Reabertura do Shopping Pátio Pinda acontece nesta quarta-feira (3 de junho)

Diversas medidas de proteção à saúde serão intensificadas

O Shopping Pátio Pinda reabre suas operações ao público a partir desta quarta-feira, 3 de junho. Seguindo orientações de órgãos públicos e decretos governamentais, o empreendimento terá retomada gradual e funcionará temporariamente em horário reduzido, de segunda a sexta, das 14h às 20h.

O centro de compras e lazer também intensificará todas as medidas de proteção à saúde, incluindo higienização reforçada e aferição de temperatura. “Pensando em garantir a segurança dos nossos clientes e colaboradores, nosso plano de reabertura inclui medidas que contribuem para o retorno das operações de forma consciente e segura”, reforça o Gerente Geral do Shopping Pátio Pinda, Mauro Fontes.

Confira todas as ações adotadas pelo Shopping Pátio Pinda:

– Obrigatoriedade de máscara por colaboradores e clientes;
– Aferição de temperatura corporal na entrada;
– Disponibilização de álcool em gel 70% nas cancelas, entradas e demais áreas do shopping;
– Higienização constante de todos os locais de uso comum, como banheiros e corrimãos;
– Lotação máxima definida a um cliente a cada 15m²;
– Sinalização com a quantidade máxima de pessoas por loja;
– Demarcação no piso com o distanciamento seguro;
– Orientações reforçadas junto aos lojistas e colaboradores sobre os cuidados necessários na prevenção;
– Operações de alimentação com funcionamento exclusivo pelos sistemas de “delivery” e “drive-thru”;
– Operações de beleza e estética com atendimento apenas com horário agendado;
– Demais operações também continuam com os sistemas de “delivery” e “drive-thru” como opção de compras, podendo o cliente solicitar e retirar na área de embarque e desembarque da portaria da Americanas;
– Atividades e espaços de lazer, como parques infantis e cinema permanecem fechados.

Fonte: Communicare

Share and Enjoy !

0Shares
0 0 0

Kit para ajudar na retomada

ACIT oferece kit para auxiliar a retomada das atividades do comércio

A Associação Comercial e Industrial de Taubaté (ACIT) iniciou na manhã dessa segunda-feira, 01 de junho, uma ação de entrega de kits em empresas associadas para auxiliar no processo de retomada na economia e do atendimento ao público de forma presencial. O material está sendo distribuído em estabelecimentos do centro da cidade e bairros como Vila São Geraldo, Estiva, Independência, Belém e Gurilandia.

O kit é composto por máscaras descartáveis, cartilha de orientação com as dicas para segurança, tanto para os funcionários quanto para os clientes, e adesivos da campanha “Use máscara”, item obrigatório para quem sai de casa. Além disso, estão sendo disponibilizados cartazes de orientação para serem afixados em locais visíveis com as regras para acesso às lojas.

As máscaras estão sendo distribuídas para auxiliar os comerciantes no atendimento de um possível cliente que chegue sem o item de segurança obrigatório, assim ele pode oferecer o equipamento, de forma que diminua o risco de contaminação entre as pessoas presentes naquele ambiente.

Para uso dos funcionários, a ACIT lançou uma campanha em que sugere a utilização de máscaras coloridas. A recomendação das organizações de saúde é que as máscaras sejam trocadas a cada 2 horas para ter eficácia. Sendo assim, a ACIT incentiva a ideia de que elas sejam de cores variadas facilitando a identificação, uma vez que a cor única não permite saber se foi realizada a troca e higienização correta. Por exemplo, das 8h às 10h devem usar a cor azul, das 10h às 12h a amarela, e assim por diante. O ideal é que a empresa, ao adotar essa medida, disponibilize a escala das cores para conhecimento dos funcionários e tranquilidade dos clientes. A ACIT aderiu à essa ideia e seus colaboradores receberam máscaras coloridas para serem utilizadas durante o expediente.

Nesse momento de reabertura das empresas, a comunicação é fundamental para orientar e educar as pessoas sobre os comportamentos seguros. Explicar e deixar bem claro para toda a equipe os procedimentos, regras e as mudanças no que diz respeito às medidas sanitárias, no atendimento aos clientes e demais práticas de convivências deverão fazer parte da rotina nesse momento de reabertura.

A Associação não tem medido esforços para que toda essa situação imposta pela pandemia decorrente do Coronavírus tenha o menor impacto, tanto econômico quanto de vidas, e continua em defesa dos associados e da classe empresarial, divulgando as medidas e ações realizadas, com clareza e transparência. Todo material das campanhas desenvolvidos pela ACIT e os documentos, cartilhas de orientação e campo de dúvidas jurídicas, estão disponíveis no site www.acitaubate.com.br.

Fonte: Assessoria de Imprensa – Bruna Abifadel

Share and Enjoy !

0Shares
0 0 0

Via Vale também reabre hoje

Via Vale Garden Shopping reabre nesta segunda (01) em segurança para receber clientes

A partir do dia 1 de junho, clientes da região poderão voltar a visitar as lojas do Via Vale Garden Shopping em segurança. A retomada das atividades no mall está baseada na permissão anunciada nesta semana pelo Governo do Estado que classificou a região como ‘Fase 2’ no plano de retomada das atividades pós-quarentena. O Shoppingfuncionará de segunda a sexta-feira, das 12h às 20h.

A administração elaborou um planejamento baseado nas diretrizes da Abrasce (Associação Brasileira de Shopping Centers) bem como no Decreto municipal n°14.738 publicado em 29 de maio de 2020 pela prefeitura da cidade, cumprindo protocolos de segurança estabelecidos.

Quem passar pelo Garden nos próximos dias encontrará mudanças importantes de prevenção em combate ao Covid-19, entre elas, já na entrada do shopping, os clientes terão que aferir a temperatura corporal e respeitar o uso obrigatório de máscara. A entrada dos clientes será limitada para que o empreendimento garanta o máximo de 40% de circulação, exigidos no decreto. Além disso, haverá uma portaria reservada apenas para entrada e, outra apenas para saída, evitando assim a aglomeração de pessoas.

Entre outras medidas estão a disponibilização de álcool 70% em diversos pontos do Shopping, sinalização de distanciamento de dois metros entre as pessoas, reforço na higienização de banheiros, corrimão e locais de uso comum e suspensão dos empréstimos de carrinhos e fraldário. Importante mudança também no estacionamento que passa a ser gratuito por tempo indeterminado e as vagas disponíveis serão reduzidas em 60% para garantir o controle do fluxo de pessoas.

Vale lembrar que operações como Cinema, parquinhos e eventos seguem suspensos temporariamente. A Praça de Alimentação estará disponível apenas para pedidos delivery e drive-thru. “Toda a nossa equipe está empenhada para que a volta das atividades, ainda que parcial e com restrições, seja o mais tranquila possível. Sabemos da importância do empreendimento para a cidade e do quanto clientes e lojistas estão ansiosos para o reencontro. Estamos otimistas e tomando todos os devidos cuidados de prevenção”, destaca Stefano Mattioli, Superintendente do Shopping.

Share and Enjoy !

0Shares
0 0 0

Reabertura dos shoppings na segunda feira

Taubaté Shopping e Shopping Colinas falam da reabertura

Dois importantes shoppings da região comunicaram oficialmente sua reabertura a partir desta segunda próxima, dia 01/06. Vejam o que os dois shoppings tem a dizer sobre a retomada.

Taubaté Shopping reabre em 1º de junho

Centro de compras e lazer segue em linha com os decretos estadual e municipal e adota diversas ações, como horários reduzidos, aferição de temperatura, cuidados reforçados com a higienização e controle para evitar aglomerações

O Taubaté Shopping reabre ao público a partir desta segunda-feira, dia 1º de junho, seguindo orientações de órgãos públicos e decretos governamentais, bem como as recomendações dos órgãos nacionais e internacionais de saúde. O empreendimento funcionará temporariamente em horário reduzido, de segunda a sexta, das 12hs às 20hs; já os estabelecimentos de alimentação seguem funcionando exclusivamente no sistema “drive-thru” e “delivery”.

Para garantia da segurança à saúde de todos os visitantes, o centro de compras e lazer adotou diversas medidas de controle, alinhadas às recomendações do decreto municipal. “Trabalhamos intensamente em um plano para essa reabertura e estamos adotando práticas que visam a essa retomada consciente do funcionamento dos setores econômicos”, destaca a Gerente Geral do Taubaté Shopping, Ana Cristina Ribeiro.

Veja a lista de ações adotadas pelo Taubaté Shopping para a fase de reabertura:

– Cuidados redobrados com a higienização e desinfecção rotineira de todas as áreas do empreendimento;
– Eventos e atividades que possam gerar aglomeração permanecem suspensas; por isso, seguem fechadas áreas de lazer, de jogos, de boliche, parques infantis e o cinema;
– Os estabelecimentos de alimentação seguem funcionando exclusivamente no sistema “drive-thru” e “delivery”;
– Incremento de mais pontos de álcool em gel a 70% para utilização dos clientes e dos funcionários do local;
– Sinalizações internas reforçadas, como a demarcação de espaço para filas;
– Orientações reforçadas junto aos lojistas e funcionários quanto aos cuidados na prevenção;
– Redução dos acessos de entrada ao empreendimento;
– Obrigatoriedade do uso de máscaras por funcionários e clientes;
– Displays com indicação e orientação em relação ao respeito ao distanciamento e às boas práticas de higiene.

Fonte: Communicare – Giovanni Romão

Sobre a reabertura do Colinas Shopping

Com base nos decretos do governo estadual e da Prefeitura de São José dos Campos, publicados na quarta-feira (27) e quinta-feira (28), respectivamente, autorizando a reabertura de shopping centers e outros setores, o Colinas Shopping informa que retomará as atividades a partir da próxima segunda-feira (1º de junho).

A reabertura irá seguir todas as normas e diretrizes especificadas pelas autoridades, com medidas extras de proteção à saúde que serão adotadas pelo Colinas Shopping.

O Colinas já se preparou para que a reabertura e as atividades sejam organizadas priorizando a segurança e a saúde dos clientes e colaboradores, baseando-se também no protocolo de operações da Abrasce (Associação Brasileira de Shopping Centers), além dos decretos estadual e municipal.

Entre as ações adicionais, estão medidas como controle de entrada e saída – por portas diferentes –, aferição de temperatura e uso de tapetes antibacterianos, entre outras.

Além disso, o Colinas Shopping já mantém torneiras, papeleiras e dispensers de sabão e álcool em gel automatizados. No estacionamento, o plano adotado prevê a utilização de vagas alternadas, mantendo uma distância segura entre os automóveis.

As praças de alimentação permanecem fechadas, pois o atendimento no balcão dos estabelecimentos está proibido. As operações de alimentação continuam por meio do sistema drive-thru e delivery.

Todas as iniciativas também serão comunicadas aos clientes, a partir de uma campanha de comunicação visual no shopping e nas redes sociais do Colinas, com foco em orientações úteis para prevenção individual, visando a garantia da saúde de todos.

O Colinas Shopping reforça que seguirá todas as determinações dos órgãos governamentais. Neste momento de reabertura, salões de beleza, academia, cinema, teatro, espaço kids, bares e restaurantes permanecem fechados. O shopping também não promoverá atividades promocionais ou campanhas que possam causar aglomerações.

O funcionamento do shopping será de segunda a sexta, das 12h às 20h.

Fonte: CABANA – Alexia Silva

Share and Enjoy !

0Shares
0 0 0

Corona vírus e as campanhas e ações de marketing

Campanhas de marketing em tempos de Coronavírus

por Doug Kimball, Vice-Presidente Global de Indústria e Estratégia de Soluções da Stibo Systems

As vendas digitais deverão ter um crescimento expressivo no Brasil nos próximos meses por causa do coronavírus. Entre os diversos motivos para o crescimento do comércio eletrônico, a segurança pessoal e a conveniência são, sem dúvida, fatores-chave para entendermos o motivo da expansão das compras por meio dispositivos móveis e o aumento de pedidos em serviços do tipo “clique e colete”, em que os consumidores compram on-line e depois retiram suas compras nas lojas. Se é fácil entender qual a razão por trás do aumento das vendas digitais, melhor ainda é perceber como essa expansão pode ser útil para a construção de estratégias de marketing mais assertivas em períodos sazonais ou em crises, como a que vivemos atualmente.

Doug Kimball – VP Global Stibo Systems

O benefício de se ter mais consumidores fazendo compras on-line é que, em teoria, cada interação digital deverá gerar mais informações sobre suas preferências. No entanto, a realidade é bem diferente disso, basicamente por um motivo: a complexidade de se enxergar os dados guardados em silos completamente desconectados e subutilizados.

É por isso que mais profissionais de marketing estão recorrendo às soluções de gerenciamento de dados mestres (MDM – Master Data Management, em inglês) para centralizar, limpar, validar e enriquecer as informações armazenadas em vários sistemas e aplicativos em toda a empresa.

Esses profissionais estão recorrendo a essas soluções por diversos fatores, mas o principal é que as plataformas de MDM ajudam a garantir que estão criando campanhas e segmentações de maneira assertiva, com base em dados reais e nos quais podem confiar. A análise avançada dessas informações, de forma prática, pode ser usada para obter insights sobre clientes, locais de lojas, inventário e muito mais, dando aos varejistas uma vantagem poderosa.

Com uma base de dados confiável no centro de suas iniciativas, os profissionais de marketing obterão mais ROI dos sistemas que usam – do marketing à linha de produção, passando pela infraestrutura de TI mais básica. Além disso, evitam ineficiências devido a dados inutilizáveis ​​ou imprecisos, o que resulta em desperdício de tempo e dinheiro na análise de correspondências duplicadas.

Além de ajudar a gerar um ambiente mais eficiente do ponto de vista produtivo, a criação de dados acionáveis ​​mais precisos, completos e atualizados também servirá de base para o desenvolvimento de uma estratégia de marketing impactante. Isso porque o MDM permitirá a visão completa e única dos movimentos dos consumidores, a personalização real das campanhas de marketing e o aprimoramento da experiência dos clientes.

Image by Gerd Altmann from Pixabay

Por exemplo: a partir de uma solução de gerenciamento de dados mestres, sua empresa estará apta a vincular as informações de contato dos consumidores com seus comportamentos e preferências de compra, além de analisar compras recorrentes para obter informações sobre outros grupos de consumo. Ou seja, estamos falando de uma visão holística dos clientes, enfatizando o que, de fato, é importante para sua estratégia de negócios.

Como resultado, é mais fácil segmentar as campanhas e promoções com base no público-alvo, criando uma abordagem mais personalizada. Vale dizer, porém, que além de pensar em como personalizar campanhas usando os dados dos consumidores, o MDM também oferece a chance de visualizar a performance real de cada campanha – avaliando em detalhes todos os pontos.

Outra oportunidade aberta por essas soluções é a capacidade de aproveitar os dados para aprimorar suas iniciativas de experiência dos clientes, seja fornecendo recomendações personalizadas de produtos – com base no histórico de navegação de um mesmo comprador ou garantindo que seu site de comércio eletrônico seja otimizado para dispositivos móveis. Isso significa que as companhias podem criar experiências relevantes e que não apenas atraem consumidores, mas também gerando fidelização. Estudos de mercado indicam que 84% dos clientes dizem que a experiência que uma empresa oferece é tão importante quanto seus produtos e serviços, reforçando a importância de melhorar a jornada de compra.

Ao reforçar o marketing on-line com dados acionáveis ​​e precisos com sistemas inteligentes, as empresas aumentam sua eficácia de marketing e economizam dinheiro, além de melhorar o ROI. Com uma melhor compreensão de seus clientes e mais confiança nos dados, as organizações podem fornecer produtos e serviços mais personalizados e em modelos mais adequados, mesmo em época de crise ou de sazonalidade. A tecnologia é a chave para aprimorar a comunicação e o suporte aos clientes, resultando em melhores experiências – e maior receita. Em tempos de COVID-19, as empresas não podem perder as oportunidades para conhecerem melhor seus clientes e venderem mais via canais eletrônicos, garantindo, assim, a sobrevivência de seus negócios.

Fonte: Planin – Hellen Sant’ Anna

Share and Enjoy !

0Shares
0 0 0

Drive Thru na quarentena

Shopping Pátio Pinda realiza vendas por Drive Thru na quarentena

O Shopping Pátio Pinda iniciou vendas por sistema Drive Thru. Desde o início desta semana, quando houve a liberação da Prefeitura de Pindamonhangaba para vendas neste segmento, o empreendimento oferece a modalidade como opção de compras aos clientes.

Agora, os pedidos podem ser feitos pelos canais de vendas on-line, como sites, WhatsApp e/ou telefone, e retirados no estacionamento do shopping, na área de embarque/desembarque da portaria localizada próxima à Drogaria São Paulo.

São mais de 30 opções de compras nos mais variados segmentos, como alimentação, acessórios, artigos eletrônicos, perfumaria e cosméticos, livraria, ótica, joias e sem joias, vestuário adulto e infantil, e caçados. Para facilitar ainda mais o acesso dos clientes à lista de operações em funcionamento, o Shopping disponibilizou o número de WhatsApp exclusivo. Basta enviar um “Oi” para o número 12-99172-3350 para conferir as opções de delivery e drive thru.

Também foi criada uma Vitrine Virtual de vendas no site do shopping (https://patiopinda.com.br/vitrine.asp), onde o cliente tem acesso a promoções exclusivas de produtos, com canal direto do lojista para efetivação da compra.

Segundo a responsável pelo departamento de Marketing do Pátio Pinda, Leila Diniz, o objetivo é garantir que o cliente tenha facilidade e segurança na hora da compra, em especial, neste momento de pandemia.

“Os clientes estão buscando novas formas de consumir neste momento e, para atendê-los, estamos inovando em estratégia de vendas. Todas as opções criadas, Vitrine Virtual, Delivery e agora o Drive Thru, vão ao encontro da necessidade atual da população. Nosso objetivo é tornar o momento de compra seguro e prático”, destacou.

As entregas e pagamentos dos produtos são concretizadas de dentro dos veículos para evitar aglomerações. Além disso, para vendas no sistema Drive Thru, os lojistas seguem uma série de medidas de segurança e recomendações da Vigilância Sanitária, como utilização de máscaras, higienização frequente das máquinas de cartão com álcool gel 70%, e entrega de produtos bem embalados.

Fonte: Communicare Assessoria

Share and Enjoy !

0Shares
0 0 0

CX: lições da pandemia para melhorar a experiência do cliente

Com a continuação do distanciamento social e a dependência maior do e-commerce em detrimento dos pontos físicos, experiência se torna essencial

É possível dizer que a pandemia da COVID-19 terá consequências para atuação das marcas mesmo depois que o vírus for controlado. Primeiramente, fica visível a importância de um propósito maior do que apenas vender, com empresas em todo o mundo se solidarizando com as vidas dos seus colaboradores e consumidores. E por último, a necessidade de uma presença digital forte, por meio de conteúdo e um e-commerce preparado.

Mas depois que muitas empresas tentaram melhorar sua estrutura – ou mesmo “correr atrás do prejuízo”, um novo desafio surge: o da experiência. Em época de distanciamento social, com lojas fechadas e menos viagens aos varejistas, e uma vez que as emoções são mais do que nunca responsáveis ​​por gerar as melhores experiências e satisfação do consumidor, o que as marcas devem fazer?

“Para qualquer estratégia de experiência do cliente, há três desafios: primeiro, projetar as jornadas; depois, absorver os dados entre esses pontos e, no final, elaborar uma estratégia entre esses pilares de contatos principais, sempre seguindo o objetivo da marca”, afirma Daniel Machado, diretor de CX da Kantar para a América Latina. “Uma experiência bem pensada fornece resultados de curto e longo prazo para qualquer empresa.”

Em tempos de emoções e preocupações fortes, torna-se ainda mais vital colocar o consumidor no centro. De acordo com os estudos que realizamos com a Kantar os clientes preferem até 10 vezes mais a uma marca quando percebem que ela é centrada no cliente e as chances de recomendar essa marca para as pessoas próximas são dobradas.

Para Machado é preciso analisar a experiência em três níveis: na sua indústria; no commerce (dos varejistas, empresas digitais e mesmo da indústria) e entre seus colaboradores.

Repensando seu mercado

Com a pandemia, muitas marcas precisaram repensar o jeito tradicional como faziam seus negócios. A jornada do cliente muda completamente quando lojas estão fechadas e pessoas estão se isolando. O desafio, então, se torna entender as novas jornadas e pontos de contatos das pessoas e como se inserir nelas – ou mesmo ajudar a criar novas jornadas.

Isso pode significar criar conteúdos e interações novas, assim como novas parcerias para driblar todos os desafios criados pela crise do coronavírus.

O uso da tecnologia de forma humanizada

A pandemia tornou-se um período para compradores digitais de primeira viagem, além de ter proporcionado um crescimento no e-commerce como um todo.

E apesar de 47% dos brasileiros acharem que a compra no digital é mais satisfatória que a física, segundo a onda mais recente do nosso Barômetro COVID-19, ainda há muito o que fazer em termos de experiência. Com a progressão da pandemia, tempo e dinheiro perdem relevância para a conveniência e energia gasta no processo de compra digital. “Os e-commerces ainda são complexos para a maioria das pessoas. Trabalhar fluidez é fundamental”, diz Machado.

Para o especialista, no caso do e-commerce é preciso tomar três importantes passos:

1 – Melhorar ainda mais o que é positivo;
2 – Entender as dores dos compradores de primeira viagem;
3 – Tentar transpor pontos positivos da experiência física para o digital.

O bem-estar em primeiro lugar

O ponto final de uma boa estratégia de CX é garantir uma boa experiência interna, para os colaboradores da empresa. Sob uma crise como a atual, saber o que os funcionários sentem, pensam e como estão lidando com a situação é vital para as empresas. Segundo nosso Barômetro COVID-19, 83% dos brasileiros esperam que essas companhias se preocupem com a saúde de seus colaboradores; 65% esperam que elas flexibilizem o modelo de trabalho.

Modelo de trabalho, por sinal, é uma das maiores mudanças ocasionadas pela pandemia, já que levou a um crescimento do trabalho remoto. Segundo o projeto Stay-At-Home da Kantar, 24% dos entrevistados puderam passar mais tempo com a família com um modelo mais flexível proporcionado pela quarentena; 15% focaram em seu bem-estar; 15% falaram que conseguiram manejar melhor sua rotina.

“A empresa precisa garantir as condições para que o trabalho remoto funcione da melhor maneira possível”, diz Machado. “Isso inclui metodologias para administração de tempo, financiamento para uma estrutura ideal – como internet e hardware -, avaliações constantes e outros.”

Fonte: Karina Rodrigues – Assessora de Imprensa

Share and Enjoy !

0Shares
0 0 0

Ebook trata das mudanças nos negócios pós pandemia

Ebook reúne opiniões sobre impacto das mudanças de comportamento nos negócios em um cenário pós pandemia

Material produzido pela Scup e disponibilizado para download gratuito apresenta possíveis cenários para ajudar o profissional a planejar ações relevantes no mercado e na sociedade pós coronavírus

Muito se debate sobre como será o mundo pós-coronavírus, mas o que se sabe até agora é que a pandemia está acelerando tendências e promovendo transformações em diversos segmentos. Com isso, será preciso rever os modelos de negócios existentes para adequação ao que estão chamando de novo normal. Para contribuir com a reflexão sobre o que esperar das mudanças, sobretudo para a sobrevivência de marcas e instituições, a Scup, plataforma de gerenciamento de canais digitais, acaba de lançar o e-book “Olhando adiante: Tendências pós coronavírus”.

Com download gratuito, o material reúne quatro artigos exclusivos de especialistas em diferentes áreas para debater as realidades que temos diante de nós. A consultora Alessandra Miyazaki analisa as tendências pós pandemia na saúde e debate a revolução digital da área núcleo na crise atual: “A revolução digital da saúde será acelerada. A telemedicina, liberada no Brasil para o período da crise do COVID-19, deverá ser regulamentada e fará parte de nosso dia-a-dia, e o número de startups dedicadas ao setor de saúde (health techs) deverá voltar a crescer no período pós confinamento”, afirma.

No campo das marcas, a especialista em posicionamento Karina Francis discute o comportamento de compras após a pandemia e aponta o papel do digital daqui em diante: “Nunca ficou tão claro que se posicionar é uma questão de sobrevivência e isso não é novidade, mas ficou evidente para muitas marcas que encarar o digital com seriedade é mais do que necessário”, avalia. Já Soraia Lima, consultora de transformação digital e futurismo, aponta quatro cenários futuros envolvendo dados, segurança e privacidade. Segundo ela, pensamos no futuro como se ele pudesse ser previsível, visto por meio de uma bola de cristal: “Planejamentos são elaborados com base em um dado presente, considerando um futuro próximo e caminhos a serem traçados. Até que surge uma pandemia, uma crise sem precedentes no século XXI. Inicia-se, assim, um momento necessário para retomar um olhar para um futuro. Mas, qual seria este futuro?”.

Para finalizar, Marina dos Anjos, Gerente de Marketing da Scup, fala sobre o crescimento estrondoso na demanda por videochamadas, tanto para fins corporativos quanto pessoais, e sua possível relação com o aumento da migração urbana: “Com a normalização do trabalho remoto, por que as pessoas continuariam a morar nos grandes centros? Prevejo êxodo urbanos nas grandes capitais mundiais e brasileiras nos próximos anos, seja por falta de trabalho ou busca por qualidade de vida”.

O e-book pode ser acessado gratuitamente aqui.

Fonte: Motim – Bruno Lino/Assessor de Imprensa

Share and Enjoy !

0Shares
0 0 0

Na atividade

Americanas lança campanha “#EstarJunto é muuuito mais que estar perto” em homenagem ao Dia das Mães

Em comemoração à data, a marca vai oferecer condições especiais de pagamento, entrega rápida e até 10% de cashback

A Americanas sabe que, este ano, a comemoração do Dia das Mães vai ser um pouco diferente. Pensando nisso, a marca lançou a campanha “#EstarJunto é muuuito mais que estar perto”, que reúne diversos itens e condições especiais de pagamento para presentear quem você ama nessa data sem sair de casa.

São produtos de diversos departamentos, de informática, eletrônicos, telefonia, eletroportáteis a beleza, perfumaria e chocolates, com condições de parcelamento em até 12x sem juros no cartão de crédito, em compras feitas pelo site ou app. Além disso, quem pagar com o app Ame Digital poderá receber até 10% de cashback (parte do dinheiro de volta).

Para proporcionar uma compra segura, a marca conta com o “Entrega Rápida”. O serviço pode ser encontrado na opção “Compre e Receba Hoje”, disponível no site ou no app, em que o cliente pode inserir o CEP e escolher a loja Americanas mais próxima. Com a loja selecionada, basta escolher os produtos desejados, fechar o pedido e aguardar a entrega. É possível também comprar e agendar a entrega para o CEP da casa da mãe do cliente. Antes de ir às compras, a marca recomenda a verificação das regras do serviço disponíveis na aba “Receba Hoje” do site.

Para facilitar ainda mais o acesso aos produtos, a Americanas disponibiliza também o hotsite nasuacasa.lojasamericanas.com.br. Nele, o cliente consulta a disponibilidade do serviço de entrega para o CEP informado e é direcionado para o WhastApp da loja mais próxima para realizar o seu pedido.

E para surpreender as mães, os clientes poderão criar, mesmo de longe, um vídeo temático em comemoração à data. Basta selecionar algumas fotos e disponibilizar via Messenger, no Facebook da Americanas. Em instantes, o vídeo estará pronto para download e envio para as mães.

Fonte: In Press/Porter Novelli

Share and Enjoy !

0Shares
0 0 0

Pesquisa Cuponation aponta crescimento do Instagram

Instagram cresce 57% como plataforma de vendas nos últimos meses

Compartilhar fotos e funcionar como plataforma de vendas online: não é de hoje que as redes sociais deixaram de ser somente uma fonte de entretenimento. Sabendo que o crescimento exponencial dos e-commerces nas mídias sociais é um fato, o Cuponation, plataforma de descontos online, compilou dados tanto sobre o aumento das redes quanto do uso dessas plataformas como ponto de vendas nos últimos meses.

Nas últimas quatro semanas, a taxa de penetração mundial nas redes sociais diariamente foi por volta de 3.81 bilhões de pessoas – ou seja, mais de 50% das pessoas em todo o globo estavam conectadas – , de acordo com a pesquisa do Statista, sistema internacional.

Além disso, segundo o levantamento recente do Centro Regional de Estudos do Brasil, atualmente 78% das empresas brasileiras, sejam elas de porte grande ou pequeno, estão presentes em pelo menos uma mídia social e acreditam que as mídias online podem influenciar parcerias e acarretar um aumento de vendas.

Nesta porcentagem , 57% estão conectadas apenas e exclusivamente para realizar vendas online – o que representa um aumento significativo de investimento dos comerciantes em plataformas digitais no geral. Vale mencionar que em 2017 somente 42% das companhias brasileiras possuíam sites, e no segundo semestre de 2019 este dado totalizava 54%.

Conforme dados da consultoria Kantar, o Instagram, o Facebook e o Whatsapp cresceram em média 40% no Brasil desde a segunda quinzena de março deste ano. Dentre estes, o Instagram lidera em relação a vendas e compras via internet. Confira a pesquisa completa no infográfico interativo do Cuponation.

Em conjunto, o Ipos divulgou um estudo no ano passado em que registrava que 85% dos entrevistados acreditavam no Instagram como meio para a descoberta de novos produtos, enquanto 83% das pessoas disseram que já haviam tomado a decisão de comprar de fato um item vendido por um e-commerce que possui perfil na rede social.

Deste modo, está claro como os e-commerces podem e devem criar suas próprias oportunidades pensando fora da caixinha. As redes sociais estão cada vez mais próximas de todos os públicos e de forma direta e gratuita, basta saber usar para garantir o uso destas como plataformas de vendas.

Fonte: Giovanna Rebelatto

Share and Enjoy !

0Shares
0 0 0