Vaga em social media

Vaga para Social Media com Experiência em Facebook ADS

Irá atuar juntamente com a equipe de marketing na criação de campanhas patrocinadas, com foco em geração de leads.

– Necessária experiência avançada em Facebook ADS.
– Necessária experiencia com métricas.
– Irá trabalhar em regime CLT com salário fixo mais bonificações por resultados.
– Local de trabalho será em Taubaté, oferecemos vale transporte para cidades vizinhas.

Enviar currículo para: helioarezo@grupova.com.br
Assunto: Social Media Taubaté

Estudo da Adobe mostra o cenário dos anúncios digitais nos EUA

Adobe Digital Insights: gerações Y e Z veem maior relevância nos anúncios em redes sociais

Também são destaques da pesquisa o contraste entre relevância de anúncios / intenção de clique e o aumento das notificações por push

O poder das redes sociais para impactar consumidores por meio de anúncios é grande – sobretudo para usuários nascidos após os anos 80. É o que mostra o estudo State Of Digital Advertising, elaborado pela Adobe Digital Insights (ADI), divisão de pesquisas da Adobe, nos Estados Unidos. De acordo com o relatório, as gerações Y e Z veem maior relevância em anúncios veiculados por meio das redes sociais, enquanto as gerações anteriores, como a X e os Baby Boomers, consideram mais importante a publicidade da TV. Anúncios em banners na internet e vídeos por streaming (como o YouTube) são os menos relevantes, de acordo com o levantamento (Figura 1).

“Hoje, com a massificação dos dispositivos móveis, os pontos de contato com consumidores foram multiplicados e as redes sociais certamente são um importante meio de interação. Naturalmente, estes meios se revelam uma grande oportunidade de conversão para as marcas e os números do ADI atestam que o conteúdo apresentado em anúncios nessas plataformas tem atendido às expectativas do público, revertendo em boa experiência”, afirma Fernando Teixeira, head de publicidade digital da Adobe para a América Latina.

De acordo com Teixeira, o estudo da Adobe chama a atenção para a importância da TV, mesmo entre o público com menos de 40 anos. “Ainda que as mídias digitais (com banners, mídias sociais e vídeos por streaming) estejam ganhando cada vez mais terreno para a entrega de boas experiências, o off-line, em especial a TV, ainda se mostra relevante para todas as gerações dentro de uma estratégia de marketing 360. Isso não elimina a necessidade de as marcas, cada vez mais, terem de evoluir em suas estratégias, antes focadas em mídia de massa, para personalização em massa, que é o caminho para entregar experiências realmente incríveis e que fidelizem o consumidor”, observa o executivo.

Figura 1- Canais mais relevantes, de acordo com diferentes gerações

O State Of Digital Advertising constata ainda que a TV – ao mesmo tempo que é definida pelo público como um canal relevante para os anúncios – claramente passa a ser contestada no que se refere à importância das publicidades veiculadas (Figura 2). Entre os entrevistados que a enxergam como uma fonte de conteúdo relevante, quando questionados sobre a mudança de relevância nos últimos tempos, mais da metade pensa que os anúncios televisivos se tornaram “menos relevantes”.

Figura 2- Mudança de relevância vs. Canais mais relevantes para anúncios

Redes sociais: o topo do funil para as varejistas

A pesquisa da Adobe também aponta que a relevância dos anúncios nas redes sociais desempenha um grande papel na atração de clientes para o setor varejista. Este tipo de mídia gera três vezes mais tráfego de não-clientes no e-commerce do que de clientes. “No funil de marketing, a atração de visitas ou geração de tráfego é o ponto de partida para construir uma jornada que resulte em consumidores fiéis e estimule um círculo virtuoso. Se as redes sociais se revelam uma grande força de atração, sabemos que elas também são importantes meios de mensuração da reputação das marcas, com consumidores que utilizam seus perfis para falar bem ou mal das suas experiências de compra. Por isso, é preciso dar importância igual a todas as etapas da jornada de compra e atenção total com todos os pontos de contato”, avalia Fernando Teixeira.

Relevância vs. Intenção de clique

De uma forma geral, grande parte do público tem a percepção de que os anúncios estão cada vez mais relevantes. A exceção é a geração com idade superior aos 71 anos (Figura 3).

Figura 3-Percepção de melhoria da qualidade dos anúncios nos últimos dois anos

No entanto, para uma considerável parcela de consumidores norte-americanos, relevância não significa intenção real de clique: entre os que clicaram sem intenção num anúncio, 35% o consideravam relevante, enquanto entre a parcela dos que se negaram a clicar, 24% notaram relevância no conteúdo (Figura 4).

“O consumidor atual é exigente. Por isso, é preciso unir as pontas entre criatividade e o uso inteligente da enorme quantidade de dados gerados por ele, bem como os múltiplos pontos de contato disponíveis, para realmente se aproximar do cliente durante a jornada de compra”, destaca o executivo.

Figura 4- Intenção de clique vs. Relevância

Notificações por push: o futuro dos anúncios?

Outra descoberta importante: em janeiro de 2018, a participação dos smartphones nas visitas online cresceu 21% em comparação há dois anos em todas as faixas etárias e indústrias. O State Of Digital Advertising feito pela Adobe mostra que os profissionais de marketing estão acompanhando esse movimento: as notificações por push aumentaram mais de 300% nos últimos nove meses, superior ao crescimento dos envios de e-mail e SMS, que se mantiveram estáveis.

“Notificações por push tem o enorme potencial de aproveitar dados e, por exemplo, tecnologias de geolocalização. São uma forma criativa de as marcas realmente evoluírem o conceito de mídia de massa para personalização em massa. Assim como qualquer anúncio, o push precisa ser assertivo e relevante para o consumidor”, ressalta Fernando Teixeira, da Adobe.

State Of Digital Advertising

O estudo da Adobe Digital Insights avaliou mais de 350 bilhões de dados agregados e anônimos da Adobe Experience Cloud, do Adobe Campaign, da Adobe Analytics Cloud e da Adobe Advertising Cloud. A ADI também entrevistou 1 mil consumidores e 250 profissionais de marketing digital nos EUA entre fevereiro e março sobre seus pontos de vista sobre publicidade digital. A pesquisa completa está disponível aqui.

Fonte: RMA Comunicação – Alisson Costa

Agência abre três vagas

Vincere quer três novos membros para seu time

Agência digital focada em comunicação política e sediada em Taubaté busca dois social media – um senior e um junior – e um criativo junior.

Confira os perfis para vaga na arte abaixo:

Vaga para social media em startup

Coletivo de Ideias faz pré-seleção

O Coletivo de Ideias está pré-selecionando para um cliente, uma startup de tecnologia em São José dos Campos/SP:

– Profissional de Social Media: experiência em campanhas digitais, análise de redes sociais.

Salário + benefícios, ambiente de trabalho muito bom e plano de carreira.

Enviar currículo/portifólio com pretensão salarial para maru@coletivodeideias.com.br

Em busca de um social media

Do-Ha quer um social media

Empresa está em busca de novas pessoas para aprimorar ainda mais sua equipe. Mande e-mail com seu portfólio.

Vaga para social media

A S+B Marketing está recrutando novos talentos

A S + B, agência de Caçapava, está com vaga de estágio aberta em Mídias Sociais

Pré-Requisitos:
– Cursando Publicidade e Propaganda, Marketing, Comunicação Social ou Jornalismo
– Desejável residir em Caçapava-SP
– Bom contato interpessoal, perfil dinâmico e extrovertido
– Excelente escrita
– Desejável experiência em mecanismos de publicação e anúncios em Mídias Sociais, como Instagram, Linkedin e Facebook

Envie seu currículo para contato@santosebrancatti.com.br

RP estagia no Grupo Solar

Aluna de sexto semestre trabalhará com mídias sociais

A aluna de relações públicas da Unitau, Luísa Barbosa Siqueira, acaba de assumir como estagiária de social media do Grupo Solar.

O Grupo Solar é dividido em três vertentes de atuação: Solar Social, Solar Music e Solar Digital. A primeira vertente faz a ponte entre aqueles que querem ajudar e as entidades/projetos sociais/instituições que precisam ser ajudados. A segunda trabalha na área musical fazendo projetos para artistas e assessorando na parte digital. A terceira e última vertente é a que faz/cuida de toda a divulgação via mídias sociais das empresas, projetos e pessoas atendidas pelo grupo.

Luísa cuidará do planejamento, postagem, mensuração e reports. Anteriormente ela havia atuado na ACI (Agência de Comunicação Integrada do Depto. de Comunicação Social da Unitau) e está atuando na ACOM, assessoria de Comunicação da Unitau, onde permanecerá apesar das novas atividades no Grupo Solar.

Vaga para atuar como designer/mídia social

Vaga para Designer Gráfico/Social Media

Experiência em:
– Corel, Photoshop e Illustrator
– Desenvolvimento de artes gráficas e web
– Gerenciamento de páginas no Facebook
– Noções de Facebook e Google ADS

Gostar de aprender e ter bom relacionamento em equipe.

De segunda a sexta, salário a combinar.

Enviar CV+Portfólio para: helioarezo@grupova.com.br