Um ótimo número

Os investimentos em publicidade no Brasil saltaram 16% em 2011 na comparação com o ano anterior, de acordo com dados divulgados pelo Ibope Monitor. Dentre as mídias não houve grandes variações, já que a TV aberta continua com sua participação de 53%, Jornal perdeu um ponto e ficou com 20%, e Revista e TV por Assinatura mantiveram 8%. A Internet saltou dois pontos e descolou de Radio, com 6% e 4% respectivamente.
Casas Bahia segue como maior anunciante, mas chamaram as atenções a alta de 35% nos investimentos da Unilever, segunda colocada, e a subida da Reckitt Benckiser da oitava para a quarta colocação, ficando atrás da Ambev e à frente da Hyundai Caoa, que reduziu os investimentos e caiu da terceira para a quinta posição. A Cervejaria Petrópolis também ampliou bastante seus investimentos, atingindo o sexto lugar (era décimo segundo em 2010). Caixa, Volkswagen, Procter&Gamble e Fiat fecham o Top Ten.
Dentre as agências, a Y&R continua na liderança, seguida por AlmapBBDO, Ogilvy, JWT, WMcCann, Euro RSCG, BorghiErh/Lowe, Africa, Neogama/BBH e Publicis.
Já as praças com maior crescimento foram Interior de São Paulo, Fortaleza e Brasília, com altas de 22%, 20% e 19%. Dentre os setores da economia, Varejo continua na liderança com 22% de participação, mas o destaque ficou por conta de Higiene Pessoal e Beleza, que foi da quinta para a terceira colocação. Veículos terminou em segundo novamente, e Serviços ao Consumidor e Mercado Financeiro e Seguros perderam espaço no ranking para Higiene.

Essa vem direto do Meio&Mensagem (http://www.meioemensagem.com.br/) Destaque especial para o crescimento do mercado do Interior de São Paulo, que foi o maior.

Ibope Monitor: publicidade cresce 16% em 2011

Casas Bahia e Y&R mantêm liderança, e Unilever, Reckitt Benckiser e Cervejaria Petrópolis são destaques dentre anunciantes

Os investimentos em publicidade no Brasil saltaram 16% em 2011 na comparação com o ano anterior, de acordo com dados divulgados pelo Ibope Monitor. Dentre as mídias não houve grandes variações, já que a TV aberta continua com sua participação de 53%, Jornal perdeu um ponto e ficou com 20%, e Revista e TV por Assinatura mantiveram 8%. A Internet saltou dois pontos e descolou de Radio, com 6% e 4% respectivamente.

Casas Bahia segue como maior anunciante, mas chamaram as atenções a alta de 35% nos investimentos da Unilever, segunda colocada, e a subida da Reckitt Benckiser da oitava para a quarta colocação, ficando atrás da Ambev e à frente da Hyundai Caoa, que reduziu os investimentos e caiu da terceira para a quinta posição. A Cervejaria Petrópolis também ampliou bastante seus investimentos, atingindo o sexto lugar (era décimo segundo em 2010). Caixa, Volkswagen, Procter&Gamble e Fiat fecham o Top Ten.

Dentre as agências, a Y&R continua na liderança, seguida por AlmapBBDO, Ogilvy, JWT, WMcCann, Euro RSCG, BorghiErh/Lowe, Africa, Neogama/BBH e Publicis.

Já as praças com maior crescimento foram Interior de São Paulo, Fortaleza e Brasília, com altas de 22%, 20% e 19%. Dentre os setores da economia, Varejo continua na liderança com 22% de participação, mas o destaque ficou por conta de Higiene Pessoal e Beleza, que foi da quinta para a terceira colocação. Veículos terminou em segundo novamente, e Serviços ao Consumidor e Mercado Financeiro e Seguros perderam espaço no ranking para Higiene.

Share and Enjoy !

0Shares
0 0

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *