Novalgina® estreia campanha inédita nas mídias digitais

Novalgina® estreia campanha digital

Filmes criados pela Publicis para mídias digitais reforçam a eficácia e segurança da marca mais recomendada pelos pediatras¹ nos momentos de febre e dor das crianças

Novalgina®, analgésico e antitérmico presente do dia a dia dos brasileiros desde 1922, estreia campanha inédita nas mídias digitais em dezembro de 2020. Com o slogan “Segurança e eficácia comprovadas para todos os níveis de febre”², a marca, que faz parte do portfólio da unidade de negócios de Consumer Healthcare (CHC) da Sanofi, reforça o seu propósito da importância do ato de dar colo, lançado pela campanha “Poder do Colo” em novembro de 2019, aliado aos benefícios de seu medicamento infantil em momentos de mal-estar, como dor e febre.

Em 11 vídeos criativos de 30 segundo cada um, a Novalgina® Infantil reforça seu papel de aliada segura e eficaz para as famílias brasileiras no dia a dia de cuidado com os filhos. A campanha 100% digital, com investimento de mídia no Youtube, Facebook e Instagram, espera impactar mais de 80 milhões de pessoas nas redes sociais.

“A marca encontrou no ato de dar colo seu propósito e finaliza o ano reforçando sua presença na rotina das famílias brasileiras não só como medicamento, mas como um ato de afeto, um lembrete à nostalgia dos sentimentos provocados pelo colo de mães, pais e avós. Além disso, sabemos o quanto um afeto, um carinho, contribui para a melhora do paciente. E Novalgina®, uma marca 100% brasileira, e presente no mercado há quase 100 anos, entrega isso para o consumidor”, explica Joaquin Ortega, diretor de marketing da unidade de negócios de CHC da Sanofi.

FICHA TÉCNICA

Agência: Publicis Brasil

Título: Todos os Níveis de Febre

CCO: Domenico Massareto

Diretor Executivo de Criação: Gustavo Victorino

Direção de Criação: Samuel Normando

Criação: Vinicius Claudino e Anderson Dias

Atendimento: Gabriela Borges, Beatriz Pedrosa, Camilla Steiman e Beatriz Chami

Planejamento: Gustavo Leite, Diana Santos, Stefanny Santiago e Thiago Bezerra

Mídia: Mauricio Almeida, Valeria Brasil, Racquel Medeiros, Cris Canuto,

RTV: Renata Sayão e Marcia Albuquerque
RP: Paula Ganem e Katryn Melo

Aprovação do cliente: Marilia Zanoli, Giancarlo Guarnieri, Juliana Maurano, Bruno Alarcon

Produtora de Imagem: Violeta Filmes

Diretor de cena: Will Mazzola
Diretor de Fotografia: Felipe Meneghel
Coordenação de pesquisa criativa: Vera Esteves
Assistente Criativa: Rafaela Franco
Produção Executiva: Roberta Reigado e Carlos Guedes (Cebola)

Atendimento: Carla Onishi e Bárbara Matsuda
Coordenação de Produção: Cadu Dantas e Adressa Miyassato
Diretor de Produção: Jefe Miranda
Assistente de Direção: Ariela Hertel
Diretor de Arte: Ro Melink
Coordenador de Pós-Produção: Rafael Hernandes
Pós-Produção: PSTVF

Montagem: Will Mazzola

Color: Psycho N look

Produtora de áudio: CANJA Audio Culture

Direção de áudio: Lucas Sfair, Eduardo Karas, Filipe Resende

Produção musical: Bruno Vieira, Levi Mynssen

Finalização de Áudio: Léo Lima, Gui Moreno, Diego Zorrilla

Atendimento: Guga Costa

Coordenação: Ana Flor, Matheus Brandão

Locução: Karen Giraldi, Michele Bittencourt

Fonte: Imagem Corporativa – Ana Carolina Prado

Share and Enjoy !

0Shares
0 0

Estágio em Criação e Edição de vídeos

Vaga de estágio na Dominus

Empresa situada em SJCampos busca estagiário para atuar com criação e edição de vídeos

Share and Enjoy !

0Shares
0 0

Tik Tok se consolida como opção de entretenimento

TikTok se consolida como opção de entretenimento para brasileiro durante a pandemia

Levantamento da Ipsos mostra que aplicativo é conhecido por 95% dos consumidores; facilidade na interação e edição de vídeos são atrativos da ferramenta

O TikTok está entre os aplicativos mais comentados dos últimos tempos. No Brasil, de acordo com levantamento on-line realizado pela Ipsos, 95% dos espectadores já ouviram falar da plataforma de vídeos. A pesquisa da Ipsos aponta, ainda, um fato curioso: três em cada quatro no TikTok são usuários passivos. Ou seja, entre os que baixaram o aplicativo, 77% estão lá como consumidores de conteúdo. Os outros 23%, além de assistir, já produzem seus próprios vídeos.

“É o aplicativo que mais rapidamente ganhou espaço entre os nossos espectadores, e esse crescimento foi potencializado pelo momento da pandemia, quando houve também uma declaração de aumento no uso de outras plataformas de entretenimento, como a TV aberta e fechada e os meios digitais”, opina Cintia Lin, head de Creative Excellence na Ipsos. Em um estudo específico sobre hábitos de consumo de mídia na pandemia, feito pela Ipsos com 300 pessoas, 56% declararam ter baixado novos apps durante o período da quarentena.

Na opinião da equipe de Creative Excellence, há algumas razões pelas quais o TikTok tem atraído a atenção dos consumidores. Uma delas é a sua facilidade de uso, com recursos simples, que possibilitam a edição e a interação nos vídeos. Além disso, a possibilidade de criar desafios permite o diálogo com um público mais jovem. Segundo o Interactive Advertising Bureau (IAB), 41% dos usuários que produzem conteúdo no aplicativo têm entre 16 e 24 anos.

Image by Kon Karampelas from Pixabay

Por fim, não é preciso ser um “tiktoker” – nome dado aos influenciadores do TikTok – para que o vídeo viralize. O grande trunfo da plataforma para quem quer fazer parte da comunidade é justamente o uso das hashtags em desafios. Fazendo uso dela, o vídeo aparece no grupo que colocou o mesmo desafio e assim, a “viralização” ocorre também pela força da criatividade na produção do conteúdo.

A pesquisa “TikTok Na Estratégia de Comunicação” foi realizada através do painel on-line Ipsos, que conta com mais de meio milhão de consumidores brasileiros (16+, Nacional, ABCD), entre os dias 09 de 12 de julho de 2020. A margem de erro é de 4%, a um intervalo de 95% de confiança.

Fonte: Giusti Comunicação – Jéssica Díez Corrêa

Share and Enjoy !

0Shares
0 0

ACIT agora no Youtube

ACIT lança novo canal no Youtube e traz vídeos com dicas de profissionais de diversas áreas

A Associação Comercial e Industrial de Taubaté traz mais uma novidade para os empresários da cidade e lança, nessa semana, seu novo canal na rede Youtube.

Nesse canal, a ACIT irá oferecer uma série de vídeos com dicas de profissionais de diversas áreas com a intenção de ampliar as informações e abranger mais empresas e, assim, continuar a auxiliar empresários e colaboradores no desenvolvimento econômico da cidade.

Inicialmente, as áreas abordadas serão: Marketing Digital, focado nas ferramentas do Instagram; Marketing Digital para o ramo de Gastronomia; e Dicas Jurídicas; sempre com instruções relevantes e que podem ser aplicadas em diferentes tipos de negócios.

O material será disponibilizado no Youtube, mas também poderá ser acessado no IGTV do Instagram. As redes da ACIT podem ser encontradas como “acitaubate” (Site, Youtube, Instagram, Facebook e Linkedin). Todas elas são abertas e estão disponíveis para quem estiver interessado em acessar livremente os conteúdos disponibilizados.

O primeiro vídeo é uma apresentação do projeto e será lançado nessa quarta-feira,15 de julho. Nessa primeira semana, excepcionalmente, será disponibilizado outro vídeo inédito na sexta-feira, dia 17 de julho, que irá trazer as dicas de marketing para o setor de gastronomia. A partir da próxima semana as publicações serão semanais e sempre às quartas-feiras.

Como todas as empresas, a Associação também vem se ajustando e se adaptando para esse período atual. A ACIT também tem estudado e feito diversas avaliações sobre a melhor maneira de continuar ofertando seus produtos aos associados e, com isso, tem apostado nas plataformas digitais como meio para chegar aos empresários, mantendo sua missão de capacitar e desenvolver as empresas de Taubaté.

Fonte: Bruna Abifadel – Assessoria de Imprensa

Share and Enjoy !

0Shares
0 0

Oportunidade de estágio em propaganda e marketing

Estágio em propaganda e marketing

A vaga é para atuação em São José dos Campos

Imagem de StockSnap por Pixabay

Perfil desejado:

–  Cursar Propaganda & Marketing ou comunicação a partir do 3 semestre.

– Ter conhecimento com edição de fotos e vídeos (enviar portfólio)

– Facilidade de comunicação

– Ser dinâmico, trabalhar com ideias

– Gostar do que faz e ser alegre

– Gostar de viagens e ter curiosidade sobre o assunto

– Educação: Superior Cursando

Carga Horaria de Trabalho: 30 Horas/Sem

Dias de trabalho: Segunda a Sexta

Salário: R$ 900
Beneficios: Vale Transporte

Candidate-se por aqui

Share and Enjoy !

0Shares
0 0

Vaga de estágio em marketing/comunicação

Estágio em marketing/comunicação

Atividades a Serem desenvolvidas:
Fazer edição de fotos e vídeos, programação de publicidade em redes sociais e cronograma mensal de promoções e atividades.

O que se pede:

Cursar: Propaganda & Marketing ou comunicação à partir do 3 semestre.
Ter conhecimento com edição de fotos e vídeos (enviar portfólio)
Facilidade de comunicação
Ser dinâmico, trabalhar com ideias
Gostar do que faz e ser alegre
Gostar de viagens e ter curiosidade sobre o assunto

Lingua Exigida: Inglês / Intermediário

Carga Horaria de Trabalho: 30 Horas/Sem

Dias de trabalho: Segunda a Sexta

Tempo de Experiencia: Com experiência

Beneficios: Vale Transporte

Candidate-se por aqui

Share and Enjoy !

0Shares
0 0

Os melhores aplicativos para vídeo no celular

Especialista aponta 5 aplicativos para fazer vídeos incríveis usando o celular

Os celulares hoje em dia têm apresentado câmeras com cada vez mais resolução e qualidade de vídeo, o que ajuda a capturar os melhores momentos daquela sua viagem especial com amigos, família e até mesmo sozinho. No entanto, editar estes vídeos sem o auxílio de um computador pode ser uma tarefa difícil se você não tiver o aplicativo certo para a tarefa.

O filmmaker Gabriel Queiroz, conhecido pelo projeto WeGoFilm, revela que para fazer boas edições pode não ser necessário ser um expert em softwares profissionais e nem mesmo ter um computador à mão: “com o aumento do uso do celular e também do poder de processamento dos mesmos, é possível fazer boas edições usando o próprio aparelho, sem necessariamente ser um expert. Dentro das limitações do formato e de captação, é possível fazer bons videos usando apenas o celular sim”, comenta

Gabriel Queiroz

Gabriel conta que com os mais recentes softwares disponíveis nas lojas de aplicativos das principais plataformas, como iOS e Android, é possível transformar todo o conteúdo gravado com o celular em vídeos com efeitos de transição, apresentações em slides e até mesmo trilha sonora.

O filmmaker fez uma lista com cinco dos aplicativos melhor avaliados pelos usuários e disponíveis para iPhone e celulares Android. Confira:

1- Quik

O Quik é um aplicativo de edição desenvolvido pela GoPro, que pode ser usado com vídeos feitos em praticamente qualquer aparelho, não somente com a famosa câmera GoPro. Através do app é possível juntar vídeos, fazer apresentações com fotos, aplicar transições, colocar uma trilha sonora, legendas, textos, sem precisar ter prévia experiência com edição de vídeos, de uma forma intuitiva.O app é totalmente gratuito.

2 – FilmoraGo

O FilmoraGo procura trazer para a experiência mobile a mesma interface e experiência do usuários das suas versões para Windows e macOS e permite a edição de vídeos e apresentações até mesmo a partir de postagens do Facebook e do Instagram.

O app é um editor de vídeo poderoso e traz diversas ferramentas especializadas e filtros, embora seja bastante simples de usar graças a opções de automatização e sugestões. O FilmoraGo é gratuito, mas oferece compras no app de filtros adicionais.

3- Adobe Premiere Clip

Disponível para Android e iPhone, o Premiere Clip tem uma interface intuitiva e simplificada, oferecendo recursos automatizados, O app é gratuito e oferece 2 GB de armazenamento gratuito na nuvem, através da conta Creative Cloud.

4- YouCut

Exclusivo para usuário do sistema Android, o YouCut é um dos aplicativos mais bem cotados desta lista. Suas ferramentas permitem cortar e unir vídeos, inserir trilha sonora, molduras, efeitos e transições em suas apresentações. Ele conta com um compressor de vídeo, voltado especificamente para o compartilhamento dos arquivos em apps de mensagens instantâneas, como WhatsApp e Telegram, principalmente para evitar o consumo da franquia de dados desnecessariamente. O YouCut é gratuito, mas mostra propaganda durante a utilização. Para se livrar dos anúncios é preciso pagar R$ 9,99.

5- iMovie

Exclusivo para os usuários de iPhone, o iMovie é uma ferramenta poderosa e feita sob medida para os usuários do iOS. Com o iMovie, é possível fazer edições e até mesmo trailers com aspecto cinematográficos usando seus videos gravados no aparelho, com direito a trilhas sonoras licenciadas. A vantagem do aplicativo é sua integração com o macOS e o iOS, assim se você tem um Mac, tem acesso facilitado à sua biblioteca e ao conteúdo armazenado no iCloud, O iMovie se tornou gratuito desde 2017.

Fonte: MF Press Global – Fabiano de Abreu

Share and Enjoy !

0Shares
0 0

Vaga para atuar em social media

Social Media para criação de videos e imagens – São José Dos Campos

Atividades a Serem desenvolvidas:

Criação de artes para redes social, videos, imagens e banners.
Atendimento nas redes sociais.
Edição de imagens
Criação de videos curtos
Será um diferencial conhecimento em Facebook Ads.

Photo by Will Francis on Unsplash

O que se pede: Conhecimentos em redes sociais e criação de videos e imagens.

Educação: Ensino Médio / Completo

Carga Horaria de Trabalho: Combinar

Dias de trabalho: Combinar

Tempo de Experiencia: Com Experiência

Observações:Enviar Pretensão salarial e o que acharia de trabalhar remotamente, conseguiria?

Fazer contato por aqui

Share and Enjoy !

0Shares
0 0

Coluna Propaganda&Arte

Que tipo de leitor/escritor você quer ser em 2019?

Todo início de ano nós temos um costume quase “religioso” de verificar o que foi feito e quais metas nós queremos alcançar no novo ano que se inicia. E se essa mudança fosse um hábito de leitura? Será que você estaria disposto a mudar?

Eu sempre gostei de escrever tanto como forma de relaxar, extravasar ideias e emoções como profissão. Por isso, descobri que existem perfis de escritores e, consequentemente, de leitores.

Já pensou em qual perfil você se enquadra?

Quantos livros você lê por ano? Mais de 4 ou mais de 20? Qual tipo de leitura você gosta mais? Até que ponto estas leituras estão trazendo resultados para você? (mesmo que esse resultado seja uma satisfação ou um entretenimento). Você tem lido mais ou menos nos últimos 5 anos?

No meio de escritores (um universo bastante maluco onde você encontra todo tipo de interesse e perfis) vejo muitos escritores por ganância, enxergando num best-seller a oportunidade de vencer na vida, conseguir milhões de forma fácil. Outras pessoas que buscam escrever por paixão, sem foco em dinheiro ou fama, mas sim em aperfeiçoamento.

Não vejo um caminho certo ou errado aqui. Você pode ter o sonho de virar milionário escrevendo, mas precisa saber que o trajeto será bastante complicado. Isso se aplica aos leitores, que são cada vez mais raros hoje em dia.

Não estou aqui fazendo uma reclamação para falar sobre como o Brasil é um país que não favorece e incentiva a leitura, acho que temos uma cultura muito forte da TV, do vídeo, como no resto do mundo e os livros estão sim perdendo a batalha do entretenimento para plataformas como Netflix, e isso é algo a se pensar, pois livro não é só entretenimento, você aprende sobre visões, análises críticas, aprende a pensar melhor, articular e criar bagagem. Isso é imprescindível para o desenvolvimento mental do indivíduo crítico. Mas como disse, não estou aqui para reclamar de nada. Estamos livres para ler, escrever, ver Netflix, passear, fazer Yoga, plantar uma árvore, nem preciso te falar das vantagens de cada atividade. Isso é cultural e ponto. Mas sempre é possível mudar.

Veja as referências e locais aonde você consome conteúdo. São todos vídeos? Fotos? Textos? As notícias que você lê são de jornalistas independentes? Você já pensou nas comunidades alternativas de produção de textos? Você tem o hábito de ler e-books ou só impressos? Você já ouviu falar de plataformas, como Wattpad? Medium? Muitos escritores estão lá, do mundo todo, mas minha dúvida é: será que os leitores estão lá também?

Sigo nas minhas metas de 2019: escrever mais, ler mais, aumentar meu raio de leitura, diversidade de leitura, ler coisas de meu interesse, como: ficção científica, distopias, psicologia, etimologia, cultura, música, filosofia, mas também ler conteúdos que pouco me interessam, como: tabloides de notícia, fofoca, fanfics, culinária, dicas de beleza, moda feminina, correntes do whats, biografias de caras que nem gosto, softporn etc.

Você é do tipo que escreve/lê somente o que você gosta? Será que isso não está sendo um problema para sua evolução pessoal e profissional? Vamos sair dessa bolha em 2019?

Share and Enjoy !

0Shares
0 0

A força dos vídeos na internet

Áudio trata da força do vídeo

Desta vez nosso conteúdo de áudio trata da força e da importância que os vídeos on line tê. E de como isso pode ser importante para as marcas e anunciantes.

Lembrando sempre que nossos conteúdos de áudio são exibidos em primeira mão no programa Panorama da Rádio Unitau. O programa vai ao ar de segunda a sexta feira das 16 às 18 horas e o conteúdo inédito do Publicitando vai ao ar toda terça.

Confira todos os conteúdos já exibidos aqui. E o da semana passada você pode ouvir clicando aí embaixo:

 

Share and Enjoy !

0Shares
0 0