Mercado publicitário cresce em investimento no primeiro semestre de 2022

Cenp-Meios revela dados do primeiro semestre

Todos os anos o Cenp-Meios solta relatórios que dão conta do volume de investimentos em propaganda no Brasil. Os relatórios são  trimestrais, semestrais e anuais.

No final de agosto o Cenp-Meios soltou o relatório semestral, ou seja, foram divulgados os dados relativos ao primeiro semestre de 2022.  A amostra de agências consultadas aumentou de 234 para 309 e isso com certeza causou algum impacto no resultado, já que houve um crescimento de 12,5% em comparação com o mesmo período de 2021, fechando um faturamento total de R$ 8,3 bilhões.

Fonte: Meio e Mensagem

Não houve um crescimento significativo no volume de investimento em cada meio, ao contrário do que ocorreu em 2020 e 2021,quando a Internet aumentou bastante o share por conta da pandemia. O meio que apresentou o maior crescimento foi Out of Home, com 3,2% de crescimento, depois vem a Internet com 2,8% e  a TV por Assinatura com 1,1%. No sentido oposto, a TV Aberta perdeu quase 7% de investimento e caiu de 53% para 46% no share publicitário.

 

APP Brasil anuncia os vencedores do 21º Prêmio Contribuição Profissional

Cerimônia será realizada no próximo dia 29 de setembro, no mesmo dia em que a associação comemora 85 anos de atividades.

A Associação dos Profissionais de Propaganda – APP Brasil, entidade que apoia e estimula as atividades da comunicação, anuncia os nomes dos vencedores da 21ª edição do Prêmio Contribuição Profissional. A cerimônia de premiação e entrega do Troféu Garra será realizada no dia 29 de setembro, a partir de 19h30, somente para convidados. Posteriormente, o evento ficará disponível no Youtube da APP Brasil.

Uma das premiações mais importantes da comunicação, o Troféu Garra visa homenagear profissionais que promovem e realizam ações que valorizam as atividades do mercado da comunicação. Profissionais que, ao longo dos últimos anos, apresentaram ideias inovadoras que beneficiam a atividade do setor.

A escolha dos vencedores da 21ª edição do Prêmio Contribuição Profissional foi dividida em duas etapas: no primeiro momento, a diretoria da APP Brasil fez um grande trabalho de pesquisa – cada diretor fez sua indicação considerando as ações realizadas por cada profissional no último ano. Em seguida, a entidade preparou um shortlist composto pelos três profissionais mais indicados para cada categoria e novamente submeteu a votação da diretoria.

Neste ano, a edição do Prêmio Contribuição Profissional agrega dupla comemoração – exatamente no dia 29 de setembro a APP Brasil completará 85 anos de atuação. “É sempre muito gratificante participar do Prêmio Contribuição Profissional porque aqui podemos valorizar, de fato, os profissionais que contribuem ativamente para o desenvolvimento do nosso mercado”, destaca Silvio Soledade, presidente da APP Brasil. “Neste ano, a premiação vem ainda mais especial, no mesmo dia da cerimônia de entrega do prêmio, a APP comemora 85 anos, data muito significativa para uma entidade que se reinventa todos os dias”.

Na cerimônia, o espectador poderá acompanhar algumas homenagens programadas para as comemorações dos 85 anos e a entrega do troféu para as seguintes categorias: Profissional de Liderança, Liderança Regional, Atendimento e Negócios, Criação, Comunicação e Conteúdo, Diversidade e Inclusão, Educação, Tecnologia e Dados, Mídia, Veículos e Plataformas, Marketing e Marcas, Planejamento e Estratégia e Prêmio Contribuição Profissional Especial.

“O Prêmio Contribuição Profissional é emocionante desde a apuração dos votos, é uma alegria imensa sentir a vibração de cada ganhador”, destaca Toninho Izidoro, diretor da APP Brasil. “Nesta edição, voltando ao presencial, estamos preparando uma premiação que, certamente, irá ilustrar a evolução da APP Brasil e de todo nosso mercado”.

Confira a seguir a lista dos vencedores da edição 2022:

LIDERANÇA
Eduardo Simon – CEO da Galeria
LIDERANÇA REGIONAL
Renato Cocenza – Diretor de Operações na TV Diário
ATENDIMENTO E NEGÓCIOS
PC Freitas – Presidente do Grupo de Atendimento e Negócio
CRIAÇÃO
Flavio Waiteman – CCO da Tech and Soul
COMUNICAÇÃO E CONTEÚDO
Alexandre Zaghi Lemos – Editor Chefe do Meio & Mensagem
DIVERSIDADE E INCLUSÃO
Ana Cortat – Head of Strategy & Data at Soko e Founder of Hybrid Colab
EDUCAÇÃO
José Vicente – Reitor da Universidade Zumbi dos Palmares
MÍDIA
Andreia Abud – VP de Midia da WMcCann
MARKETING E MARCAS
Ane Lopes – Diretora de Marketing da Claro
PLANEJAMENTO E ESTRATÉGIA
Gabriela Rodrigues – Head de Cultura e Impacto da Soko
TECNOLOGIA E DADOS
Cris Camargo – CEO do Iab Brasil
VEÍCULOS E PLATAFORMAS
Isabel Borba – Head Comercial da JC DECAUX
PRÊMIO CONTRIBUIÇÃO PROFISSIONAL ESPECIAL
Orlando Marques – Conselheiro e sócio da Boutique Pool, Conselheiro da Centria Partners e da Sousmile. Membro do Conselho Deliberativo da ESPM

Evento da APP Vale trouxe informações relevantes

APP Vale realizou palestra com CEO do Kantar

A APP (Associação dos Profissionais de Propaganda) do Vale do Paraíba realizou na manhã desta sexta feira, 26/08, palestra com o tema “Consumo, Mídia e Publicidade – Fatos e Expectativas”. A CEO da Kantar IBOPE Media no Brasil, Melissa Vogel, fez uma apresentação mais focada em dados que comprovam a força do vídeo.

Foto: Camila Carvalho – MDX Group

Melissa trouxe uma série de pesquisas que demonstram como o consumo de vídeo está distribuído em diferentes plataformas. Também mostrou como o comportamento de consumo mudou em função da tecnologia e da pandemia e que o mercado brasileiro está amadurecendo, ou seja, os consumidores acima de 45 anos estão aumentando de número.

A CEO do Kantar também apresentou dados que mostram a importância da construção de uma experiência figital, ou seja, que una os mundos e canais físicos e digitais.

Vários dos presentes disseram ter gostado muito do conteúdo e da objetividade da apresentação.

Parte da diretoria da APP Vale ao lado de Melissa Vogel, CEO da Kantar
Foto: Camila Carvalho – MDX Group

O evento aconteceu no Auditório do Ceplade (Bloco 8) da Univap Urbanova e contou com boa presença de público.

A palestra teve como apoiadores o Grupo Band Vale e a UNIVAP. Também contou com os patrocínios de Decoli Mídia e MDX Group.

Como definir a continuidade de uma campanha

por Josué Brazil

Iniciei uma sequência de textos sobre planejamento aqui no blog. Começamos falando do planejamento como um todo. Depois detalhamos um pouco mais no texto seguinte, no qual abordamos os três conceitos fundamentais para definição da estratégia. Em um terceiro texto explicamos como definir o alcance de uma campanha.

Esse texto aqui tem a pretensão de finalizar esta sequência trazendo os indicadores que vão nos ajudar a definir qual é a continuidade ideal para sua campanha ou ação de comunicação.

Imagem por annca de Pixabay

Só para lembrar, continuidade é um conceito ligado a extensão de tempo de sua campanha e, principalmente, como são definidos os esforços de mídia ao longo deste tempo. E que nós adotamos quatro tipos básicos de continuidade: linear, concentrada, ondas e pulsação.

Nos últimos anos podemos nos arriscar a dizer que em função de mercados quase todos muito mais dinâmicos e competitivos, a continuidade do tipo pulsação virou uma espécie de coringa e acaba sendo a mais utilizada por planejadores de mídia.

Vamos aos indicadores:

▹CATEGORIA DE PRODUTO/SAZONALIDADE – consumo horizontal leva a continuidade linear ou pulsação. Sazonalidade conduz ao uso de concentrada;

▹CICLO DE VIDA DO PRODUTO – lançamento/relançamento levam a linear. Para marcas/produtos em sustentação podem ser usadas ondas, linear e até pulsação;

▹FREQÜÊNCIA DE COMPRA – alta frequência de compra indica continuidade linear ou pulsação. Baixa frequência permite o uso de ondas;

▹FIDELIDADE DE MARCA – baixa fidelidade conduz á linear, alta fidelidade indica atuação em ondas;

▹DIFERENCIAÇÃO DE DESEMPENHO – ondas para produto com claro desempenho superior aos concorrente. Desempenho pouco diferenciado leva ao uso de linear ou pulsação;

▹CONCORRÊNCIA – a atividade da concorrência é importantíssima e pode modificar totalmente qualquer decisão já tomada em função de situações anteriormente colocadas;

▹CONTEÚDO DE COMUNICAÇÃO – alto impacto de comunicação permite atuação em ondas ou pulsação. Já baixo impacto da mensagem sugere o uso de linear ou pulsação, dependendo da concorrência;

▹IMAGEM DE MARCA – boa imagem de marca conduz ao uso de ondas ou pulsação. Fraca imagem de marca leva a adoção de continuidade linear ou de pulsação.

Novamente nos apoiamos bastante aqui nas ideias de Edson Benetti em seu capítulo do livro “Tudo que você queria saber sobre propaganda e ninguém teve paciência para explicar”.

Importante ressaltar que para um bom planejamento de mídia os três pilares ou conceitos fundamentais (alcance, frequência e continuidade) devem estar equilibrados e atender aos objetivos de comunicação e marketing.

Consuma todos os textos desta sequência sobre planejamento de mídia. Sem moderação!