Coluna Branding: a alma da marca

A marca adolescente do Brasil

É fato que quem trabalha com gestão de marca reconhece em muitas vezes a relação dessa prestação de serviço com os exemplos da vida cotidiana. Parece que construção de marca imita a vida, que relacionamento com o consumidor não é assim tão diferente de relacionamento interpessoal.

Na vida pesa o conhecer-te a ti mesmo, o saber das características naturais de sua personalidade, o reconhecer desfeitos de carácter e o saber dos valores “familiares”. São fundamentais tais virtudes para corrigir possíveis erros comuns na adolescência e vida adulta, quando escolher depende de uma visão de responsabilidade por si e pelo coletivo. É necessário ter referenciais.

Estamos vivendo um momento onde o Brasil vê suas marcas filhas, pagar por uma péssima herança no carácter de família deste país.
O caso das carnes fez novos filhos aparecerem para os olhos do mundo como desviados do caminho certo.
Procuro analisar essa situação como um gestor de marcas analisaria a situação de um cliente, e deixo aqui minhas impressões:

1- Está na hora das grandes marcas nacionais deixarem a adolescência para trás e começarem a se preocupar com as atitudes que acontecem em seu quintal. Não dá mais para assistir marcas como Petrobras, OGX-“Eike Batista”, Odebrecht, Perdigão e Sadia, entre as tantas outras, estarem nos noticiários desvalorizando seu capital de marca e achar que isso é assim mesmo.

Está faltando adultecer a visão do empresariado brasileiro. Se temos um odor ruim na política a relação estreita entre o segmento industrial brasileiro e este meio fede ainda mais.

Que nossa política é um pai que bebe, historicamente conhecemos essa realidade, mas seus filhos seguirem esse caminho, me parece escolha.

2. Sabe aquele garoto que sofreu bulling durante anos e quando cresce fica rico e se perde na vaidade!? Também estamos vendo isso acontecer com nossa sociedade e, por consequência formando uma imagem amadora do nosso país.

Jânio de Freitas disse no começo de março que o “Brasil é o país em que o presidente é produtor oficial de notícias falsas”, que não há uma preocupação com os princípios do jornalismo nessa imprensa digital. E não é só nela, acabar com a exportação de carne do Brasil me parece uma reação não avaliada pela polícia federal, seja por inocência ou por ânsia de mostrar competência na divulgação da operação Carne fraca. Me parece que continuamos repetindo os erros de nossos pais e desprestigiando o que é nosso. Toda família tem problema, mas roupa suja se lava em casa.

Não é uma questão de esconder o que está errado, é questão de que as provas, as comprovações e principalmente as punições precisam ser maiores do que o espetáculo, senão seremos aquele que late, mas não morde.

3. Por fim, uma análise da própria marca Brasil. Esse país que é filho bastardo da nobreza europeia, com a escravidão africana, pode parar de sentir-se vítima do destino e começar a construir um caminho diferente, mas para isso tem que deixar a adolescência. Ser adulto é reconhecer nossos valores, mas principalmente trabalhar para corrigir as maldições da nossa história.

59% das mulheres acima de 60 anos não se sentem representadas nas propagandas, segundo pesquisa

Estudo da REDS destaca a visão e a relação das consumidoras seniores brasileiras com as marcas de beleza

População que mais cresceu na última década, segundo dados do IBGE, as pessoas acima de 60 anos até 2050 vão representar 1/3 da população brasileira. E longe do que os estigmas e preconceitos dizem, esse público, em especial o feminino, ainda se preocupa bastante com os cuidados para o corpo. Para 83% das 382 mulheres entrevistadas na pesquisa Beleza na Melhor Idade, desenvolvida pela REDS em parceria com o Mundo do Marketing e a eCGlobal, a beleza é importante, mas somente 44% estão satisfeitas com sua aparência, revelando enorme potencial a ser explorado junto a esse público.

Comunicação e divulgação – Atualmente a comunicação de cosméticos para mulheres seniores as motiva pouco, com apenas um terço delas declarando serem impactadas positivamente, e 59% não se sentindo representadas nas propagandas.
“Mais do que apenas desenvolver ou lançar produtos específicos, a indústria tem a oportunidade de fomentar a beleza da mulher da terceira idade”, ressalta Karina Milaré, diretora da REDS.

Ao buscar informações sobre cosméticos e tratamentos de beleza, os catálogos de produtos (Avon, Natura, entre outros) e a internet (sites, blogs, redes sociais) são os mais utilizados, ambos com 47%. Dentro da web, os sites das marcas (60%) e o Google/sites de busca (58%) têm mais procuras.

Impressões sobre as marcas – Quando perguntadas quais marcas mais atendem as mulheres da terceira idade no quesito cabelo, L’Oréal, Natura e Pantene, nessa ordem, foram as mais lembradas. Nos produtos de beleza e cosméticos para pele, o pódio ficou com Natura, Avon e O Boticário.

“O mercado, embora comece a perceber sua importância, ainda está engatinhando na forma de comunicar-se e conectar-se com esse público, pois os estereótipos não definem mais estas mulheres, sedentas por ofertas de produtos voltados para suas especificidades, mas que não as reduzam simplesmente a mulheres de terceira idade”, destaca Karina.

Metodologia – A pesquisa Beleza na Melhor Idade desenvolvida pela REDS, em parceria com o Mundo do Marketing e a eCGlobal, foi realizada em duas etapas, com 382 mulheres, acima de 55 anos nas classes A,B e C de todas as regiões do país. Na primeira fase quantitativa as mulheres preencheram um questionário estruturado e participaram de entrevistas de autopreenchimento por meio de um painel online. A segunda fase, qualitativa, promoveu discussões e atividades interativas, além de um fórum online e um chat inteligente.

Fonte: Lucia Faria Comunicação Corporativa

Ação em corrida de rua

Atletas da General Salgado ganham filtro solar

Ação promovida pela Clínica Absoluta tem o objetivo de conscientizar os atletas quanto a proteção da pele durante a prática de exercícios

A Clínica Absoluta disponibilizou 5 mil sachês com protetor solar para os atletas que irão participar da corrida General Salgado, que acontece neste domingo, dia 26 em Taubaté.

A iniciativa visa incentivar e alertar os corredores e o público sobre a importância de se proteger do sol durante a prática de atividades físicas. “Esta corrida é muito importante para a comunidade e vem se tornando cada vez mais relevante. E é uma satisfação muito grande ver os efeitos positivos da união entre o poder público, a indústria e a ciência em prol da população”, afirma o dermatologista Dr. Érico Di Santis.

Os atletas receberão os protetores junto aos kits que são entregues neste sábado.
O filtro solar é o Ensolei, da Profuse-Aché.

Fonte: Matéria Consultoria & Midia – Letícia Maria

Vaga para desenvolvedor

Web4 busca desenvolvedor

A Web4 procura um desenvolvedor pró-ativo com sólidos conhecimentos em:

PHP e WordPress.
HTML5 e CSS3.
JavaScript e jQuery.
Bootstrap.

Diferenciais:
Noções de UX e UI.
Gulp e Git.
Angular 2.

Observação: Disponibilidade para trabalhar em Taubaté/Tremembé.

Envie currículo, portfólio e pretensão salarial para
atendimento@web4comunicacao.com

Brazil Promotion Day São Paulo terá palestras gratuitas

Evento no próximo dia 30 reunirá profissionais das principais entidades do setor

Profissionais das principais entidades do setor de marketing promocional compartilharão seus conhecimentos com o público que visitar o Brazil Promotion Day São Paulo. A versão pocket da Brazil Promotion, maior feira do setor na América Latina, terá palestras gratuitas, mostrando como as inovações tecnológicas usadas para criar experiências podem contribuir para fortalecer sua marca junto aos clientes. O evento de apenas um dia, acontece pela primeira vez, na capital paulista, no próximo dia 30.

No período da manhã, João Riva, diretor da DuoVozz, com a chancela da Associação de Marketing Promocional (AMPRO), mostrará como a inovação pode potencializar os resultados das campanhas e criar experiências no Live Marketing. Na parte da tarde será a vez de Ana Costa, diretora do Retail Design Institute (RDI), debater a contribuição do marketing de experiência para a retenção de clientes e ampliação das vendas.

Na sequência, Armando Zogbi, diretor-presidente do Instituto Tecnológico de Eventos (Intev), trará as principais tecnologias e experiências aplicadas em eventos corporativos. Para fechar o dia, Sérgio Barbi, presidente do POPAI Brasil – The Global Association for Marketing at Retail Brasil, abordará o futuro do varejo com mudanças no comportamento de compra e expectativas dos consumidores.

Os interessados em participar das palestras devem levar 1 kg de alimento não perecível, que será doado para o Instituto AUA de Empreendedorismo Social, entidade voltada ao desenvolvimento de práticas sustentáveis e desenvolvimento humano.

A visitação do Brazil Promotion Day é gratuita e o credenciamento deve ser feito antecipadamente no site do evento (www.brazilpromotion.com.br/day) ou no próprio local.

Confira programação completa:

– 10h15 às 11h – Palestra AMPRO – Associação de Marketing Promocional

Tema:Como a Inovação Pode Potencializar os Resultados das Campanhas e Criar Experiências no Live Marketing?
Palestrante: João Riva- Professor, autor, palestrante e empresário, diretor da DuoVozz

– 14h40 às 15h20 – Palestra Retail Design Institute (RDI)

Tema:Como o Marketing de Experiência Pode Contribuir para a Retenção de Clientes e Ampliação de Vendas
Palestrante: Ana Costa– diretora do Retail Design Institute (RDI)

– 15h40 às 16h20 – Palestra Intev – Instituto Tecnológico de Eventos

Tema:Tecnologia em eventos corporativos
Impactos, experiências e tendências
Como criar experiências em eventos corporativos
Como as marcas enxergam (ou deveriam enxergar) esta oportunidade?
Palestrante: Armando Zogbi– diretor-presidente do INTEV – Instituto Tecnológico
de Eventos e proprietário da Mult Art Eventos

– 16h40 às 17h20 – POPAI Brasil – The Global Association for Marketing at Retail Brasil

Tema:O Futuro do Varejo. Os Comportamentos de Compra e as Expectativas dos Consumidores Estão Mudando
Mudanças Vivenciadas pelos Consumidores
Principais Tendências
Futuro do Varejo no Brasil e no Mundo
Palestrante: Sergio Barbi- presidente do POPAI Brasil e diretor-executivo da
consultoria Dexi Marketing

SERVIÇO

Brazil Promotion Day São Paulo

Data: 30 de março (quinta-feira)

Horário: das 10h às 20h

Local: Hotel Pullman Vila Olímpia – Rua das Olimpíadas, 205 – Vila Olímpia – São Paulo – SP

Fonte: Lucia Faria Comunicação Corporativa – Tatiane Oliveira

Gente nova no time

Cara nova no time da Coworking Taubaté

A Coworking Taubaté tem novidade em seu time. Alleysa Vieira, ainda estudante do sétimo semestre de publicidade e propaganda do Departamento de Comunicação Social da Unitau, acaba de ingressar na empresa para atuar como Atendimento Comercial.

Agência abre vagas

Mestra seleciona profissionais para diferentes áreas

A Mestra busca profissionais criativos de planejamento, executivo de contas e assistência de arte. Se está interessado em uma dessas vagas, entre em contato com temosvagas@mestracomunicacao.com.br

Coluna Propaganda&Arte

Carnaval? – E o esforço das marcas em serem lembradas

O Carnaval já passou e o que ficou? Você lembra de alguma marca? Algumas histórias engraçadas para contar? Passam os carnavais e o que sempre se repete é o esforço das marcas em serem lembradas antes, durante e após essa data tão maluca que é o Carnaval no Brasil.

Diferente do que parece o Carnaval não tem origem tupiniquim, remota da Antiguidade (Roma, Mesopotâmia, etc) e sempre teve como tema essa inversão de papéis sociais. As fantasias colocavam todos em um mesmo patamar tornando relacionamentos impossíveis, possíveis e a alegria contagiante. Diante dessa orgia popular, a Igreja tentou enquadrar a festa pagã, propondo a negação ao prazer da carne, carnis levale do latim, “retirar a carne”.

Essa era a mensagem original, a teoria, mas o que realmente ficou para nós foi só a parte da carne, e rapidamente a “pregação” dos religiosos virou a “pegação” dos foliões, uma zueira never ends, bem ao estilo BR. Percebemos então, que no meio do caminho, entre serpentinas e lantejoulas, se perdeu o real significado do Carnaval. E a sua marca? Será que a mensagem da sua campanha também não se perdeu?

Assim como esquecemos pessoas, histórias e fatos exclusivos do Carnaval, as marcas podem ser esquecidas facilmente diante de tantos concorrentes e “mais do mesmo”, formando uma cortina nebulosa de desatenção. Ações como a da marca de cerveja que colocou uma roda gigante em São Paulo, ficam na memória, geram diversão, relacionamento, mas será que valem o investimento?

Até que ponto uma ação pontual de Carnaval, seja de bebida ou de camisinha, pode ser efetiva, se o seu público nem sabe onde deixou o copo de cerveja? Ou onde fica o banheiro? Ou para onde está indo? Ou onde está? (…) Tudo bem, nem todos são assim tão loucos e eu concordo com você, existe quem pule o Carnaval de forma mais light. Mas, existe também um público cada vez maior de pessoas que simplesmente não curtem o Carnaval. Nessa hora eu pergunto: o que estamos fazendo para elas? O que as marcas estão fazendo para atender esse grupo que sofre de “carnavalfobia”?

Ao melhor estilo Bela Gil, muitos substituíram o Carnaval por uma arrumação na casa, por um passeio longe dos grandes centros, fizeram maratonas de séries, uparam nos games, fizeram gols, cestas, ou outros pontos no esporte favorito, investiram tempo e dinheiro em atividades, que poucas empresas souberam aproveitar, infelizmente.

Como não sou um folião muito animado, as marcas que ficaram na minha cabeça no Carnaval de 2017 não possuem conexão direta com a festa. Algo a ser pensando pela turma do Marketing, pois o bloco da relevância está passando e muitos estão ficando para trás. Se existe um desinteresse cada vez maior e opções mais atraentes ao Carnaval, que está afastando o público da festa e consequentemente das marcas, é preciso refletir mais e agir com mais foco.

Para fechar meu desfile de reflexões, deixo uma pergunta essencial: Será que as marcas precisam reinventar suas comunicações no Carnaval ou precisamos reinventar o Carnaval?

Empresa de mídia abre vaga de estágio

Decoli Mídia abre vaga de estágio

A Decoli Mídia, empresa que atua com mídia outdoor e indoor e também com assessoria em comunicação abriu vaga para contratação de estagiário.

Eles buscam um estudante de comunicação para realizar as seguintes funções: Gerenciamento de Redes Sociais (Facebook, Instagran).

O candidato deve ter domínio de ferramentas do Pacote Adobe para elaborar layouts e pequenos jobs de criação.