Direto da Criação!

Cuidado! Você pode estragar uma ideia que vale ouro

Não é de hoje que vemos publicitários da área de criação reclamar de clientes que insistem em modificar dali, “melhorar” daqui  suas ideias. Também não é de hoje que vemos ideias sendo estragadas por esta prática.

A ideia do “eu estou pagando!” já se tornou obsoleta há muito tempo. Será que alguém dúvida ai?

Acredito imensamente no talento e no profissionalismo de muitos publicitários criativos e creio que cada imagem, cor e fonte escolhidas foram pensadas de maneira estratégica para melhorar não só a imagem, mas também as vendas dos seus clientes.

A insegurança pode ser um fator determinante para que o cliente queira modificar uma campanha ou até mesmo um layout, mas é também nosso dever, como publicitários assegurar que cada ação feita terá resultados. Afinal, é pra isto que escolhemos a publicidade! Nosso trabalho não é apenas desenhar, pintar, montar layout, tirar fotos, “photoshopar” pessoas e etc..

Temos plena consciência, e esperamos que você também, de que a publicidade não é um jogo de azar, mas sim o único meio possível para sua marca chegar não só a mente, mas também aos corações das pessoas. É por isto que um bom criativo não faz apenas layout e textos, mas também consegue mexer com a imaginação e as emoções das pessoas em cada trabalho que realiza.

Infelizmente, como em cada profissão, também existem aqueles “criativos” que pensam que criatividade pode ser algo automatizado, utilizando de ferramentas não muito criativas para acelerar o processo do job e mostrar eficiência. Mas sabemos que boas ideias são raras e aparecem em momentos inesperados. Assim, acredito que todo criativo que se preze tem uma listinha no celular de inúmeras ideias a serem, ou não, executadas.

Gosto de dizer que o criativo nada mais é do que um consultor de ideias inovadoras, ideias que aos poucos vão se revoltando diante das chatices do dia-a-dia e mostrando cada vez mais às empresas que a melhor linguagem para se falar com seu público é a junção da simplicidade com a criatividade.

 

Este artigo é uma contribuição esporádica de Amaro Monteiro

11134306_947475595311555_1540920667_n

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *