todo mundo mundo é digital. Focar em redes sociais é mais do mesmo. E começamos a pensar num modelo que misturasse arquitetura, experiência do consumidor, branding, design, estratégia e construção de significado e reputação para marcas.

Será que viajamos muito?

A única certeza é de que o papo foi bom demais e que conversar com gente inteligente é um santo remédio para mente, corpo e alma.

Dança das cadeiras

Mais movimentação

Mais uma edição do “Dança” para deixar os leitores do Publicitando em dia com o vai e vem de profissionais de comunicação em nosso mercado.

Confira!

Natália Machado é agora Analista de marketing na Cooperativa De Laticinios Serramar.

Pelos lados da Alchemy Big Data Solutions a novidade é Gustavo Farias que acaba de chegar para ser Estrategista Criativo.

 

 

Os influenciadores mudaram as regras do jogo

Especialista em marketing digital explica como os influenciadores mudaram as regras do jogo no mercado publicitário

Há não muito tempo atrás, as marcas criavam campanhas publicitárias pensando em espaços publicitários na TV, rádio como soluções completas para atingir sua audiência e público alvo. No entanto, nos últimos 10 anos, cada vez mais as mídias tradicionais perdem o protagonismo para um público que busca conteúdo em multiplataformas e de maneiras nunca vistas antes. Os digital influencers, ou influenciadores digitais, mudaram a maneira como consumimos informação, e também todo o mercado publicitário.

Seja falando de viagens, beleza, fitness, games, humor ou moda, não é difícil encontrar influenciadores nas redes sociais com milhares de seguidores em todas essas áreas. Como os influenciadores assumiram tamanho protagonismo?

Pós graduado em comunicação, marketing digital e também influenciador digital, Pedro Marinho Neto tem centenas de milhares de seguidores nas redes sociais. Ele é um especialista no assunto e expõe seu ponto de vista sobre esta nova realidade: “O papel do influenciador digital é agregar valor às pessoas, sendo comunicativo e transparente em relação aos seus sentimentos em relação a alguém ou alguma marca. Em geral somos pessoas normais fazendo coisas normais, gerando empatia com o público, que se identifica e acaba dando credibilidade ao que dizemos, seja indicar um produto ou serviço”.

Para Pedro Marinho Neto, essa proximidade com o público proporcionada pelas redes sociais é um grande trunfo e que tem sido usado pelo mercado publicitário com muita eficácia: “O influenciador cria um público de identidade de comunicação mais próxima, que só se tornou possível graças a internet. Por isso, influenciadores são capazes de sugestionar a uma comunidade inteira que compre determinada marca. Imagine que, um youtuber com 5 milhões de seguidores, resolva indicar serviço ou produto “A” ao invés de “B”. Você acredita que os seus seguidores, acostumados a tê-lo como referência, comprariam a B? Dificilmente. O influenciador aqui fica em uma posição de proximidade e acaba assumindo o papel daquele amigo que te indica algo e você confia”.

Isto não é um fenômeno que se restringe apenas a millennials ou a pessoas jovens com menos de 30 anos. Até mesmo pessoas de mais idade têm sido influenciadas, principalmente pelo conteúdo veiculado em vídeo no YouTube, Instagram e Facebook: “não é raro ver pessoas de faixa etária bem acima dos 30 anos assistirem e compartilharem vídeos que os impactaram de algum modo nas redes sociais. O fenômeno dos influenciadores não está restrito aos jovens”.

Pedro aponta que devido ao crescimento e relevância dos influencers diante da opinião pública, o mercado mudou e está tendo de se adaptar: “os profissionais de marketing têm aprendido rápido a lidar com essa nova realidade. Muitos deles ainda procuram entender este novo momento para conseguir surfar nessa onda”.

O especialista também explica porque cada vez mais as marcas têm procurado veicular propagandas em parceria com influenciadores digitais: “os seguidores daquele influencer estão ali espontaneamente e concordam em receber aquele conteúdo, confiam no que aquela pessoa diz e que acreditam ser alguém como ela, o que é diferente da TV, em que querendo ou não você é obrigado a ver aquela propaganda, mesmo que o produto, conteúdo ou o interlocutor não lhe interessem. E por isso cada vez mais os anunciantes procuram a nós influenciadores”.

Fonte:  MF Press Global

Agência está em busca de redator

Arriba! busca redator

A Arriba! está contratando um Assistente de Redação que possua boas referências, com bom domínio de gramática e que tenha repertório publicitário.

Se você já se identificou agora, então confira os requisitos na arte e envie seu CV para criacao@arribamkt.com.br.

Obs: currículos sem portfólio + pretensão não serão avaliados.

Vaga para designer gráfico

Agência quer designer gráfico 

A agência BKW está em busca de um designer gráfico. A vaga é para trabalho temporário.

Confira:

Vaga para Analista de Marketing

Santuário abre vaga para analista de marketing junior

O Santuário Nacional de Aparecida está em busca de um profissional para atuar como analista de marketing.

Veja os detalhes da vaga no layout abaixo e boa sorte!

Pra ficar ligado! Dicas de conteúdo

Quer ficar sintonizado com novas tecnologias, marketing e comunicação? Veja essas dicas de conteúdo

por Josué Brazil

Não são poucas as vezes em que meus alunos e até alguns ex alunos me pedem dicas sobre o que ler, ouvir e assistir para ficar sintonizado com as novidades e tendências do mundo do marketing e da comunicação. Então resolvi dar algumas dicas aqui no blog.

Está cada vez mais evidente que entender de tecnologia fará toda a diferença. Na verdade já está fazendo. Então algumas dicas vão nessa direção também. Vamos lá!

Um bom caminho é assinar algumas newsletters. Recomendo ao menos três que são gratuitas. A primeira é a Think With Google. Normalmente eles enviam um pacote com dois ou três artigos repletos de dados e insights do Google. Ajudam demais a entender cenários e tendências.

A segunda newsletter que recomendo é a Morse, editada pelo pessoal da Hands Mobile. Atualidades do mundo digital e mobile com linguagem leve e textos curtos. Muito bom!

E a terceira newsletter que recomendo é a do Gabriel Ishida. Baita profissional, o Gabriel fala de marketing e publicidade digital, plataformas, últimas notícias etc. Também com texto leve, fácil e pra consumir rapidinho.

Outra formato de conteúdo interessante é o podcast. E aqui vou indicar dois bem interessantes. Primeiro vou repetir a dica em relação a Morse, pois eles também tem um podcast bem bacanudo e que vale a pena ouvir. Notícias e entrevistas com gente fera da área de tecnologia e negócios.O segundo podcast é o Código Aberto, da Brainstorm 9 (ou B9). Eles entrevistam muita gente interessante e importante das áreas de propaganda, marketing, comunicação e tecnologia.

Outra coisa legal é acompanhar bons documentários. Fico caçando bons documentários no Netflix. Algumas indicações:

– Abstract – The art of design – A primeira temporada foi muito boa e eles acabaram de disponibilizar a segunda. Já assisti a dois episódios desta nova temporada e eles mantiveram o ótimo nível da primeira. Caso você curta design e goste de referências de diferentes áreas pra se inspirar essa série documental é obrigatória

– Como o cérebro cria – esse documentário desvenda ( ou tenta desvendar)os mistérios da inventividade e criatividade humanas e para tanto mostra diversas atividades artísticas e a relação do processo criativo com as capacidades de nosso cérebro. Ótimo ritmo e edição. Gostoso de assistir.

– Está tudo nos números – já que só se fala de Big Data, IA, Analytics, algoritmos e dados, nada melhor do que um documentários que mostre o universo dos números. Bem bacana e quase que obrigatório para que o povo de humanas se aproxime e passe a gostar um pouco mais dos números.

Acho que por enquanto tá bom! Tente degustar alguns destes conteúdos. Vai valer a pena!

Festival chega a 29ª edição

Mídia Festival 2019 irá premiar ideias criativas que promovam a pluralidade, união, diversidade e transparência

Com o slogan “O prêmio que tem espaço pra todo mundo, menos pro seu preconceito”, o tradicional evento de premiação publicitária do interior de São Paulo chega a 29° edição

No dia 28 de novembro, o Tênis Clube de Campinas (SP) será palco de mais uma edição do Mídia Festival, evento promovido pela Associação dos Profissionais de Propaganda de Campinas (APP) com o objetivo principal de premiar a criatividade e a qualidade dos trabalhos produzidos pelas agências do interior paulista. Mais do que isso, a ação busca incentivar os profissionais da área de comunicação e, para isso, contará com uma temática especial e um convite à reflexão. Neste ano, o Mídia Festival colocará luz sobre questões como pluralidade, união, diversidade e transparência a partir do slogan “O prêmio que tem espaço pra todo mundo, menos pro seu preconceito”.

“O tema surgiu a partir de uma autoanálise que nos levou à conclusão de que a melhor ideia é não ter preconceito. Por isso, a estratégia desta edição é reunir e premiar um bom conjunto de peças publicitárias que valorizem o ser humano em sua pluralidade e tenham uma conexão direta com esse olhar de inclusão e diversidade”, disse Samuel Leite, Diretor da APP. Segundo ele, este é o momento de refletir sobre o papel e a responsabilidade da indústria de comunicação. “Gosto de uma expressão que diz que, para compartilharmos a carteira do cliente, primeiro precisamos nos conectar ao coração dele… E é exatamente isso o que queremos mostrar”, concluiu.

Vale ressaltar que, com tantas mudanças acontecendo na sociedade, a edição deste ano abrirá um espaço para a discussão prévia. Até o dia do evento, será realizada uma série de painéis e mesas-redondas para discutir os pontos de mudança que precisam acontecer no mercado de comunicação, levando em consideração que há espaço para todo mundo, independente de gênero, orientação sexual, cor de pele, etnia ou nível de experiência. Cada encontro terá um tema diferente e será conduzido por palestrantes relacionados à temática.

Ao todo, o Mídia Festival 2019 contará com dez categorias, nas quais serão premiadas três ideias vencedoras (ouro, prata e bronze). São elas: Vídeo, Rádio/Spot Digital, Impresso, Mídia OOH, Campanha Integrada, Design/Projeto Gráfico, Branding, Marketing de Conteúdo, Mídia Performance Digital e Impacto Positivo. As inscrições serão abertas em breve e divulgadas por meio do site www.midiafestival.com.br

Fonte: Pâmela Santos

Dança das cadeiras

Mais uma? Sim, mais uma!

Outubro pode ser rosa, mas está mais pra vermelho de tanta agitação no mercado de comunicação. Tivemos que soltar mais uma edição. Uma seguida da outra. Que bom!

Pelos lados da TV Câmara de Taubaté a novidade é a chegada do jornalista João Pedro Ribeiro Pena.

E da Vincere Comunicação vem a notícia de que Luiz Guilherme Brito chegou para reforçar o time criativo da agência.