Empresas nativas digitais e a necessidade de conexão e experiências

por Lyana Bittencourt*

A sigla pode não ser tão conhecida, mas com certeza você já se deparou com uma dessas empresas: as “Digital Native Virtual Brands” ou “nativas digitais” são aquelas empresas, geralmente indústrias, que escolheram o canal digital para operar sua estratégia de Direct to Consumer, ou seja, o canal direto ao consumidor final.

E o que elas têm de especial? Uma cultura bastante própria. Para começar, elas focam na sustentabilidade e responsabilidade social. Já nascem com uma consciência ambiental, social e de impacto econômico que muitas das empresas ainda estão lutando para adquirir. Como forma de expressar isso, programas de recompra e reforma de itens, reciclagem e reuso são parte do seus processos.

Ao mesmo tempo que focam nesses pontos, valorizam a cadeia produtiva, se apegando às origens de seus insumos e respeitando cada elo dessa cadeia. Com isso, acabam por contar belas histórias. O storytelling faz parte de suas estratégias de marketing, pois sua forma genuína de fazer acontecer por si só atraem a atenção e engajam os consumidores. Isso tudo como resultado de um propósito, uma razão de existir muito claras.

Como exemplo, a Ugly uma marca de bebidas carbonatadas sem ingredientes artificiais. Super irreverente e que busca a quebra do status quo, pois foi criada com o propósito de quebrar “a verdade feia” em um mundo de notícias falsas, ingredientes artificiais e buscam promover o bem social. A cada bebida vendida, eles doam uma parcela para entidades que buscam reduzir a desigualdade de gênero e a conservação dos oceanos. Ou ainda a Soylent, que tem o propósito de “descomplicar o que é complicado” e promete nutrição em uma garrafa. Por meio de produtos baseados em soja, garantem que seus produtos substituem uma refeição completa – em diferentes formatos e de forma funcional.

Os exemplos acima já mostram como essas marcas também buscam alavancar negócios disruptivos. Como é o caso da Rent the Runaway que tem como modelo de negócio a assinatura de roupas. Ou seja, por um período você recebe em casa algumas roupas, usa e depois devolve, recebendo novas em seguida. Ou ainda a Peloton que é uma assinatura de streaming de aulas de ginástica – ou vivo ou sob demanda – tudo isso associado à venda de produtos como esteiras e bicicletas que se conectam ao streaming.

Como no caso da Peloton, o conteúdo é rei. A produção de conteúdo está na essência dessas marcas, como forma de se aproximar e engajar consumidores. As redes sociais são sua principal forma de divulgação e nelas contam histórias, trazem depoimentos e mostram como podem ajudar a solucionar problemas e dores da sua audiência. É tudo pensado em como o consumidor vai receber a mensagem e se conectar com ela. Afinal, também são maníacos pela experiência do consumidor – reviews, avaliações e recomendações fazem parte do negócio como forma de obter insights, melhorar a experiência e fornecer um atendimento personalizado.

E o atendimento personalizado vai além de chamar pelo primeiro nome. É uma estratégia 100% centrada em dados e amparada por tecnologia para se relacionar com o consumidor durante toda a sua jornada e em todos os pontos de contato de forma a oferecer sempre solução e experiência. É fazer com que o cliente sinta que a empresa o conhece tão bem que consegue antecipar suas necessidades antes mesmo que ele perceba.

Como mentalidade, as nativas digitais sabem que precisam realmente abraçar as mudanças do ambiente e das necessidades de conexão e experiências. Elas investem em tecnologia e estão sempre na vanguarda. E como resultado, alavancam seu negócio. Muitas participam de rodadas de investimento e acabam por crescer de forma exponencial, alcançando e ultrapassando muitas empresas tradicionais do mercado.

Se você olha para tudo e pensa “isso não é pra mim” saiba que está perdendo tempo. Porque isso é o que o consumidor espera e se você quer se conectar com ele, é isso que sua empresa precisa fazer.

*Lyana Bittencourt, CEO do Grupo BITTENCOURT – consultoria com mais de 3 décadas de experiência de mercado especializada em desenvolvimento, expansão e gestão de redes de franquias e negócios

Share and Enjoy !

0Shares
0 0

O que os consumidores esperam das empresas em 2021?

Para o novo ano, a humanização das marcas é o ponto mais importante para seus clientes

2020 foi um ano para se reinventar. Os acontecimentos decorrentes da pandemia causada pelo novo coronavírus forçaram marcas de todo o mundo a adaptarem seus métodos de trabalho às novas situações impostas e aceleraram ainda mais o processo de transformação dos consumidores. Com o isolamento social, as plataformas online se tornaram o principal método para compras, entretenimento e até mesmo educação. Como resultado, uma série de tendências de como os consumidores devem lidar e quais suas expectativas em torno das empresas surgiram em 2020 e devem continuar em 2021. A NeoAssist, empresa pioneira em tecnologia omnichannel de atendimento ao cliente, aponta cinco dessas tendências, veja:

1. Digitalização da marca

O ano passado pegou um grande número de empresas desprevenidas, que ainda não haviam ingressado no meio virtual. O que antes era uma vantagem tornou-se essencial para a evolução e, até mesmo para a sobrevivência neste período de crise. Mas não apenas a entrada das empresas no universo digital pode fortalecer o negócio. Utilizar o meio virtual para se comunicar de forma humanizada, divulgando conteúdos informativos, e não só publicitários, por meio de lives e posts em redes sociais, se tornou um ponto diferencial na maneira em que os usuários enxergam uma marca. Muitas pessoas estão nas plataformas digitais utilizando o social learning, compartilhando ideias e conhecimento, e portanto, também querem aprender e dialogar com as empresas que buscam manter uma conexão.

2. Diversidade e inclusão

Um dos temas atuais mais importantes exigido pelas novas gerações de consumidores, tornou-se de extrema urgência que empresas assumam pautas que abranjam todos os tipos de clientes e demonstrem comprometimento com diversidade e inclusão. Instituições que Investem em campanhas e anúncios inclusivos, desconstruindo estereótipos sociais ao apresentar e/ou tratar sobre modelos com corpos reais, pessoas fora do padrão midiático, que possuem algum tipo de deficiência, de gênero, etnia e cultura diferente, entre outros, além de adotar medidas de inclusão no ambiente de trabalho, transmitem uma imagem de progresso, confiança e empatia.

3. Atendimento proativo

Em constante evolução, o atendimento ao cliente de uma empresa, online ou presencial, precisa ser 100% eficiente. O atendente deve ser capaz de responder a qualquer problema ou dúvida, lidando com as solicitações o mais rápido possível. O foco é a experiência do consumidor, o que inclui a adoção de um atendimento personalizado e humanizado. Ainda que a inteligência artificial seja essencial para o atendimento online, por exemplo, o lado humano sente empatia e é capaz de entender situações mais complexas. Realizar um bom atendimento proativo exige aprendizado e disposição, mas traz excelentes resultados por ser fundamental ao oferecer uma experiência mais completa ao consumidor, antecipando suas necessidades. Dar dicas, tirar dúvidas que surgirem, oferecer brindes e vantagens ou apenas recolher sugestões podem fazer com que o cliente se sinta ouvido de forma especial.

4. Cultura do cancelamento

O engajamento possibilitado pelas redes sociais criou a cultura do cancelamento, consistindo em um grande número de usuários se juntando contra um anônimo, celebridade ou organização, quando estes tomam atitudes consideradas ofensivas ou que não condizem com os ideais esperados. Para o meio corporativo, o cancelamento de uma marca pode acarretar grandes prejuízos, que vão desde a perda de confiança de seus clientes, diminuindo a reputação, até a perda de faturamento. Hoje, os consumidores possuem uma voz muito mais ativa, se indignando quando não se sentem respeitados pelas marcas ou quando não encontram uma afinidade para com elas. Com fortes expectativas acerca dos produtos e serviços contratados, a tendência é que esses consumidores fiscalizem cada vez mais o comportamento dos gestores e das empresas no meio público, e também pessoal. Caso seja cancelada, a expectativa é que a marca “aprenda com os seus erros” e transforme a experiência em uma mudança de pensamento e atitude.

5. Experiência de afeto

Diversas empresas estão procurando cuidar das pessoas e, em alguns aspectos da sociedade, durante esse período de crise sanitária. Utilizando suas redes digitais para auxiliar e informar os consumidores sobre temas voltados para a saúde e bem-estar, ou realizando ações sociais e ambientais, essas marcas conseguiram se aproximar muito mais de seus clientes, já que eles se sentem acolhidos e representados. Em outros casos, pequenas atitudes, como usar formas lúdicas para se comunicar com os consumidores, por exemplo, enviar mensagens informais utilizando emojis ou criar produtos personalizados, fazem mais sucesso e ajudam a consolidar a conexão entre marca e consumidor.

“Tendência tem a ver com mentalidade, com comportamento. Os consumidores atuais passaram por um período de grande transformação e já não aceitam qualquer tipo de empresa. Existe uma infinidade delas disponíveis no mercado, logo, eles querem se relacionar com aquela que possui uma visão parecida, valores que os representem. Querem se tornar clientes de uma empresa transparente. Por isso, as marcas que não se reinventarem e não corresponderem às expectativas dessa nova geração vão acabar no esquecimento. O cenário para 2021 será desafiador, mas não impossível.”, afirma Albert Deweik, CEO da NeoAssist.

Fonte: Equipe Motim – Samantha Rezende

Share and Enjoy !

0Shares
0 0

ACIT lança cartão

ACIT lança ACITCard

A Associação Comercial e Industrial de Taubaté, sempre trabalhando com foco na valorização do comércio local e de olho nas novidades do mercado para que os associados possam oferecer as melhores condições e os melhores produtos aos seus consumidores, lança agora o ACITCard.

O cartão chega trazendo uma série de vantagens e facilidades para as empresas, para os empregadores e para os empregados.

Os benefícios para a empresa que passarem a aceitar o ACITCard em seu estabelecimento como forma de pagamento são inúmeras. Além da vantagem de ter clientes qualificados (os associados da ACIT), o cartão ainda pratica a menor taxa de administração de mercado, garante o recebimento, a possibilidade de aumento das vendas e dos lucros, a fidelização de cliente, a facilidade de consultar extratos e relatórios financeiros online e, ainda, um baixo custo por adesão.Já para as empresas que aderirem ao ACITCard como forma de benefício para seus colaboradores poderão oferecer, de forma mais rápida e prática, o vale alimentação, refeição, combustível e material escolar.

 

Além disso, a recarga mensal é feita sem cobrança de taxa. Existe ainda a possibilidade de inscrição para usufruir dos benefícios do PAT (isenção de 4% no IR para lucro real), a inexistência de qualquer taxa, a facilidade de adequação do software ao programa de folha de pagamento, além de dar a liberdade ao funcionário de escolher o que e onde comprar dentre as empresas que aceitam o cartão, sem custo para emissão do primeiro cartão para cada funcionário e ainda um sistema todo online para controle, solicitação e utilização do RH.

Black Friday ACITCard

A ACIT também aderiu ao período de promoção e descontos da Black Friday, e todas as empresas associadas que assinarem contrato até o final de novembro terão desconto de 50% na taxa de adesão.

Todas as informações sobre como aderir e detalhes sobre os benefícios e vantagens podem ser obtidas diretamente no Departamento Comercial da ACIT pelo telefone (12) 2125-8201, whatsapp (12) 99189-7964 ou email: acit@taubate.com.br. A entidade está localizada na rua Jacques Félix, 675 – Centro – Taubaté.

Fonte: Assessoria de Imprensa – Bruna Abifadel

Share and Enjoy !

0Shares
0 0

ACIT lança promoção “Meu Natal é uma viagem”

A Associação Comercial e Industrial de Taubaté deu início, junto ao comércio local, à última promoção do ano, “Meu Natal é uma viagem”, fechando a campanha TaubateAMO 2020.

Esse é o terceiro ano em que são distribuídos cartões presentes para troca em produtos, sempre com a ideia de trazer o consumidor ao comércio de Taubaté em dois momentos, primeiro para realização de suas compras nas datas mais fortes em questão de vendas, que são consideradas comemorativas, como o natal por exemplo. O segundo momento é com a premiação das promoções, em que o valor dos cartões pode ser trocado exclusivamente nas lojas participantes do fundo promocional.

E pelo segundo ano, a promoção realiza o sorteio de um vale viagem, além dos cartões presente. Os vendedores registrados nos cupons também serão premiados nas duas modalidades.

Serão, no total, 08 cartões presente no valor de R$ 1.500 cada, 01 de R$5.000 e 01 vale viagem de R$6.500 para os consumidores. Para os vendedores cadastrados nos cupons sorteados, serão distribuídos 08 cartões presente de R$ 500 cada, 01 de R$ 1.000 e 01 vale viagem de R$ 3.500.

O sorteio acontece dia 30 de dezembro de 2020 e deverá atender as normas de segurança e protocolos sanitários vigentes no momento, porém de forma que todos possam acompanhar e torcer.

A vantagem para os consumidores que, ao longo do ano, participaram das promoções anteriores (Valorize o Comércio e Dia das Crianças) é que todos os cupons participam, automaticamente, da grande campanha do natal e tem uma segunda chance de concorrer.

Para participar e concorrer aos prêmios, os consumidores devem realizar suas compras nas lojas participantes e a cada R$ 50 recebem um cupom, que deve ser completamente preenchido e depositado nas urnas da promoção. Os estabelecimentos serão identificados com material promocional e o selo da campanha.

As empresas participantes do fundo promocional podem ser consultadas no site www.taubateamo.com.br. Os associados que ainda não estão participando da campanha Taubateamo mas tem interesse, podem entrar em contato diretamente na ACIT. Maiores informações podem ser obtidas no Departamento Comercial, pelo telefone (12) 2125-8221.

A Associação não tem medido esforços para que esse momento tenha o menor impacto, tanto econômico quanto de vidas, e continua em defesa dos associados e da classe empresarial, divulgando todas as medidas e ações realizadas, com clareza e transparência.

Importante ressaltar que todas as empresas devem adotar, obrigatoriamente, os protocolos sanitários e de higienização disponibilizados no site da prefeitura: www.coronavirustaubate.com/plano-de-retomada.

Fonte: Assessoria de Imprensa – Bruna Abifadel

Share and Enjoy !

0Shares
0 0