Tecnologia e o terceiro setor

Como a tecnologia pode ajudar no terceiro setor?
Alunos do Senac desenvolvem site de ONG que realiza trabalhos socioeducativos

MLQHCxYPEm um mundo totalmente conectado, a presença no ambiente online se tornou indispensável, não só para os grandes empresários, como também para aqueles que fazem parte do terceiro setor. Uma pesquisa recente, realizada pela Blackbaud, empresa norte-americana especializada em soluções para o terceiro setor, mostrou que a tecnologia está fazendo a diferença na adesão de novas gerações de doadores e se faz cada vez mais necessária.

Engajados e atualizados com novas propostas online, os alunos do curso Técnico em Informática, do Senac Guaratinguetá, desenvolveram um site para ajudar na divulgação dos trabalhos do Instituto Ensinares, de Cruzeiro, organização não governamental especializada em trabalhos socioeducativos voltados para a orientação, prevenção e ressocialização através de cursos, seminários e palestras. Comandados pelo docente Luís Gustavo Maruco Lins Leal, os alunos criaram, além do site, um novo logotipo para a instituição.

“A proposta surgiu da necessidade da instituição em estar presente no ambiente online, e não apenas através do Facebook. Desenvolvemos um site institucional e um novo logotipo para o instituto. Desse modo, eles puderam divulgar os trabalhos realizados, os eventos, a agenda, entre outros”, explicou o docente do Senac Guaratinguetá.

E os frutos das novas ações online vieram rápido. No ar há um mês, o site do Instituto Ensinares já aponta acessos que vão além dos limites do município de Cruzeiro. Segundo o presidente da ONG, Gilson Pereira Veloso, muitos internautas, principalmente das cidades vizinhas, passaram a conhecer as atividades do instituto. “O site veio em boa hora. Com ele pudemos divulgar nosso trabalho de forma mais rápida e clara, e passamos a ser conhecidos além das fronteiras da nossa cidade. A expectativa, ao longo do tempo, é despertar e atrair colaboradores para que possamos, juntos, ampliar cada vez mais nossos projetos”, conta.

Dica do especialista
A tecnologia e o ambiente online chegaram para fazer a diferença em todos os segmentos e áreas. “Uma empresa, organização ou pessoa que não está inserida na Internet possui menores chances de ser vista por grande parte do público uma vez que o próprio público pode propagar sua mensagem cada vez mais longe através das redes sociais”, finalizou o docente Luís Gustavo Leal.

Fonte: KMS Comunicação e Marketing – Bruna Sales

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.