Prêmio para mídia OOH

ABOOH lança Prêmio OOH de Criatividade

A Associação Brasileira de Out Of Home (ABOOH) vai premiar as três agências de propaganda ou anunciantes que tiverem os melhores trabalhos na mídia out of home, com a 1ª edição do Prêmio OOH de Criatividade. As inscrições são gratuitas e feitas mediante preenchimento e envio do formulário de inscrição, disponível no http://premiodecriatividade.abooh.com.br, até 30 de setembro de 2018. A iniciativa contemplará as peças considerando como critérios criatividade, adequação e utilização de setores de exibição que caracterizam o OOH como aeroportos, edifícios, estabelecimentos comerciais, grandes formatos, mobiliário urbano e transportes.

Podem concorrer os trabalhos veiculados entre 1 de outubro/2017 e 30 de setembro/2018 inscritos, que devem ter usado, pelo menos, uma das empresas exibidoras filiadas à ABOOH. São elas: BR Malls, ClearChannel, Coletiva, Elemidia, Eletromidia, GM7, Helloo, Hyperfator, Indoormidia, JC Decaux, Kallas, LedChannel, LedWave, Onbus, Otima e Urbana.

As propostas inscritas serão julgadas por uma comissão, integrada por representantes de agências e clientes do mercado publicitário. Os vencedores serão homenageados em cerimônia de premiação no dia 6 de novembro.

“A mídia OOH é a que está apresentando maior crescimento no País e acreditamos que há imenso potencial para que o setor avance ainda mais. Trata-se de um segmento que oferece possibilidades infinitas para a comunicação e marketing das marcas e os avanços dos recursos digitais integrados ao meio tornam o cenário extremamente favorável. Nesse contexto, a ABOOH cumpre sua missão de estimular o mercado de out of home com o lançamento do Prêmio OOH de Criatividade”, ressalta Eduardo Alvarenga, presidente da ABOOH e CEO da Elemidia.

Sobre a Associação Brasileira de Out of Home (ABOOH)

Entidade que tem como associados as maiores operadoras do setor e como objetivo incentivar as relações entre os associados e o mercado publicitário, além de ajudar a disseminar o conhecimento sobre o meio, posicionando-o como uma poderosa ferramenta na construção de marcas de produtos e serviços. A entidade agrega grandes e médios players – nacionais e internacionais – que estão atuando no meio e/ou chegando ao País, com status de associados. Mais informações, no site www.abooh.com.br.

Fonte: Lucia Faria Comunicação Corporativa – Fernando Ciupka

Coluna Branding: a alma da marca

Como um comunicador deve analisar as eleições 1

Mesmo que quisesse, não conseguiria ficar sem falar de política nesta e nas próximas colunas. Este é o assunto que toma toda a grande mídia brasileira desde o último mês e tende a se arrastar até o final do ano, pois, mesmo após a eleição, ainda teremos um Brasil em ebulição.

Por isso resolvi acompanhar as campanhas de todos os candidatos a presidente, buscando fatos que possam ser relevantes aos comunicadores e leitores deste blog. Minha ideia é analisar os discursos e comparar as estratégias, a fim de entender os bastidores do marketing político e a construção das imagens públicas dos candidatos na captação de votos.

A primeira coisa que precisamos deixar claro é que esta disputa não é entre candidatos, mas sim, entre duas forças que se polarizaram nos últimos anos, a chamada “direita” e “esquerda” brasileira. Há décadas tais forças se enfrentavam dentro do país, mas, foi na última eleição que chegaram ao ponto máximo de partilha, meio a meio para cada lado, e é isso que tem causado tanta disputa e clima quente.

As duas pontas têm seus expoentes comprometidos, o Lula preso em Curitiba e o PSDB fragmentado. Ainda brigam sem muito escrúpulo por aquela pequena parte que pode ser o diferencial do lado, o qual o pêndulo balança. “Esta eleição não é para amadores”, disse Patrícia Pilar ao ser abordada fora do contexto, por um jornalista querendo informações sobre seu ex-marido, candidato novamente. Esta atitude é um ótimo exemplo para ver como esta eleição não será pautada necessariamente no bom nível de discurso e embates de ideias. Esta eleição é guerra!

No entanto, os dois partidos principais buscaram estratégias diferentes, a fim de tentar reagrupar os fragalhos dispersados após a deposição da Dilma. O PT apostou no carisma do seu líder máximo e na narrativa da vítima, de perseguição política, inflamando suas bases e trazendo a eleição para os movimentos de rua, que mesmo sem grandes sucessos em ações isoladas, quando repetidas com frequência parecem ter convertido boa parte a seu entorno, levando o mesmo a aproximadamente 39% de intensão de votos. O que se não fosse impedido pela lei, significaria eleição.

Enquanto isso o PSDB parece ter tido mais dificuldade com o fogo amigo, por isso apostou no silêncio, no deixar a poeira baixar, esperando se beneficiar da falta de representantes da direita. O preço disso foi a impaciência do seu eleitor histórico, que estimulada pela pressão do mercado pulverizou opções e não se apresentou hegemônica ao pleito.

O mercado queria logo um representante com potencial e para isso tentou muitas apostas que foram de Luciano Hulk, passando por uma cisão entre Dória e Alckmin, a aposta obsoleta em Meireles e hoje parece se aglutinar em volta de uma possibilidade do outsider Amoedo.

Mas isso me parece puro desespero, de quem percebe que o candidato do PSDB, o original representante desta linha de pensamento, não descola, e a pior parte é que na estratégia de se manter calado deu espaço para o surgimento de uma aberração de extrema direita que, pelas pesquisas, pasmem, consolida 15% de voto espontâneo.

No entanto, parece unânime aos analistas que o teto de Bolsonaro chegou com 20%, o que é um bom presságio para o eleitor que não quer um Trump brasileiro, mas isso significa que a pedra no sapato da direita é exatamente o voto dos fans do Bolsonaro, que não tendem a migrar nem por voto útil. Dando assim a Alckmin ou Amoedo a necessidade de matar um ao outro e garantir um grande crescimento entre os indecisos para rivalizar os 15% mínimos do Bolsonaro, se quiserem a vaga da direita.

É um amadorismo achar que votos da esquerda passarão para a direita e vice e versa quando o TSE cancelar a candidatura de Lula. Portanto, esperar que sem Lula na disputa, a direita se beneficie com seus votos é no mínimo utópico.

Por isso é importante entender que, quando Ciro e Marina atacam Bolsonaro não é porque desejam os eleitores do pro militarismo, mas para ganhar a simpatia dos que rejeitam o extremista, que não são poucos e que na falta de Lula poderiam seguir para os seus redutos.

O mesmo parece acontecer com Amoedo tentando rebater a proposta de limpar o nome dos brasileiros do SPC, de Ciro. Sua tentativa é angariar votos dos eleitores que acharam populista e aproveitadora a boa estratégia eleitoral do esquerdista.

Por falar em Ciro ele parece ser a pedra no sapato na transferência de votos de Lula para Haddad, e não é à toa, ele seria o candidato natural da esquerda, se não fosse uma clara possibilidade de se tornar o sucessor do Lula, tirando do velho político os holofotes e da hegemonia da esquerda. Por isso o PT trabalhou duro para isolá-lo, sem agredir o candidato. Ciro precisava ser desmontado mas não atacado, isso pareceria renegar os próprios eleitores da esquerda, e este foi o pulo do gato desta eleição até agora.

Já Marina e Álvaro dias são as opções realmente medianas, se os brasileiros repetirem seus padrões das últimas eleições, têm poucas chances, exatamente por não mostrarem o lado em que estão, morreriam com os poucos eleitores que não se encantam com a polarização e com a adrenalina que ela traz.

Por enquanto, a estratégia que sai na frente são as da esquerda com claramente mais votos, mas não chegou ao seu ponto crítico ainda, o momento de transferência dos votos de Lula para o seu candidato. Se falhar, o PT põe em risco a eleição da esquerda toda, pois, pode ter o mesmo problema da direita, de disseminação dos votos, é nisso que aposta Alckmin e companhia, que como um Fred na copa, está parado como um cone, esperando que a eleição caia em seu colo.
Impossível? Não sei!

Por isso essa eleição ainda não está decidida e por isso vale tanto à pena ficarmos de olho nos seus desdobramentos.

Até o próximo mês, já bem pertinho das eleições.

Vaga para analista de marketing

Vaga para Analista de Marketing Digital

Desejável:

– Superior completo em Marketing ou Publicidade

– Vivência anterior com gestão de plataformas digitais

– Inglês avançado

– Experiência na gestão de sites, planejamento de redes sociais, gerenciamento de leads, planejamento estratégico digital e mídia performance

Local de trabalho: Jacareí – SP

Interessados mandar CV com pretensão salarial para marketing@cherybrasil.com.br com o título da vaga no assunto do e-mail

Evento segue com bons conteúdos

Segundo dia de Secom

Ontem tivemos o segundo dia de atividades da 38ª Secom – Semana da Comunicação – promovida pelo Depto. de Comunicação Social da Universidade de Taubaté.

O período noturno abrigou a chamada “noite das palestras específicas”, na qual cada um dos cursos – jornalismo, relações públicas e publicidade e propaganda – recebe palestras com profissionais e temas de suas respectivas áreas.

Leonardo Azevedo, da Africa

O curso de publicidade receberia dois palestrantes, mas um deles, Michel Lent, teve um compromisso urgente e inadiável com um de seus clientes e acabou desfalcando a programação. O outro palestrante, Leonardo Azevedo (diretor de arte da Africa Propaganda), entretanto, compareceu e deu conta do recado com uma palestra focada em vida criativa fora das agências de propaganda.

Ele mostrou que empresas estão contratando pessoal criativo e que um novo mercado se forma em função deste movimento. Citou exemplos de ações deste tipo em empresas disruptivas como Netiflix, Spotify, Uber etc. Há nomes e configurações diferentes desta nova proposta, tais como “content house”, “in house” e outros.

O pessoal de relações públicas acompanhou a palestra de Talita Ribas, consultora de Branding e Imagem que apontou algumas tendências de mercado para os próximos anos.

Já os alunos de jornalismo participaram de um painel com os jornalistas Matheus Cobucci, produtor da ESPN e Michael Keller, repórter da TV Record. Eles falaram de pontos altos de suas carreiras e de suas principais coberturas.

 

 

Vaga para designer

O Guichê Virtual está contratando Designer Jr.

A vaga é para atuar em São José dos Campos – SP.

Envie seu currículo com o nome da vaga no assunto do e-mail para recrutamento@guichevirtual.com.br

 

Vaga para analista de marketing

Uniodonto procura um Analista de Marketing

Empresa busca publicitário com perfil criativo e que possa elaborar projetos embasados em planejamento, além de desenvolver materiais de divulgação e comunicação impressos e digitais.

Atividades a serem desenvolvidas:

· Atuar no processo de criação, negociação, produção e distribuição de todo material institucional e publicitário da empresa.

· Criar layout de peças publicitárias e executar programação visual para divulgação interna ou externa, utilizando software específico e de acordo com o briefing.

· Implementar ações internas e externas conforme o planejamento de comunicação integrada, executando ações, avaliando custos, prazos, fornecedores e peças.

· Auxiliar em eventos internos e externos, se necessário.

Exigência: Experiência em projetos de comunicação institucional e publicidade e propaganda.

Formação: Superior em Comunicação social – Publicidade e Propaganda.

Desejável: Fluência em redação publicitária, com atenção às normas ortográficas.
Horário: Segunda a sexta, das 8h às 18h
Cidade: São José dos Campos

Interessados, enviar currículo e portfólio digital para o e-mail vagas@uniodontosjc.com.br juntamente com pretensão salarial.

Benefícios:
Vale transporte
Vale refeição
Vale alimentação
* Assistência médica
* Assistência odontológica
Seguro de vida
* após período de experiência

Começou a 38ª Secom

Metamorfose

Começou na noite de ontem, 20/08, a trigésima oitava edição da já bastante tradicional Semana de Comunicação da Universidade de Taubaté, a SECOM.

O evento conta com extensa programação de palestras, oficinas e painéis e segue até a próxima sexta, dia 24/08.

Quem abriu a programação deste ano foi Leo Veri, consultor de tecnologia e inovação da Oracle. Ele trouxe uma palestra que abordou, segundo sua visão, dois pilares da transformação digital: inovação e intraempreendedorismo.

O tema escolhido pelo palestrante mostrou extrema afinidade com o tema geral do evento, “Metamorfose: transformação digital” (#saiadocasulo). Durante sua exposição ele apresentou o ciclo de conhecimento proposto pela Oracle. Quatro etapas para que você se diferencie em termos de aprendizado e conquistas. Visão, Aprendizagem, Ação e Experiência.

Leo Veri, da Oracle
Foto: Aguinaldo de Jesus

Ele abriu várias oportunidades de interação entre os alunos presentes e a Oracle e afirmou que o que era ficção científica agora é parte natural de nosso cotidiano. Ressaltou também que comunicação e criatividade são e serão elementos fundamentais dentro do mercado pós digital.

O mesmo palestrante repetiu a dose e fez a abertura também para a turma do matutino hoje pela manhã.

A 38ª Secom da Unitau segue com ótimas oportunidades de aprendizado. Confira a programação completa aqui.

Vaga de estágio em empresa

Estágio em Publicidade e Propaganda ou áreas afins

O processo entrara em andamento nas próximas semanas.

Sobre a Vaga:

Estágio 6 horas no período a ser definido ainda.
Remuneração compatível com a função + Vale Transporte.

Requisitos:

Cursando Publicidade e Propaganda, Marketing ou áreas afins

• Conhecimentos em Adobe Illustrator e Photoshop (básico)

• Conhecimentos em edição de vídeos será um diferencial

• Bom português e habilidade de lidar com pessoas nos atendimentos nas redes sociais.

• Além de entrevista, na seleção será aplicado um teste prático (nada muito complexo).

Haverá inúmeras oportunidades de trabalhar com gravação de vídeos direção e edição para o youtube.

Encaminhar currículo e portfólio para: rod.salles@greatek.com.br

Para saber mais sobre a empresa:

www.greatek.com.br

https://www.facebook.com/greatekbrasil/

Multinacional abre vaga de estágio

Estágio em marketing digital

A empresa multinacional Wahl está buscando estagiário para atuar em marketing digital.

Interessados encaminhar o currículo para lfonseca@wahlbrasil.com.br com o título “Estágio Wahl”

Caso possuir portfólio, encaminhar o link.

Vagas abertas em comunicação

Restaurante Santa Figueira busca estagiários

O restaurante Santa Figueira está precisando de dois estagiários: um de Publicidade e Propaganda e um de Relações Públicas.

Local: Santa Figueira Tremembé
Horário: seg a sex. 14h – 20h / 12h – 18h

Remuneração estágio R$600

CV e portifólio para o e-mail comunicacao@santafigueira.com.br