Um papo bom com o Alexandre

De volta com as entrevistas

Após um longo tempo sem conseguir realizar entrevistas – a correria diária nos priva de algumas boas coisas, as vezes – o Publicitando volta ao formato.

E desta vez batemos um ótimo papo com o Alexandre Lemes. Ele é formado em publicidade e propaganda pela Unitau na turma de 2004. Fez graduação em 2012 e rodou um tempo pelo mercado de Sampa. Agora é Diretor de Criação na Verge.

Confira a entrevisa:

1 – Você esteve um bom tempo no mercado de S.Paulo e resolveu voltar ao Vale do Paraíba. Como foi sua carreira na capital?

Foram oito anos trabalhando em São Paulo. Logo que saí de Taubaté tive uma passagem rápida pela FAV Ogilvy, agência especializada no mercado imobiliário, onde participei do desenvolvimento de campanhas para empresas como Lopes e Rossi a nível nacional.

Após essa experiência, trabalhei três anos na agência interna da Artefacto Móveis, onde desenvolvi campanhas para a marca a nível internacional, materiais de comunicação, anúncios e revistas, além do desenvolvimento e gestão dos sites e portal da marca. Foi um momento muito inspirador para minha carreira, pois tive contato com grandes players do mercado, entre veículos e anunciantes, além de profissionais com larga experiência em direção de arte, fotografia, tratamento de imagem e eventos.

Em busca de novos desafios entrei para a equipe de Tecnologias Aplicadas à Educação do Senac São Paulo, o TAE, na função de designer multimídia. Foram cinco anos e durante esse período trabalhei no desenvolvimento dos cursos EAD. Foi um mergulho no desenvolvimento multimídia para a área de educação incluindo a produção de vídeos em estúdio, edição, design de interface, design da experiência do usuário, acessibilidade, branding, design de produto e business intelligence.

Além das experiências de trabalho fixo, também desenvolvi trabalhos como freelancer incluindo o desenvolvimento de campanhas, identidades visuais, catálogos, interfaces, apresentações e publicações impressas.

Em julho de 2018, aceitei a proposta de entrar para a equipe de criação da Verge, em Taubaté, como diretor de criação.

2 – Você voltou para uma agência regional em uma posição de liderança criativa. Quais têm sido os principais desafios?

Fui contratado pela Verge em um momento de expansão da agência com o objetivo de organizar e implementar técnicas de processos e projetos na criação, além de estruturar os cargos e salários da equipe.

Meu principal desafio tem sido criar uma mentalidade interna de gestão, através da captação e análise de dados do ínício ao fim do processo, para toda a agência. Isso implica em uma mudança de metodologias, além de crenças e valores.

Um outro fator que tem se mostrado como um desafio é a expansão da equipe de criação. Tenho tido dificuldades na captação de profissionais qualificados para atender contas de grandes players nacionais e multinacionais. A formação de um bom banco de talentos tem exigido olhares para outras cidades do Vale e região.

Um dos trabalhos do Alexandre

3 – Em um mundo repleto de formatos criativos novos e plataformas que mudam o tempo todo como fazer para continuar sendo relevante?

A comunicação de mão única perdeu sua eficiência e deu lugar à experiência, e a tecnologia é o meio pelo qual essa experiência acontece. Isso pode ser percebido através da crescente importância que as empresas estão dando para o design centrado no usuário. Técnicas como storytelling, user experience, arquitetura da informação, design thinking e afins, são cada vez mais presentes nos processos de desenvolvimento de produtos e na divulgação dos mesmos.
Portanto, para ser relevante, a empresa ou produto precisa criar uma relação de empatia com seu consumidor e saber coordenar, de forma eficiente, os formatos e plataformas disponíveis a favor dessa empatia. Hoje, não basta entender o público-alvo. É preciso vivê-lo.

Confira o portfólio do Alexandre Lemes aqui

A YouPix vem aí

YouPix Con, o evento mais relevante do ecossistema de influenciadores digitais, acontece dia 25 de outubro

Evento oferece um espaço de negócios e discussão sobre tendências e rumos da indústria de produção de conteúdo online. Interessados em acompanhar a terceira edição podem assinar o serviço de streaming e ter acesso a todo o conteúdo on demand pelo período de 6 meses.

No dia 25 de setembro, veículos, plataformas, marcas, agências, profissionais do mercado e produtores de conteúdo digital se reunirão para a terceira edição do YOUPIX CON. O evento é obrigatório para quem quer entender os rumos, práticas e as possibilidades de negócios em meio a um cenário em que a linha entre quem cria, distribui e monetiza conteúdo digital já não existe mais.

Em 2017, a curadoria de conteúdo feita por Bia Granja, Cofundadora e Diretora Criativa do YOUPIX, partiu de quarto macro-temas – Conteúdo, Negócios, Distribuição e Tendências. O resultado é um evento com o dobro de conteúdo em relação aos anos anteriores. Além do Key Note Stage, voltado para discutir tendências e temas pertinentes à indústria de conteúdo, e o How To Stage, com ênfase mais prática sobre temas que envolvem a produção de conteúdo digital, o evento conta com dois novos palcos: Creator Talks by YouTube que receberá diversas entrevistas individuais com creators, como Felipe Neto, Kondizila e Luba; bem como um palco promovido pelo ViU Hub, empresa especializada em produção de conteúdo digital da Globosat. As atividades vão discutir desde o caminho do vídeo dentro das plataformas digitais até tendências do segmento de entretenimento, passando por questões sobre o que engaja os adolescentes no digital hoje em dia.

Em paralelo aos palcos acontece o Influencers Sprint, um projeto especial do YOUPIX CON, liderado pela Tera, escola de design, tecnologia e negócios que é uma das principais referências atuais em educação para a economia digital. Durante 4 horas, creators, marcas e membros da indústria digital na missão de co-criar uma estratégia de influência que traga visibilidade e possibilidades de engajamento para um centro de cultura e acolhimento LGBT (Casa 1), uma escola de jornalismo para jovens das periferias (Énóis) e uma instituição que cria projetos pra desmistificação do câncer para crianças e adolescentes diagnosticados com a doença (Beabá). O resultado deste trabalho é apresentado no palco do Key Note Stage.

Este palco receberá, ainda, o Creators Pitch, concurso de talentos do YOUPIX pelo qual já passaram nomes como: Julio Cocielo, Pyong Lee, o pessoal do Canal das Bee e outros. Este ano, foram mais de 350 inscritos. Cinco deles serão selecionados para apresentar seu projeto durante o YOUPIX CON e concorrer a prêmios que contribuam para seu desenvolvimento como criador de conteúdo.

“O YOUPIX CON é um evento de conteúdo da próxima geração (the next generation content). Uma audiência que tem acesso à informação há um clique de distância, on demand e sem interrupções. Iremos trazer insights e provocações sobre como ser relevante, construir melhores narrativas e ser criativo neste novo cenário tanto para agências e marcas, quanto para criadores de conteúdo. Um evento que traduz a essência do YOUPIX de fomentar a indústria de conteúdo digital.” diz, Bia Granja.

Outra novidade é que este ano, em uma ação inédita, o YOUPIX realizou a venda de ingressos presenciais para o evento. “As duas últimas edições do YOUPIX CON eram apenas para convidados. Este ano, para atender a demanda do mercado, abrimos 50 vagas presenciais que, para a nossa surpresa, esgotaram em menos de 48 horas. Apesar do sucesso, não temos a pretensão de expandir o evento, que deve receber esse ano cerca de mil pessoas. Nosso objetivo é oferecer um espaço para networking e conhecimento e entendemos que, para isso, temos que manter um número seleto de pessoas”, diz Daniela Costa, Diretora Geral do YOUPIX.

As palestras, painéis e demais atividades que ocorreram nos quatro palcos do YOUPIX CON 2017 poderão, entretanto, ser acessadas ao vivo via streaming pelo valor de R$390. O conteúdo na íntegra fica disponível por mais seis meses após o evento para que o participante possa acompanhar todo o conteúdo.

A programação completa está no site www.youpixcon.com.br. Além do evento ter o oferecimento do Bradesco, Folha de São Paulo e UOL Ad_Lab, conta com patrocínio de ViU HUB, Globo.com, Magazine Luiza, Agência 1927, YouTube, Facebook, Instagram, Lomadee, Airstrip, Hysteria, TNT, 3 Corações, IBM, Printi, Heineken, Stilingue, Today, Gold&Co e Lover Ipsum.

SERVIÇO
Evento: YOUPIX CON
Data: 25 de setembro, das 9h00 às 22h00
Os interessados em acompanhar a conferência podem assinar o serviço de streaming através do site www.youpixcon.com.br (R$ 390,00)
Obs: as entradas para o evento presencial estão esgotadas.

SOBRE O YOUPIX
Ao longo de 11 anos, o YOUPIX se tornou o principal hub de conexões e negócios da indústria de conteúdo e entretenimentos digital. Pioneiro no estudo e fomento do universo de criadores de conteúdo e da cultura de jovens digitais, estabeleceu uma influente rede de contatos dentro e fora do Brasil.

Além de organizar o YOUPIX CON, o YOUPIX promove encontros de relacionamento; cursos para profissionais e in company sobre o mercado de influenciadores; consultoria de planejamento e relacionamento com influenciadores digitais; curadoria de eventos; viagens de estudos e benchmark para VidCon e Los Angeles; e o Creators Boost, programa semestral de aceleração de criadores de conteúdo. Todos os projetos contribuem com o propósito da empresa de fomentar a indústria de criação de conteúdo digital.

Fonte: YouPix – Yasmine Luna

Muitas lojas digitais

Número de lojas virtuais crescem no Brasil
Planejamento bem executado pode contribuir para sucesso do negócio

unnamed (1)Uma tendência nos últimos tempos tem sido a abertura de lojas virtuais. Só neste ano, a previsão da ABComm (Associação Brasileira de Comércio Eletrônico) é que o setor de e-commerce cresça 18% e tenha um faturamento de R$ 58,6 bilhões. Devem ser registrados em 2016 quase 191 milhões de pedidos nas lojas virtuais.

Mas como entrar nesse mercado? Como montar uma loja virtual? Por que investir nesse segmento? De acordo com Luis Gustavo Maruco, docente da área de gestão de negócios do Senac Guaratinguetá, o investimento para se abrir uma virtual é muito baixo e isso passa a ser um grande atrativo.

Uma dica que o docente dá a quem busca entrar no mercado de lojas virtuais é investir na locação de lojas prontas, ou seja, plataformas já constituídas, pois, assim, os custos serão menores. “Essa modalidade tem uma cobrança mensal ou uma taxa por transação, por exemplo”, explica. A contratação de agências de desenvolvimento também pode contribuir para o planejamento de uma loja virtual.

Orientações importantes

Luis Gustavo destaca algumas orientações importantes conceitos básicos que precisam ser pensados na hora de planejar a abertura de uma loja virtual. Veja quais são:

• Desejável controle de estoque;
• Vitrine de produtos com fotos, modelos, preços – o máximo de informações que tiver sobre o produto;
• Integração com gateways de pagamento (interface utilizadas em e-commerce para transmissão de dados entre clientes, comerciantes e bancos);
• Cálculo de frete;
• Desejável Certificado de Segurança SSL (protocolo de segurança internacional para troca de informações sigilosas na Internet).

Serviço:

Senac Guaratinguetá
Endereço: Avenida Doutor João Baptista Rangel de Camargo, 50 – Centro
Informações e inscrições: Pelo telefone (12) 2131-6300, pelo Portal Senac (www.sp.senac.br/guaratingueta) ou pessoalmente na unidade

Fonte: KMS Comunicação – Elizânio Silva