O impacto da propaganda na economia

A publicidade na economia moderna

por Josué Brazil

Atualmente, a forte concorrência e a grande capacidade produtiva obrigam o empresariado a apostar cada vez mais no uso da publicidade para comercializar com sucesso seus produtos.

Outro fator que pesa na decisão do uso da propaganda é a necessidade de desenvolvimento e lançamento de novos produtos, além da construção da marca da empresa.

É preciso deixar claro, entretanto, que a publicidade é apenas uma das forças que levam a venda de produtos. Existem diversas forças que devemos combinar para poder efetuar a venda de produtos e serviços. São elas:

1 – o próprio produto;
2 – a distribuição;
3 – a embalagem;
4 – os vendedores;
5 – a promoção de vendas;
6 – o preço.

Efeitos da publicidade na economia das empresas

a) Criação de mercados – quando se trata de produto ou serviço novo, a publicidade pode criar um mercado onde antes não existia.

b) Ampliação de mercados – se o mercado já existe, a propaganda pode ampliá-lo em duas direções:
– verticalmente, alcançando novas faixas de consumidores;
– horizontalmente, ampliando o campo de uso do produto.

c) Ação reguladora – quando o ciclo de produção não se desenvolve paralelamente ao de consumo, a publicidade pode atuar como um regularizador.

d) Redução de custos – a produção em série foi obtida graças ao uso da publicidade que introduziu produtos padronizados, que sem dúvida alguma foi fator fundamental na queda dos custos.

e) Ação sobre os preços – a publicidade favorece a prática de preços reduzidos para atrair a atenção dos consumidores.

f) Aceleração da rotação de estoques – a publicidade permite acelerar a rotação de estoques (“turnover”) o que permite a liberação do capital empregado na estocagem e distribuição para outras áreas estratégicas da empresa.

g) Melhoria da qualidade – por ser um compromisso público a publicidade influi na qualidade. Basta apenas um produto ruim para comprometer toda a empresa.

O tamanho da propaganda no Brasil

O mercado brasileiro movimentou R$ 134 bilhões em compra de mídia – compra de espaços publicitários nos meios de comunicação – no ano de 2017. A informação vem do Kantar Ibope Media, que utiliza como métrica os preços cheios das tabelas dos veículos de comunicação, sem os descontos praticados com as agências para seus respectivos anunciantes.

Esses são números apenas da compra de espaços publicitários. Se pensarmos nos empregos gerados direta e indiretamente, a contratação de fornecedores (gráficas, produtoras etc), a contratação de profissionais freelancers e etc, podemos imaginar um número ainda maior.

Você pode ter uma ideia bem mais completa do impacto da publicidade&propaganda na economia brasileira acessando este material.

Fontes:

CABRAL, Plínio. Propaganda: técnica da comunicação industrial e comercial. 3º Ed. São Paulo, Atlas, 1990.
RIBEIRO, J. Tudo que você queria saber sobre propaganda e ninguém teve paciência para explicar. 3ª Ed. São Paulo, Atlas, 1989.
SAMPAIO, R. Propaganda de A a Z: como usar a propaganda para construir marcas e empresas de sucesso. Rio de Janeiro, Campus, 1995.
SANT’ANA, A. Propaganda – Teoria, técnica e prática da comunicação. 7ª ed. São Paulo, Pioneira, 1998.

www.abap.com.br

Dança das cadeiras

Novidades no mercado de comunicação do Vale do Paraíba

Sávio Rodrigues acaba de assumir a posição de Diretor de arte na Grupo Solar. Formado o ano passado, o jovem publicitário tinha passagem pela ACI – Agência de Comunicação Integrada do Departamento de Comunicação Social da Unitau.

Já Marcos Morcelli acaba de ocupar cadeira como Conteudista na Supera Comunicação. Redator de origem, Marcos estava atuando na Triadaz.

Empresa busca estagiário

Vaga de estágio

Do-Ha abre vaga para quem está cursando design, publicidade e propaganda ou marketing.

Desejável:

– conhecimento em redes sociais;
– boa redação;
– Adobe Illustrator e Photoshop são um diferencial

Benefícios:

– Bolsa auxílio: R$ 700,00
– Vale transporte: R$ 100,00

Envie CV e portfólio para aline@dohaprofessional.com

Vai ter premiação

Departamento realiza Prêmio de Comunicação

O evento contará com categorias entre melhor Arte Digital, Fotografia e Plano de
Gestão de Crise além da presença de convidados de honra

No próximo dia 22 de maio, terça-feira, às 19h, alunos do 7º semestre de
Publicidade e Propaganda, do Departamento de Comunicação Social da
Universidade de Taubaté, realizarão o evento intitulado “Comunicannes – Prêmio de
Comunicação” com o tema: “Inovação e Criatividade no Vale do Paraíba” ,
premiando e oportunizando o reconhecimento de talentos e fomento das diversas
formas de expressão artística e inovadora de seus alunos.

Ao todo, serão nove categorias, sendo cinco categorias internas para os
alunos e professores, além de quatro categorias externas para convidados pré
selecionados. As categorias internas serão separadas entre melhor Arte Digital,
Fotografia e Plano de Gestão de Crise, de acordo com os critérios pré exigidos em
edital, sendo o principal deles a adequação ao tema “Maus tratos x cuidados com os
animais” – escolhido para apoiar a causa animal. Os vencedores serão escolhidos
por uma banca de profissionais de comunicação e divulgados no dia do evento.

Vaga em criação

Vaga na Mestra Comunicação

A Mestra está ampliando a equipe novamente. Desta vez a agência vai avaliar currículos COM portfolio de D.As e Assistentes de Arte focados em Publicidade On e Off.

A agência oferece convênio médico e odontológico, VT, almoço na agência, banco de horas, salário fixo e PLR.

Envie CV e portifa para camilo@mestracomunicacao.com.br

Agência contrata atendimento

Vaga na Mestra Comunicação

Perfil: experiência em atendimento de uns 4 anos, é organizado, comunicativo, responsável

A agência Oferece convênio médico e odontológico, salário fixo + comissão + premiações.

Envie seu currículo para lilian@mestracomunicacao.com.br

Quero começar minha carreira…

Como começar sua carreira em comunicação

por Josué Brazil

Tempos atrás fui elogiado por uma leitora do blog em função de um texto publicado. E ela me fez uma sugestão e/ou pedido: fale sobre o início de carreira, sobre como entrar no mercado.

Vou tentar atender esse pedido usando um pouco das coisas que vi e vivi tanto no mercado de agências de propaganda quanto nas universidades. Vamos lá:

1 – Comece sua carreira na faculdade – sempre digo aos meus alunos que a carreira profissional deles começou exatamente no primeiro dia de aula. Na primeira vez que se sentou na carteira escolar em sua sala de aula. É na faculdade que, desde o início, o aluno/profissional deve mostrar o que quer, o quanto quer e o que vai fazer para conseguir chegar lá. Tratar cada trabalho escolar como um desafio e fazer coisas incríveis e não apenas para tirar nota, aproximar-se dos professores, colaborar com os colegas, voluntariar-se, participar de TUDO, frequentar os eventos da faculdade e depois tentar conversar com os palestrantes. Ser um ótimo aluno!

2 – Leia! – leitura ainda é uma das mais poderosas armas para aumentar sua qualificação e empregabilidade. Não tenha preguiça. Não me venha com aquele história de que não gosta de ler: aprenda a gostar. E rápido! Leia livros de sua área, leia publicações de sua área, leia blogs de sua área. Mas leia! Literatura, poesia, entrevistas e artigos científicos. LEIA!

3 – Comece por algum lugar – não fique escolhendo muito qual estágio fazer. Tudo bem, há propostas indecorosas de estágio. Então, exageros negativos a parte, é melhor um estágio ruim do que ficar em casa sem fazer nada. Um estágio ruim pode gerar, mais a frente, um emprego bom. Começar em algum lugar é bom para conhecer gente, conhecer o mercado, fazer relacionamentos e usar isso para buscar uma posição melhor. Há de se engolir vários sapos e ralar um pouco para chegar em algo legal. Quase sempre será assim. Caso tenha condição e achar que o lugar vale a pena tente estagiar sem remuneração. Pode valer muita coisa lá na frente.

4 – Faça um bom CV – há muitos modelos disponíveis na internet. Há tutoriais, dicas, textos… Pesquise e tente fazer um bom currículo. Mesmo que num primeiro momento você não tenha muita coisa para incluir no CV, o importante é tê-lo bem redigido, organizado e claro. E, por favor, evite abreviações no texto do CV. Caso você queira ir para uma área criativa faça um portfólio. Há plataformas digitais disponíveis para fazer um portifa minimamente bom. Capriche ao máximo. Mas cara, eu ainda não trabalhei, como vou ter portfólio??? Onde estão os seus melhores trabalhos de faculdade?

5 – Chegue preparado para entrevistas – o CV e o portifa fizeram a parte deles e você conseguiu uma entrevista! Prepare-se, arrume-se (vista-se adequadamente), pesquise e vá com tudo para uma entrevista de estágio/emprego. Não seja convencido ou arrogante, mas tenha confiança e mostre o que você é capaz de – realmente – fazer. Nunca fale coisas negativas de seu emprego/estágio anterior e nem desmereça sua faculdade/curso. Por que alguém iria querer contratar alguém de um curso que tem todos os defeitos que você citar na entrevista? Diga o quanto a faculdade ajudou você a conhecer sua área. Seja positivo! E seja autêntico e honesto. SEMPRE!

6 – Não tenha vergonha – peça indicações, solicite nomes, contatos. Fale com seus amigos, familiares, professores, parentes distantes, namorado(a), sogo ou sogra… diga que está a fim, que precisa. Mantenha contato com seus professores mesmo depois de formado. Acompanhe sites de emprego/vagas/estágios. Leia sobre o mercado e identifique oportunidades. Quem quer tem que se virar!

7 – Marque presença – vá a eventos, palestras, cursos, treinamentos, workshops etc. Há muita coisa barata e as vezes até gratuita. Faça cursos online. Faça cursos rápidos. E em todas as oportunidades conheça pessoas. Fale com elas, pegue contatos.

8 – Use o Linkedin – ele é uma grande ferramenta. Caso não tenha um perfil lá faça. Imediatamente! Agora! Procure dicas de como se comportar nesta rede social. O que fazer lá. Como ter um bom perfil. E faça!!!

9 – Seja gente boa – seja íntegro, honesto, correto, verdadeiro. Seja autêntico! E seja comunicativo. Mesmo que você não seja a pessoa mais extrovertida do mundo, entenda que é necessário saber conversar bem. E escrever bem.

10 – Dica final – o melhor momento para procurar um bom emprego é quando se está empregado. Conserte seu telhado nos meses em que faz sol. Quando chove, e as goteiras aparecem, já é tarde demais.

Outros muitos fatores podem intervir para sua entrada no mercado de trabalho. Portanto, mantenha-se atento e forte. Cave chances. Mantenha olhos e ouvidos bem abertos. E boa sorte

 

Estágio em PDV

Vaga de estágio

Vaga de estágio no Laboratório Sandoz para atuar em pontos de venda na região do Vale do Paraíba.

Os interessados devem cursar Administração, Publidade e propaganda ou Marketing.

Enviar currículo para bruna.landi@sandiz.com

Mercado em movimento

Gente nova em função nova

O jovem publicitário Matheus Pacca acaba de assumir o posto de Analista de Marketing da DLGF Estratégia, Comunicação e Marketing. Com o foco no mercado imobiliário, a agência é parte integrante da Franco Consultoria de Imóveis, e faz trabalhos para a própria imobiliária e seus clientes.
Neste novo desafio, Matheus vai atuar no desenvolvimento de campanhas, coordenação da equipe de comunicação e gestão de orçamentos.

Já a Bruna Resende assume posição como estagiária, a partir de hoje, nos quadros da Macost Brasil Comunicação e Marketing, agência sediada também em Taubaté.

Coluna “Discutindo a relação…”

O trabalho de redação publicitária

Dou aulas de redação publicitária já há alguns bons anos. E adoro! Foi o texto, o gosto pelas palavras, pelas ideias traduzidas em frases que me atraiu para o universo da propaganda.

Volta e meia algumas pessoas que não foram meus alunos me perguntam sobre redação, entram em contato para tirar algumas dúvidas. Em função disso, resolvi adaptar uma das minhas aulas para esse texto.

A primeira coisa que digo é que o Redator é um criativo. Os departamentos de criação das agências têm como base as chamadas duplas de criação, ou seja, um diretor de arte e um redator encaram juntos os jobs (trabalhos) de criação.

Então, seja você diretor de arte ou redator, seu trabalho é criar. O Redator, junto ao diretor de arte, deve criar peças publicitárias originais, pertinentes e relevantes.

A redação publicitária é um tipo especial de redação, com algumas peculiaridades. Ela é a busca para dizer o que deve ser dito de maneira original e persuasiva. É sedução, persuasão e informação.

O que faz um Redator

O Redator Publicitário cria textos para todas as peças publicitárias exigidas por uma campanha.Para tanto, ele adapta linguagens para diferentes públicos e apoia o trabalho do diretor de arte, estabelecendo forte sintonia com ele.

Um Redator Publicitário lida com diversos jobs para diversas campanhas. E na maioria das vezes de forma simultânea. Isso quer dizer que é comum que ele se envolva em trabalhos diferentes para diferentes campanhas e clientes.

O dia dia de um Redator

No trabalho cotidiano o Redator deve estar preparado para criar em meio ao caos. Além disso, não se escolhe job: o trabalho que chegar para o Redator encarar ele terá que encarar. E resolver!

E para isso não tem dia nem hora apropriado e nem um ambiente perfeito. O trabalho dele é criar!

Para solucionar os problemas de comunicação que lhe são colocados o Redator deve escrever muito sempre: da quantidade é que sai a qualidade.

Um agravante para o dia a dia do Redator é que há cada vez menos tempo (e mais trabalho). Portanto, deve pensar cada vez mais rápido e ter muitas referências (repertório).

Além disso, um bom Redator deve ser pró-ativo (pesquisar muito e sempre). Não espere tudo chegar até sua mesa de trabalho. Vá atrás!

Conselhos que podem ser úteis

Algumas dicas podem ajudar quem quer trilhar o caminho da redação publicitária. Vamos a eles:

– Não se prenda a regras e tabus;

– Escreva bastante sempre;

– Busque sempre um ponto de vista novo, uma idéia original;

– Fuja do lugar comum, da frase feita, do chavão;

– Não fique na superfície: mergulhe!