Coluna Propaganda&Arte

Sobre ideias brilhantes e gárgulas

Trabalhar com comunicação e publicidade nos dá o prazer que poucos trabalhos oferecem: conhecer universos e negócios diferentes a cada novo job. Diante de tantos desafios da nossa geração, será que estamos realmente respondendo aos anseios com projetos relevantes?

Gárgulas são estátuas de seres alados ou bizarros que ficam no alto das igrejas ou prédios góticos. Uma figura da Idade Média que ficou popularmente conhecida nas histórias e desenhos como o do corcunda de Notre-dame, mas que revelam uma origem um pouco menos fantasiosa. Ao contrário do que parece, ela não foi criada para espantar maus espíritos ou gerar pesadelos nos visitantes que passam abaixo delas. A funcionalidade da gárgula é bem prática e menos mística: esconder os canos das calhas e ajudar a escoar as águas das chuvas para longe das paredes das construções.

Foi em uma pesquisa para um Naming de uma nova marca que eu descobri essa história e naquele momento todo um véu de mistério que eu mantinha sobre essas criaturas antigas caiu. Foi como se uma luz misteriosa se apagasse para se acender uma nova. “A gárgula é impactante e útil” – conclui. Assim deveriam ser as propagandas.

O grande W. Olivetto em uma recente entrevista criticou as novas gerações de publicitários, dizendo que antigamente as ideias eram mais divertidas, brilhantes e vendiam mais. Em partes, concordo com o cara. Afinal, com o acesso (ilimitado) de informação e envolvimento cada vez maior das pessoas nas redes sociais, temos o terreno perfeito para abraçar nossos clientes com propagandas que realmente façam a diferença. Eu sinto também que não estamos fazendo nossa parte, mas ao mesmo tempo, não acho que tenhamos que ser brilhantes sempre. Aliás, o que é ser brilhante? Será que podemos acompanhar tantas mudanças sociais e tecnológicas? A propaganda precisa buscar um novo papel na sociedade?

Com mais perguntas do que respostas, eu fico observando, do alto do meu prédio, como as gárgulas fazem, imaginando o que se passa na cabeça dos clientes, lá embaixo. Como me aproximar sem assustar? Como envolver? Como alçar novos voos?

E você? O que vê do seu prédio?

Tecnologia como forte aliada na comunicação

Tecnologia, uma aliada na gestão da comunicação das empresas

*Por Adriana Bombassaro Alexandre

A falta de comunicação é um problema que atinge grande parte das organizações e que, infelizmente, só é notado quando situações indesejáveis como perda de clientes, desperdício de oportunidades ou algo de grande impacto acontece. E o problema não está só da porta para fora – a falta de eficiência e transparência na comunicação resulta, muitas vezes, em conflitos internos e profissionais desmotivados, ocasionando ainda mais desafios para uma companhia. Segundo pesquisa realizada pela Aon Hewitt – consultoria em benefícios e capital humano – um colaborador desengajado pode afetar em até U$ 10 mil o lucro anual de uma empresa. Assim, é fundamental analisar o melhor método de trabalhar a comunicação organizacional, a fim de evitar situações que comprometam a estratégia do negócio.

Para isso, contamos com as mais diversas tecnologias, como a TV Corporativa, que já está presente no dia a dia das pessoas e é por meio dela a melhor forma de comunicar e engajar os públicos de interesse dentro de uma organização. Quando desejamos trabalhar a comunicação interna é preciso entendê-la como uma ferramenta que atuará diretamente na gestão do negócio, de maneira a transmitir as mensagens e objetivos da empresa, além de melhorar o clima organizacional incentivando as práticas de endomarketing e oferecendo, inclusive, entretenimento aos colaboradores.

No entanto, para que a comunicação atinja seu objetivo é preciso que todos os envolvidos recebam as mesmas informações. Em uma fábrica, por exemplo, na qual nem todas as pessoas têm rápido acesso à internet, os murais digitais são excelentes opções para disseminar as mensagens de maneira ágil, personalizada e exclusiva. Além disso, essa solução também é um excelente meio de potencializar a comunicação, não apenas interna, como também a externa.

Quando falamos com os públicos que não estão dentro da companhia, também é necessário pensar na melhor solução. Nos casos de locais com grande fluxo de pessoas ou com grandes filas de espera – como shoppings centers e bancos – o mais indicado para reter a atenção das pessoas é a utilização da TV Indoor. Utilizando um monitor, a solução permite a transmissão de conteúdos segmentados para o consumidor de maneira muito rápida e atrativa. Já quando o desafio é alavancar vendas, a Vitrine Digital é uma ótima opção, visto que promove um produto ou serviço por meio de televisores ou painéis, contribuindo para a fixação da marca com seus públicos.

Situações, públicos e desafios diversos exigem diferentes formas de comunicação, por isso é extremamente importante analisar a melhor estratégia de canais e mensagens. Além disso, também é necessário um bom planejamento de comunicação, que contemple todos os pontos acima. Ele será um poderoso aliado da gestão, do fortalecimento das equipes e atingimento das metas que, em grande parte, estão atreladas ao aumento das vendas e consequentemente do lucro da empresa. Então, a dica é estudar seus planos e objetivos detalhadamente antes de escolher uma solução e sempre acompanhá-la de perto, garantindo assim o melhor desempenho e a fluidez da sua comunicação.

*Adriana Bombassaro Alexandre é Diretora de Produtos da Teclógica

Vaga para estágio em comunicação

Estagiário de Comunicação / Web Designer

Criar peças de comunicação digitais, contribuir com a elaboração de campanhas publicitárias, e atuar em conjunto com a Assistente de Comunicação para otimizar a imagem da entidade, Redes Social e Marketing Digital.

Conhecimentos específicos necessários:

Pacote Oficce – Nível Intermediário

Programas Gráficos;

• Corel ou Ilustrator (Saber vetorizar, cortar, sombrear, colorir,
formatar textos, camadas);

• Photoshop (Saber o mínimo como Camadas, correções de luz, filtros,
“magic tools” e borrachas)

EMPRESA: CAMPOS DO JORDÃO E REGIÃO CONVENTION & VISITORS BUREAU
CNPJ: 05.632.087/0001-33
AV. FREI ORESTES GIRADI, 3610 – ESTAÇÃO GRANDE HOTEL – CAMPOS DO JORDÃO
CONTATO: SECRETARIA@VISITECAMPOSDOJORDAO.ORG.BR – PARA ENVIO DE CURRICULO
DATA LIMITE : 09 DE MARÇO DE 2018
RESIDIR EM CAMPOS DO JORDÃO – SP

Nova agência focada em digital

Gerenciamento Digital: um novo conceito sobre mídias digitais

Chega ao mercado a Post Marketing Digital, uma agência especializada em mídias digitais que tem como objetivo facilitar a comunicação entre a empresa e seus clientes, gerando conteúdo profissional, estratégico e específico para as redes sociais.

Elen Cristina

O novo player do mercado de agências de comunicação é comandado pelas jornalistas Elen Cristina e Leticia Domingues.

Ambas apostam que as empresas que enxergam a importância das mídias digitais são empresas com diferencial, pois estabelecem uma ferramenta poderosa de comunicação entre o serviço prestado e o cliente.

Leticia Domingues

A Post Marketing Digital acredita que um bom gerenciamento das ações no ambiente digital proporciona o crescimento da empresa, além de um contato mais abrangente com seu cliente. Esse é o objetivo da agência: trazer para Taubaté e região um novo conceito sobre comunicação social.

Mazzaropi abre vaga

Vaga Assistente de Comunicação

A história “Mazzaropi” faz parte da história de Taubaté, da cultura caipira, do cinema, do Brasil.
Se quer conhecer mais sobre essa história e colaborar para que ela seja preservada e mais pessoas a conheçam, venha fazer parte da equipe do Museu Mazzaropi.

Estamos em busca de mais um integrante para colaborar na área de acervo e comunicação.

O trabalho é divido entre Museu e Comunicação

Museu
Estudo sobre a história do artista e temas relacionados para atendimento, monitoria, cuidados do Museu.

Comunicação
Gerenciamento de mídias sociais
Photoshop, Illustrator, fotografia

Requisitos

Para participar da seleção envie um breve resumo dizendo porque gostaria de trabalhar no Museu e como se qualifica para as atividades solicitadas.

Enviar currículo em pdf com portfólio ou links de trabalhos realizados para pamela@museumazzaropi.com.br

*disponibilidade de horário

Vaga aberta em Comunicação

Analista de Comunicação

Carga Horária (segunda à sexta: 40 horas semanais)
CLT/Benefícios: VT e VR
Atuará em Eugênio de Melo – São José dos Campos – SP

Requisitos:
– Formação superior em Comunicação Social: Jornalismo
– Desejável experiência como assessor de imprensa e/ou repórter de no mínimo 2 anos.

Área de atuação:

– Assessoria de imprensa: atendimento à jornalistas, follow-up, clipping, confecção de releases e relatórios;
– Mídias sociais – monitoramento, postagens e interação;
– Atualização de site – Atualização e monitoramento diário do site através de plataforma de administração: Notícias, institucional, entre outros;
– Desenvolvimento de textos – Elaboração de posts, notas e reportagens para mídias institucionais;
– Entre outras atividades da rotina de uma agência de comunicação e marketing.

Perfil:

– Raciocínio rápido e criativo para entender e resolver problemas;
– Facilidade em trabalhar em um ambiente multifuncional, dinâmico e colaborativo;
– Conhecimento intermediário em pacote Adobe e Office;
– Conhecimento e facilidade com ferramentas de marketing digital e gestão de mídias sociais;
– Conhecimento e habilidade básica em fotografia;
– Inglês fluente.

Enviar CV para procurasejornalista@gmail.com até dia 25 de janeiro de 2018

Vaga aberta para estágio

Estágio em publicidade e propaganda

A DRM Educação (São José dos Campos – SP), está com uma vaga de estágio disponível para Designer instrucional.

Perfil:
– Alunos matriculados a partir do 2° ano no curso de Publicidade e Propaganda, Pedagogia, ou correlatas;
– Ser um profissional responsável, dinâmico e que goste de trabalhar em equipe;
– Ter paixão pela educação e novos desafios.

Como participar do processo?
Enviar o currículo profissional + portfólio + uma carta de apresentação para: douglas@drmeducacao.com.br e renan@drmeducacao.com.br.

Saiba mais sobre a DRM Educação em: http://drmeducacao.com.br/

Celebra Formaturas abre vaga

Assistente de Marketing – Profissional de Relacionamento

Requisitos:
• Completo ou cursando (a partir do 5º semestre) os cursos em Relações Públicas ou Publicidade e Propaganda.
• Técnicas em atendimento
• Conhecimento intermediário em Excel
• Organizado (a)
• CNH B
• Disponibilidade para viagens

Funções:
• Realizar parcerias com outras empresas
• Contato com veículos de comunicação
• Buscar marcas para ativações em eventos
• Orçamentos em fornecedores

Diferencial:
• Conhecimento em softwares de edição de imagem e vídeo.

Remuneração: Informação via e-mail
Benefícios: VT + VR (Em dinheiro)
Pagamento extra por evento.

Enviar currículo somente via e-mail
nilton.comark@celebraformaturas.com.br

Reforço em agência de Taubaté

Molotov traz gente nova

O recém formado em jornalismo pela Unitau, Vitor Garcez, é a novidade no time da Molotov (Taubaté).

Vitor já acumulava passagens pela TV Câmara (Taubaté), Prefeitura Municipal de Cachoeira Paulista, Inpe, ACI (agência de comunicação integrada do Depto. de Comunicação Social da Unitau) e ACOM (Unitau).

O jovem jornalista reforçará a área de conteúdo da agência, atuando de modo mais específico para o cliente Hospital Reger (voltado para o cuidado e tratamento de idosos).

Mercado brasileiro de publicidade on-line recebe produto e tecnologia únicos no mundo

WorldSense, startup brasileira, chega ao mercado com uma proposta diferenciada: ser uma rede de distribuição de conteúdo na qual as marcas podem participar das histórias

A história de dois engenheiros, com grande experiência no mercado de tecnologia, poderia ser bem diferente – aliás, como a da grande maioria de empreendedores no mesmo segmento. Ao abrirem sua própria empresa, o caminho mais lógico seria optarem por um conceito conhecido, como a publicidade on-line. Mas Diego Nogueira e Davi Reis elegeram a inovação e uma nova perspectiva digital como diferenciais de atuação e criaram uma startup a partir de uma ideia inédita: uma rede de publicidade em conteúdo on-line, na qual marcas podem participar de histórias por meio de intervenções em artigos relevantes publicados nos principais portais da internet. Assim nascia a WorldSense, exatamente para suprir uma necessidade que sempre perceberam em meio ao mercado que viviam.

A WorldSense é uma rede de conteúdo on-line complementar aos principais produtos existentes, em sua maioria focados em segmentação por usuários e impacto por meio de formatos muitas vezes invasivos. Por ser a primeira rede de publicidade digital que oferece às marcas acesso direto às matérias dos canais parceiros, se diferencia pela alta contextualização e integração com o conteúdo, valorizando a história publicada pelo veículo e as oportunidades das marcas de interagirem com ela.

Produto e tecnologia desenvolvidos pela empresa são únicos no mundo. Sob a perspectiva do cliente – que são sites, agências e anunciantes -, basta uma simples integração para que as publicações passem a ser acessadas pelas marcas. A partir desse momento, o cliente passa a ver sua marca presente nas histórias da internet automaticamente. Internamente, a WorldSense funciona como uma máquina de busca reversa, na qual, dados os canais parceiros, determina-se quais seriam potenciais consultas de máquina de busca representadas por cada parágrafo publicado. Com base nessas consultas, faz o match com as mensagens das marcas a serem veiculadas.

Esse acesso é feito de forma altamente contextualizada dentro das notícias, ao contrário da maior parte dos produtos de publicidade digital, que se focam no perfil do leitor e não do contexto da matéria. A proposta da WorldSense é de fato única. Algumas soluções permitem que os conteúdos das marcas sejam descobertos a partir da experiência de navegação dos leitores do portal (como nas histórias relacionadas ao fim da página), aproveitando a estratégia de conteúdo existente de cada site parceiro. No entanto, nenhuma solução permite que a marca efetivamente participe das histórias publicadas (das publicações) nos portais em escala. A empresa (e sua rede de veículos parceiros) oferece às marcas acesso às matérias sendo distribuído na mídia que é relevante para estratégia de comunicação e publicidade da marca.

“O mercado de publicidade digital tem crescido muito nos últimos anos e não há evidências de uma desaceleração. No entanto, cada vez menos empreendedores têm se arriscado na área por causa da grande concentração da verba nos produtos do Google e do Facebook. Quando fundamos a WorldSense, com a missão ousada de trazer um novo produto a esse espaço, sabíamos que nosso maior desafio seria nos diferenciarmos das poderosas e bem sucedidas soluções oferecidas por esses gigantes”, analisa Davi Reis.

“Essa decisão, que acreditamos valorizar o conteúdo e preservar a experiência do usuário, resulta em fragmentação do inventário. Já temos naturalmente uma dinâmica de marketplace entre nossos parceiros e as marcas que anunciam conosco, e a liquidez se torna ainda mais difícil de manter na presença dessa decisão. Crescer o marketplace confrontando essa dificuldade é outro grande desafio”, completa Davi.

Segundo os fundadores, não há no mercado uma oferta com os mesmos recursos e resultados. Alguns produtos que estão no mesmo espaço, mas com propostas de valor diferentes, são as redes de pesquisa, como Adwords (Google), redes de conteúdo, como GDN (Google) e Criteo, redes de recomendação de conteúdo, como Taboola e Outbrain, e redes de links afiliados, como Awin e Lomadee. Nenhum deles almeja nível de integração com o contexto similar ao oferecido pela WorldSense.

Seus fundadores são profissionais experientes no mercado de informação e alta tecnologia. Há 15 anos trabalhando na fronteira da academia e da indústria, Davi é autor de artigos científicos e patentes nas áreas de publicidade on-line, extração de dados e recuperação de informação. Diego, por sua vez está construindo sua segunda startup. Ambos estiveram por quase uma década como engenheiros na Google, onde lideraram grandes projetos em publicidade on-line, busca e mapas.

A empresa foi fundada em 2015, mas começou a oferecer o produto ao mercado no início de 2017. “Oferecemos uma maneira mais assertiva de associação à marca, o que permite alcance qualificado a custos mais baixos que esforços de branding tradicionais. Isso faz do Brasil um bom mercado para o produto, uma vez que as verbas de branding possam ser mais restritas”, explica Diego Nogueira.

Conforme os sócios, a experiência extensa trabalhando em entendimento de texto em diversos produtos do Google e na academia, os levou a acreditar que teriam uma perspectiva única de como conectar a informação da internet. Isso fez com que vislumbrassem uma oportunidade de criar um mecanismo de publicidade e comunicação na web que fosse mais respeitoso e integrado à experiência do usuário e capaz de remunerar canais de qualidade e engajantes.

Para ampliar ainda mais essa atuação e fomentar negócios, era necessário um profissional com experiência de atuação junto ao mercado, por isso, juntou-se aos dois Ana Paula Ramos como gerente de Desenvolvimento de Negócios. Formada em Marketing e pós-graduada em Comunicação e Vendas pela Faap, conta com mais de 13 anos de experiência no mercado digital, atuou em empresas como Mercado Livre, Yahoo, Grupo Havas e Apontador. “Acreditei neste projeto desde a minha primeira conversa com o Diego. Para mim, é extremamente gratificante participar de tudo isso em um momento tão importante para o mercado publicitário no que diz a respeito ao ponto de vista comportamental. Sem dúvida, terei a oportunidade de ajudar as marcas e agências a utilizarem de forma estratégica um novo modelo de publicidade.”

Para os sócios, esse tempo de maturação foi necessário para entender melhor como atuar no mercado publicitário. Os sócios têm profundo conhecimento do mercado de publicidade no Brasil e no mundo, mas como o produto é inovador, foi preciso fazer várias especulações acima dos números que esperaríamos de um produto tradicional. Os primeiros clientes foram a Intel (McGarryBowen) e outras marcas menores, a partir de relacionamentos pessoais. O entendimento do valor do produto levou um tempo para ser capturado e ainda hoje é preciso um esforço de educação do cliente por se tratar de algo muito novo.

Para os veículos parceiros, a WorldSense é uma nova fonte de receita para o digital, principalmente no tráfego mobile, sem comprometer a experiência dos leitores e valorizando as publicações. Para as marcas e agências clientes, é um canal de associação de marca baseada em conteúdo e altamente complementar aos canais tradicionais. Atualmente já conta, em sua carteira de clientes nomes fortes no mercado, como TOTVS (Fbiz), IBM (Ogilvy), Deloitte, SONDA e Sistema Positivo de Educação (Predicta) entre as marcas. Dentre os parceiros, já contam com a rede Abril, NZN, IDG e Diários Associados.

Sobre a WorldSense – Startup criada em 2015, a WorldSense é uma content ad network (rede de publicidade on-line para conteúdo) complementar aos principais produtos existentes, em sua maioria focados em segmentação por usuários e impacto por meio de formatos muitas vezes invasivos. Criou a primeira rede de publicidade digital que oferece às marcas acesso direto aos canais, se diferenciando pela alta contextualização e integração com o conteúdo, valorizando a história publicada pelo veículo e as oportunidades das marcas de interagirem com ela. A empresa oferece às marcas acesso às publicações sendo distribuídas na mídia que são relevantes para estratégia de comunicação e publicidade da marca. Para saber mais www.worldsense.com.

Fonte: Galbraith PR – Robert Galbraith – Marco Barone