Meon abre vaga

Portal de notícias regional busca estagiário

Portal está procurando um estagiário para uma vaga de auxiliar de Operações de Mídia.

O jovem deverá ter conhecimentos de Mídia Digital , Banners Formatos, extensões, etc, OPEN X , Mídia Programática, ter capacidade de analisar relatórios de Mídia e avaliação de CTR, conhecimentos de CPM e CPA e CPC.

Envie seu CV para eduardo.pandelo@meon.com.br

Empresa de formatos digitais abre unidade nos EUA

boo-box/ftpi inicia expansão internacional com escritório nos Estados Unidos

Unidade em Miami leva soluções de content marketing para anunciantes estrangeiros interessados no Brasil. Também apoiará agências brasileiras na compra de mídia digital nos EUA

unnamed (6)

A boo-box/ftpi, creative sales house especializada na comercialização de formatos e projetos publicitários digitais personalizados, anuncia a abertura de seu primeiro escritório internacional. A nova operação em Miami, nos Estados Unidos, tem objetivo de apresentar ao mercado norte-americano os veículos representados pela empresa no Brasil e ser parceira de agências brasileiras que buscam comprar mídia digital no exterior.

Segundo Guga Mafra, CEO da empresa e responsável pela operação internacional, a ideia é apresentar para anunciantes estrangeiros soluções criativas de content marketing da empresa e seu diferencial de integrar a mensagem das marcas ao conteúdo dos sites representados pela boo-box/ftpi.

“Muitas agências precisam comprar mídia no exterior para operações internacionais de seus clientes, como exportadores, companhias aéreas e empresas de tecnologia que atuam no mercado global, entre outros. Vamos trabalhar com as agências no Brasil, em parceria com nosso time local, enquanto a unidade nos Estados Unidos cuidará da compra, entrega, acompanhamento e análise dessas mídias lá fora”.

Outro objetivo da operação é atender com mais eficiência e proximidade veículos sediados nos Estados Unidos que são representados pela empresa no Brasil.Para o executivo, a escolha da cidade é estratégica e integra um plano de expansão para os próximos cinco anos. “Boa parte das agências e clientes que compram mídia na América Latina está localizada em Miami. A cidade funcionará como um hub, permitindo a operação de compra e venda de mídia em outros países onde pretendemos atuar”.

Além das soluções personalizadas em content marketing, a boo-box/ftpi também apresentará formatos de mídia programática, rodados em sua ad network com mais de 700 mil sites brasileiros. “Nosso modelo permite escala e compra em volume, por sua característica modular. Essa pode ser uma proposta de valor interessante para os anunciantes dos Estados Unidos que querem melhorar sua presença e resultados no Brasil”, finaliza Guga.

Sobre a boo-box/ftpi:

Ela é uma creative Sales house especializada em formatos e projetos publicitários digitais personalizados para que o anunciante alcance seu target com relevância. O diferencial é proporcionar campanhas com a mesma experiência de uso e capacidade de engajamento dos conteúdos editoriais. Não à toa, a boo-box/ftpi é líder e pioneira no mercado de comercialização de mídia online, alcançando mais de 60 milhões de usuários únicos.

Entre as soluções, oferece projetos de mídia programática e de content marketing, em uma rede formada por mais de 700 mil sites e blogs, entre eles, veículos líderes em seus segmentos como Amazing Pixel, Jovem Nerd, B9, Sensacionalista, Tecnoblog, Spotify, DynAdmic, Catraca Livre, Diário do Centro do Mundo, entre outros. Desta forma, alia toda a criatividade, reputação e reconhecimento desses canais às campanhas.

Fonte:Lucia Faria Comunicação Corporativa – Danúbia Paraizo

Brasileira é selecionada para o Lions Innovation

Brasileira TVDATA é selecionada para o Lions Innovation Start-up Package

Empresa foi escolhida como uma das 60 start-ups mais promissoras do mundo

unnamed

O Estadão – representante oficial do Cannes LionsFestival Internacional de Criatividade no Brasil – informa que o organização do evento selecionou uma start-up brasileira para participar do recém-criado Startup Package: a TVDATA. O evento fará parte da programação do Lions Innovations e é destinado a start-ups criadas nos últimos três anos, com menos de €5 milhões em financiamento garantido e protótipo de tecnologia que melhora/viabiliza comunicações da marca. Somente 60 empresas foram selecionadas e estão entre as mais promissoras start-ups de todo o mundo, de acordo com a organização.

O pacote do Start-up Package inclui passe de delegado para o Lions Innovation, com acesso a dois dias de palestras, workshops e demonstrações; acesso à cerimônia de premiação, onde serão anunciados os vencedores do Innovation, Creative Data, Mobile, Media e Cyber Lions e festa pós-cerimônia; acesso a reuniões diárias para as start-ups; local para apresentação no novo Start-up Village, para mostrar sua tecnologia (um dia, um por empresa); e acesso ao Cannes Lions Beach durante o evento.

Fundada em 2014, a TVDATA oferece soluções para integração de campanhas na TV com a publicidade digital em tempo real. Em 2015, desenvolveu nova tecnologia que permite a monitoração, sincronismo e integração com as palavras que são pronunciadas na TV. Essa monitoração é feita por meio da criação de uma lista de palavras-chave e toda vez que uma dessas palavras é pronunciada na TV disparamos um aviso para compra de mídia digital. “Essa é a primeira iniciativa de contextualização do conteúdo da TV com a mídia digital em tempo real que temos notícia. Estamos nos aproveitando dos micro-momentos da TV para gerar maior engajamento com os usuários. Nosso próximo desafio é criar uma versão dessa nova tecnologia para monitorar palavras relacionadas com esportes na TV”, afirma Romildo Lucas, CEO da start-up. Mais informações em www.tvdata.com.br.

O Lions Innovation acontece de 21 a 22 junho de 2016. Serão dois dias do festival de tecnologia, que contará com conteúdo focado em dados e start-ups, ocorrendo paralelamente ao tradicional Cannes Lions Festival Internacional de Criatividade (18 a 25 de junho). Mais informações em www.canneslions.com. Informações em português: (11) 3856-5454 ou canneslions.estadao.com.br.

Fonte: Lucia Faria Comunicação Corporativa – Marco Barone

O que fica de 2015

Essa vem direto do Mundo do Marketing

5 ferramentas e conceitos consolidados no Marketing em 2015

Em ano de crise, investimentos em compartilhamento, conteúdo e programática garantiram resultados mais assertivos e a custos mais baixos para companhias brasileiras

dates-595062_640

Por Renata Leite | 17/12/2015 – renata.leite@mundodomarketing.com.br

O ano de 2015 termina deixando a sua marca no relacionamento entre consumidores e empresas, que lançaram mão de ferramentas e se atualizaram em relação aos novos comportamentos das pessoas. Entre as práticas que se consolidaram nos 12 meses e propiciaram essa melhoria estão a adesão, enfim, à mídia programática e à automação e a produção de branded content em formatos diferenciados – em especial o vídeo.

O período de crise também vem obrigando as companhias a repensarem suas estratégias, de modo a obter resultados de forma otimizada e a menores custos. Essa característica está presente nos cinco conceitos e ferramentas que foram muito explorados pelo Marketing ao longo de 2015, segundo especialistas em tendências do setor. Conheça a seguir.

1- Economia compartilhada
Nos últimos anos, diversas startups originadas a partir do conceito da economia compartilhada ganharam o mundo rapidamente, balançando mercados até então consolidados – como o Airbnb e o Uber. O ano de 2015, no entanto, ficou marcado por um movimento diferente: o das empresas tradicionais que se renderam ao novo comportamento do consumidor, que cada vez mais passa a privilegiar o uso em relação à posse.

Um estudo do Mundo do Marketing Inteligência destrinchou a economia compartilhada, que também foi tema das reportagens “Economia compartilhada desafia marcas a repensarem ofertas” e “Prova de fogo para Uber, Airbnb e a economia compartilhada”. “Assistimos a uma expansão muito forte em 2015, especialmente na América Latina, vindo ao encontro de uma mudança de comportamento dos consumidores no que diz respeito à confiança em estranhos. As redes sociais contribuem para esse crescimento da confiança”, analisa Rebeca Moraes, Pesquisadora de Tendências da Trendwatching, em entrevista ao Mundo do Marketing.

Entre as empresas tradicionais que decidiram experimentar a lógica do compartilhamento está a Gafisa que este ano apresentou um condomínio diferente. A construtora e incorporadora incluiu no empreendimento carros, bicicletas e até apartamento compartilhados pelos moradores. O conceito Home & Share nasceu com base em estudos feitos pela Grey, com foco no comportamento do consumidor e em benchmark de outras categorias que já operam com o conceito de compartilhamento de seus bens e serviços.

2- Mídia programática e automação

O Marketing digital ganhou força e investimentos ao longo de 2015, cenário que deve se manter no ano que vem. Segundo dados compilados pelo Infobase e pela Iinterativa, essa mídia deve crescer 12,7% em 2016 e movimentar US$ 76,6 bilhões em publicidade online em 2016. Tudo isso vem propiciando avanços na adoção de ferramentas ao trabalho. “Era uma promessa já há algum tempo e, agora, as grandes agências estão todas trabalhando cada vez mais com mídia programática e automação”, diz Martha Gabriel, escritora, consultora e palestrante nas áreas Marketing digital, inovação e educação.

Empresas globais de compra e venda programada de inventários já atuam no país, por meio de leilões em tempo real. Dessa forma, a presença nos espaços publicitários na internet passa a ser regida por uma inteligência artificial que garante uma segmentação aprimorada do perfil dos usuários impactados pela mídia, impulsionando os resultados.

3- Live streaming
Um levantamento interno do Facebook mostra que o volume de postagens em vídeo na rede social cresceu 75% ao longo de 2014, no mundo. A metade dos usuários brasileiros que acessam a plataforma diariamente assistem a pelo menos um desses conteúdos por dia, percentual que representa 31 milhões de pessoas. Este ano, as marcas optaram por combinar ao formato a transmissão ao vivo, por meio de ferramentas como o Periscope, APP comprado pelo Twitter e disponibilizado desde março.

Nos primeiros 10 dias, mais de um milhão de pessoas baixaram o aplicativo em seus celulares no mundo e um número ainda maior assistiu às imagens, que são transmitidas em tempo real na rede social. No dia dois de agosto, o Periscope alcançou 10 milhões de contas abertas e mais de 40 anos de vídeos, em tempo de exibição, vistos por dia no canal. Há ainda o YouTubeLive, o Google Hangout e o mais recente Facebook Mentions Live, todos unindo três pilares: social, mobile e vídeo.

As companhias usam a plataforma para transmitir coletivas de imprensa, bastidores de eventos e outros conteúdos que estabelecem um diálogo com os mais variados stakeholders. O contexto é decisivo na escolha de qual ferramenta usar, como mostrou a reportagem “Periscope e outras ferramentas de streaming: como escolher e usar”, do Mundo do Marketing.

4- Foco no conteúdo

O ano de 2015 fica marcado também como aquele em que o conteúdo se consolidou como estratégico nas companhias. Mesmo as pequenas empresas estão buscando esse recurso para conquistar novos clientes e se manterem vivas na mente dos já existentes. O conteúdo aparece em diferentes formatos: vídeos, landing pages, e-books, storytelling e storydoing – este último abordado na reportagem Storydoing: marcas apostam no uso de pessoas comuns em ações. “Este foi o ano da consagração do Marketing de conteúdo, do branded content”, garante Martha.

5- Adesão ao WhatsApp

Uma pesquisa da eCGlobal Solutions em parceria com a eCMetrics mostrou que os brasileiros estão abertos a receberem conteúdo relevante das marcas pelo WhatsApp. Entre os entrevistados, 64% gostariam de receber ofertas e promoções, 45% adorariam receber conteúdo exclusivo e 28% gostariam de receber vídeos divertidos da marca. As companhias aproveitaram o potencial da ferramenta ao longo deste ano, como havia adiantado o Mundo do Marketing em matéria que apresentou as 12 tendências para o Marketing digital em 2015.

Canal de vendas, relacionamento, consultoria, promoção, divulgação. São inúmeras as possibilidades criadas pelas companhias que esperam garantir engajamento e fidelidade entre seus clientes, como mostrou a reportagem “Muito além do SAC. WhatsApp ganha múltiplas funções nas organizações”. “No campo virtual, o atendimento e o relacionamento deram um passo além do ponto de vista da conversação. As ferramentas de Marketing online passaram a promover relações mais próximas das marcas com seus consumidores”, afirma Rebeca.

A PDG, por exemplo, utilizou a plataforma para promover a campanha “Na Ponta do Lápis”. Pelo menos seis mil clientes receberam no smartphone uma mensagem em vídeo com o ator Matheus Solano convidando-os a participar da promoção realizada pela incorporadora em março deste ano. Outra marca que também recorreu à ferramenta foi a Ninho, da Nestlé, que encaminhou vídeos personalizados para as mães, por conta do dia delas.

Fonte: www.mundodomarketing.com.br

IVC e AAM firmam parceria

IVC e AAM estabelecem aliança global para combate de fraude digital e promoção de informações seguras

Duas das principais auditorias independentes de mídia do mundo se unem para formar a Aliança Global para Confiança Digital

unnamed (2)

A Alliance for Audited Media (AAM), dos Estados Unidos, e o Instituto Verificador de Comunicação (IVC) acabam de firmar parceria para criar a Aliança Global para Confiança Digital. O convênio entre duas das principais auditorias independentes de mídia do mundo será dedicado a ajudar o segmento a lidar com fraude em publicidade on-line, tráfego inválido, visibilidade de publicidade on-line e transparência de métricas e práticas de publicidade digital para ajudar os anunciantes, agências e empresas de mídia a negociar com maior confiança e segurança.

Os órgãos americano e brasileiro de auditoria são respeitados internacionalmente com profundo conhecimento nos meios de comunicação e publicidade digitais. Com esta nova parceria, estão se alinhando para padronizar técnicas e melhores práticas de auditoria digitais, desenvolver conjuntamente tecnologias e ferramentas de verificação e compartilhar recursos e conhecimentos globais personalizados para os mercados locais.

A natureza internacional da mídia digital – com seus lados positivos e negativos intrínsecos – é uma razão fundamental para a formação da aliança. Padrões e métricas podem variar ligeiramente de país para país, mas as questões de responsabilidade, transparência e fraudes avançam pelas fronteiras. AAM e IVC percebem muitas questões comuns em sua atuação e esta aliança é uma forma de unir forças para compartilhar soluções comuns para os editores, profissionais de marketing, agências de publicidade e plataformas tecnológicas de publicidade.

O primeiro produto desenvolvido no âmbito da parceria é chamado de Site Certifier, que fornece, em tempo real, verificação independente das métricas mensais de audiência digital dos editores conforme medido por ferramentas de web analytics como Google Analytics ou Adobe Analytics. O produto, inicialmente desenvolvido pelo IVC no Brasil, verifica independentemente medidas importantes de navegação na web, seja em computadores, smartphones ou tablets, ajudando os editores a fornecer aos anunciantes medições de mídia multiplataforma, constatadas de forma destacada por auditores digitais confiáveis. Os dados são consolidados nos respectivos bancos de dados do IVC e da AAM para ajudar anunciantes e agências no planejamento de seus investimentos em mídia digital. O serviço está atualmente disponível pelo IVC no Brasil e a AAM espera lançá-lo no primeiro trimestre de 2016 nos EUA e no Canadá.

man-792174_960_720

Os parceiros também estão desenvolvendo soluções técnicas adicionais para lidar com algumas das questões atualmente mais polêmicas da publicidade digital. Um novo serviço planejado para 2016 ajudará a publicidade a monitorar campanhas digitais em tempo real prevenindo fraudes, tráfego inválido de robôs, impressões visíveis (viewability) e segmentação de campanhas. Outro produto futuro lidará com o bloqueio de publicidade, permitindo que os editores possam contabilizar acessos ao seu site feitos com software de bloqueio de publicidade instalado.

Com isso poderão entender melhor este impacto no seu negócio e tomar decisões balizadas em relação ao conteúdo e a estratégia de publicidade.

Por meio da parceria, ambos os órgãos continuarão a promover e apoiar padrões desenvolvidos pelos Media Rating Counsel (MRC), Interactive Advertising Bureau (IAB), Mobile Marketing Association (MMA) e Trustworthy Accountability Group (TAG). Esses padrões consensuais da publicidade cobrem uma série de recomendações para a medição publicidade, programas antifraude e antipirataria e transparência em torno das práticas de publicidade digital, incluindo compra de mídia programática.

A Aliança Global para Confiança Digital será aberta seletivamente para outras organizações internacionais de auditoria que compartilhem missão e objetivos comuns e desejem colaborar com AAM e IVC na garantia de melhores práticas, padrões e técnicas digitais.

A informação auditada da AAM e do IVC é amplamente demandada pela indústria da publicidade como uma fonte independente e confiável para o planejamento e investimento em canais de mídia premium. Como exemplo, as informações AAM estão inseridas em um sofisticado banco de dados on-line, o Media Inteligence Center, que é amplamente utilizado por anunciantes, agências de publicidade e editores norte-americanos. Esta informação auditada também é difundida pelos principais fornecedores da indústria, como Gfk MRI e Kantar Media SRDS, distribuído diretamente para muitas agências de publicidade importantes e para os anunciantes. Ao todo, os dados da AAM são consultados ou visualizados mais de cinco milhões de vezes por ano.

A informação do IVC está disponível por intermédio de um banco de dados on-line que inclui ferramentas personalizadas, como o MediaPlanner, TotalView e TotalReaders, com gráficos personalizáveis e visualizações de dayparts e geolocalização. Esta informação auditada é utilizada pelos editores auditados e por mais de 270 agências filiadas ao IVC.

Sobre a AAM – A Alliance for Audited Media (AAM) é uma organização representante da indústria sem fins lucrativos fundada pela Associação Nacional dos Anunciantes para garantir a transparência e a confiança da mídia. A AAM fornece serviços de verificação independente e de informação para milhares dos principais editores, anunciantes, agências de publicidade e plataformas tecnológicas de publicidade para facilitar o planejamento, compra, venda e entrega de mídia tradicional e digital. A organização também é uma das fornecedoras mais experientes da indústria de auditoria de certificação de tecnologia em relação às normas estabelecidas pelo Media Rating Council, Trustworthy Accountability Group, Interactive Advertising Bureau e Mobile Marketing Association. Visite o site da AAM para saber mais (http://auditedmedia.com/).

Sobre o IVC – O IVC é uma entidade nacional sem fins lucrativos responsável pela auditoria multiplataforma de mídia. Seu objetivo é fornecer ao mercado dados isentos e detalhados sobre comunicação, incluindo tráfego web, tanto de desktops quanto de smartphones, tablets e aplicativos, bem como circulação e eventos. Para isso, conta com plataforma única que interliga números de diversas audiências às agências mais importantes de todo o País. A entidade é composta por representantes de anunciantes, agências de propaganda e editores. IVC Brasil – A verdade allmedias. Para mais informações sobre o IVC Brasil acesse: www.ivcbrasil.org.br.

Fonte: Lucia Faria Comunicação Corporativa – Marco Barone

IFABC muda de nome para se adaptar à era digital

De circulação para certificação – auditoria de mídia internacional evolui para se adaptar a era digital com mudança global

A Federação Internacional dos Institutos Verificadores de Circulação (IFABC, na sigla em inglês) passa a se chamar Federação Internacional dos Institutos Verificadores de Certificação. Em seu nome original, a International Federation of Audit Bureaux of Circulations agora será conhecida como International Federation of Audit Bureaux of Certification refletindo a diversificação da indústria de mídia.

unnamed (1)

Embora os números de circulação de impressos tenham sido usados para definir uma marca de mídia, atualmente são apenas uma medição entre muitas. Por essa razão, a IFABC, fundada em Estocolmo em 1963 e com membros em mais de 36 países, anunciou sua estratégia de reposicionamento de marca. O objetivo principal é refletir sua abordagem abrangente para a medição de mídia acompanhando a digitalização em massa e diversificação da indústria da mídia em todo o mundo.

O reposicionamento da IFABC é uma resposta à evolução dos modelos de negócio de mídia mundial e aponta para um futuro cada vez mais digital e diversificado. As identidades dos editores de marcas de mídia não são mais definidas apenas por suas publicações impressas, já que evoluíram para marcas de mídia mais amplas com múltiplos produtos, tais como websites, eventos, seminários, conferências, aplicativos, vídeos, podcasts, webchats e muito mais.

Certificação, em vez de circulação, representa com muito mais precisão a abrangência das empresas de auditoria de mídia e a agilidade com que reagem – não se trata mais apenas de cópias entregues ou vendidas, mas usuários alcançados através dos vários dispositivos, edições online, publicações digitais, assinantes de newsletter, vistas únicas, visitas ativas e diárias, para citar apenas algumas métricas.

Membros entre os países amplamente representados na IFABC em todo o mundo já demonstraram práticas de medição eficientes no modelo de certificação sobre a circulação. Em Hong Kong, por exemplo, editores de aplicativos móveis auditam, não apenas downloads, mas, por plataforma, o número de visitas dos aplicativos, a duração da visita dos aplicativos, as páginas visitadas e os seguidores de plataformas sociais. Esta transição abrange todas as partes do ecossistema – editores, anunciantes e agências de publicidade – para ter confiança em investimento em aplicativos.

Enquanto isso, no Reino Unido, o trabalho do ABC no órgão de medição de transmissão de TV BARB como parte do Projeto Dovetail é o primeiro no mundo, em resposta à fragmentação de padrões de audiência e a proliferação de plataformas, canais e serviços de acompanhamento. Ele fornece um padrão de auditoria de visualização independente em tocadores de mídia ao vivo e VOD das redes de radiodifusão.

Na Espanha, a OJD aprovou recentemente um conjunto de regras para determinar as métricas e relatórios para mídia exterior, incluindo tanto o tráfego como a audiência com reconhecimento de rostos nos fornecedores que tem esta tecnologia instalada. Esta nova estrutura fornece um método de contabilização consistente para entender a audiência real da exposição digital, ao invés de apenas confiar em dados de audiência com base em amostras.

No Brasil, o IVC lançou a auditoria de campanha publicitária digital, bem como a sua própria tag de web analytics para fornecer uma fonte independente de comprovação. Ele mudou toda a sua base de auditoria digital com esta metodologia, e com o resultado de mais de 80 websites processam dados de mais de 2 bilhões de pageviews mensais. A mesma tecnologia foi adaptada para também auditar o desempenho de aplicativos.

“Nosso movimento para a certificação ao longo da circulação reforça cada parte da cadeia de valor das marcas de mídia e permite que o todo seja maior que a soma de suas partes”, comenta Pedro Silva, presidente global da IFABC e presidente executivo do IVC. Editores de marcas de mídia podem gerar receita com cada um e com todos os seus diferentes produtos muito mais eficazmente com a capacidade de destacar a crescente diversidade de alcance dos seus produtos através de certificação independente – o que trás muito mais credibilidade, para os investimentos em novas formas de publicidade.

“As agências de propaganda podem comparar diferentes veículos de mídia de forma mais consistente – oferecendo aos clientes, maiores níveis de confiança, transparência e responsabilidade nos seus investimentos em publicidade e a confiança em novos formatos. Os anunciantes, por sua vez, podem estar bem mais seguros de que eles não estão apenas recebendo pelo que pagaram, mas irão gerar o retorno do investimento, que os seus stakeholders exigem.”

Sobre a IFABC – A International Federation of Audit Bureaux of Certification (IFABC) é uma federação voluntária de organizações patrocinadas pela indústria que foram estabelecidas nas nações em todo o mundo. Os membros da IFABC têm um compromisso comum com mensuração precisa e transparente de dados de desempenho comparáveis de mídia impressa e novas mídias. Seu objetivo é trabalhar com as organizações nacionais e internacionais de forma que construtivamente apoie o trabalho de seus membros. A Federação visa encorajar e facilitar o intercâmbio de experiências e as boas práticas entre as organizações associadas, e está empenhada em trabalhar no sentido de uma maior padronização e uniformidade na mensuração de circulações e de outras métricas. A IFABC incentiva ativamente o estabelecimento de auditorias de certificação nos países onde não existam IVCs.

Sobre o IVC – O IVC é uma entidade nacional sem fins lucrativos responsável pela auditoria multiplataforma de mídia. Seu objetivo é fornecer ao mercado dados isentos e detalhados sobre comunicação, incluindo tráfego web, tanto de desktops quanto de smartphones, tablets e aplicativos, bem como circulação e eventos. Para isso, conta com plataforma única que interliga números de diversas audiências às agências mais importantes de todo o País. A entidade é composta por representantes de anunciantes, agências de propaganda e editores. IVC Brasil – A verdade allmedias. Para mais informações sobre o IVC Brasil acesse: www.ivcbrasil.org.br.

TVxtender anuncia duas novas contratações para área comercial

Profissionais reforçarão a equipe comandada por Sergio Kligin

O TVxtender, veículo de distribuição de mídia digital para campanhas de vídeo pertencente à ROIx, anuncia a contratação de Patricia Abrell e Gabriel Toledo. Ambos profissionais chegam para reforçar a área comercial comandada por Sergio Kligin.

Patricia tem passagens por importantes empresas e agências como General Motors e IProspect. Ela assume a posição de Client Service Manager. Já Toledo, que esteve recentemente no Portal Terra, atuará na área de Atendimento e Pós-Vendas como Account Manager.

“O TVxtender está cheio de talentos e esses profissionais chegaram para enriquecer ainda mais nosso time. Eles reforçam os atributos que diferenciam nossa empresa por meio do comprometimento com resultados e foco exclusivo no cliente”, destaca Sergio Kligin, Head Commercial do TVxtender.

xt

Sobre o TVxtender: O TVxtender é um veículo de distribuição de mídia que busca estender uma campanha de TV para os principais portais e sites da internet brasileira. Idealizada e gerenciada pela ROIx, empresa pioneira em gestão de dados e audiência no País, a plataforma de vídeo trabalha 100% direcionada à compra de mídia por audiência. Com mais de 94 milhões de usuários a plataforma de vídeo possibilita que a entrega do conteúdo publicitário seja realizada de forma precisa, ou seja, somente para o púbico que deve ser impactado. Com o objetivo de aperfeiçoar o alcance das campanhas publicitárias desenvolveram metodologia denominada Video Extension Strategy (V E S), que se propõe a estudar o ponto ótimo dos meios de comunicação que compõe um plano de mídia e busca oportunidades de redimensionar investimentos, assim, potencializando a entrega e resultados. Para gerar segurança e qualidade ao mercado anunciante o TVxtender trabalha com a ferramenta OCR da NIELSEN, que comprova, por meio de relatórios auditados, a assertividade da campanha em relação ao target definido.

Fonte:Lucia Faria Comunicação Corporativa – Tatiane Oliveira

TVxtender no “Top-10” dos mais acessados da comScore

Medição “Video Metrix” mostra que veículo passou da 30ª para a 7ª posição em menos de dois meses

O TVxtender, veículo de distribuição de mídia digital para campanhas de vídeo pertencente à ROIx, está entre os dez maiores volumes de acesso do Video Metrix, medição da comScore que afere a audiência e visualizações de vídeos publicitários no ambiente online. A plataforma que em maio ocupava a 30ª posição chegou ao 7º lugar do ranking na última atualização, divulgada em julho. Isso comprova um avanço significativo do veiculo e seu reconhecimento pelo mercado.

A mensuração abrange 100 empresas que atuam no mercado de vídeo e verifica o share dos veículos no que se refere ao alcance. O universo reportado contou com pessoas de ambos os sexos, que acessam a internet nos domicílios e locais de trabalho. A lista traz ainda dados relacionados ao tempo gasto na visualização dos filmes.

“Acredito que o avanço no ranking é reconhecimento da qualidade do trabalho oferecido pelo TVxtender. Contamos com uma base de dados abrangendo mais de 94 milhões de brasileiros, garantindo ao nosso produto precisão de entrega no target. Estar no Top-10 da comScore é de extrema importância, pois sabemos que muitas agências e anunciantes utilizam suas informações para analisar e definir em quais veículos irão distribuir as verbas de suas campanhas”, conta Guilherme Soter, CFO da ROIx.

unnamed

Sobre o TVxtender:

O TVxtender é um veículo de distribuição de mídia que busca estender uma campanha de TV para os principais portais e sites da internet brasileira. Idealizada e gerenciada pela ROIx, empresa pioneira em gestão de dados e audiência no País, a plataforma de vídeo trabalha 100% direcionada à compra de mídia por audiência. Com mais de 94 milhões de usuários a plataforma de vídeo possibilita que a entrega do conteúdo publicitário seja realizada de forma precisa, ou seja, somente para o púbico que deve ser impactado. Com o objetivo de aperfeiçoar o alcance das campanhas publicitárias desenvolveram metodologia denominada Video Extension Strategy (V E S), que se propõe a estudar o ponto ótimo dos meios de comunicação que compõe um plano de mídia e busca oportunidades de redimensionar investimentos, assim, potencializando a entrega e resultados. Para gerar segurança e qualidade ao mercado anunciante o TVxtender trabalha com a ferramenta OCR da NIELSEN, que comprova, por meio de relatórios auditados, a assertividade da campanha em relação ao target definido.

Fonte: Lucia Faria Comunicação Corporativa

Descubra quem assiste vídeo publicitário na web

Estudo traça perfil dos espectadores de vídeos publicitários na web

Maioria das pessoas que assistem aos vídeos tem entre 28 e 47 anos, de acordo com levantamento feito pelo TVxtender

013347835_man_sitting_desk_and_looking_h

Quem nunca parou alguns minutos o que estava fazendo na web para assistir a um vídeo? Atualmente, grandes empresas estendem vídeos publicitários produzidos para a TV para o ambiente online. Essa estratégia possibilita às marcas atingir a audiência que está predominantemente no meio digital, além de ampliar o alcance da campanha com custo menor. O TVxtender, veículo de distribuição de mídia digital para campanhas de vídeo pertencente à ROIx, analisou o perfil dos espectadores desses vídeos na web.

Segundo o estudo, que contou com base de dados abrangendo mais de 94 milhões de brasileiros, o maior volume de pessoas que assistem a vídeos publicitários tem entre 28 e 47 anos. Destes, 21% são considerados mouse potatos, perfil que passa grande parte do seu dia no ambiente online, consome notícias e redes sociais, gosta de interagir e está sempre em busca de novas descobertas. Já outros 30% dos usuários não possuem hábito de ficar muito tempo navegando, mas assistem a campanhas de vídeo.

Em relação ao sexo, o levantamento mostra empate de visualização entre homens e mulheres. Entre as regiões com pessoas que mais visualizam as campanhas está a Sudeste, com 58% dos usuários, seguido do Nordeste, com 12%.
A pesquisa ainda mostra a classe C como a maior faixa de audiência dos filmes publicitários, com 38,7%. Em seguida vem a classe B, com 35%. Considerando a base pesquisada, 59,3% do público apresenta grande afinidade com o mobile e outros 22% são pouco ligados à tecnologia.

“Com o crescimento da internet, a forma de consumir mídia está mudando. Acreditamos que cada meio tem seu ponto alto e promovemos a interação entre todos, mas a internet está ganhando cada vez mais espaço, principalmente porque seu poder de penetração é móvel e muito competitivo com a TV”, explica Sérgio Kligin, diretor Comercial do TVxtender.

Metodologia: O levantamento foi feito a partir de uma base de dados com 94 milhões de brasileiros. Esse universo é formado com diversas fontes cruzadas por meio de tecnologias que exploram o Big Data para identificar hábitos e preferências dos consumidores no ambiente digital.

Sobre o TVxtender: O TVxtender é um veículo de distribuição de mídia que busca estender uma campanha de TV para os principais portais e sites da internet brasileira. Idealizada e gerenciada pela ROIx, empresa pioneira em gestão de dados e audiência no País, a plataforma de vídeo trabalha 100% direcionada à compra de mídia por audiência. Com mais de 94 milhões de usuários a plataforma de vídeo possibilita que a entrega do conteúdo publicitário seja realizada de forma precisa, ou seja, somente para o púbico que deve ser impactado. Com o objetivo de aperfeiçoar o alcance das campanhas publicitárias desenvolveram metodologia denominada Video Extension Strategy (V E S), que se propõe a estudar o ponto ótimo dos meios de comunicação que compõe um plano de mídia e busca oportunidades de redimensionar investimentos, assim, potencializando a entrega e resultados. Para gerar segurança e qualidade ao mercado anunciante o TVxtender trabalha com a ferramenta OCR da NIELSEN, que comprova, por meio de relatórios auditados, a assertividade da campanha em relação ao target definido.

Fonte:
Lucia Faria Comunicação Corporativa