Estágio em mídias sociais

Vaga para Estágio em Social Media em Taubaté

É fundamental que o profissional tenha habilidade em produção de texto e que tenha habilidade para produção de conteúdos gráficos.

  • Especificar características acima no CV
  • Residir em Taubaté-SP
  • Enviar portfólio

Envie seu CV para: camila.ribeiro@interfira.com.br

Share and Enjoy !

0Shares
0 0 0

Vaga para atuar com mídias sociais

Vaga para Social Media em Taubaté

Funções:

Elaborar textos para as redes sociais, disseminar o conteúdo em comunidades e blogs relevantes, interagir com participantes nos diferentes pontos de contato, manter contato com os principais multiplicadores em redes sociais (líderes em comunidades e blogueiros), acompanhar a presença nas redes sociais (quantitativa e qualitativa), identificar o crescimento da presença.

Image by Gerd Altmann from Pixabay

Interessados clicar aqui

Share and Enjoy !

0Shares
0 0 0

Na atividade

Publicitário cria projeto solidário

O publicitário Daniel Calderaro, com cerca de 10 anos de atuação no mercado, deu um passo a frente e criou um projeto cuja finalidade é dar apoio às empresas que estão atravessando dificuldades em função da quarentena.

Ele batizou o projeto de Agência Solidária e a apresentou através de seus perfis nas redes sociais. Confira o texto escrito por Daniel e compartilhado na rede que explica a iniciativa:

“Pessoal, estava pensando por esses dias em uma forma de ajudar quem precisa a dar uma “alavancada” no seu “negócio” nessa fase difícil de quarentena!.
Com portas fechadas (ou quase fechadas), restrições de acesso, vendas, eventos, clientes, etc, etc, etc e tals… Sei que não tem sido fácil pra ninguém, em qualquer situação de negócios/produto ou serviço. Então venho aqui oferecer uma ajuda na área de comunicação, publicidade, propaganda e marketing, onde posso e consigo atuar com mais facilidade!
A ideia é bem simples: Tô chamando de AGÊNCIA SOLIDÁRIA!�Você que sente que precisa de uma ajuda aí nas redes sociais pra vender seu produto ou serviço, mas não sabe por onde começar…�Você que não faz propaganda porque acha caro demais…
Você que não consegue que seu produto/serviço chegue no seu público…�Você que tem uma ideia, mas não sabe por onde começar…�Você que conhece alguém que precisa de ajuda…
*ME CHAMA!*
Vamos conversar e juntos achar um caminho!
Minhas redes sociais estão abertas!
Sabe quanto isso vai custar?
*NADA!*
Essa foi uma forma que achei de contribuir para a melhoria da nossa vida em sociedade nesses tempos difíceis!
Sou publicitário por formação, e atuo nessa área a mais de 10 anos.
Estou trabalhando em casa nesses dias de quarentena e minha jornada de trabalho (e salário também… kkk) foi reduzida, portanto vou ter um tempinho pra gente conversar e trabalhar junto!
Amigos da comunicação (e demais áreas também) que quiserem se juntar nessa ideia da “Agência Solidária”, sejam bem vindos! @ Taubaté”.

Share and Enjoy !

0Shares
0 0 0

Estágio em Social Media

Procura-se Estagiário em Social Media (para trabalhar home office até depois que acabar a quarentena)⁣


Requisitos
⁣⁣
– Cursando Publicidade e Propaganda, Comunicação Social, Marketing ou áreas afins⁣⁣
⁣⁣
– Familiaridade com Instagram, Facebook e YouTube ⁣⁣
⁣⁣
– Ter noções de Marketing de Conteúdo e Marketing Digital⁣⁣
⁣⁣
– Ter noções de como utilizar aplicativo de agendamento de postagens (trabalhamos com Mlabs)⁣⁣
⁣⁣
– Gostar muito de escrever e querer aprender sobre Copywriting⁣⁣
⁣⁣
– Excelente conhecimento da língua portuguesa⁣⁣
⁣⁣
– Disponibilidade de 6 horas diárias de segunda a sexta em horário comercial⁣⁣
⁣⁣
Diferencial:⁣⁣
⁣⁣
– Desejável experiência com Planejamento Estratégico de Mídias Sociais⁣⁣
⁣⁣
– Desejável conhecimento em facebook/instagram ads ⁣⁣
⁣⁣
A empresa oferece treinamento completo em marketing de conteúdo, copywriting e social media. ⁣⁣
⁣⁣
Estágio remunerado. ⁣
Envio de currículo por direct ou pelo meu email pessoal: tamaramachado00@gmail.com

Share and Enjoy !

0Shares
0 0 0

Vaga de estágio em propaganda/design

Liberta abre vaga

A Liberta, agência sediada em Guaratinguetá, está com vaga aberta para quem estuda publicidade e propaganda ou design gráfico.

A vaga de estágio é em direção de arte. Envie seu currículo e sua pasta (portfólio) para o e-mail junior@agencialiberta.com

Share and Enjoy !

0Shares
0 0 0

Coluna “Discutindo a relação…”

Uma estratégia para um propósito ou um propósito para uma estratégia?

Sim, eu sei.. num primeiro momento isso lembra aquele famosíssimo slogan: “A Tostines vende mais porque tá sempre fresquinha ou tá sempre fresquinha porque vende mais?”.  Além de bom, esse slogan sempre me soou muito engraçado…

O papo aqui, entretanto, é sério. Muito sério!

Muita gente tem dado entrevista, falado em podcasts e em lives que as marcas que tiverem um propósito firme e verdadeiro se darão bem neste momento de crise. E eu concordo 100%. Super! Mas o que ninguém consegue dizer com clareza é que devemos buscar uma estratégia que gere um propósito ou se devemos ter um propósito que gere uma estratégia de marketing e comunicação?

Eu digo que fico com a segunda hipótese. E não estou apenas chutando ou dando palpite (o que também está muito em alta nos dias atuais). O que eu penso e verbalizo está apoiado (e muito bem apoiado) nas ideias de Cynthia A. Montgomery, professora da Harvard Business School e autora do ótimo livro “O Estrategista – Seja o líder de que sua empresa precisa”.

A “roda da estratégia”

Neste livro a Cynthia (desculpa a intimidade) defende que o propósito deva ser o ponto central de toda empresa de destaque em seu segmento de atuação. Ela propõe o que chama de “roda da estratégia”, um sistema de criação de valor pensado em torno do propósito e que direciona toda a estratégia da empresa. Incluindo marketing e comunicação.

Ela traz exemplos bastante práticos de empresas como Ikea, Nike, Gucci e outras, que
estabeleceram estratégias de mercado e comunicação a partir de uma forte compreensão de seu propósito.

O interessante da proposta da autora é que ela não fecha um modelo único da “roda da estratégia”. Ao contrário. Ela propõe que cada empresa e cada propósito demandem um sistema diferente de apoio e consecução da estratégia.

Então, acredito que devemos ter o propósito para depois ter uma estratégia de comunicação do mesmo. Ache seu propósito e crie sua estratégia em torno dele.

Share and Enjoy !

0Shares
0 0 0

Tok&Stok lança campanha de incentivo a pequenos artesãos

Projeto tem o objetivo de oferecer mais visibilidade e apoio aos parceiros da marca diante do atual cenário mundial

Sempre buscando incentivar a produção do artesanato local e da cultura brasileira, a Tok&Stok, diante de um cenário de incertezas, consequentes da pandemia de Covid-19, lança o projeto Origem Artesanal, uma campanha digital que contará, no Instagram da marca, a história de cinco pequenos artesãos parceiros de longa data da rede de móveis e acessórios, destacando suas trajetórias inspiradoras de vida e superação.

O movimento de valorização tem o objetivo de firmar e renovar o compromisso da Tok&Stok junto a estes produtores, além de buscar novos caminhos que possam ajudar a manter as atividades diárias desses empreendedores, para que consigam garantir a sobrevivência de seus negócios como um todo. “Neste momento, não poderíamos deixar nossos pequenos parceiros de lado e, por isso, priorizamos o recebimento e compra de suas mercadorias, entendendo o contexto do cenário atual”, conta Maurício Ferro, Head de Marketing e Comunicação da Tok&Stok.

Este estímulo ao artesanato local já existe na marca desde sua inauguração, em 1978, quando sua própria fundadora, Ghislaine Dubrule, grande apreciadora da produção manual nacional, iniciou a venda de artesanatos selecionados na loja. Hoje, o portfólio da rede conta com 187 itens de 23 pequenos artesãos de diferentes localidades do país. “A Tok&Stok sempre teve muito orgulho de ser uma empresa que, além de nascer no Brasil, valoriza nossa cultura e a produção artesanal. Ao nos aproximarmos de pequenos produtores, surgem novas oportunidades para ambos. Para nós, a de oferecer produtos autênticos, carregados de valores cultural e humano. Para o produtor, a chance de crescer, se profissionalizar e ter seu produto comercializado em alcance nacional”, completa Ferro.

A campanha Origem Artesanal pode ser acompanhada no Instagram da marca (@tokstok). A cada semana, uma nova história será publicada. Para quem quiser conhecer o trabalho de todos os artesãos parceiros da Tok&Stok, seus produtos estão disponíveis no e-commerce www.tokstok.com.br.

Fonte: Insideout PR – Natália Brandão

Share and Enjoy !

0Shares
0 0 0

Tem vaga para atuar em mídias sociais

Analista de Mídias Sociais 

A vaga é para São José dos Campos

Image by Gerd Altmann from Pixabay

Principais responsabilidades:

  • Criar conteúdo para campanhas online – e-mail marketing, banners e anúncios nos principais buscadores;
  • Identificar o público alvo da companhia para melhorar a assertividade das publicações;
  • Mapear o comportamento do consumidor para otimizar os resultados esperados;
  • Analisar a performance dos conteúdos publicados – alcance, engajamento e taxa de respostas;
  • Desenvolver conteúdo para campanhas contínuas e sazonais junto ao time de designers gráficos;
  • Atender e orientar clientes que busquem contato ou informações por meio das redes sociais;
  • Desenvolver pautas e criar conteúdo para redes sociais – LinkedIn, Facebook e Instagram – garantindo a qualidade do conteúdo, adequando ao cenário pertinente e
  • Revisar sistematicamente os textos e conteúdos publicados.

Requisitos
Ensino superior completo em áreas de Marketing, Publicidade e Propaganda, Comunicação Social e afins;
Desejável Pós Graduação e/ou especialização na área;
Conhecimentos intermediários no Pacote Office, RD Station, marketing digital, Google Analitics, Adwords e administração de plataformas de mídias digitais e
Vivência prévia com ações digitais no contexto varejista será considerado diferencial.

Interessados devem enviar o currículo para o email selecao@farmaconde.com.br

Share and Enjoy !

0Shares
0 0 0

Os fatores de comunicação e marketing que mais se destacam

Intensivão de VUCA

por Josué Brazil

Tenho ouvido, assistido e lido muita coisa sobre comunicação e marketing neste período difícil de isolamento social e luta contra a pandemia de Covid 19.

É muito conteúdo bom. Lives, podcasts, webinares, artigos e textos. Separei algumas coisas que estão aparecendo com constância e com as quais concordo.

1 – Posicionamento e/ou propósito – empresas e marcas que já tinham um propósito claro e bem definido e que o praticavam, estão em posição de vantagem. Quem adaptou ou reposicionou seu posicionamento/propósito mantendo-o verdadeiro e válido para o cenário de crise também saiu na frente e colhe e colherá frutos.

2 – Digitalização – quem já estava com os dois pés fincados no mundo digital enfrentou um pouco menos de dificuldades. Quem estava em processo de transformação digital e conseguiu acelerar de modo minimamente organizado também;

3 – Empatia – esse parece ser o item fundamental e definitivo desta crise. Praticar empatia pra valer, de verdade. Entender que na outra ponta há pessoas. Entender suas necessidades e aflições. Apoiar. Explicar. Colaborar.

4 – Customização – de tudo: serviços, produtos, distribuição, embalagem, atendimento, marketing e comunicação. Entender para atender. Dados aqui são importantes. Muito importantes. O consumidor seguirá sendo exigente depois da crise. Ele vai entender que as marcas podem e devem fazer mais.

5 – Verdade, transparência, ética – precisa mesmo explicar? Discurso falso ou atitudes contraditórias levam e levarão à rejeição.

Muitas outras coisas importantes e interessantes têm sido colocadas e discutidas. Essas, na minha modesta opinião são aquelas que se destacam. O fato é que o momento é de um repensar constante apoiado numa contínua análise de como as coisas estão se desenrolando. É um intensivão de compreensão do cenário VUCA (Volatilidade, Incerteza, Complexidade e Ambiguidade) no qual o mundo já estava inserido.

Share and Enjoy !

0Shares
0 0 0

Coluna Propaganda&Arte

Tudo vai (realmente) mudar depois da pandemia?

Ainda estamos no olho do furacão. Alguns dizem que as coisas vão piorar, outros ainda acreditam que tudo é uma conspiração, mas afinal: a propaganda e toda nossa compreensão do mercado vai realmente mudar após a covid-19?

Nós aprendemos na faculdade que a propaganda mostra aquilo que as pessoas querem, desperta desejos e nos oferece soluções, certo? E se todo o sistema que conhecemos estiver mudando, não só por uma mudança brutal da economia, mas por mudanças nas pessoas, como seres humanos? Isso pode mudar a regra do jogo e mudar DE jogo.

Eu trabalho com marketing e publicidade há mais de 10 anos e sinto que a partir de 2020, as pessoas vão começar a valorizar outros aspectos, muito além de produtos e marcas. As pesquisas de comportamento apontam a segurança como o principal atributo das marcas do futuro. Na verdade, já é do presente.

Ninguém está mais vendendo, ninguém mais quer falar de produto e com razão

Todas as campanhas que estou vendo/produzindo são ou 100% comerciais (como o serviço de delivery) ou 100% conteúdo para informar, entreter, auxiliar as pessoas. No final, as marcas estão tendo que ser mais humanas na marra. Claro, estamos revendo nossa Humanidade, nosso papel e nossa força como grupo.

Marcas globais e regionais estão buscando soluções, tanto comerciais como de comunicação. A hora da grande virada da propaganda parece que chegou, principalmente a digital. Quem está no celular nesse momento? Em casa? Todos nós (ou deveríamos). Quem está vendo mais séries do que nunca, vídeos no Youtube e canais pagos cheios de propagandas? Nós. Isso mesmo.

Image by fernando zhiminaicela from Pixabay

As agências estão revendo formas de trabalhar, os clientes delas também. Todo mundo quer entender o momento, quer superar essa fase, ver um cenário melhor. E tudo só vai melhorar quando a comunicação for eficiente. Das marcas, governos e pessoas. As mensagens de união e esperança parecem disputar espaço com as manchetes de desespero e angústia. A voz de uma marca agora não parece mais alta do que de uma pessoa. Todos têm valor, mas o que dizer nessa hora?

(Silêncio)

Desafio: pense em uma marca que está se sobressaindo nesse momento

Conseguiu pensar em alguma? Provavelmente você ficou sabendo de alguma empresa fazendo doações para hospitais, famílias, etc. Ou então ajudando de alguma forma filantrópica, mas nem todas estão divulgando. Parece que agora a propaganda percebeu que precisa ser real. Propaganda para mostrar que ajuda não pode ser mais importante que a própria ajuda. Ou seja, o marketing pensando na imagem só pela imagem não se sustenta.

Marcas mais humanas para pessoas mais humanas

Eu sei que muita coisa ainda vai acontecer e está acontecendo na vida de cada um. Estamos mais conectados, mais ligados, mais próximos e distantes. Esse dicotomia é reflexo de uma transição que já estava acontecendo e só vai acelerar daqui pra frente. Você quer se relacionar com marcas verdadeiras e com pessoas reais. Mesmo que esse contato seja virtual, pois agora, mais do que nunca, o virtual nunca foi tão real. Que esta mudança seja um ótimo motivo para nos tornarmos pessoas melhores. Assim, as marcas vão precisar acompanhar, afinal, para quem nós vendemos mesmo?

Fique seguro, cuide dos outros e se comunique melhor.

#FiqueEmCasa

Share and Enjoy !

0Shares
0 0 0