“Rompendo com antigos padrões, abrindo-se para o novo”

ACIT realiza palestra online com o tema “Rompendo com antigos padrões, abrindo-se para o novo”

No dia 27 de abri, terça-feira, a Associação Comercial e Industrial de Taubaté realiza mais uma palestra online com o tema “”Rompendo com antigos padrões, abrindo-se para o novo”.

O objetivo do encontro é trazer a reflexão sobre as mudanças do período de crise e a preparação para a inovação e a adaptação.

A palestra será ministrada por Camila Judice e é voltada para todos os associados, empresários e empreendedores e seus colaboradores.

A transmissão, que acontece a partir das 8h30, é aberta a todos que quiserem assistir, porém é preciso se inscrever previamente. As inscrições podem ser feitas pelo link encurtador.com.br/oGJKW e o inscrito receberá a chave de acesso à sala de transmissão. Maiores informações podem ser obtidas via email cursos.acit@taubate.com.br, pelo telefone (12) 2125-8210/8211 ou ainda pelo whatsapp (12) 99189-7964.

A Associação Comercial e Industrial de Taubaté trabalha com o objetivo de atender e auxiliar as empresas da cidade para que se desenvolvam e, assim, possam oferecer os serviços com alto nível de qualidade aos seus consumidores.

Sobre Camila Judice – Pós-graduada em Administração de Recursos Humanos com ênfase em Desenvolvimento Organizacional, especialista em Pedagogia Empresarial. Atua há mais de dez anos na área de recursos humanos, treinamentos, administração de pessoal, recrutamento e seleção. Professional e Leader Coach, Membro da Academia Brasileira de Coaching. É certificada internacionalmente em Sucesso em Liderança. Formação completa em Constelação Familiar Sistêmica e Organizacional. Formação inicial em HQI (Homeostase Quântica Informacional). Assessora de Gerenciamento Empresarial, especialista em Eneagrama aplicado em processos de Coaching e Desenvolvimento de Lideranças. Formação Intensiva em Eneagrama, Tradição Narrativa de Helen Palmer e David Daniels. Especialista em Educação Sistêmica. Palestrante, Consultora e idealizadora do Instituto Eneaser Desenvolvimento Humano.

Fonte: Assessoria de imprensa ACIT – Bruna Abifadel

Share and Enjoy !

0Shares
0 0

Seja omnichannel para vender mais. Site não é cartão de visita e prateleira não é banner. Entenda.

Da presença à atitude: marcas precisam mudar comportamentos para melhorar a experiência de compra do cliente e se destacar em um cenário multicanal

*Hugo Alvarenga

Durante muito tempo se defendeu que uma empresa precisa marcar presença em diferentes canais de venda. Esse tipo de mantra causou uma corrida desordenada das organizações por novas possibilidades e vitrines. O estrondoso crescimento do e-commerce nos últimos meses, porém, mostrou que presença é insuficiente. O que adianta estar presente sem se comunicar direito, construir relacionamento ou vender o quanto precisa? Por isso, 2021 consolida uma nova era no varejo. A era da diversidade dos canais levada a sério, em que mais do que marcar presença será necessário marcar novas atitudes em cada canal.

Hugo Alvarenga

No início da pandemia, nos EUA, quase 40% dos compradores não conseguiram encontrar os produtos que precisavam e tiveram que comprar itens de outras marcas, que normalmente não comprariam, de acordo com o Instituto Ipsos. Suas marcas preferidas até poderiam estar online, mas provavelmente não se mostraram preparadas para realizar uma entrega efetiva como faziam tradicionalmente. Primeira lição que fica: site não é cartão de visita, rede social não é relatório, prateleira não é banner. Esses meios são ferramentas poderosas para captar a atenção do consumidor e vender. Seus canais estão vendendo? Que experiência você oferece ali?

Quando alguém vem me contar muito empolgado sobre os números do e-commerce, lembro que os nossos tempos falam, por incrível que pareça, menos do comércio eletrônico e mais de uma necessidade de as marcas olharem para as novas jornadas multicanais de compra. A venda online é peça-chave, mas não exclui outras formas de venda. Restaurantes que disponibilizam produtos em supermercados, fabricantes que “pulam” o varejo e oferecem seus produtos diretamente ao consumidor, lojas que reforçam o e-commerce e transformam seus espaços físicos em ambientes de experiência com produto.

São muitos exemplos e, ao investir nos seus canais de venda, há empresas que descobrem a segunda etapa da evolução: ser plural nos canais exige ser multi em um monte de áreas. Marcar atitude além de presença em cada meio impacta na forma como você cria relacionamento, produtos, conversas, posicionamento…

Recentemente, uma famosa grife de roupas lançou um curso online sobre branding, com lista de espera para a primeira turma. Quem imaginaria que um dia o setor de moda e vestuário abraçaria a área de educação, de um jeito muito natural, sem que uma marca perdesse a sua identidade? O professor do curso, aliás, é um dos próprios sócios-fundadores da grife, ajudando a construir uma experiência de relacionamento do cliente omnichannel muito próxima das pessoas.

Imagem de Peggy und Marco Lachmann-Anke do Pixabay

O conceito omnichannel se ramifica. Dá licença para as empresas testarem canais, mas também novos produtos. Nada é estático, muito menos o portfólio de uma empresa. De uns tempos para cá, uma estratégia comum é lançar com alguma regularidade produtos em edição limitada, para gerar buzz e conhecer na prática o gosto do consumidor. Uma rede de fastfood brasileira vem se destacando nessa área. Alguns dos lançamentos de maior sucesso entram no cardápio fixo das lojas e os que não têm desempenho satisfatório são descartados. Enquanto isso, o cliente experimenta sabores diferentes e sempre volta para conferir as novidades.

Quando o próprio entregador vira canal de relacionamento

O varejo online, por sua vez, é mestre em ser omnichannel sem abandonar o mundo virtual. Há empresas que além de manter o e-commerce no site ingressam em marketplaces no Whatsapp, onde vendem desde materiais de construção e produtos para pet a passagens aéreas.

Existem supermercados brasileiros inclusive sem única loja física, com o comércio totalmente online, conseguindo maior controle de estoque e logística. Um deles firmou parceria sustentável com a Coca-Cola para substituição de garrafas de vidro, graças a seus diferenciais de logística reversa e equipe própria de entrega, que supermercados tradicionais não possuem. Um caso em que o delivery por si vira canal de relacionamento sustentável.

O e-commerce tem uma grande participação na economia multicanal. Para termos uma noção de impacto, enquanto a Ford demitiu pouco mais de 6 mil colaboradores com o encerramento da produção de carros no Brasil, os aplicativos de entrega são a primeira fonte de renda para cerca de 4 milhões de pessoas no país, segundo o IBGE.

Outros números reforçam a dimensão. Há alguns anos um estudo de Harvard com quase 50 mil consumidores nos EUA revelou que as pessoas que compravam produtos em diferentes canais gastavam 10% a mais online do que as que realizavam compras em um único canal. O estudo Riverbed Retail Digital Trends, com 3 mil pessoas nos EUA, Austrália e Alemanha, apontou que 89% dos consumidores consideram que ter uma experiência de compra digital positiva é tão importante para voltar à loja quanto o preço.

Ser omnichannel, construindo eficiência no e-commerce e em outros canais de venda, virou pré-requisito para a sobrevivência das empresas. No início da pandemia, em muitas organizações a multicanalidade foi conduzida na base do grito e do desespero. Em 2021, temos a obrigação de pensar a multicanalidade de forma estratégica.

*Hugo Alvarenga é sócio-fundador da b8one, laboratório de soluções digitais especializado em e-commerce, que cresceu 800% em faturamento em 2020 e atua para grandes marcas em 11 países.

Fonte: Ryto Comunicação Estratégica

Share and Enjoy !

0Shares
0 0

Outback aposta em vibe positiva e muito humor em nova campanha nas redes sociais

Vídeos elevam situações comuns do dia a dia a um nível mais Outback; influenciadores digitais participam de desafio e convidam pessoas a se permitirem com mais diversão e boas risadas

Reconhecido pela capacidade de elevar a experiência de seus clientes à uma potência máxima de boa energia e diversão, o Outback Steakhouse apresenta sua nova campanha institucional intitulada Hoje Pode. Assinada pelas agências Santa Clara e VMLY&R, a nova comunicação convida as pessoas a se permitirem e mergulharem de cabeça na vibe positiva e cheia de humor que a marca entrega em seus restaurantes e no delivery.

Com seis filmes gravados exclusivamente pelo celular, sendo o primeiro lançado no dia 1º de março, a marca quer fazer transbordar em seus clientes o sentimento de liberdade, alegria e descontração – características fortes e já reconhecidas do restaurante. Uma música foi produzida com exclusividade para a campanha e a ideia é colar a vibe na cabeça das pessoas, sendo impossível deixar alguém parado. A ação trará 10 influenciadores digitais mostrando seus momentos de disrupção, dançando ao som do novo hit do Outback e convidando as pessoas a se desligarem do piloto automático e espalharem mais sabor, originalidade e autenticidade por aí, animando as redes sociais e compartilhando seus próprios vídeos com a tag #HojePodeOutback.

“A gente adora proporcionar momentos de diversão para as pessoas. Essa campanha quer justamente deixar a mensagem de que nossos clientes podem se permitir. Quer maratonar, sextar, comemorar? Hoje Pode!” diz Renata Lamarco, diretora de Marketing da Bloomin’ Brands, grupo detentor da marca Outback Steakhouse. “Os vídeos são bem humorados, descontraídos, e mostram o que sentimos quando estamos curtindo um Outback”, diz. “A gente está expressando justamente o sentimento de alegria que cresce quando estamos curtindo nossos favoritos no restaurante ou no delivery. É incrível o quanto a gente se sente bem dentro do universo Outback e queremos incentivar as pessoas a colocarem essa vibe pra fora”, finaliza.

O primeiro vídeo da campanha pode ser conferido aqui 

Ficha Técnica:

Agências: Santa Clara e VMLY&R

Anunciante: Outback Steakhouse

Produto: Institucional

Campanha: Hoje Pode

Agência Santa Clara:

CCO: Fernando Campos

VP de Criação: Leo Avila

Diretor de Criação: Bernardo Machado

Criação: Bernardo Machado, Flavio Bacellar, Sergio Klemtz, Roberta Matsunaga

Atendimento: Thamy Ortiz, Marcela Joares, Emanuela Nascimento

Planejamento: Lorenzo Mendoza, Humberto Ghirardello

Mídia: Juliana Alsberg e Luis Augusto

Produção de RTV: Camila Ximenes

Agência VMLY&R:

VP de Criação: Adriano Abdalla

Diretor de Criação: Bruno Athayde

Redator: Marcelo Rios

Diretor de Arte: Caio Zucchi

Tráfego: Talita Beverari

VP de Negócios: Fábio Imparato

Negócios: Fernanda Salum, Waleska Amabile e Clara Escandura.

Mídia: Thiago Martinez e Guilherme Mazzo

VP de Planejamento: Sumara Osório

Planejamento: André Concourd, Anderson Santiago e Vinicius Máximo

Produtora de imagem: Çava Art

Diretor: Hymalayas

Direção de fotografia: Vitor D’angelo

Produção executiva: Claudia Stancev

Produtor: Lucas Fiori

Pós-Produção: Santiago Paestor

Editor: Larissa Lima

Color: Junior X

Coordenador de Pós-Produção: Rafael Tschope

Finalizador: Larissa Lima

Produtora de Áudio: DaHouse Audio

Produção de Áudio: Silvinho Erné

Produtora de Áudio: DaHouse Audio

Composição: Markus Thomas

Artista: LittleKeys

Gravadora: Dorsal Musik

Mix: Rodrigo Deltoro

Sound Design: Niper Boaventura

Atendimento: Andrea Oliveira

Aprovação Cliente: Renata Lamarco, Laura Godoi, Leonardo Dibe, Antonio Moraes, Cris Berna

Fonte: Alameda Comunicação – Laís Reis

Share and Enjoy !

0Shares
0 0

“Como prospectar sem perturbar?”

APP Brasil realiza mais uma edição do curso

Quer aprender como desenvolver uma estratégia de prospecção para sua agência diante dos novos desafios do mercado?

A APP Brasil realiza mais uma edição do curso “Como prospectar sem perturbar?”, com conceitos e ferramentas práticas, desenvolvidas a partir de uma sólida experiência profissional de captação de novos negócios para o mercado publicitário.

Nosso primeiro lote com valor promocional encerra na sexta-feira, dia 26.

Faça sua inscrição agora mesmo

Vagas limitadas!

Share and Enjoy !

0Shares
0 0

ACIT dá início a agenda de cursos e capacitação de 2021

Na próxima semana, a Associação Comercial e Industrial de Taubaté dá início a agenda de atividades desse ano de 2021

O primeiro evento será a palestra “Enxergando a mudança como oportunidade”, que acontece online e será transmitida pela plataforma do Google Meet.

O propósito desse encontro é trazer informações para nortear os objetivos das organizações, alinhando junto com os colaboradores metas e valores para entender a importância de estar preparado para mudanças cada vez mais dinâmicas. Com isso, o empresário poderá treinar as equipes para um mais cenário dinâmico, além de entender qual o melhor perfil profissional para os dias de hoje.

Dentre os tópicos que serão abordados, estão temas como: mundo imprevisível; propósitos e objetivos; futuro pós Covid; cultura organizacional; qual o seu perfil profissional “Giver x Taker”.

A palestra, que será ministrada por Felipe Guerra e Fernanda Miranda, acontece no dia 02 de março, terça-feira, às 8h30.

A transmissão é aberta a todos os interessados, porém é preciso se inscrever previamente. As inscrições podem ser feitas pelo link encurtador.com.br/aceAH e o inscrito receberá o link de acesso à sala de transmissão. Maiores informações podem ser obtidas via email cursos.acit@taubate.com.br, pelo telefone (12) 2125-8210/8211 ou ainda pelo whatsapp (12) 99189-7964.

Sobre os palestrantes: Felipe Guerra é formado em Administração, Pós graduado em MBA Gestão Estratégica de Negócios, e atua há mais de 15 anos como Docente de Treinamento para o Mercado de Trabalho. Fernanda Miranda é formada em Psicologia, é também Coach e Gestora de RH. Atualmente ela é responsável pela Orientação Profissional de Gestão de Pessoas da ACIT.

Fonte: Assessoria de Imprensa ACIT – Bruna Abifadel

Share and Enjoy !

0Shares
0 0

Taubaté Shopping e Sebrae promovem live para empresários do centro de compras

Parceria vai orientar os lojistas sobre as oportunidades do Programa Agentes Locais de Inovação (ALI)

Empresários do Taubaté Shopping recebem convite para participar de live com os facilitadores do Sebrae, na próxima segunda-feira (2). O encontro virtual vai orientar os lojistas sobre as oportunidades do Programa Agentes Locais de Inovação (ALI). “A parceria é uma forma de promover a troca de ideias e fortalecer as estratégias de negócios dos nossos lojistas”, comenta Rebeca Lazarini, Coordenadora de Marketing do Taubaté Shopping.

O projeto ALI, que inicia em 8 de março, vai auxiliar o empreendedor a lançar novas soluções para ampliar a sua participação no mercado. O projeto contempla ainda atividades coletivas e acompanhamento individual realizado por um bolsista do CNPq, com a supervisão dos especialistas do Sebrae, onde irão construir e propor um plano de ação junto ao proprietário, focando especialmente em ações de redução de custos e aumento de faturamento.

Para participar da live, os empresários do centro de compras devem preencher o termo de interesse pelo link: bit.ly/livelojistas. Os demais empresários de MEs (microempresas) e EPPs (Empresas de Pequeno Porte) do Vale do Paraíba, Vale Histórico e Litoral Norte, que desejam participar do Programa Agentes Locais de Inovação (ALI), podem fazer a inscrição até o dia 25 de fevereiro pelo site: www.brasilmais.economia.gov.br.

Fonte: Comumunicare – Camila Dezze

Share and Enjoy !

0Shares
0 0

Projetos culturais do IA3.ORG impactarão 215 crianças e adolescentes

Em 2021, projetos culturais do IA3.ORG impactarão 215 crianças e adolescentes em Pindamonhangaba

Instituição é mantida com o apoio de colaboradores, empresas e por meio de editais; pessoas físicas podem apoiar através de doações próprias, créditos da Nota Fiscal Paulista e por meio do Imposto de Renda

Tendo como público-alvo prioritário crianças e adolescentes dos 10 aos 21 anos, o IA3 Instituto de Apoio ao Desenvolvimento Humano a Artes e Aprendizagem nasceu em Pindamonhangaba, no ano de 2008, com projetos sociais que buscam promover qualificação profissional para o primeiro emprego, incentivo ao empreendedorismo, teatro, música, educação ambiental e ensino de técnicas artesanais e de costura. Com sede no bairro do Feital – região periférica do município – o instituto atua ainda nos bairros circunvizinhos ao Vista Alegre, Castolira, Araretama e Centro, entre outros.

Entre os projetos na área de cultura, ganham destaque o “Contraponto” (música) e o “Atores Sociais” (teatro). O primeiro nasceu em 2013 e visa à valorização da cultura e a ampliação do horizonte musical por meio do ensino regular de teoria da música e do canto e instrumentos de sopros em madeiras e metais, cordas agudas e flexionadas, percussão e teclas. Em quase 7 anos de projeto, são cerca de 1.000 crianças e jovens atendidos, além da realização de cerca de 70 ensaios abertos e apresentações públicas.

Atores Sociais

No segmento do teatro, o projeto “Atores Sociais”, que neste ano por meio da Cia de Teatro Variante integra a retomada dos trabalhos do espetáculo “Medeia em Faces”, é desenvolvido desde 2015 já tendo reunido cerca de 500 jovens. A iniciativa trabalha ferramentas como interpretação cênica e exercício de dramaturgia, e tem como objetivo promover o desenvolvimento humano e o fomento à cidadania e ao protagonismo de crianças e adolescentes. O projeto já realizou mais de 60 ensaios abertos e apresentações públicas.

“O Instituto IA3 foi constituído a partir de um ato de amor, e hoje é o amor em movimento, contando com colaboração de voluntários e o apoio de empresas”, destaca Charles Almeida, presidente do Instituto. “Temos muitas histórias nesses 13 anos de atuação, sendo que o trabalho do Instituto IA3 é muito mais do que facilitar a conquista da primeira oportunidade de emprego ao jovem, mas sim prepará-lo para decisões assertivas na vida, desenvolver suas competências emocionais e tornar-se um cidadão. A missão do Instituto IA3 é contribuir para o desenvolvimento do jovem como agente de transformação de sua própria realidade e do meio em que vive.”

Os eixos de atuação do Instituto são: programa de aprendizagem, qualificação profissional, geração de renda, atividades culturais, acompanhamento sociofamiliar, educação e conscientização ambiental e voluntariado.

Como ser um parceiro do IA3.ORG?

Para manter os projetos em andamento, o IA3.ORG conta com o apoio de empresas privadas, pessoas físicas e de recursos viabilizados por meio de editais. E para que realidades sigam sendo transformadas e crianças e jovens continuem tendo a oportunidade de contato com iniciativas que valorizam as suas atuações enquanto protagonistas de suas próprias histórias, cada cidadão e cidadã pode ser um parceiro da Instituição.

Contraponto

Pessoas físicas podem contribuir para a manutenção e ampliação das atividades e alcance do IA3.ORG por meio de três alternativas: “Doação Direta”, através do site da Instituição (https://ia3.colabore.org/torne-se_um_agente_transformador/people/new), “Crédito da Nota Fiscal Paulista” (veja o passo a passo neste vídeo: https://www.youtube.com/watch?v=D1-JTGhz_bg&feature=youtu.be), e destinação de parte do “Imposto de Renda”, sem custo extra ao doador. Veja como aqui 

Sobre o projeto Medéia em Faces
Baseado em “Medeia”, tragédia grega de Eurípides (431 a.C.), e em livre adaptação do dramaturgo Alberto Santiago, o projeto “Medeia em Faces” nasceu em 2012, do sonho do ator pindamonhangabense Mauro Morais. Desde 2018 apoiado pelo Instituto IA3.ORG, por meio do Projeto Atores Sociais, a iniciativa tem como proposta contribuir para a formação cultural universal de alunos do ensino médio, educadores e público em geral, enfatizando a associação do mito à realidade atual nas relações familiares, despertando a visão humana à figura idealizada da mulher, mãe. Nos últimos anos, o projeto conquistou diversos prêmios, como no 6º Festemec (Mogi das Cruzes) e no 2º Festita (Itapeva) – ambos no estado de São Paulo.

Sobre o projeto Atores Sociais
Amparado nas diversas ferramentas de desenvolvimento, interpretação cênica e exercícios de dramaturgia, o projeto Atores Sociais visa ao protagonismo de crianças e adolescentes e ao fomento à cidadania. Em mais de 5 anos de projeto, foram atendidas cerca de 500 crianças e jovens residentes nos bairros do Araretama, Jardim Regina, Piracuama, Feital e bairros circunvizinhos. Neste período foram mais de 60 apresentações ao público.

Sobre o IA3
O IA3.ORG – Instituto de Apoio ao Desenvolvimento Humano, a Artes e Aprendizagem – foi constituído em 15 de maio de 2008, caracterizando-se como uma associação sem fins lucrativos de iniciativa privada com independência administrativa e financeira. Com sede no bairro Feital, em Pindamonhangaba (SP), o IA3.ORG tem como missão contribuir para a formação integral de adolescentes através de atividades educacionais, culturais, esportivas e qualificação profissional, como alternativa de inclusão social, combate à pobreza e emancipação daqueles em situação de vulnerabilidade social. Em seus 12 anos de atuação no município, são cerca de 4 mil atendidos por meio de múltiplos projetos mantidos pela instituição, como projetos dos Programas Educação para o Trabalho, Incentivo à Cultura e Socialização e Educação e Conscientização Ambiental.

Fonte: Communicare Assessoria

Share and Enjoy !

0Shares
0 0

Campanha “Carnaval Responsável – o vírus não tem cérebro nem coração. Você tem!”.

ACIT lança campanha institucional “Carnaval Responsável”

Sempre com objetivo de valorizar o comércio e as empresas locais, a Associação Comercial e Industrial de Taubaté lança a campanha “Carnaval Responsável – o vírus não tem cérebro nem coração. Você tem!”.

Com as mudanças de fase do Plano São Paulo, divulgadas pelo governo do estado, o feriado de carnaval de 2021 foi cancelado para evitar festas e aglomeração e, também, a proliferação da transmissão do novo Coronavírus.

Com isso, a ACIT desenvolveu a campanha institucional “Carnaval Responsável”, que visa conscientizar o consumidor sobre a importância de seguir todas as regras de segurança sanitária neste momento, com atenção maior ao distanciamento social. Mas, caso desejem fazer suas compras, a intenção é incentivar as pessoas para que façam em Taubaté, valorizando o comércio local, que está preparado para receber o consumidor.

As empresas que quiserem aderir à essa campanha podem, ainda, promover algum tipo de descontos, promoções e facilidades no pagamento, ficando a critério de cada uma o benefício a ser oferecido aos clientes.

Fonte: Assessoria de imprensa ACIT – Bruna Abifadel

Share and Enjoy !

0Shares
0 0

Coluna Propaganda&Arte

Transformando experiências neutras. (Ninguém fala disso!)

Um tema do momento no Marketing Digital é o funil de marketing. É comum acontecer confusões quando falamos também em outro funil: o de vendas. O ponto aqui é que nem um e nem outro estão 100% atualizados, pois tudo hoje é mais dinâmico e a experiência do usuário como um todo deve ser o foco das empresas.

VAMOS SAIR DA CAIXA, SAIR DOS FUNIS
Saindo dos funis, vamos entender muitas oportunidades sendo perdidas, dentre elas, a opção de transformar experiências neutras em positivas. Já pensou nisso?

 

Enquanto o Marketing se preocupa na qualificação do lead, a área de vendas precisa mapear a qualidade e o momento de compra do cliente. Depois de atrair um potencial cliente, transformá-lo em lead e efetuar uma venda, o cliente não pode ser ignorado ou esquecido. Da mesma forma, os comentários nas redes sociais, sejam positivos, negativos ou neutros, não podem ser negligenciados. O ponto é que muitas empresas focam suas forças em apagar incêndios, abafando experiências ruins e comentários negativos na internet, ao invés de potencializar experiências positivas. Em alguns casos, isso até ocorre, mas esquecem as experiências neutras e é aí que está o grande pulo do gato. Esse é um passo que nem todos estão olhando com atenção, muito menos dando.

ETAPAS DA JORNADA DE COMPRA DO CLIENTE
Como já destacado o funil de marketing (diferente do funil de vendas que é linear, uma vez convertido em cliente você não deixa de ser) pode ocorrer voltas e retornos nas etapas. Eu posso virar lead, depois voltar numa etapa anterior, pesquisar mais, me tornar lead em outro produto e começar novamente uma nova fase. Isso é dinâmico e nada linear como os infográficos parecem mostrar. Dessa forma, entender todos os pontos de contato do cliente com sua marca, produtos e serviço, se mostra essencial, muito além da compra, do pós-venda, de tudo!

1- Descoberta
Como o cliente descobre a sua marca? Como você está lidando com esta fase? Como transformar esse momento em algo mais real, não apenas pautado em publicidade, em posts pagos, mas trazendo experiências reais de usuários, gerar pessoas satisfeitas e reais defensores da marca?

2- Consideração
A pessoa pode consultar grupos, pessoas, amigos, blogs, sites, até encontrar a solução que mais atenda ela. Você já pensou em como tornar essa busca mais agradável, mais sincera, mais direta e eficiente?

3- Compra/Ação
Uma vez convertido, uma vez efetuada a ação (por exemplo, ao me tornar lead), você já sabe quais serão as próximas fases? Você dará oportunidades para entender esse cliente e sua satisfação? Como está o momento de compra? Como é entrar no local de compra ou no site (loja virtual)? Como está sendo enviada a mensagem ou SMS avisando da compra efetuada? Está tudo mapeado?

4- Experiência própria
Esta fase é quando o cliente realmente usa, aplica, prova o produto e tem o seu resultado. Isso pode ser auxiliado, você pode ouvir o cliente, ir muito além do “vender”. Que tal dar algum conteúdo para o cliente fazer um bom uso do produto?

5- Experiência compartilhada
O famoso boca a boca, agora nas redes sociais tem um poder de crescimento exponencial, quase inimaginável, para o bem e/ou para o mau. Você tem um protocolo para lidar com experiências ruins? Comentários negativos e avaliações ruins? Você age quando os clientes falam bem? A marca possui canais específicos para os brandlovers (amantes da marca)? Esse é o momento de fazer o looping rodar e gerar a Descoberta (ponto A), começar a jornada para novos clientes.

CRIE O MAPA E ENCONTRE O TESOURO!
Se você criar o mapa completo da jornada do seu cliente, verá que nem somente eles são influenciadores da compra, temos outros players envolvidos que não necessariamente estão no radar, pois não efetuam compra. Verá que sua responsabilidade vai muito além de “vender produtos/serviços”, como faz a empresa Magazine Luiza, que cria uma abordagem diferenciada desde a propaganda até as mensagens enviadas automaticamente pela loja virtual para avisar que seu pedido está a caminho, com linguagem descolada e próxima. Ou seja, uma mensagem que poderia ser “neutra” se torna uma experiência positiva.

Se você trabalha com marketing, mas ainda está preocupado em abafar os comentários negativos e/ou só exaltar os comentários positivos, buscando uma autopromoção forçada, cuidado. Você pode estar perdendo uma grande oportunidade nos pontos neutros.

NEM HATERS, NEM BRANDLOVERS: OLHE OS “NEUTRÕES”
O que fazer com as experiências neutras? O que responder para os comentários e avaliações neutras? Quantas pessoas nunca avaliaram a possibilidade de melhorar alguma etapa de comunicação, compra ou atendimento ao cliente simplesmente pelo motivo de ser “ok”, nem bom e nem ruim?
Talvez aqui esteja a chave para o seu sucesso. Olhe para o neutro com carinho, quem sabe assim, conquiste um número gigante de pessoas (que ninguém fala e que você nem imaginava!)

Share and Enjoy !

0Shares
0 0

Novo curso do Grupo de Planejamento

A ARTE DE ENCONTRAR O PROBLEMA CERTO

Nessa quarta-feira o Grupo de Planejamento oferece um curso super legal sobre uma das habilidades mais importantes para planejadores. Você pode conferir as informações abaixo e correr pra se inscrever enquanto ainda dá tempo.

Qual o problema do problema?

Para resolver um problema o primeiro passo é olhar para ele como ele é. Parece óbvio, mas o ponto é que trazemos tantas verdades e somos tão influenciados por outros pretensiosos problemas, que é fácil perder o caminho e escolher o problema errado ou menos importante.

Existem alguns vícios no processo e o curso mapeia quais são eles, para que os alunos tenham mais consciência e se aproveitem de quem já errou para não cometer os mesmos erros.

Convidado:
Douglas Nogueira, Professor de Estratégia e Diretor de Planejamento na Talent Marcel

Quando:
20 de janeiro de 2021 (sexta-feira)
Abertura da sala online às 19h / Início do evento às 19:30

Onde:
Online (Google Meet)

Valores:
Associado: R$ 99,00 (+ R$ 7,92 taxa) em até 12x R$ 11,06
Inscrição comum: R$ 199,00 (+ R$ 15,92 taxa) em até 12x R$ 22,23
Combo (inscrição + anuidade de sócio): R$ 299,00 (+ R$ 23,92 taxa) em até 12x R$ 33,40d

BOLSAS:
O GP concede bolsas em seus cursos e eventos para dar oportunidade para mais pessoas participarem dos cursos e eventos. Elas compõem, no mínimo, 10% de cada turma, tendo como objetivo 20%. Os critérios utilizados para seleção são para ajudar a aumentar a representatividade nas aulas e no mercado de comunicação. Elas são concedidas a critério do Grupo de Inclusão do GP, respeitando metas de gênero, cor, renda, escolaridade e o potencial de impacto do curso na carreira do profissional. Se quiser participar, clique aqui

Increva-se aqui

Share and Enjoy !

0Shares
0 0