Estágio em design

Vaga para estágio em design em Guaratinguetá

A 4f Studio Publicidade/Marketing abre vaga de estágio para designer gráfico.

Meio período. Salário e benefícios a combinar.

Envie seu currículo e seu portfólio para nosso e-mail criacao@4fstudio.com.br

 

A força do vídeo on line

Áudio trata da força do vídeo nas plataformas digitais

Ouça nosso artigo em formato de áudio desta semana. A conversa gira em torno da força e penetração dos vídeos veiculados nas diversas e diferentes plataformas digitais.

Lembrando sempre que nossos programetes são uma parceria com o programa Panorama, exibido de segunda a sexta pela Rádio Unitau 107,7 das 16h00 às 18h00.

Confira:

Relatório de Tendências

Parceria por tendências

O Publicitando fechou uma parceria com os alunos do oitavo semestre de publicidade e propaganda matutino da Unitau e com a professora doutora Mônica Franchi – que ministra a disciplina Inteligência de Mercado – para apresentar aqui o resultado de  trabalhos sobre tendências de mercado.

O primeiro deles aborda o mercado de agências de propaganda/comunicação e sua reconfiguração. Confira:

Atuar como microinfluenciador pode ser uma opção de renda

Ser influenciador é alternativa para voltar ao mercado de trabalho

Segundo a última Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios (Pnad), divulgada pelo IBGE no final de setembro, a queda da taxa de desemprego tem sido puxada pelo aumento do número de postos informais. Entre junho e agosto, foram registrados 12,7 milhões de desocupados, 4,8 milhões de desalentados e a taxa de subutilização era de 24,4%. Uma das alternativas encontradas por aqueles que não conseguem uma vaga formal é atuar em mídias sociais.

Chamadas de microinfluenciadoras, estas pessoas contam milhares de seguidores e atuam em nichos de mercado. Têm conhecimento sobre temas específicos e, por isso, chamam a atenção de alguns públicos que interessam às empresas. Por isso, acabam divulgando os produtos de forma efetiva, gerando mais conversões – negócios.

Mesmo que a pessoa esteja fora do mercado de trabalho, pode se engajar nas mídias sociais de forma a cativar públicos específicos. Ao fazer vídeos didáticos sobre como pintar uma parede, escolher a cor e como combinar com os móveis, um arquiteto conquista as pessoas que estão interessadas em reformar sua casa. Por que não associar uma marca a estas recomendações? Este tipo de material vale ouro para as empresas e muitas pessoas abandonaram seus empregos formais para viver disso.

Há influenciadores que têm poucos seguidores, mas que possuem grande credibilidade perante pessoas que se interessam por diferentes temas, desde informática a finanças, fitness a pets, o que permite que eles influenciem decisões de compra. É isso que as empresas querem, pois, ao invés de pagar fortunas para que uma celebridade mencione suas marcas nas mídias sociais eles têm o alcance sobre públicos que podem utilizar seus produtos e resultam em leads de melhor qualidade.

A valorização desse tipo de internauta se deve ao fato de que, com um investimento bem modesto, atingirem diretamente quem interessa às companhias. No entanto, as empresas que procuram influenciadores com esse perfil sofrem com um problema: ninguém sabe como encontra-los e mensurar o engajamento gerado. A questão que se impõe é como unir as empresas e estes influenciadores espalhados por todo o Brasil. Neste sentido, a tecnologia vem a facilitar a conexão. Plataformas específicas para isso, funcionam como uma espécie de “agência de modelos”, unindo o perfil do influenciador com a necessidade da empresa.

Além disso, o profissional de marketing consegue remunerar o microinfluenciador conforme seu alcance. O ideal é que as plataformas ranqueiem estes profissionais com notas diárias, pois sua influência muda a todo o momento. Ser influenciador pode ser uma saída para driblar o desemprego ou complementar a renda e a Inflr está entre as recrutadoras do mercado.

Thiago Cavalcante é sócio-fundador da Inflr

Fonte: Compliance Comunicação – Ana Borges

Dança das cadeiras

Tem gente assumindo novos postos

O Dança das cadeiras está de volta para deixar todo mundo por dentro das movimentações do mercado de comunicação, propaganda e marketing de nossa região.

Na agência D.House, Amanda Poso Antonelli assumiu a vaga de Gerente de planejamento de marketing.

Já pelos lados da Agência BKW Creative Results, Raíssa Marangoni Bueno foi admitida como Planner & Content Assistant.

Vaga na Supera para criativo

Vaga para Diretor de Arte

Agência especializada em Comunicação Estratégica com Empregados abre duas vagas para a equipe de Criação.

Pré-requisitos:
• Formação em Comunicação Social ou Design
• Experiência em agência
• Conhecimento dos softwares: Photoshop, Illustrator e Indesign
• Apresentação de portfólio
• Contratação imediata

Diferenciais:
• Ter experiência em Comunicação Interna e Corporativa

Interessados deverão enviar CV, portfólio e pretensão salarial para selecao@superacomunicacao.com.br, até 26/10/2018. No assunto, coloque “Vaga DA – SJC”.

Ouvimos o Roberto Rezende

Roberto e sua BR012

Desta vez o Publicitando foi ouvir o que o Roberto Rezende tem para dizer. Profissional de propaganda ainda jovem mas com bastante experiência acumulada, Roberto trocou algumas ideias com a gente.

Acompanhe o que ele tem pra dizer:

1 – Fale um pouco de sua trajetória profissional até abrir a BR012.

Comecei minha correria profissional na agência júnior da UNITAU, na época ainda era conhecida como ACI (Agência de Comunicação Integrada). Tive ótimas referências e professores que abriam as portas para mim. Me deram uma base muito boa. No ano seguinte, iniciei um estágio na Publicarte e antes de ir para São Paulo, também passei pela Tríadaz.

Como já tinha colocado em mente que gostaria de trabalhar nas maiores agências de São Paulo, comecei a buscar formas de conquistar esse objetivo. Foi então que o Henrique Barros, hoje sócio da Esgrima, me indicou o curso que estava fazendo: Direção de arte na Miami ad School/ESPM. Foi um divisor de águas para mim. Sempre tive que correr atrás desde o início, pois não conhecia ninguém da área, o que deixava a tarefa de chegar nos primeiros contatos ainda mais difícil. E foi a Miami que me deu a oportunidade de entrar no mercado publicitário de São Paulo já que, após o primeiro trimestre no curso de Direção de Arte com o meu portfólio todo refeito, consegui entrar na SUN/MRM do grupo Mccann. Adorava a agência, mas ainda tinha o sonho de trabalhar em uma grande agência e com advertising. E de lá fui para Salles Chemistri, da Publicis. Após esse período trabalhando com GM, fui para a Matos Grey quando ela estava em processo de se tornar apenas Grey Brasil.

Após um ano trabalhando na equipe do Guy Costa, fui para Almap BBDO, a disney para qualquer amante da direção de arte. Fiquei deslumbrado com a oportunidade de trabalhar em uma agência que tinha uma infraestrutura perfeita para exercer a profissão. E, uma vez inserido no mercado, você percebe que a propaganda em São Paulo é uma grande panela, onde indicações começam a aparecer de todos os lados, principalmente quando havia uma troca no comando criativo. Foi então que fui parar na JWT Brasil. No primeiro ano trabalhei com diversos clientes e, no meu último ano na agência, a Blue Hive assumiu o comando da Ford no Brasil e trabalhei exclusivamente para eles.

Posteriormente ainda trabalhei no Grupo Eugênio, participei de um projeto para Fiat pela Sunset até chegar na Ogilvy Brasil. Antes de me mudar para Blumenau, ainda fiz mais um projeto para o Santander, pela E/OU MRM. Como já estava com planos de voltar para Taubaté, durante o tempo que fiquei em Blumenau, trabalhei em uma agência local e pude conhecer melhor o processo de uma agência com poucos funcionários, o que me ajudou a direcionar melhor a forma de trabalhar na BR012.

2 – Por que voltar a Taubaté? Qual a proposta da BR012?

Primeiro porque após 10 anos em São Paulo a gente começou a buscar mais qualidade de vida além de conseguir ficar mais perto da família. Morar em São Paulo é muito bom, mas te consome bastante.

E depois, eu acho que sempre senti que havia muitas oportunidades se abrindo no mercado publicitário do Vale do Paraíba, só era necessário pensar em uma estrutura e um modelo mais enxuto, já pensando nos valores que são bem abaixo do mercado paulistano. Não dá pra pensar propaganda regional imitando os processos de lá. Tinha que pensar em como aproveitar as coisas boas de cada agência que passei, mas dentro da realidade local. Não adianta. É outro mundo!

E dessa forma foi idealizada a BR012. Uma agência enxuta, onde a equipe é moldada de acordo com as necessidades dos clientes, sem nunca permitir um inchaço na estrutura. Tanto é que nossa base operacional tem apenas 40m2, dividida em 3 ambientes seguindo o conceito de espaço aberto. Assim conseguimos conversar sem barreiras ou hierarquias.

Além disso, sempre gosto de estimular os criativos a não ficarem restritos ao local de trabalho. Sou contra Agência de segurança-máxima. Quero que as pessoas andem pelas ruas e adquiram conhecimento de vida, pois só assim poderão trazer insights verdadeiros e, por consequência, chegar a conceitos realmente impactantes, fazendo a diferença não só para o anunciante em questão mas para todas as pessoas impactadas pela mensagem.

Dessa forma, conseguimos nos manter pensando grande mesmo sendo pequenos. E mantendo o controle de tudo que entra e sai da agência sem deixar cair a qualidade, mesmo quando um freela é incorporado para algum projeto.

3 – Como analisa este início de atuação aqui no Vale do Paraíba?

Promissor. Hoje, estamos chegando a 2 anos de BR012. Temos ótimos clientes como Shibata Supermercados, Shibata Casa, Cooper, IOV, Taubaté Veículos, Autopinda e Natufibras, onde a maior parte deles está conosco desde o primeiro dia.

Mas também, por outro lado, posso definir que foi um aprendizado. Tive que rever meus conceitos e pensar como manter a qualidade do trabalho criativo com prazos menores, equipe enxuta e orçamentos bem apertados.

Agora não tenho mais assistentes, produtores gráficos, rtvs, finalizadores, retocadores, etc. Nossa equipe precisa ser multidisciplinar e aguerrida para saber cobrar o escanteio e correr na área pra cabecear. E tem que fazer o gol!

E isso é muito legal, porque mesmo com toda a experiência que adquiri todos esses anos em São Paulo, a publicidade no Vale do Paraíba está me ajudando a crescer em outros aspectos profissionais e renovando o meu gás. Espero retribuir ajudando a elevar cada vez mais o nível da publicidade de todo o nosso mercado.

Empresa abre vaga para criativo

Empresa busca profissionais para atuar como Assistente de Criação em São José dos Campos/SP

Dentre as atividades estão a criação de material interno e externo (folders, catálogos, posts e comunicados.), envio de e-mail marketing, criação e atualização dos materiais institucionais, assim como peças impressas e digitais. Condução de cronograma e monitoramento das mídias sociais.

Imagem: Pixabay

Escolaridade: Ensino superior cursando ou completo em Marketing, Publicidade e Propaganda, Design Gráfico.

Conhecimentos específicos: Indispensável ter experiência com softwares do pacote Adobe, principalmente Illustrator, Photoshop e InDesign.

Local: Zona Oeste de São José dos Campos

Horário: Segunda a sexta, das 8h às 18h.

Salário: Informe pretensão salarial

Benefícios: Convênio médico e odontológico (100% participativos), refeição no local, vale transporte, desconto em instituição de ensino parceira e desconto em rede de drogaria.

Encaminhe seu CV e portfólio para fernanda.costa@plenoself.com.br

A publicidade não vai parecer publicidade

Publicidade do futuro será personalizada, automatizada, imersiva, experimental e mensurável

A publicidade do futuro não terá nenhuma semelhança com o modelo atual. Esqueça as propagandas que você está acostumado a assistir porque elas estão com os dias contados. Afinal, a transformação digital tem revolucionado a forma como consumimos conteúdo e o futuro está logo ali. Em alguns anos, a publicidade não vai parecer publicidade. Para comprovar esse movimento, a Adobe compilou 15 estatísticas que mostram onde estamos e para onde vamos:

1. O total de gastos com anúncios de mídia em todo o mundo aumentará 7,4%, chegando a US$ 628,63 bilhões em 2018. A mídia digital será responsável por 43,5% dos investimentos. Até 2020, a participação digital no total da publicidade será de cerca de 50%. (Fonte: eMarketer)

2. O mobile será a maior parte desse gasto, com 67,3% da publicidade digital e 29,2% do total de anúncios de mídia este ano. (Fonte: eMarketer)

3. Nos EUA, especificamente, a publicidade digital alcançará US$ 107,3 bilhões em 2018, um aumento de 18,7% em relação aos US$ 90,39 bilhões de 2017. (Fonte: eMarketer)

4. Os anunciantes devem gastar US$ 66 bilhões globalmente em patrocínio neste ano, um aumento de 4,9% em relação ao ano anterior. Quando comparado com a mídia paga, o patrocínio é o segundo canal de publicidade que mais cresce atrás dos formatos da Internet. (Fonte: WARC)

5. A publicidade está certamente se tornando mais automatizada. Na verdade, os gastos com automação de marketing/publicidade devem chegar a US$ 25,1 bilhões por ano até 2023. (Fonte: MarTech Today)

6. Quando se trata de publicidade na TV, a maior parte ainda é comprada manualmente. Menos de um terço (28%) das marcas integraram dados de audiência digital em suas compras de anúncios de TV, embora 68% planejem fazê-lo nos próximos 12 meses. (Fonte: Adobe)

7. O marketing indireto em vários meios de comunicação e a publicidade em vídeo over-the-top (OTT) devem chegar a ganhos de dois dígitos devido ao aumento dos cancelamentos de serviços de TV a cabo e a tendência dos vídeos OTT. (Fonte: PQ Media)

8. Dois terços de todo o crescimento dos gastos com publicidade global entre 2017 e 2020 virão de paid search e mídia social. (Fonte: Zenith)

9. Metade da geração Z (50%) e 42% dos millenials disseram que os anúncios nas redes sociais são mais relevantes para eles, enquanto a geração X e os baby boomers disseram que ainda preferem publicidade na TV. (Fonte: Adobe Digital Insights)

10. Mais de 70% dos anunciantes acreditam que seus anúncios são relevantes para o público-alvo que eles estão segmentando. No entanto, apenas 8% das pessoas acham que os anúncios que veem on-line são sempre relevantes. (Fonte: Adobe Digital Insights)

11. Espera-se que o varejo seja a maior fatia do bolo de publicidade digital este ano, com uma estimativa de 21,9% do total de gastos com anúncios digitais. Os setores automotivo (10,4% do gasto total), financeiro (10,3%), produtos farmacêuticos/medicamentos (9,8%) e viagens e turismo (9,3%) completarão os cinco principais consumidores de publicidade digital. (Fonte: Marketing Charts)

12. Em média, os anunciantes gastarão mais de US$ 10 milhões anualmente com publicidade de suas marcas em vídeos digitais e móveis, um aumento de 53% em relação a dois anos atrás, em 2016. (Fonte: IAB)

13. 84% dos anunciantes disseram que iriam realizar cada vez mais funções de publicidade internamente este ano, anunciando diretamente ao consumidor. (Fonte: IAB)

14. 2018 tem sido o ano do marketing experimental, com nove em cada dez profissionais de marketing reconhecendo sua importância na condução do engajamento da marca. (Fonte: Freeman)

15. Espera-se que a receita de publicidade em mídia social atinja US$ 51,3 bilhões em 2018. São US$ 17,24 por usuário. Essa receita deve crescer 10,5% ao ano. (Fonte: Hootsuite)

Fonte: Adobe Systems Incorporated – RMA Comunicação – Alisson Costa

Farma Conde faz 25 anos e lança campanha

Farma Conde completa 25 anos e lança mega campanha com sorteios de prêmios e participação do cantor Zezé di Camargo

Com o objetivo de comemorar os 25 anos da Rede Farma Conde, o Grupo Conde lançou este mês a maior campanha de prêmios da sua história. Até o final de dezembro de 2018, a campanha “Aniversário Premiado” vai sortear um carro 0 km, uma moto, além de vários televisores, tablets e telefones celulares.

Para participar dos sorteios, basta efetuar compras de qualquer valor em uma das unidades da Farma Conde, espalhadas por todo Estado de São Paulo. Os valores das compras são acumulados e a cada R$ 50,00 o cliente tem direito a um cupom. A partir daí, basta fazer um cadastro no site da Farma Conde e acompanhar seus números da sorte. É importante ressaltar que todo o processo dos sorteios é regulamentado pela Caixa Econômica Federal.

Concorrem aos sorteios compras de produtos das linhas de beleza, higiene, cosméticos, dermocosméticos, suplementos, entre outros. Medicamentos não podem participar de campanhas promocionais por força de regulamentação legal.

Já os produtos de marca própria Farma Conde, dão direito a cupons em dobro. Compras feitas com o Cartão Cliente VIP também dão direito a dois cupons a cada R$ 50,00.

Para divulgar a campanha “Aniversário Premiado”, em todo o Estado de São Paulo, a Farma Conde contratou o cantor Zezé di Camargo. O cantor e compositor da dupla Zezé di Camargo e Luciano, umas das mais conhecidas do Brasil, vai emprestar sua voz e imagens para campanhas de rádio e TV, que divulgarão o “Aniversário Premiado”.

O sorteio dos prêmios vai acontecer no dia 5 de janeiro de 2019 pela Loteria Federal da Caixa (veja regulamento www.farmaconde.com.br). A data limite para as compras dentro da promoção é 31 de dezembro de 2018.

A promoção “Aniversário Sorteado” vai distribuir um total de 32 prêmios, sendo 01 Jeep Renegade, 01 Moto Yamaha Factor 150, 10 televisores, 10 tablets e 10 iPhones.

25 anos de história

Fundada em 1993, no município de Ubatuba, no Litoral Norte paulista, a Farma Conde nem sempre teve esse nome. A primeira unidade da rede foi chamada de Drogaria Thomaz Galhardo, por estar localizada na rua de mesmo nome.

Recém-casados, o delegado Manoel Conde Neto e a farmacêutica Cláudia Conde mudaram-se de Paraguaçu Paulista para Ubatuba e decidiram abrir uma farmácia no centro da cidade.

A primeira unidade logo se tornou uma pequena rede regional, que reunia 12 farmácias nas três cidades do Litoral Norte: Ubatuba, Caraguatatuba e São Sebastião. Já nos anos 2000, o casal percebeu que, para que a rede continuasse evoluindo, seria necessária uma dedicação integral de toda a família e uma nova expansão geográfica.

Nessa época decidiram abrir a primeira unidade em São José dos Campos. Já no ano seguinte, o casal apostou na abertura da primeira unidade em São Paulo. Em 2009, a Farma Conde lançou sua primeira Farmácia de Manipulação. Ao mesmo tempo, a Rede de drogarias continuou crescendo e chegou a 50 unidades em 2012.

E apostando em ganho de escala, em 2014 a Farma Conde inaugurou sua unidade de número 100. O crescimento não cessou e, atualmente, o que nasceu como uma pequena farmácia no centro de Ubatuba, se tornou uma rede com 185 unidades em 70 cidades do Estado de São Paulo.

Hoje, o Grupo emprega 3 mil pessoas e atende 1,6 milhões de clientes por mês, além de contar com Distribuidoras de Medicamentos e uma rede com cinco supermercados.

Fonte: Alameda Comunicação