Projeção inédita aponta volume de investimento em mídia via agências de publicidade em R$ 57 bilhões em 2023

Valor é resultado de projeção feita pelo cruzamento da base do sistema Cenp-Meios, do Cenp, com a base de Investimento Publicitário da Kantar IBOPE Media

O Cenp (Fórum de Autorregulação do Mercado Publicitário) apoiado pela Kantar IBOPE Media realizou uma projeção inédita sobre os investimentos em mídia do mercado publicitário brasileiro feitos via agências de publicidade. A nova leitura aponta um volume de R$ 57,5 bilhões movimentados por essa indústria ao longo de 2023. O painel “Projeção de Investimentos em mídia via agências de publicidade” leva em consideração o ponto forte de cada base de comparação na análise dos investimentos: o rigor técnico e a profundidade do Cenp-Meios com a abrangência e capilaridade nacional da base de Investimento Publicitário da Kantar IBOPE Media.

A metodologia da projeção dos investimentos das agências foi desenvolvida pelo consultor do Cenp Marcelo Coutinho, professor da EAESP-FGV e ex-diretor de Serviços de Análise do IBOPE NetRatings e de Inteligência de Mercado do Terra-Telefônica. A premissa para o desenvolvimento inicial desta projeção foi trabalhar somente com o investimento feito via agências de publicidade e com dados já aceitos pelo mercado. “Chegamos ao total através de uma combinação dos resultados do Cenp-Meios, obtidos por meio do sistema de pedidos de inserção (PIs) de 336 agências de publicidade (base dos dados consolidados de 2023) nos meios de comunicação, com tabulações especiais da Kantar IBOPE Media, que cobrem o que é veiculado por cerca de quatro mil agências que existem no Brasil”, explica Coutinho.

Para calcular o montante total foram feitas tabulações separadas, na base das veiculações contabilizadas pela base de Investimento Publicitário da Kantar IBOPE Media, dos valores brutos (preços de tabela) englobando somente as agências que fazem parte do Cenp-Meios de um lado; e, do outro, as demais agências. Esta tabulação demonstrou que as agências que fazem parte do Cenp-Meios são responsáveis por 49,5% do investimento bruto, contra 50,5% das demais agências. Desta forma, a mesma proporção entre o investimento registrado pelo Cenp-Meios e o faturamento bruto destas 336 agências na base Kantar IBOPE Media foi aplicada sobre as demais.

A projeção não levou em conta o investimento direto feito por anunciantes nos meios de comunicação sem passar por agências de publicidade. “Tivemos o cuidado de fazer a projeção do resultado por meio, já que sabemos que algumas negociações de campanhas envolvem diversas mídias e fazer um simples comparativo do desconto médio das agências para todos o os meios poderia ampliar eventuais distorções”, destaca o consultor do Cenp.

Segundo Marcelo Coutinho, por se tratar de um dado que sai diretamente dos sistemas de faturamento das agências para a base do Cenp-Meios – que passou recentemente por verificação pela KPMG, que assegurou sua fidelidade -, é uma suposição razoável aplicar a mesma proporção verificada entre o faturamento das agências do Cenp-Meios na base Kantar IBOPE Media sobre as agências que, embora não façam parte do sistema Cenp-Meios, também têm suas veiculações monitoradas pela Kantar IBOPE Media. “Trata-se de uma extrapolação que tem como ponto de partida os dados do Cenp-Meios, cuja origem é bastante fidedigna, funcionando como um ‘censo’, que é o investimento em mídia destas 336 agências, que representa quase a metade do volume total, sobre a outra metade deste volume.”

Coutinho observa que ainda existe muito para ser aperfeiçoado com o desenvolvimento de indicadores sazonais, projeções de tendências e uma maior granularidade dos dados, por exemplo com análises regionais. Ele também destaca a complexidade de mensuração da Internet. Dessa forma, para não fugir do princípio básico que foi a utilização de indicadores já consagrados pelo mercado, no caso da Internet foi utilizado o dado da Kantar IBOPE Media, referendado pelo IAB, que 67% de tudo que foi investido no meio digital se deu por via agências.

Luiz Lara, presidente do Cenp, destaca a importância da iniciativa e seu potencial de aprimoramento para que o mercado tenha, com o passar do tempo, dados que contemplem sua real dimensão. “Trata-se de um primeiro tijolo em uma longa construção para chegarmos em uma avaliação mais próxima da realidade do montante do investimento em mídia feito pelas agências, ao mesmo tempo que temos que acompanhar a própria evolução dos meios e seus usos pelos consumidores”.

Confira mais detalhes da “Projeção de investimentos publicitários em mídia via agências de publicidade”:

Com categoria ESG, inscrições para Prêmio Central de Outdoor estão abertas

ESG é a nova subcategoria da 23ª edição do Prêmio Central de Outdoor; cerimônia de premiação acontece no dia 18 de setembro, em São Paulo (SP)

O 23º Prêmio Central de Outdoor é a única premiação exclusivamente de mídia OOH do país – Crédito: Divulgação

Estão abertas as inscrições para a 23ª edição do Prêmio Central de Outdoor, único dedicado exclusivamente para campanhas de mídia exterior. Neste ano, a premiação conta com uma novidade: a subcategoria ESG, criada para campanhas veiculadas em qualquer tipo de mídia OOH, mas que abordam práticas previstas nos pilares propostos pelo ESG, tanto em seu conteúdo quanto em sua execução. Para se inscrever no Prêmio, as campanhas devem ter sido veiculadas em empresas associadas à Central de Outdoor, maior associação de mídia exterior do Brasil e uma das cinco maiores do mundo, durante o período de 01 de maio de 2023 a 30 de abril de 2024. As inscrições estarão abertas até o dia 30 de julho e devem ser realizadas através do site www.premiocentral.com.br.

Neste ano, a premiação conta com o slogan “Criatividade que Conecta”, em sequência à discussão das conexões humanas e urbanas que foi tema da Convenção Nacional da Central de Outdoor, em março deste ano. O Prêmio Central de Outdoor é aberto às agências de publicidade e aos estudantes que estejam cursando Comunicação Social e Publicidade e Propaganda em todo o país, desde que devidamente inscritos, conforme os termos do regulamento.

Por essa razão, as peças inscritas são divididas em duas categorias: Estudantil e Profissional. Esta, por sua vez, é subdividida nas subcategorias Clássico, Outside, Digital OOH, ESG e Design Independente. Para o shortlist, serão selecionadas seis peças em cada uma das categorias. Destas, as melhores campanhas serão premiadas com ouro, prata e bronze, conforme as maiores notas obtidas em votação por júri profissional, em cerimônia no Teatro Renaissance, em São Paulo (SP), no dia 18 de setembro.

A cerimônia de premiação acontece no dia 18 de setembro, em São Paulo (SP) – Crédito: Divulgação

“O Brasil vem se mostrando um grande expoente do OOH, sendo destaque mundial em relação ao share publicitário e à criatividade de nossas campanhas. O Prêmio Central de Outdoor permite que o mercado vislumbre o potencial criativo nacional. Ele não apenas celebra a excelência na mídia OOH, como impulsiona o desenvolvimento e a evolução da publicidade brasileira”, diz João Batista Oliveira, presidente nacional da Central de Outdoor.

Fabi Soriano, diretora executiva da Central de Outdoor, considera que trabalhar a sustentabilidade com a nova subcategoria ESG é também trabalhar a responsabilidade social e ambiental dentro da mídia exterior. “Ao criar a subcategoria ESG, o Prêmio Central de Outdoor busca reconhecer e incentivar as iniciativas socioambientais na indústria da mídia OOH. Há muitas campanhas bem executadas que se preocupam com a sustentabilidade do meio. Está na hora do Brasil se destacar por isso também”.

A 23ª edição do Prêmio Central de Outdoor é patrocinada pelo The Led, Inviron e LedWave.

Fonte: Agência ERA®

Webinar exclusivo para associados e imprensa “Insights Foro Alooh México 2024 – Entre dois mundos”,

Mídia forte: OOH realiza webinar exclusivo

Hoje pela manhã o Publicitando teve o privilégio de participar do webinar exclusivo para associados e imprensa “Insights Foro Alooh México 2024 – Entre dois mundos”, promovido pela Central de Outdoor.

 

O encontro teve como objetivo trazer os destaques do Foro Alooh, o evento mais importante da indústria OOH da América Latina, que aconteceu na última semana, para os associados que não puderam comparecer. A Central de Outdoor foi uma das palestrantes e levou a maior delegação brasileira para o evento, com 21 associados, além de ter recebido o troféu de prata com a ECOSS OOH na categoria “Soluções Tecnológicas”.

Alguns dos associados da Central que compareceram ao Fórum Alooh fizeram breves e muito proveitosas apresentações e destacaram temas relevantes como criatividade, a importância da mídia clássica (os clássicos do OOH), a importância das métricas e da mídia programática.

Ao final, a Central de Outdoor apresentou o vídeo que explica a Plataforma ECOSS OOH, premiada no Foro Alooh na categoria “Soluções Tecnológicas”.

A Plataforma ECOSS OOH foi desenvolvida pela Adsmovil OOH e é uma plataforma de planejamento, compra, implementação, execução e automatização. Foi criada para facilitar e agilizar o trabalho de agências criativas e planejadoras, anunciantes e exibidoras. Com ela, é possível realizar compras de modo tradicional ou programática de forma automatizada.

Foi um excelente webinar, com ótimo conteúdo e para nós do Publicitando ficou a imagem de uma Central de Outdoor muito organizada, atuante e sintonizafa com as demandas e tendências do mercado de propaganda e marketing.

Latam é a patrocinadora campeã do BBB24, segundo a YouGov

Entre os 11 patrocinadores analisados pela plataforma BrandIndex, a empresa se destacou em três métricas de desempenho

O baiano Davi não foi o único campeão do Big Brother Brasil 2024 (BBB24). Entre os 11 patrocinadores do programa monitorados pela YouGov BrandIndex, a Latam Airlines foi a que apresentou o maior crescimento em três indicadores-chave de posicionamento de marca entre o início e o final desta última temporada.

Na qualificação de Buzz, a Latam iniciou o programa com uma pontuação de 23,2 pontos. No entanto, em 16 de abril, a companhia aérea já tinha uma pontuação de 35,4, quase quadruplicando o desempenho de seu concorrente mais próximo, o McDonald’s. O Buzz mede se as pessoas ouviram ou não falar de uma marca nos noticiários, nas redes e com amigos e familiares, bem como se essas histórias são positivas ou negativas. Nesse contexto, isso estaria refletindo a eficácia do BBB24 no posicionamento geral da marca.

A Latam também foi o patrocinador que mais melhorou sua classificação de Consciência da Publicidade durante a competição. Esse indicador reflete quantos consumidores se lembram de ter visto o comercial ou a campanha de uma marca recentemente. No contexto do BBB24, seria o reflexo de quantas pessoas no país realmente registraram a participação da companhia aérea no programa como uma mensagem comercial. Sua classificação subiu de 29 pontos (em 8 de janeiro) para 35 pontos (no dia 16 de abril).

Vale destacar ainda que, dos 11 patrocinadores do BBB24 monitorados pela BrandIndex, a Latam foi uma das três únicas marcas que realmente apresentaram melhorias sólidas em sua classificação de Consciência da Publicidade ao longo do programa. A Esportes da Sorte apresentou um aumento de 3,1, enquanto a Oi teve um aumento de 2,6 pontos. A marca Pantene permaneceu praticamente inalterada entre o início e o fim do programa. As demais registraram quedas substanciais de até -15,9 pontos (no caso do Mercado Livre).

A Latam também teve um forte desempenho no indicador Consideração, embora não tenha sido o patrocinador que mais cresceu. Entre 8 de janeiro e 16 de abril, a companhia aérea melhorou 3,7 pontos nesta classificação, o segundo avanço mais significativo entre as marcas analisadas (logo abaixo dos 5 pontos que o McDonald’s cresceu). Semelhante ao caso da Consciência da Publicidade, apenas quatro dos patrocinadores analisados apresentaram forte crescimento. Outros dois começaram e terminaram o BBB24 em níveis semelhantes, e os demais registraram quedas significativas.

A classificação de Consideração reflete quantos brasileiros estariam dispostos a incluir a marca na sua próxima decisão de compra. No contexto do BBB24, uma melhora nessa classificação poderia ser um reflexo de quantos consumidores potenciais a Latam e o restante das marcas ganharam graças a sua estratégia de patrocínio.

Metodologia

YouGov BrandIndex coleta dados sobre milhares de marcas todos os dias. A pontuação do Buzz dos patrocinadores do BBB24 é baseada na pergunta: “Nas ÚLTIMAS DUAS SEMANAS, sobre qual das seguintes marcas você ouviu algo POSITIVO/NEGATIVO (nos jornais, em propaganda ou falando com amigos e parentes)?” e entregue como uma pontuação líquida entre –100 e + 100. A pontuação do Consciência da publicidade é baseada na pergunta: “De quais das seguintes marcas você viu um anúncio nas DUAS ÚLTIMAS SEMANAS?” e entregue como um percentual. A pontuação do Consideração é baseada na pergunta: “Quando você está prestes a comprar, de qual das seguintes marcas você consideraria comprar?” e entregue como um percentual. As pontuações são baseadas em uma média de amostra diária de 221 adultos Brasil entre 8 de janeiro e 16 de abril. Os números baseiam-se numa média móvel de duas semanas.

Fonte: Impulsione Comunicação – Pollyana Rocha