Martech para eliminar fake cliques

Martech israelense chega ao Brasil para eliminar fake cliques

Clickcease usa inteligência artificial e monitoramento de tráfego para bloquear fraudes em publicidade digital; golpes correspondem a 20% de acessos em anúncios

Responsáveis por prejuízos de US$ 35 bilhões em 2018, segundo a Juniper Research, as fraudes na publicidade digital são uma dor de cabeça para os anunciantes. Para atacar esse problema, a martech israelense Clickcease, que acaba de chegar ao Brasil, desenvolveu um produto que identifica e bloqueia tráfego inautêntico no Google Ads e Bing.

De acordo com análises da empresa, até 20% dos cliques em anúncios de texto na internet são falsos, por terem sido feitos por robôs, usuários que não têm interesse real por aquele conteúdo e concorrentes da empresa anunciante.

Para evitar que esse tipo de golpe pese no orçamento da empresa responsável pela propaganda, a Clickcease usa machine learning para estabelecer quais acessos não são espontâneos. Isso significa medir quanto tempo a pessoa se mantém no site depois de acessá-lo a partir de um ad, assim como estabelecer padrões de comportamento que denotam fraudes.

“A partir daí, temos a capacidade de bloquear esses IPs e fazer uma abertura de reembolso junto ao Google, por exemplo”, diz Michel Primo da martech. Ele ressalta, no entanto, que este não é um processo estático: “As pessoas que operam este tipo de golpe estão sempre mudando os canais de acesso, então a defesa precisa ser constante, porque novos IPs serão utilizados”.

Na avaliação do executivo da Clickcease, o Brasil é um mercado especialmente vulnerável nesse sentido. Isso porque ainda não há no país uma consciência estabelecida sobre o potencial de prejuízo que problemas do tipo podem causar. “No melhor dos casos, notamos que um quinto do orçamento de marketing digital vai para o ralo por conta de fake cliques”, afirma.

A Clickcease atende tanto empresas quanto agências que produzem e intermedeiam campanhas para terceiros. Para demonstrar o quanto esses ads são explorados, há um demo grátis de até 14 dias. No Brasil desde meados de 2019, a expectativa da martech é chegar ao fim do ano com mais de mil clientes.

Fonte: Press Works

Share and Enjoy !

0Shares
0 0

Um casamento feliz: big data e mkt digital

A união do Marketing Digital com o Big Data: Um casamento que chegou para ficar!

O marketing digital já é uma realidade consolidada no Brasil, e este tipo de publicidade, pode ajudar muito na hora de vender mais e acertar no público alvo. Para isso, algumas empresas estão usando um antigo conhecido do mundo digital, o Big Data. O fornecimento de dados específicos às marcas que necessitam entregar a mensagem correta, à pessoa correta, no momento indicado, gerando uma experiência integral e eficiente entre anunciante e consumidor.

Foto: Pixabay

“A indústria da publicidade digital no Brasil é conhecida por ter profissionais com práticas de alta performance e, sobretudo, por uma capacidade única para desenvolver soluções, práticas, processos e experiências que funcionam especificamente no mercado local” assinala Mario Rubino, novo Country Manager da Retargetly, principal fornecedora de soluções de marketing baseadas em dados para o mercado latino-americano.

Big data é um termo que descreve o grande volume de dados — tanto estruturados quanto não-estruturados — que sobrecarrega as empresas diariamente. Mas não é a quantidade de dados disponíveis que importa; é o que as organizações fazem com eles. O big data pode ser analisado para obter insights que levam a decisões melhores e ações estratégicas de negócio.

Neste sentido, e referindo-se especificamente a combinação entre Big Data e MarTech, Rubino acrescentou que “vive-se um momento especial no Brasil, a medida que se consolida o uso da tecnologia em publicidade e as companhias embarcaram no intrincado processo de aprender como e em que profundidade usar os dados que possuem”.

O caminho para a união entre big data e marketing digital foi natural, uma vez que o ambiente online é propício para a captação de informações dos clientes. Todo movimento do usuário online gera uma série de dados sobre o comportamento deste usuário, e o Big Data torna possível captar tais dados e utilizar as informações, por meio do marketing digital, para tomar a melhor decisão e prever os resultados das ações propostas.

Em 2017, os investimentos em publicidade digital superaram os da TV pela primeira vez, nos EUA, segundo dados do Interactive Advertising Bureau (IAB). Pesquisa do Instituto Provokers, feita em parceria com o Google Brasil e o Youtube, no ano passado, reforça essa tendência. Estudo realizado com 1500 brasileiros, entre 14 e 55 anos, das classes A, B e C – uma amostragem que representa 123 milhões de pessoas – indica que, em três anos, o consumo de vídeos online saltou 90,1%, enquanto a TV se manteve próximo do estável. O smartphone se consolida nessa frente: é usado por 83% das pessoas. Além do fato de 87% dos pesquisados permanecerem online enquanto assiste a algo na TV.

Processar e analisar os dados gerados a partir dos comportamentos na rede, então, é fator chave no marketing digital. A tecnologia chegou para ficar!

ᐧFonte: Kipus Comunications & Media Lab

Share and Enjoy !

0Shares
0 0

Brasileira é selecionada para o Lions Innovation

Brasileira TVDATA é selecionada para o Lions Innovation Start-up Package

Empresa foi escolhida como uma das 60 start-ups mais promissoras do mundo

unnamed

O Estadão – representante oficial do Cannes LionsFestival Internacional de Criatividade no Brasil – informa que o organização do evento selecionou uma start-up brasileira para participar do recém-criado Startup Package: a TVDATA. O evento fará parte da programação do Lions Innovations e é destinado a start-ups criadas nos últimos três anos, com menos de €5 milhões em financiamento garantido e protótipo de tecnologia que melhora/viabiliza comunicações da marca. Somente 60 empresas foram selecionadas e estão entre as mais promissoras start-ups de todo o mundo, de acordo com a organização.

O pacote do Start-up Package inclui passe de delegado para o Lions Innovation, com acesso a dois dias de palestras, workshops e demonstrações; acesso à cerimônia de premiação, onde serão anunciados os vencedores do Innovation, Creative Data, Mobile, Media e Cyber Lions e festa pós-cerimônia; acesso a reuniões diárias para as start-ups; local para apresentação no novo Start-up Village, para mostrar sua tecnologia (um dia, um por empresa); e acesso ao Cannes Lions Beach durante o evento.

Fundada em 2014, a TVDATA oferece soluções para integração de campanhas na TV com a publicidade digital em tempo real. Em 2015, desenvolveu nova tecnologia que permite a monitoração, sincronismo e integração com as palavras que são pronunciadas na TV. Essa monitoração é feita por meio da criação de uma lista de palavras-chave e toda vez que uma dessas palavras é pronunciada na TV disparamos um aviso para compra de mídia digital. “Essa é a primeira iniciativa de contextualização do conteúdo da TV com a mídia digital em tempo real que temos notícia. Estamos nos aproveitando dos micro-momentos da TV para gerar maior engajamento com os usuários. Nosso próximo desafio é criar uma versão dessa nova tecnologia para monitorar palavras relacionadas com esportes na TV”, afirma Romildo Lucas, CEO da start-up. Mais informações em www.tvdata.com.br.

O Lions Innovation acontece de 21 a 22 junho de 2016. Serão dois dias do festival de tecnologia, que contará com conteúdo focado em dados e start-ups, ocorrendo paralelamente ao tradicional Cannes Lions Festival Internacional de Criatividade (18 a 25 de junho). Mais informações em www.canneslions.com. Informações em português: (11) 3856-5454 ou canneslions.estadao.com.br.

Fonte: Lucia Faria Comunicação Corporativa – Marco Barone

Share and Enjoy !

0Shares
0 0