ACIT comemora data especial

ACIT – 119 anos de história em Taubaté

No último domingo, dia 04 de março, a Associação Comercial e Industrial de Taubaté (ACIT) completou 119 anos desde sua fundação, figurando como uma das Associações Comerciais mais antigas do país

De lá pra cá, vem escrevendo sua história a cada dia, sempre acompanhando as páginas da história de Taubaté, estando totalmente ligada ao desenvolvimento da cidade, figurando de maneira expressiva nos diversos períodos econômicos vivenciados pelo país.

Felix Guisard foi o grande responsável pela fundação e liderou um grupo de comerciantes para enfrentar as dificuldades apresentadas diante do cenário instalado com a crise do café, em 1899.

Com a intenção de estimular o associativismo e o empreendedorismo, o papel da Associação é ser um agente de desenvolvimento social, sempre em defesa da classe empresarial, oferecendo serviços que atendam às necessidades e anseios desse público, para fazer com que Taubaté se mantenha no topo da lista entre os municípios considerados como referência em comércio, indústria e prestação de serviços.

A ACIT procura estar sempre à frente, inovando e se atualizando num mundo cada vez mais tecnológico e com informações que correm à velocidade da luz. Aliado à isso, busca manter parceria e um bom relacionamento com os poderes executivo, legislativo e judiciário para buscar melhorias e ações que possam beneficiar o comércio local.

O grande desafio é oferecer ao associado excelência na prestação dos serviços que estimulam a criatividade em qualquer momento econômico e político. É função da ACIT mostrar ao empresário as mais variadas possibilidades para manter seu negócio vivo e rentável, com soluções práticas e viáveis.

A capacitação faz parte da história da ACIT desde seu primeiro ano de existência, quando foi anunciada a criação do primeiro curso noturno sobre Direito e Geografia Comercial, naquela época já preocupada em oferecer treinamento para o mercado.

“Passamos por momentos de turbulência política e econômica nos últimos anos, mas a ACIT foi mais forte e se manteve firme. Isso foi possível devido ao apoio e confiança dos mais de 1200 associados, que participam ativamente de nossas atividades e utilizam todos os serviços oferecidos em busca de melhorias constantemente. Somos desafiados diariamente à oferecer produtos e serviços que tragam soluções para os mais diversos cenários. Fico honrado de poder fazer parte dessa história e estar à frente de uma Instituição tão forte e de tamanha importância para nossa cidade.” ressalta José Saud, o 19º presidente à frente da ACIT.

Fonte: Acontece Comunicação e Eventos

IoT e os negócios

Os impactos rápidos e práticos da Internet das Coisas nos negócios

*Por Eros Jantsch

O conceito de Internet das Coisas (IoT) tem ganhado cada vez mais destaque e está presente na vida de muita gente. De acordo com o Gartner, até 2020, teremos mais de 20 bilhões de coisas conectadas. Se considerarmos os mais de sete bilhões de habitantes no planeta, haverá quase três vezes mais coisas conectadas do que pessoas.

Quando olhamos a evolução da tecnologia, percebemos que um houve um avanço acelerado nos últimos anos, se comparado com décadas anteriores. Hoje, com a popularização da mobilidade, quase todo mundo tem acesso a um dispositivo móvel. O surgimento da nuvem facilitou o investimento de pessoas e empresas em inovações, como inteligência artificial, social e etc. Em resumo, a tecnologia está mais acessível.

Eros Jantsch

Por trás de tudo isso, e muitas vezes não visível aos nossos olhos, está a velocidade de processamento dos dispositivos, que tem ficado cada vez mais acessível em função da escala. A conexão com a internet melhorou e o custo baixou, isso no mundo todo. Esses dois fatores, bom processamento e a possibilidade de conectar as coisas com mais agilidade e um valor menor, criou um cenário propício para explorar a internet nas coisas.

As tais coisas conectadas já estão disponíveis no mercado, são relógios, equipamentos fitness, geladeira, ar condicionado, uma série de objetos inteligentes com acesso à web e às infinitas possibilidades que ela proporciona. Viveremos em um planeta com bilhões desses objetos que, em um futuro próximo, terão uma influência maior no nosso cotidiano – até mais do que as próprias pessoas.

No mundo dos negócios não será diferente e a IoT terá um impacto significativo em todos os segmentos. As coisas conectadas estão provendo uma série de informações que antes não existiam ou demandavam um esforço enorme para se obter. No varejo, por exemplo, os dispositivos inteligentes serão os responsáveis por identificar o perfil de cada consumidor de uma loja – desde o sexo e faixa etária, até a frequência de visitas ao local. Tudo isso, sem ter que ficar buscando dados em diferentes sistemas ou aplicando pesquisas com os clientes. E esse tipo de informação tornará possível um planejamento mais direcionado.

Vamos imaginar um estabelecimento que comercializa cosméticos e usa sensores de IoT. Por meio de uma câmera inteligente, o gerente saberá quem são as consumidoras presentes no exato momento em que elas estão no estabelecimento. Monitorando esse tráfego, ele poderá ver que às 15h, a maioria das mulheres que estão no local tem acima de 40 anos. Não seria um bom momento para fazer uma promoção relâmpago de cremes anti-idade? Ou ainda, enviar uma mensagem de texto sugerindo um produto com desconto que a consumidora demostrou interesse no e-commerce? Aqui, o objetivo, além de conquistar a fidelidade, é proporcionar uma experiência multicanal –começou no online e terminou na loja física.

Viabilizar esse tipo de inovação, seja em um estabelecimento comercial ou uma fábrica, requer a adoção de sensores inteligentes, um gateway e uma plataforma para gerenciar tudo. São estes 3 componentes que armazenam, trafegam e analisam os dados. Porém, de nada adianta ter os dados, mas não os utilizar de uma maneira que traga benefícios para o negócio. Nesse ponto, a figura da plataforma IoT é essencial, pois é ela que vai analisar as informações e dar os insights necessários para que se extraia valor dos dados.

Ou seja, para usufruir dos benefícios de um mundo conectado nos negócios, não basta ter uma câmera inteligente, é necessário que ela esteja conectada à um gateway e ele à uma plataforma. Parece uma dinâmica complexa, mas na prática é muito mais simples, desde que o seu parceiro tecnológico conheça os caminhos das pedras e te entregue tudo pronto no modelo PaaS (sigla em inglês, para plataforma como serviço). Já a plataforma, precisa contar com uma interface simples e intuitiva para que soluções de negócios deslanchem.

Como qualquer novidade, no começo, é difícil enxergar quais serão os benefícios que a tecnologia trará – foi assim até com o celular. O mercado ainda tem dificuldade para entender que esse investimento traz um retorno rápido, não só em vendas, mas em experiência para o consumidor – cada dia mais digital e ávido por um atendimento personalizado. E o resultado prático disso é: operar com mais eficiência, ser mais lucrativo e, por que não, criar novas fontes de receita?

*Eros Jantsch é CEO da Bematech e vice-presidente de Micro e Pequenos Negócios da TOTVS

Fonte: RMA Comunicação – Regina Sanches

Pesquisa aponta shopping como referência cultural

Taubaté Shopping é referência de cultura na cidade

Em pesquisa realizada com moradores, o centro de compras alcançou o segundo lugar, logo depois do SESC

Mais do que um local para compras e lazer, o Taubaté Shopping também é um espaço cultural para a população do município. Em uma pesquisa realizada pela JLeiva Cultura & Esporte, 7% dos entrevistados escolheram o centro de compras como o seu destino cultural – atrás apenas do SESC, com 12%.

Os números refletem o investimento feito pelo Taubaté Shopping em atividades ligadas à cultura e ao entretenimento. Em 2017, por exemplo, criou o “Domingo Cultural”, um local para a diversão dos pequenos, com uma programação gratuita e diversificada, como lançamento de livros, contação de histórias e oficinas de arte. O centro de compras realizou, ainda, quarta edição do festival internacional de jazz, que acontece desde 2013, além de grandes nomes da literatura para o “Brain Fitness”, que acontece em parceria com o Almanaque Urupês e a Livraria Leitura.

Em 2018, as atividades continuam: em março, o shopping receberá o Expocomics, evento geek para os amantes do mundo dos quadrinhos, a Semana Monteiro Lobato, que traz para a cidade escritores, influencers e artistas do mundo da leitura e para encerrar o primeiro semestre um evento especial do bruxo mais famoso do mundo, Harry Potter.E durante todo o ano a “Alamenda Cultural”, localizada em frente a Livraria Leitura, recebe exposições dos mais variados temas.

Fonte: Communicare – Camila Dezze

Escolinha com Guga Kuerten

Via Vale recebe Escolinha de Tênis do Guga Kuerten com atividades gratuitas para crianças

Ação acontece neste final de semana e é direcionado para crianças até 12 anos

Neste final de semana, o Via Vale Garden Shopping recebe pela segunda vez uma ação pra lá de especial. Sempre apoiador do esporte, o empreendimento vai abordar os fundamentos do Tênis, esporte que ganhou mais repercussão nacional por volta dos anos 2000.

Gustavo Kuerten foi o tenista responsável pela fama da modalidade no Brasil, após conquistas em grandes campeonatos. Inspirado neste renomado atleta, nos dias 23, 24 e 25 de fevereiro, o Garden recebe novamente a Escolinha de Tênis do Guga. O objetivo é promover a iniciação e o desenvolvimento do esporte para crianças de 5 a 12 anos de idade, uma vez que, nesta faixa etária, reside o maior potencial de desenvolvimento do talento da criança e da aquisição de habilidades motoras, cognitivas e afetivas para a prática do esporte.

Uma mini quadra de tênis será montada no mall, próximo a Havan, para ensinar as crianças sobre a modalidade, o espaço contará com material adequado e monitores. Para participar basta comparecer ao local na sexta (23) e no sábado (24), das 15h às 20h e no domingo (25), das 14h às 18h. A ação é gratuita.

SERVIÇO

Escolinha de Tênis do Guga no Via Vale Garden

DATA: 23, 24 e 24 de fevereiro (sexta, sábado e domingo)

HORÁRIO: sexta e sábado – das 15h às 20h; domingo – das 14h às 18h

LOCAL: Próximo a Havan

Fonte: Assessoria de Imprensa Via Vale

Via Vale inicia campanha em prol de famílias atingidas pelas chuvas no Litoral Norte

As arrecadações serão feitas até o final do mês de fevereiro e serão destinadas para São Sebastião e Ilha Bela

O período de chuvas intensas chegou e com ele chegam também os diversos transtornos causados pelo grande volume das águas. Nos últimos dias, diversas famílias do litoral norte de São Paulo foram prejudicadas e desalojadas por conta das fortes chuvas. E pensando em trazer um pouco de alívio e ajuda para essas famílias, o Via Vale Garden Shopping começa hoje (19) uma campanha para arrecadar alguns itens de necessidades básicas para quem está precisando.

O ponto de arrecadação ficará na Loja dos Sonhos, localizada no segundo andar do Garden e criada para receber diversos tipos de ações solidárias. As doações serão destinadas para duas cidades do litoral: São Sebastião e Ilha Bela. A cidade de São Sebastião foi a mais afetada pelas chuvas até o momento. Cerca de 136 famílias, totalizando aproximadamente 500 pessoas, foram prejudicadas e serão atendidas pela prefeitura da cidade.

Os itens que serão arrecadados para São Sebastião serão: toalhas de banho, roupa de cama, alimentos não perecíveis principalmente arroz, óleo e pó de café, fralda infantil e geriátrica, roupas infantis de meninos, produtos de limpeza em geral, produtos de higiene pessoal e colchões. Já para Ilha Bela as principais necessidades são: água potável, produtos de higiene pessoal e limpeza, fraldas descartáveis, roupas e calçados de ambos os sexos e todas as idades, cobertores, travesseiros e lençóis, além de camas de solteiro e casal, fogão e geladeira.

“Acreditamos muito na força que ações como essas exercem em nossa sociedade. Sabemos que muitas pessoas perderam tudo o que tinham com as fortes chuvas e nosso objetivo e promover um pouco de conforto e alívio para quem está passando por esse momento de desespero”, ressalta Bruna Marcon, responsável pelo Marketing do shopping.

As arrecadações serão feitas até o final do mês de fevereiro e entregues aos Centros Comunitários das cidades atingidas por uma equipe do Via Vale Garden Shopping. A Loja dos Sonhos fica aberta durante o horário de funcionamento do Garden.

Fonte: Assessoria de Imprensa Via Vale

Artigo trata de omnichannel

A alavanca do omnichannel

por Anselmo Bragantini

Em 2011 criamos, eu e mais dois sócios, uma loja virtual de modelo dailydeal e sonhamos ficar ricos em pouco tempo. Não ficamos, mas felizmente meu objetivo principal de entender o modelo de vendas em plataformas digitais foi cumprido integralmente. Como eu já tinha uma vasta experiência na construção e gestão de canais físicos de vendas, a associação entre on e off passou a fazer parte do meu mindset na modelagem de negócios de qualquer natureza. Na época, o Brasil tinha 23 milhões de e-consumidores e menos de 15% dos celulares era composto por smartphones.

Corta! Estamos em 2018 e nesse soluço de tempo houve “alguma” evolução nas discussões e implementações de projetos de comércio digital. Vimos crescer a combinação dos ambientes on e off buscando transformar a jornada do consumidor numa experiência cada vez mais rica e repleta de significados, além de buscar criar identidade com as marcas e fidelizá-lo aos produtos. A era do marketing de massa foi substituída pelo marketing um-para-um, caminho que cada vez mais empresas de todo e qualquer segmento tentam percorrer, uma vez que nos parece inevitável a personalização da comunicação diante das mudanças no padrão de comportamento das pessoas, apontando a necessidade de se ter formas distintas de se fazer negócios.

É por este motivo que nos projetos que estamos desenvolvendo, e onde a modelagem da solução aponta para o omnichannel, nos questionamos a todo momento: quais são os elementos centrais para tornar esse conceito uma realidade nas operações dessas empresas?

Não existem receitas prontas, mas se considerarmos que o rastro que o consumidor deixa no seu dia-a-dia fornece uma série de informações relevantes para entender muita coisa sobre ele, e que hoje em dia o equipamento que mais pode nos fornecer informações sobre hábitos, comportamentos, características e padrões de deslocamento é o smartphone, existe aqui um ponto de inflexão provável.

Nesse contexto, projetos de transformação digital como implantar um ambiente omnichannel para uma empresa de varejo físico de equipamentos eletrônicos, desintermediar com responsabilidade a distribuição dos produtos de uma fábrica de moda ou colocar um produto congelado de uma das maiores empresas do mundo na mesa do cliente com agilidade e confiança, exige empresas com visão de futuro e internautas munidos de equipamentos cada vez mais sofisticados e com aplicações que permitem a aproximação do cliente à empresas que não se cansam de inovar.

Vamos pinçar alguns números que, avaliados em conjunto, podem nos trazer lucidez em meio a esse grande caldo que a onda da tecnologia nos aplica há algum tempo:

· Em 2016 vendemos R$44.4 bi no e-commerce B2C no Brasil. Para 2021 a projeção é de R$82.9, representando um aumento de 87%.

· No Brasil, neste mesmo ano, 19% das vendas do e-commerce B2C foram realizadas por dispositivos móveis. Em 2017 foram 26%¹.

· Fechamos 2017 com 47 milhões de e-consumidores, que serão 67 milhões em 2021.

· 28% da população mundial tinha um smartphone me 2016, sendo que em 2020 esse percentual será de 37%. Quase 10pp de diferença.

· Quase 60% das vendas feitas no e-commerce global em 2017 foram feitas em smartphones/tablets.

Vejam que sairemos de R$8.4 bi movimentados por dispositivos móveis em 2016 para R$21.5 bi em 2021 no Brasil, e cada vez mais a jornada desses e-consumidores estará no ambiente onmichannel, a medida que as experiências no on e off irão amadurecer suas verdadeiras vocações para entregar o que esse consumidor espera de cada um desses ambientes. Ou seja, sem alavancar a quantidade de dispositivos pessoais móveis que possibilitam saber por onde o consumidor anda, o que ele gosta de fazer, e o que ele está fazendo em determinado momento, o círculo virtuoso que começa no consumidor e termina no ponto de venda, não importa de qual tipo, não cumprirá com a sua missão de criar a conectividade neurológica tão sonhada por todas as marcas que querem entregar o produto onde o cliente preferir, mesmo quando ele próprio não esteja certo sobre o melhor momento e local para receber sua encomenda.

Além disso, é necessário que as empresas estejam preparadas e consigam surfar na onda omnichannel, com interação, usabilidade e interfaces que sejam corretamente entendidas pelo cliente final, uma vez que a transformação digital está acontecendo agora e é necessário correr contra o tempo para entender como cada empresa pode participar desse ambiente.

Anselmo Bragantini é especialista em Omnichannel da TopperMinds

Fonte: Vera Moreira Comunicação – Ana Finatti

Via Vale recebe exposição em prol do Centro de Zoonoses de Taubaté

Projeto visa promover a conscientização sobre a problemática do abandono e maus tratos dos animais

Desde que abriu suas portas, o Via Vale Garden Shopping segue firme em seu conceito Pet Friendly. No mall, os pets são bem vindos e muito bem recepcionados com “Espaço Pet”, que fica próximo ao Walmart no primeiro piso. Além disso, constantemente o Garden promove eventos que visam a conscientização sobre o cuidado e carinho para com os animais. E pensando nisso, no mês de fevereiro o shopping está recebendo e apoiando a “Exposição CCZ Zooparceiros”, realizada pela ONG Amigos Plantando o Bem.

O objetivo da exposição é a divulgação dos animais que foram resgatados pelo Centro de Zoonoses de Taubaté e posteriormente doados, além de mostrar o trabalho realizado pelo CCZ junto à população taubateana. Para isso, mais de dez totens com fotos dos animais que esperam por adoção no CCZ de Taubaté, estão espalhados no primeiro piso do mall, em frente à loja União.

“Esse projeto visa promover a conscientização da população sobre a problemática do abandono e maus tratos. Queremos incentivar a adoção responsável e destacar a ajuda que o CCZ de Taubaté precisa, seja na doação de insumos ou na adoção dos animais que estão esperando por um lar”, destaca Bruna Marcon, responsável pelo Marketing do Via Vale.

Amigos do Oscar

Não é novidade para ninguém que o mascote oficial do Garden é o cachorrinho Oscar. E no final de semana dos dias 17 e 18 de fevereiro, o Via Vale recebe o projeto “Amigos do Oscar”. Trata-se de um evento de adoção de animais, em parceria com a Associação Vida de Taubaté.

Cerca de 50 cães e gatos estarão na portaria do P2 no Garden, esperando para encontrar um novo lar. O objetivo do evento é promover a adoção responsável dos animais e proporcionar uma nova chance para àqueles que têm vivido nas ruas.

Fonte: Assessoria de imprensa Via Vale

Carnaval no shopping

Via Vale prepara programação especial de Carnaval

O Garden promete um carnaval com muita diversão para toda a família

O Carnaval é uma das datas mais festivas do ano, e pensando nisso, e pensando nisso o Via Vale, em parceria com a Ri Happy, preparou uma programação super especial com muita diversão, animação e alegria.

Já no próximo sábado (03), a partir das 14h, tem Pintura de Rosto na One Store, que fica no piso 1 do mall, próxima a Praça de Eventos. Em seguida, às 15h, tem desfile de Princesas e Heróis com a presença do Batman e da Elsa em frente a Ri Happy. Às 14h tem Escultura em Balão e Pintura de Rosto na Kid Stok, também no primeiro piso do Garden, na entrada principal. Ainda neste sábado, a partir das 13h, o shopping recebe o torneio de Pokémon, organizado pela Genzai. As batalhas começam às 14h30, em frente à loja no primeiro piso. Para participar é preciso realizar a inscrição, das 13h às 14h, na própria Genzai.

Já no sábado seguinte, 10/02, tem o bloco do Solzinho às 15h na Ri Happy, com muita música, marchinha e animação. Pintura de Rosto na One Store, a partir das 14h e Escultura em Balão e Pintura de Rosto na Kid Stok, a partir das 14h.

Fonte: Assessoria de Imprensa Via Vale Garden Shopping

A experiência cria defensores da marca

Valorização da experiência transforma consumidor em defensor da marca

A logística do atendimento nunca foi tão importante para as marcas como agora. Isso porque, com a tecnologia inserida no cotidiano das pessoas, a venda online e offline se completam e, com isso, novos desafios surgem para a era do varejo omnichannel – tendência que converge todos os canais de venda utilizados por uma empresa e faz com que a experiência do cliente seja o ponto-chave.

Na era da experiência, é preciso pensar em cada cliente como uma unidade e não mais como um grande público, afinal, cada um tem necessidades específicas, fator que exige a presença das marcas em todos os pontos de contato. No entanto, isso vai além da simples padronização de apps, sites e lojas, neste processo acompanhar a jornada do cliente é fundamental.

Wilmar Lima, da FH

Um estudo realizado pela SAP Hybris aponta que 49% dos consumidores se sentem confortáveis com o compartilhamento de dados pessoais com as marcas. No entanto, em troca, eles esperam que as interações sejam em tempo real, personalizadas e adaptadas de acordo com as preferências de compra, o histórico de transações e o comportamento do usuário. Isso significa que durante a jornada de compra a expectativa vai além da qualidade de serviço, também envolve a proximidade com a marca e o sentimento de valorização.

A pesquisa ainda revela que 43% das empresas concordam que uma boa experiência com as marcas torna o consumidor um defensor delas, mais do que isso, ainda garante a utilização do serviço mais vezes e indicação para outras pessoas. Outro ponto da pesquisa é que 51% dos consumidores esperam ver as mesmas ofertas de uma loja em múltiplos canais.

O fato é que o potencial dos recursos digitais, que vai desde as redes sociais até a Internet das Coisas, promoveu nos últimos anos uma verdadeira revolução no mercado varejista. Diante disso, a expectativa para as próximas décadas é que, cada vez mais empresas, de diferentes segmentos, apostem na multicanalidade para acompanhar a evolução do comportamento dos consumidores.

Confira algumas tendências omnichannel para o varejo em 2018 e o case de sucesso do primeiro projeto em vendas assistidas omnicanal do Brasil:

• Comando de voz – Os consumidores já utilizam comando de voz para fazer pesquisas, obter previsões meteorológicas, selecionar músicas, entre outras inúmeras tarefas. E, se já estavam habituados a adquirir produtos com um simples clique, por que não utilizar a tecnologia de comando de voz? Certamente, essa é a próxima aposta para aprimorar ainda mais a jornada de compra. Ao utilizar o comando de voz, pessoas com alguma deficiência física ou visual, ou até mesmo idosos, terão mais facilidade para fazer suas compras.

• Vitrines inteligentes – Os conceitos de omnichannel e machine learning possibilitam novas experiências para o varejo. De olho no mundo da moda, a SAP desenvolveu a solução Vitrines Inteligentes, uma tecnologia de recomendação de produtos que transforma as vitrines em auxiliares inteligentes de venda e de administração. A solução oferece agilidade e benefícios para lojistas e consumidores, além de um canal específico e personalizado de relacionamento com o cliente.

• Vendas assistidas – Antes, os clientes chegavam à loja, discutiam com o vendedor o projeto de sua casa, verificavam o preço e a disponibilidade de estoque de determinado produto. Hoje, por meio do multiatendimento, usando o site e o celular, os vendedores podem ofertar mais informações sobre cada item, o que transforma a compra em uma experiência única e diferenciada. O primeiro projeto em vendas assistidas omnicanal do Brasil, com a ferramenta SAP Hybris, foi implementado pela FH na Leroy Merlin, em 2017. O piloto foi realizado na loja de São Bernardo do Campo. Com essa integração entre site e mobile, a Leroy Merlin se tornou a primeira rede no setor de Varejo de Materiais de Construção (multiespecialista do lar, especializada em construção, acabamento, bricolagem, decoração e jardinagem) a atuar 100% no modelo omnichannel.

Wilmar Lima é vice-presidente de Transformação Digital da FH.

Fonte: SmartCom Inteligência em Comunicação – Karen Krinchev

Novos negócios no último trimestre

Via Vale recebe novas marcas no último trimestre

O empreendimento recebeu em suas dependências operações que geraram mais de 200 empregos diretos

Nos últimos dois meses, o Via Vale Garden Shopping ganhou nove novas operações em suas dependências. As novas lojas chegaram para compor o time do mall e geraram mais de 200 empregos diretos para a região.

Entre as inaugurações de novembro está a loja Havan, que chegou com tudo e trouxe inovação e exclusividade de produtos para àqueles que visitam o Garden. A Scaranza veio para o mall para compor o setor de vestuário e tem feito muito sucesso desde então. Além disso o Lava Car Bastos Rimedi e a chocolateria Choco L´Amour, foram as outras duas inaugurações do mês de novembro.

Já em dezembro foram inauguradas cinco novas operações: Super Hot, Sóbrancelhas, Oliver Folheados, Neon Bike e Miss Cake.

Mais inaugurações

E mais duas lojas chegam para compor o mix de operações do Garden. A Nextel inaugurou dia 22 e está instalada no piso 1, em frente ao Walmart. Já a CIA do Churrasco, que vem para reforçar o setor de alimentação, inaugura em breve e ficará próximo à entrada principal do shopping, ao lado do balcão Concierge.

“A chegada dessas novas operações é primordial para a contribuição na queda da taxa de desemprego no Vale do Paraíba. Todas essas inaugurações contribuem para gerar um número alto de empregos e isso ajuda muito a movimentar a economia da nossa cidade”, ressalta Bruna Marcon, responsável pelo marketing do Garden.

Fonte: Pilares RP – Mariana Guedes