O pagamento mobile

Os millenials e os pagamentos móveis: o caminho a seguir

Por Brennan Creaney*

Cada geração tem um impacto na sociedade – os baby boomers estão associados à redefinição de valores tradicionais, e a Geração X inaugurou uma era de tecnologia emergente. É, no entanto, a geração Millenial, que atingiu a maioridade em uma era digital, que é creditada por mudar não apenas como nos comunicamos, mas também como moldar o futuro da tecnologia. Tem havido inúmeros artigos prevendo tendências dessa faixa da população e prevendo sua influência em expansão nos mercados empreendedor e de consumo. Com aproximadamente 80 milhões de pessoas (nascidas entre 1980 e 1999) somente nos Estados Unidos, não é coincidência que esse grupo tenha sido um foco claro de pesquisa e análise.

Brennan Creaney – Diretor de Branding e Estratégia da Global Payments

Os millennials estão mais conectados à tecnologia do que qualquer outra geração anterior. Com o advento dos smartphones, o mundo deles está literalmente na ponta dos dedos. Quase 80% deles possuem smartphones, e em um dia comum “interagem com seus aparelhos mais do que qualquer outra coisa”. Desde manter contato com amigos e familiares, ler notícias ou fazer compras, eles dependem muito de seus celulares para estabelecer contato com o mundo. Com os smartphones fornecendo acesso contínuo a carteiras e aplicativos móveis que eliminam a necessidade de transportar dinheiro ou cartões de crédito, prevê-se que esse tipo de pagamento nas lojas dos Estados Unidos cheguem a US$ 503 bilhões até 2020.

Devido ao grande número de millennials, eles compõem uma parte muito grande da população que gasta. Com o dispositivo móvel sendo a principal plataforma escolhida, além da necessidade de gratificação instantânea e a menor tolerância quanto às más experiências on-line, é importante que qualquer empresa em crescimento se preocupe em atrair o mercado millennial. Raramente um jovem dessa geração fará uma compra em dinheiro – na verdade, estima-se que apenas 4% do dinheiro movimentado no mundo envolva dinheiro físico, a partir dos próximos anos. Com essa necessidade de moeda digital, os provedores de serviços de pagamento incorporaram operações baseadas em nuvem, imagem ou proximidade e outras tecnologias para oferecer aos clientes a capacidade de realizar transações utilizando um dispositivo móvel como um terminal de ponto de venda.

Mesmo que os pagamentos móveis estejam se tornando mais populares, eles ainda enfrentam certas barreiras. Um fator significativo que contribui para essa hesitação do consumidor é a segurança. Uma pesquisa da VocaLink, intitulada “A Influência do Millenial”, descobriu que uma em cada quatro pessoas dessa geração planeja abandonar o uso de pagamentos móveis por preocupações com segurança. Isso levou às empresas de FinTech a pesquisar e integrar uma variedade de soluções de segurança. Reconhecimento facial, escaneamento de retina e verificação de toque podem ter sido a base de muitas histórias de ficção científica, mas atualmente estão se tornando realidade. As tecnologias de verificação de impressão digital e “selfie” para o processamento de pagamentos já foram implementadas, e os pagamentos biométricos provavelmente se expandirão globalmente, tornando-se predominantes em um futuro previsível, apesar dos desafios de adoção.

Foto: Pixabay

Esse futuro pode estar mais perto do que você pensa. Em breve, você poderá encontrar uma loja Amazon Go no seu bairro – onde você pode chegar, fazer compras e simplesmente ir embora com elas sem ficar de pé na fila do caixa. A tecnologia de pagamento agora é voltada para proporcionar experiências mais perfeitas aos clientes, que estão buscando recompensa imediata. Aplicativos de pagamento peer-to-peer, como Venmo e PayPal, são alguns exemplos de como os millennials estão conduzindo inovações tecnológicas que levam a uma experiência de compra rápida e sem interrupções. Com todas essas mudanças, as expectativas para a velocidade de entrega dos produtos e cumprimento de serviços de comércio eletrônico também mudaram bastante. Com o aplicativo da Amazon, você pode selecionar e comprar em poucos minutos e, com a entrega do drone Prime Air, até mesmo receber o produto em menos de uma hora.

A geração millenial é uma influência crescente no cenário de pagamentos móveis e, nos próximos anos, provavelmente verá um grande fluxo de adoção de dispositivos móveis. O seu alto uso entre os millennials continuará a ser impulsionado em tudo o que fazemos… tanto que o telefone pode eventualmente se tornar a nova identidade exclusiva e até mesmo o novo número do Seguro Social ou a impressão digital. Embora exista muita pesquisa e informações sobre as características dessa geração, é essencial entender que nem todos eles são iguais e o foco mais importante deve ser a oferta de produtos, serviços, experiências, etc. que correspondam às preferências individuais e forneçam personalização. No futuro, veremos uma continuação dos mundos sociais e de pagamentos se colidindo, e encontraremos novas maneiras de alavancar uns aos outros, de modo que a experiência de compras no varejo pela próxima geração seja voltada para o check-in, não o check-out.

*Diretor de Branding e Estratégia da Global Payments

Fonte: FirstCom Comunicação – Eduardo Mustafa

Procura por produtos promocionais deve crescer 15% no segundo semestre

Estimativa é do portal Free Shop, maior marketplace brasileiro de brindes, materiais e serviços para eventos e ponto de venda

Com a proximidade do Natal e das festas de final de ano, empresas do setor de Live Marketing já sentem aquecimento na procura por produtos promocionais. A expectativa é de que a busca por esses itens cresça 15% em relação ao ano passado, segundo o portal Free Shop, maior marketplace brasileiro de brindes, materiais e serviços para eventos e ponto de venda. “O segundo semestre do ano é sempre mais movimentado para o segmento, pois é o momento em que as empresas mais compram brindes e realizam ações”, explica Auli De Vitto, diretor geral da Forma Promocional, empresa responsável pelo portal Free Shop e pela feira Brazil Promotion.

As empresas têm apostado na utilização de brindes e em ações personalizadas, criativas e inovadoras para divulgar e aumentar o recall das marcas, além de engajar os clientes. “Na hora de escolher o item ideal é importante tentar sair do lugar-comum, oferecendo algum diferencial para o público”, enfatiza De Vitto.

O Free Shop registrou mais de 103 mil orçamentos no primeiro semestre deste ano. O aumento foi de aproximadamente 15% em comparação ao mesmo período de 2017. Pesquisa realizada pelo portal no ano passado indica que o investimento médio por empresa era de R$ 50 mil, podendo aumentar mais de 32% em 2018.

Contudo, na hora de definir um produto promocional não basta escolher qualquer coisa. As empresas devem ficar ligadas nas tendências para identificar o que seus consumidores mais gostam. Produtos com a marca aparente estão sendo substituídos por itens de grifes bem discretos, com identificação na parte interna do brinde. Segundo De Vitto, o cliente continua fã das grifes mundialmente conhecidas, mas não quer parecer um outdoor ambulante. Por conta disso, as companhias estão transferindo seu prestígio para produtos promocionais que gerem essa percepção positiva.

Outra novidade em alta são os brindes contra roubo, como por exemplo, mochilas e sacolas com sistemas de segurança que dificultam o acesso a laptops ou celulares. Os itens multiuso ou integrados também despertam grande procura. Neste campo, destacam-se mochilas com powerbank integrado, permitindo ao usuário utilizar o celular, enquanto ele está sendo carregado por um sistema de energia dentro da bolsa.

A tecnologia está sempre em evidência no setor promocional. Com objetos cada vez mais acessíveis e abrangentes fica mais fácil proporcionar ao público-alvo experiências adequadas aos objetivos da marca. Os óculos 3D e os recursos de realidade aumentada e virtual comprovam esta vertente. “Os avanços tecnológicos sempre constituíram um diferencial no segmento. As marcas podem aproveitá-los de diversas formas como, por exemplo, dar ao consumidor óculos 3D e proporcionar acesso à realidade virtual com conteúdos exclusivos”, enfatiza De Vitto.

Produtos alimentícios como cup cakes, caixas com chocolates ou doces especiais também estão em evidência. Além de fugirem do comum, possibilitam o uso de embalagens especiais e têm boa aceitação do público.

Fonte: Lucia Faria Comunicação Corporativa – Tatiane Oliveira

Brazil Promotion reúne produtos e serviços para ajudar empresas a aumentarem suas vendas e fidelizar clientes

Evento acontece entre 1º e 3 de agosto, no Transamérica Expo Center, em São Paulo

A 15ª Brazil Promotion – Live Marketing and Retail, maior feira de marketing promocional e varejo da América Latina, acontece entre os dias 1º e 3 de agosto, no Transamérica Expo Center, em São Paulo. Organizada pela Forma Promocional, a feira apresenta os principais lançamentos em brindes e presentes corporativos, produtos e serviços promocionais para realização de eventos, além de gráficas especializadas, agências, soluções para o ponto de venda, tecnologia, marketing digital e varejo.

Nesta edição o visitante encontrará cerca de 200 expositores, em 16,5 mil metros quadrados. Uma verdadeira vitrine com ações, produtos e serviços capazes de proporcionar experiência e interação entre marcas e consumidores. Já estão confirmadas empresas como Vivara, Swarovski, Pilot do Brasil, Nadir Figueireido, Pepsico, Oxford, Editora Melhoramentos, Copag, Fantastic Brindes, Couro Impresso, Samsonite, entre muitas outras. Além disso, a expectativa da organização é de receber 12 mil visitantes.

“O setor de live marketing movimenta, em média, cerca de R$ 43 bilhões por ano no Brasil. Em um cenário com verbas reduzidas, os investimentos em ações promocionais aumentam. Recentemente, pesquisas revelaram que 93% das empresas investem em ações de ativação, 92% realizam eventos e 88% migram suas verbas para campanhas promocionais, com oferta de brindes e presentes corporativos”, explica Thais De Vitto, diretora da Brazil Promotion.

Top Buyers – A feira contará com local exclusivo voltado aos maiores compradores e contratantes do mercado para a realização de rodadas exclusivas de negócios. As reuniões são agendadas previamente e acontecem em salas privativas. Além das negociações, com promoções e benefícios exclusivos, os participantes têm oportunidade de receber amostras dos lançamentos e novidades oferecidas pelos expositores com total prioridade. Em edições passadas, o Top Buyers já recebeu empresas como Ache Laboratórios, Astrazeneca, Bayer, Centauro, Chilli Beans, Correios, Delboni, Danfoss, Editora Abril, Epson, Heineken, Kimberly-Clark, Mapfre Seguros, Nissin-Ajinomoto, Novartis, Norton, Pfizer, Porto Seguro, PepsiCo, Rayovac, Sabesp, Schneider-Electric, Seguros Unimed, Sem Parar, Semp Toshiba, Souza Cruz, SKY, Unilever, Volvo, Wurth, entre outros.

Showroom de Ideias – O espaço, localizado logo na entrada da feira, é uma forma de privilegiar as novidades que podem fazer a diferença. Os visitantes ainda são convidados a votar nos melhores produtos que, concorrerão ao troféu Brazil Promotion Idea.

SIM Varejo – Paralelamente à feira, será realizado o Seminário Internacional de Marketing no Varejo (SIM Varejo 2017), que acontece nos dias 1º e 2 de agosto. A iniciativa da Associação Brasileira de Marketing no Ponto de Venda/POPAI Brasil, em parceria com a feira, será dividida em três blocos: “O Futuro do Ponto de Venda”, “A Transformação Digital” e o “Novo Comportamento de Compra”. Entre os assuntos a serem debatidos estão propósito, experiência de compra, tecnologia do varejo, tendências para o ponto de venda e negócios, neuromarketing, engajamento, live marketing e relacionamento, bem como as mudanças de comportamento na era digital e os resultados obtidos com a tecnologia.

Para informações sobre valores e inscrições acesse: http://www.brazilpromotion.com.br/afeira/seminarios/seminarios.asp

Temática – A cada ano a feira apresenta um tema lúdico, a fim de envolver ainda mais os visitantes. A temática para este ano “3 dias de piração”, foi uma homenagem a obra de Yayoi Kusama, artista plástica e escritora japonesa conhecida por sua obsessão por pontos e bolas. Outra característica forte em seu trabalho é a mistura de diversas artes como colagens, pinturas, esculturas, arte performática e instalações ambientais. “A ideia é provocar o visitante para uma ruptura de padrões e convidá-lo a sair da sua realidade e abrir a mente para o inusitado e exuberante”, revela Thais.

Visitação – A visitação é gratuita. O pré-credenciamento já pode ser feito no site www.brazilpromotion.com.br. No dia do evento, basta retirar o crachá de acesso na recepção. Não é permitido a entrada para menores de 18 anos, mesmo que acompanhados pelos responsáveis.

Fonte: Fonte: Lucia Faria Comunicação Corporativa – Tatiane Oliveira

Abertas inscrições para o Prêmio POPAI Brasil 2016

Tradicional premiação do Índio apresenta novidades em sua 16ª edição

Estão abertas as inscrições para o Prêmio POPAI Brasil 2016, edição nacional promovida pela Associação Brasileira de Marketing no Ponto de Venda/POPAI Brasil, única premiação que reconhece os mais originais e eficazes projetos de visual de merchandising, ações promocionais no PDP e arquitetura comercial.

102

Neste ano, em sua 16ª edição, a versão brasileira da premiação apresenta novidades, como ser realizada simultaneamente à programação da Brazil Promotion – Live Marketing and Retail, que acontecerá de 2 a 4 de agosto, no Transamérica Expo Center, em São Paulo. A feira reúne cerca de 240 fornecedores, recebeu mais de 12 mil visitantes em 2015 e traz as principais novidades e lançamentos em produtos, serviços e soluções para o merchandising no ponto de venda.

Além dos tradicionais Índios de Ouro, Prata e Bronze, neste ano será promovido pela primeira vez o Prêmio POPAI Brasil 2016 – Voto Popular. Julgado pelo público visitante da exposição (das 13h do dia 02 de agosto às 15h do dia 03 de agosto), cada pessoa terá direito a um único voto por CPF, feito em totem com tablet. A solenidade de premiação acontecerá às 17h do dia 3 de agosto. Na edição 2015 da premiação, foram efetuadas 77 inscrições, de 30 agências/empresas diferentes, e entregues 22 Índios de Ouro, 23 de Prata e 17 de Bronze.

Ainda em paralelo, o POPAI Brasil promoverá o SIM Varejo 2016-Seminário Internacional de Marketing, cuja programação será divulgada em breve. Também será lançado um produto que faz parte do expertise do POPAI Brasil: visitas técnicas, que serão realizadas no período da manhã durante o evento.

Para o presidente da POPAI-Brasil para a gestão 2015-2016, Zeh Henrique Rodrigues, a proposta é trazer novidades a cada ano, reforçando a importância da premiação no cenário nacional. “A participação na Brazil Promotion, o Voto Popular e as visitas técnicas mostram que estamos pensando no mercado e em levar aos participantes da premiação experiências positivas que reflitam no desenvolvimento do varejo nacional”, comenta.

A análise das peças inscritas no Prêmio POPAI Brasil 2016 será online e feita por um prestigiado painel de jurados, composto por empresários e executivos de indústrias de bens de consumo, varejistas, representantes de agências e publicidade, promoção, trade marketing e merchandising, fornecedores de materiais promocionais para o PDV, escritórios de arquitetura e acadêmicos brasileiros e do exterior. As categorias de inscrição são: Displays e Peças de Merchandising, Projetos Especiais, Trade e Ambientação de PDV, Campanhas Promocionais e Projetos para Design de Loja.

foto_european-popai-award81

Até o dia 13 de maio, as inscrições para concorrer aos tradicionais Índios de Ouro, Prata e Bronze e, agora, ao Voto Popular, terão valor especial: R$ 430 (associado) e R$ 775 (não associado). Do dia 14.05 a 10.06 (prazo final de inscrição), os valores são: R$ 525 (associado) e R$ 950 (não associado). Os descontos também variam de acordo com a quantidade de peças inscritas: de 5 a 10 peças (5%), de 11 a 20 peças (10%) e a partir de 21 peças (15%). Podem concorrer profissionais de todo o país. A cerimônia de entrega da premiação será realizada no dia 3 de agosto, a partir das 17h, no Transamérica Expo Center, em São Paulo (SP). Mais informações: http://www.popaibr.org.br/premio2016

Sobre:
Promovido pela POPAI Brasil, associação sem fins lucrativos dedicada ao desenvolvimento da atividade de Marketing de Varejo no ponto de venda, o prêmio é conhecido internacionalmente como Troféu OMA (outstanding merchandising achievement) e tem na figura de um índio seu símbolo principal.
As estátuas feitas de madeira com a figura de um nativo americano são consideradas os primeiros displays tridimensionais de ponto de venda. Estas peças ficavam expostas na entrada das lojas de tabaco, sinalizando a venda destes produtos. Para sua confecção, era utilizada madeira de mastros quebrados pintados com cores vivas.

Fonte:Básica Comunicações – Daniela Licht