Dança das cadeiras

Dezembro começou, o ano tá quase acabando, mas a dança continua

Chegou a hora de dar aquela atualizada na movimentação de profissionais e estudantes pelo mercado de comunicação do Vale do Paraíba.

O publicitário Sidney Amora chega acaba de assumir o posto de Planejamento Estratégico na Qualicom – Diálogo Estratégico, agência localizada em Taubaté. Ele estava na Anagrama Comunicação e Eventos e lá respondia por Planejamento de Projetos, Marketing Digital, Gestão de Redes Sociais e Gestão de Conteúdo.

Já o jornalista Marcelo Costa é o novo Analista de Mídias Digitais do Santuário Nacional de Aparecida. O Marcelo também foi social media na Agência BKW Creative Results e estagiário na TV Vanguarda

E a também jornalista Ana Beatriz Corrêa chega para compor o time da Rede Vanguarda como Produtora de reportagem. Ana Beatriz estava na Rede Bandeirantes de Comunicação Vale do Paraíba onde atuava como executiva de produção.

Currículos para banco de talentos

Vanguarda recebe currículos

A Rede Vanguarda, afiliada da Rede Globo, está aceitando currículos de talentos com perfil para prospecção e desenvolvimento na área comercial.

Formação –
Superior completo

Requisitos –
CNH
Ter boa comunicação
Ser Focado em Resultados
Ser dinâmico e inovador

Os currículos poderão ser encaminhados para o e-mail: rh@vanguarda.tv – Assunto: Currículo para Área Comercial

Vagas na Rede Aparecida

São três vagas na Rede Aparecida

A Rede Aparecida de Comunicação tem três oportunidades diferentes entre estágio e efetivo. Confira nas artes abaixo os requisitos para cada uma das vagas.

Dança das cadeiras

Mais uma? Sim, mais uma!

Outubro pode ser rosa, mas está mais pra vermelho de tanta agitação no mercado de comunicação. Tivemos que soltar mais uma edição. Uma seguida da outra. Que bom!

Pelos lados da TV Câmara de Taubaté a novidade é a chegada do jornalista João Pedro Ribeiro Pena.

E da Vincere Comunicação vem a notícia de que Luiz Guilherme Brito chegou para reforçar o time criativo da agência.

Dança das cadeiras

Pra começar bem a semana! E o mês!

Segunda, primeiro de abril… Nova semana e novo mês começando. E tudo que você vai ler aqui sobre a movimentação de profissionais no nosso mercado de comunicação é a mais pura verdade.

A jornalista Amanda Liberato acaba de assumir o cargo de Gerente de Marketing na Imobiliária Jeremias Rodrigues.

Maria Vitória Gonçales é a mais nova estagiária de Relações Públicas na Central de Comunicação da Universidade de Taubaté (ACOM-Unitau).

A também jornalista Barbara Monteiro acaba de iniciar como Produtora na TV APARECIDA.

E pelos lados da Mestra Comunicação, Rafael Carvalho chega para ser o Analista de comunicação da equipe.

Coluna Branding: a alma da marca

Fora da imagem

Nesta semana, fui surpreendido com um post de uma das maiores jornalistas do Vale do Paraíba, anunciando seu desligamento da emissora líder de mercado. Em seu texto o motivo da demissão, foi que, após ser mãe vinha tendo dificuldades para voltar ao peso anterior à gravidez. A jornalista afirma que a emissora a fez sair do ar primeiramente, passando a fazer trabalhos internos até ser demitida posteriormente. A emissora nega tal motivação, mas o fato é que a jornalista que estava na emissora desde o começo da TV regional, e que ancorou boa parte desse tempo os principais telejornais, sai desta casa alegando que seu problema foi a manutenção da imagem.

Não vou entrar aqui na polêmica da injustiça do caso, até porque esta coluna e este blog não tem este propósito, mas quero chamar a atenção para a repercussão e para a questão da identidade de marca.

Desde a sua criação a emissora buscou criar uma relação de intimidade com sua audiência, foi esse o atributo que fez da emissora uma campeã em aceitação, buscou entre muitos candidatos testados, os que mais se identificavam com este povo peculiar do Vale do Paraíba. Público que mesmo tão próximo entre si é tão diferente em suas regionalidades, e que, de forma geral é enraizado a costumes e tradições, sendo até mesmo arredio aos forasteiros, mas receptivo com quem simpatiza pra tomar um café com bolo de fubá.

A personalidade da jornalista combinou em cheio com isso, ela tem na sua forma de apresentar e de se comportar, aquele jeito carismático que traduz credibilidade sem ser assim tão séria ou arrogante. Isso populariza sua aparição e conversa tipicamente com a família tradicional interiorana.

E não pense que esta característica é fácil de substituir, pois não é! A jornalista é prata da casa, vinda do vale histórico e formada na Universidade de Taubaté, iniciou em uma TV local na mesma cidade em que estudou, e desde lá já demonstrava essa “pegada” própria de fazer seu jornalismo do interior. Não é à toa que seu sucesso se manteve regionalizado mesmo quando alguns de seus colegas com menos tempo de casa ascenderam ao âmbito nacional.

Ou seja, a jornalista foi perfeita para o posicionamento da emissora que tinha na sua pessoa aquela que era sempre recebida para o café da tarde.

Se julgarmos a repercussão nas mídias sociais, me parece que ao ser demitida ela leva consigo a intimidade que trouxe à marca da emissora. Portanto, uma perda significativa para a imagem de marca da TV, isso sem contar que sua demissão por qualquer que seja o motivo, já gerou reações negativa à imagem da emissora. Se for realmente pela motivação dita pela jornalista, não valeu a pena a demissão, pois a imagem dela aqui fora gera mais ” “buzz” negativo do que ela gordinha na TV.

Temos que levar em consideração também o momento. Sabemos que a mídia televisiva vem perdendo espaço para o streaming, e que o jornalismo online já é realidade, portanto, não é difícil imaginar que sabendo conduzir, a jornalista pode oferecer não só uma perda de intimidade à emissora, mas uma concorrência on-line para o seu jornalismo.

Essa situação deu a ela a oportunidade de construir seu próprio canal de comunicação fidelizando os telespectadores da emissora, pois, um simples twitter dela será seguido por milhares de pessoas no vale do paraíba e pode gerar grande repercussão, como podemos ver por sua postagem de Facebook.

Um caso similar é o do jornalista Paulo Henrique Amorim, que ao sair da maior emissora do país construiu seu próprio caminho jornalístico e conta com mais de 820 mil inscritos em seu canal de YouTube, se posicionamento contrário a antiga emissora.

Dessa forma, se é verdade que a demissão da jornalista foi por uma questão de imagem, está na hora da emissora repensar seus conceitos, pois, neste caso quem ficou com a imagem fora dos padrões da sociedade!? Opinem!

“Guia da Facu” estreia neste sábado na tela da Band

Programa vai mostrar a realidade dos jovens e da educação no Brasil

A Band estreia neste sábado (12), ao meio-dia, o programa Guia da Facu. Apresentada por Bia Bauer, Marcello Palermo e Isa Dornelles, a atração será uma importante fonte de informação para jovens e pais que acreditam que a educação universitária é uma ferramenta imprescindível para uma vida melhor.

A apresentadora Bia Bauer

Com participação de convidados especiais como o cartunista Mauricio de Sousa e o reitor do Centro Universitário Belas Artes, Paulo Cardim, o Guia da Facu vai mostrar a realidade dos jovens e da educação no Brasil, levando conhecimento para o público que busca saber mais sobre o mercado de educação e de trabalho. E esse público é imenso: por ano, mais de 2 milhões de estudantes brasileiros ingressam em faculdades; em 2018, mais de 6 milhões de estudantes prestaram ENEM.

O programa vai ajudar os jovens a tirar dúvidas sobre em qual curso se matricular, como escolher a melhor universidade e como ter acesso a bolsas de estudo – oportunidade bem-vinda em um país onde o fator financeiro é apontado como principal obstáculo ao acesso ao ensino superior. Através de parceria com a empresa Quero Bolsa, o site do programa disponibilizará para aquisição dos interessados 1,5 milhão de bolsas de estudo para o primeiro semestre de 2019 em 1.300 instituições de ensino em todo o país. O público também conhecerá lindas histórias de alunos e de professores que foram construídas através da educação.

Na edição de estreia, o Guia da Facu abordará o valor da educação e como ela pode mudar a vida das pessoas.

Guia da Facu será exibido todo sábado, às 12h, na tela da Band. Após a exibição na TV, a atração continua por uma hora, ao vivo, neste site.

Fonte: Comunicação Band – André Rizzatto

Novo filme da campanha de verão

Itaipava estreia segundo filme da campanha de verão

Para dar continuidade a campanha antecipada de verão, a cerveja Itaipava lança mais um filme com participação especial de Lulu Santos. Novamente, Lulu Santos divide o microfone com a Verão, Aline Riscado. O roteiro faz trocadilhos entre as situações corriqueiras do trabalho e objetos de praia, como mesas de reuniões com coolers de cerveja.

Com nova assinatura “Itaipava, cerveja 100% Verão”, a campanha foi desenvolvida em parceria com a Y&R e consagra a Itaipava como a cerveja do Verão. Os filmes apresentam situações do dia-a-dia pela lente do verão, sempre acompanhada de uma música exclusiva com o Lulu Santos. O planejamento inclui, além de veiculação nacional, desdobramento nas mídias sociais, rádio e mídia out of home.

Filmado em clima descontraído, a equipe contou com mais de 300 profissionais, incluindo diretores, cinegrafistas, atores e figurantes. A direção dos filmes é de Carlão Bussato, com criação de Celso Alfieri.

FICHA TÉCNICA

Cliente: CERVEJARIA PETROPOLIS S.A.

Produto: Itaipava

Títulos: Boas Vindas, Trabalho, Stress, Calor e Despedida

Duração: 60” e 30”

VP de criação: Rafael Pitanguy

Dir. Criação: Celso Alfieri e Beto Rogoski

Criação: Celso Alfieri, Beto Rogoski, Rafael Campello

Atendimento: Leonardo Balbi, Renata Colombo, Isabella Dell’Antonia, Larissa Geres, Marina Roge e Stephanie Humel.

Cliente: Giulia Faria, Eliana Cassandre, Naiara Brugneroto, Vanessa Sbrana, Camila Felippe e Jaqueline Ribeiro.

Planejamento: Paulo Vita e Filipe Leonardos.

Mídia: Gláucia Montanha, Patrícia Russo, Renan Soares, Bruna Morales, Juliane Calixto e Bruno Marangoni.

RTV: Nicole Godoy |Camila Naito| Izabel Soares |Anderson Rocha |Mariana Marinho|Cléo Gonçalves| |Mayara Araújo | Jay Leonel

Produtora: Hungry Man

Diretor: Carlão Busato

Managing Partner: Alex Mehedff

Diretor Executivo de Criativo: Fabio Pinheiro

Diretora Executiva: Renata Correa

Produtor Executivo: Rodrigo Castello

Line Producer: Mariana Barbiellini e Julia Padovan

Assistente Executiva: Íris Gil

Diretor de Fotografia: João Padua

Diretor de Arte: Patricia Pereira

Head of Production: Fernanda Laignier

Diretora de Produção: Rose Soares

Supervisor de Pós-Produção: Rodrigo Oliveira

Pós-Produção: Warriors

Finalizador: Thiago Marra

Montador: Ivan Kanter Goldman / Beto Araujo / Kaue Kabrera – AMC Rebecca

Color Grading: Marla Color Grading

Produtora de som: A9 Áudio

Produtor de som: Equipe A9

Atendimento: Guta Lima e Renata Schincariol

Locutor: Aline Riscado

Fonte: AC Comunicação – Thidila Salim

O futuro da TV Conectada

TV, TE VI: o futuro é conectado

Por Rafael Pallarés, General Manager da Telaria no Brasil*

Fico pensando sobre Assis Chateaubriand em 1950, quando fundou o primeiro canal televisivo no Brasil, a TV Tupi. Por muitas décadas o princípio “dessa televisão” era ser um receptor, ou seja, uma caixa que transmite conteúdo vindo de outros lugares. Depois de alguns anos, os nossos hábitos de audiência evoluíram, principalmente depois do advento do cabo nos anos 1970. Esse progresso não parou, lembro que passamos por alguns formatos, até chegar nos modelos de distribuição de streaming e over-the-top (OTT, qualquer app ou website que entrega conteúdo em streaming via internet), que também é conhecido por um termo genérico para descrever o que a TV se tornou: TV avançada, que representa a convergência da TV tradicional com o streaming de vídeo fornecido por plataformas OTT e TVs conectadas.

Foto: Pixabay

Essa evolução é tão evidente que o consumo de televisão com hora marcada está morto! Isso mesmo, morto, pelo menos entre Millennials (nascidos após 2000) e a GenZ (os nativos digitais nascidos em meados da década de 90), que em alguns poucos anos vão comandar o mercado de consumo. Os jovens de 18 a 34 anos já dedicam 24% do tempo de consumo de TV nos Estados Unidos a TVs conectadas, em comparação a 10% entre toda a população adulta, de acordo com estudo recente da Nielsen. Eles esperam assistir o que eles querem, quando eles querem e da forma que eles querem. Isso mesmo, estamos falando de streaming, de VOD (vídeo por demanda).

E essa mudança de comportamento está recriando a indústria de mídia, produzindo novos modelos de negócio. A Netflix, com seu investimento de US$ 8 bilhões, é o exemplo mais proeminente, mas há outras dezenas de bilhões sendo investidos em produção de conteúdo para streaming por empresas como Hulu, Amazon e Apple, além de fusões multibilionárias, derretendo e recriando modelos que nascem da intersecção de mídia, ad tech e telco a se sucederem. Disney e Fox, AT&T e Warner Media são casos recentes, e a evolução da Roku, de um hardware para o consumo de vídeo para um ecossistema de conteúdo, distribuição e publicidade segmentada é outro exemplo da transformação pela qual a indústria está passando.

No Brasil, que tem enorme tradição com TV, a tendência não é diferente. E mais, a receptividade a anúncios nos torna um mercado de alto potencial para um futuro AVOD (ad-based video on demand). Um estudo recente da Telaria com painéis em cinco países, incluindo o Brasil, mostra que somos o mercado que mais bem aceita a publicidade como uma troca para acessar conteúdo de qualidade. A única coisa que não dá para esquecer é que Millennials e GenZ toleram – até gostam da publicidade e a tratam como Conteúdo – mas desde que ela seja relevante e altamente personalizada. O que é boa notícia, pois as TVs conectadas reúnem o melhor dos dois mundos, a experiência lean back de consumo de vídeo associada às possibilidades de segmentação do ambiente digital, com 100% de viewability e 95% de completion rate (taxa de conclusão de vídeo), já que é non-skippable.

Imagem: Pixabay

Então, quem diria, a TV está mais viva que nunca. O que muda é a forma de ver. O OTT cresceu 200% em audiência no mundo nos últimos três anos, e muitos produtores de conteúdo premium estão surfando a onda. No Brasil, onde TV linear, tradicional, tem qualidade e um alcance gigantesco ainda há muito espaço para convívio amigável entre o que foi e o que será.

Mas o ambiente para o streaming já existe, e as oportunidades para os produtores de conteúdo de conquistar audiências e para as marcas de conversar com seus públicos já está aí. E você, não vai aproveitar essa oportunidade? Recomendo você dar o play, não perca tempo.

*Rafael Pallarés, General Manager da Telaria no Brasil, é especialista em Ad-tech, Marketing e Mídia com foco em publicidade programática, streaming de vídeo e TVs Conectadas.

Nova sede no Vale

Record TV Vale inaugura nova sede e amplia operações no Vale do Paraíba

Presente em 39 cidades, a Record TV Vale fortalece sua operação e inaugura em São José dos Campos a nova sede da emissora, reafirmando o seu compromisso com a comunidade do Vale do Paraíba, Litoral Norte e Serra da Mantiqueira. Os investimentos da ordem de 3 milhões de reais possibilitaram, além do novo espaço, a aquisição de novos equipamentos e a implantação do sinal digital nestas cidades.

Já em operação na região desde 2009 por meio da atuação comercial e de equipes de reportagem para a cobertura jornalística, a Record TV Vale segue para um espaço amplo e moderno, localizado no edifício Hyde Park do Jardim Aquárius, em São José dos Campos, e foi projetado para que todos os departamentos trabalhem de forma integrada. A redação ganhou uma roupagem em formato “News Room”, integrando estúdio e jornalismo.

“Este é um momento de expansão, quando a Record TV Vale consolida um projeto iniciado há anos, o qual sempre projetamos incrementar ainda mais conteúdo regional de qualidade e possibilidades ao mercado joseense, do Vale e Litoral Norte. A hora chegou e quem ganha são os telespectadores, os anunciantes e o mercado publicitário”, conta Mário Toledo, Diretor Comercial da Record TV Vale.

João Batista Rodrigues, Diretor Executivo da Record TV Litoral, acrescenta que esta decisão representa um salto para a renovação da emissora. “São José dos Campos tem em seu DNA muito empreendedorismo e inovação, que vem de encontro também com o momento vivido pela Record TV Vale. Por este motivo, escolhemos esta macroregião para a ativação de um novo ciclo da emissora na região”, conta.

“Reinventar é a nossa marca e somos entusiastas para que este crescimento sustentável traga também benefícios, geração de negócios e novos empreendimentos para todos”, declara Marcelo Dantas, Diretor Administrativo da Record TV Vale.

Com 65 anos de atuação na TV brasileira, a Record TV é a segunda rede mais assistida de todo o país. Oferece uma programação de qualidade em seu conteúdo de entretenimento, como também um jornalismo imparcial e comprometido pela busca incansável pela verdade. Em São José dos Campos, Vale do Paraíba e Litoral Norte, a regional já atua desde 2009 retratando o desenvolvimento sócio econômico da região e desta vez mais integrada irá contribuir ainda mais para a expansão de toda a região.

Fonte: Agência Cápsula – Cimey Gadelha