Pesquisa mostra satisfação do comércio com o Dia das Mães

Vendas do Dia das Mães animam comércio de São José dos Campos

Pesquisa exclusiva da ACI mostra que satisfação do comércio com movimento do Dia das Mães bateu a casa dos 80%; contratação de temporários cresceu

O índice de satisfação do comércio de São José dos Campos com as vendas do Dia das Mães atingiu o maior patamar dos últimos anos, ultrapassando os 80%.

Isso é o que revela pesquisa exclusiva feita pela Associação Comercial e Industrial de São José dos Campos em parceria com a Universidade de Taubaté, por intermédio da Fapeti (Fundação de Apoio à Pesquisa, Tecnologia e Inovação). O levantamento foi feito entre os dias 20 e 24 de maio, no chamado pós-venda do Dia das Mães, e ouviu 203 empresários nos principais eixos de comércio de São José dos Campos: Calçadão da Rua 7 e rua 15 de Novembro, além dos shoppings CenterVale, Colinas e Vale Sul. A margem de erro da pesquisa é de 5 pontos percentuais, para mais ou para menos.

A grande maioria dos lojistas ficou satisfeita com as vendas

O resultado foi considerado bom por 69,8% dos entrevistados, muito bom por 4,5% e ótimo por 5,9%. Somados, os índices positivos alcançam 80,2%, contra uma média inferior a 70% nos últimos anos.

“Esse foi o melhor Dia das Mães dos últimos anos”, disse o presidente da ACI de São José dos Campos, Humberto Dutra. “É uma mostra de que a economia, embora de modo lento, está reagindo em 2019, dando mais confiança ao consumidor.”

Além da satisfação dos empresários do comércio, três outros índices atestam a onda positiva do último Dia das Mães. O tíquete médio para a data passou para a faixa de R$ 101 a R$ 200 (39% das vendas); 47,8% dos consumidores compraram dois presentes para a data (em 2018, a maioria comprou apenas um); e, muito importante, cresceu, embora de modo tímido, o índice de contratação de trabalhadores temporários pós-dia das Mães: o patamar de contratações passou de 6,9% em 2018 para 9,4% em 2019.

Outros índices

A pesquisa ACI/Unitau revelou ainda que os consumidores optaram por pagar suas compras com cartão de crédito (62,2% contra 34,8% em dinheiro). E que as roupas e acessórios foram as campeãs de vendas, alcançando 42,9%, bem a frente de calçados (12,8%), cosméticos e perfumes (10,2%), joias e bijuterias (8,7%) e bolsas de acessórios (7,7%).

Fonte: Matéria Consultoria&Mídia – Nathália Barcelos

Evento na FAAP em SJCampos

Evento reúne gestoras dos três shoppings

No Dia Mundial da Propaganda, dia 4/12, acontecerá na FAAP SJC uma mesa redonda reunindo as gestoras de marketing dos 3 maiores Shoppings de São José dos campos.

O encontro trará insights e dicas sobre como deve ser o perfil do Gestor de Marketing hoje, seus desafios, o que tem realizado e suas expectativas dentro do mercado.

Para participar, só se inscrever neste link.

Via Vale leva prêmio nacional

Via Vale vence prêmio de âmbito nacional e tem melhor ação de marketing, eventos e promoções do Brasil

Shopping venceu premiação da Abrasce nesta terça-feira

Concorrendo com uma nobre seleção de nove shoppings do Brasil inteiro, entre eles empreendidos em Salvador, Campinas e na capital paulista, o Via Vale Garden venceu nesta terça-feira, 14, o prêmio da Abrasce, a Associação Brasileira de Shopping Centers, na categoria “Marketing, Eventos e Promoções”. Os participantes foram avaliados por dez jurados, profissionais de reconhecidas instituições da área.

O prêmio, disputadíssimo, consagra a criatividade e o trabalho desenvolvido pelos vencedores para proporcionar aos clientes uma criativa experiência de compras.

Concorreram com o Via Vale nessa mesma categoria shoppings como o carioca Nova América Shopping, o Palladium Shopping Center, em Curitiba, e o Shopping Parque Dom Pedro, em Campinas.

Para o superintendente do Garden, Diogo Linhares, a premiação é o reconhecimento de um longo e planejado trabalho em busca da satisfação do cliente. “Queremos criar no Via Vale um ambiente que proporcione um encontro entre as famílias com atrações diferentes que valorizem a cultura taubateana, mostrem os talentos da cidade e fortaleçam ainda mais a relação do nosso empreendimento com a identidade daqui. Queremos ser um local que reúna as pessoas para um passeio, para assistir um filme, para comer nos mais diferentes restaurantes da nossa praça de alimentação e para comprar nas nossas lojas com marcas de qualidade e atendimento diferenciado”, diz.


Bruna Marcon – Head of Marketing na TENCO Shopping Centers

Bruna Marcon, gerente de marketing do shopping, disse que o prêmio valoriza a criatividade presente nas ações desenvolvidas no Garden e coloca o centro de compras entre os melhores do Brasil. “O que oferecemos aqui para os nossos clientes está à altura do que é visto nos shoppings das capitais. Essa premiação comprova isso. E vamos continuar superando nossa criatividade para surpreender ainda mais e mais os frequentadores do Garden”, promete.

Com mais de 400 associados, a Abrasce reconhece e incentiva projetos devolvidos por shopping centers que mobilizam a transformação da realidade social, ambiental e econômica das cidades onde estão inseridos.

O projeto visionário, alicerçado na sustentabilidade, uma questão ainda sem muita atenção nos empreendimentos construídos na época, arquitetava o pioneirismo do shopping. Inaugurado em 2012, o Via Vale Garden abriu as portas com a proposta de oferecer uma experiência de compras diferente para o consumidor taubateano.

Fonte: Assessoria de Imprensa Via Vale Garden Shopping

 

Carros antigos tomarão conta do Via Vale

Shopping receberá exposição gratuita com nove modelos diferentes, entre eles, clássicos e modificados

A paixão nacional, carros, está de volta ao Via Vale Garden Shopping para arrancar suspiros de homens e mulheres. O Garden receberá, a partir desta terça-feira (5), uma exposição com nove carros antigos que promete abalar os corações dos seus admiradores.

A exibição estará disponível no corredor da Essência, próximo a Praça de Eventos e trará ao mall clássicos como o Belair 1954, que se manteve original, Brasília e o Fiat 147. Carros modificados, conhecidos como ‘Hot Rod’ também estarão no local para apreciação do público.

Entre os outros modelos em exposição estão o Fusca e o Chevette, que também são amados por todos nós, além de caminhonetes originais e modificadas. Outra atração é a famosa ‘Moto de Sogra’, uma vassoura customizada que arrancará risadas e flashs de quem visitar o local.

Para aqueles que se interessarem, a atração é gratuita e os carros ficarão expostos até o dia 15 de setembro, durante o horário de funcionamento do shopping.

Serviço:
Exposição de Carros Antigos – Via Vale Garden Shopping
Data: De terça-feira (5) a sexta-feira (15)
Horário: Funcionamento do shopping
Local: Corredor da Essência, próximo a Praça de Eventos

Pesquisa mostra como foi o dia das mães

Consumidor opta por cartão de crédito no Dia das Mães

Pesquisa ACI-Unitau revela perfil das compras feitas no comércio de São José dos Campos neste Dia das Mães; levantamento sobre o Dia dos Namorados sai na próxima semana

Os consumidores de São José dos Campos optaram por comprar apenas um presente no Dia das Mães e gastaram um tíquete médio de R$ 100,1 a R$ 200. Mais: apesar de terem dito que pagariam as compras em dinheiro, a maioria deles optou pelo cartão de crédito.

Esse é o perfil é revelado pela nova rodada de pesquisas feita pela Associação Comercial e Industrial de São José dos Campos em parceria com a Universidade de Taubaté, por intermédio da Fapeti (Fundação de Apoio à Pesquisa, Tecnologia e Inovação). O levantamento foi realizado entre 22 e 25 de maio. Foram entrevistados 194 empresários de lojas que vendem produtos ligados ao Dia das Mães, localizadas no Calçadão da Rua 7, rua 15 de Novembro e nos shoppings CenterVale e Vale Sul. A margem de erro é de 5 pontos percentuais para mais oi para menos.

Os dados sobre o Dia das Mães são uma prévia da pesquisa principal, focada no Dia dos Namorados, que será divulgada pela ACI na próxima segunda-feira.

Em relação ao desempenho geral para o Dia das Mães, 38,1% dos comerciantes classificaram as vendas como regulares e 35,6% definiram as vendas como boas. Para 19,1% dos empresários, no entanto, o nível de vendas foi ruim, seguidos de 6,2% que classificaram as vendas como péssimas. Na outra ponta, 1% dos lojistas definiu o movimento como excelente. Na somatória geral, 36,6% aprovaram o resultado (bom + excelente) e 25,3% consideram o desempenho negativo (ruim + péssimo).

“De modo geral, a pesquisa mostra o consumidor receoso, o que é natural em relação ao momento do país. Isso exige que o comerciante inove cada vez mais em estratégias para estimular as vendas”, disse Humberto Dutra, presidente da ACI.

Em relação ao ano passado, houve um equilíbrio: enquanto 34,1% dos empresários classificaram as vendas de 2017 acima do patamar de 2016 (melhor + muito melhor), 35,1% disseram que as vendas foram abaixo de 2016 (pior + muito pior). Para 25,3%, as vendas foram iguais e 5,7% não souberam ou não quiseram responder.

A pesquisa revela também que a grande maioria dos lojistas não contratou mão de obra extra para o Dia das Mães: dos 194 pesquisados, 163 não contrataram temporários (84%) e apenas 31 lojistas disseram ter contratado pessoal para a data (16%).

Dois lados

A comparação entre as duas pesquisas realizadas pela ACI-Unitau este ano, uma com consumidores e outra com lojistas, mostra uma divergência. Na pesquisa feita em abril, a maioria dos consumidores disse que faria compras em dinheiro ou com cartão de débito (70%), com apenas 25,4% optando pelo cartão de crédito. Na pesquisa mais recente, feita após o Dia das Mães e com lojistas, o retrato foi outro: o cartão de crédito foi usado em 79,4% das compras. As compras em dinheiro ou cartão de débito ficaram em 16,5% das transações.

“Isso nos leva a acreditar que muitos consumidores tiveram a intenção de não contraírem dívidas com a data, mas, não tendo dinheiro, acabaram indo para o cartão de crédito”, disse o professor Laureano Rosa, um dos coordenadores da pesquisa, ao lado do diretor da Fapeti, Eduardo Enari.

Fonte:Matéria Consultoria & Mídia – Hélcio Costa/Nathália Barcelos

Pesquisa ACI-Unitau para o Dia das Mães

Consumidor prevê gastar até R$ 200 nas compras para o Dia das Mães

Pesquisa ACI-Unitau revela de quase 80% dos consumidores de São José planeja comprar presentes nas lojas da cidade neste Dia das Mães

Uma boa notícia para o comércio: apesar dos efeitos da crise, quase 80% dos consumidores de São José dos Campos pretende comprar presentes para o Dia das Mães nas lojas e shoppings da cidade. O tíquete médio de compras deve girar na faixa de R$ 100 a R$ 200.

As informações constam de pesquisa feita pela Associação Comercial e Industrial de São José dos Campos, feita em parceria com a Universidade de Taubaté, por meio da Fapeti (Fundação de Apoio à Pesquisa, Tecnologia e Inovação), sobre a expectativa de compra dos consumidores da cidade para o Dia das Mães. A pesquisa ouviu 463 pessoas em diversas regiões da cidade –praça Afonso Pena, Calçadão da Rua 7, rua 15 de Novembro e shoppings CenterVale e Vale Sul.

O levantamento foi realizado entre 24 e 28 de abril e a margem de erro é de 4,5 pontos percentuais para mais ou para menos.

“O resultado da pesquisa ACI-Unitau traz ânimo para o comércio de São José dos Campos frente a uma data importantíssima, o Dia das Mães. Confirmados os números, teremos uma recuperação nas vendas, um sinal de que a economia está reagindo e as pessoas estão recuperando, mesmo que aos poucos, seu poder de compra”, disse Humberto Dutra, presidente da ACI.

O resultado é um raio X da expectativa do consumidor em relação a uma das datas mais importantes para o comércio.

Dos 463 entrevistados, 364 (78,6%) disseram que pretendem comprar presente para o Dia das Mães. Dos 21,4% que responderam negativamente, parte (37,4%) está desempregada, sem ocupação ou sem remuneração fixa.

E o que os consumidores pretendem comprar? Roupas e acessórios dominam a preferência dos consumidores, com 32%, seguido de perfumes e cosméticos (18,7%), bolsas e acessórios (10,1%), calçados (9,4%), jóias e bijuterias (4,2%) e eletrodomésticos e móveis (3,9%). 21% responderam que pretendem comprar outros tipos de presentes.

Entre os consumidores que planejam comprar presentes, 86,8% pretendem gastar até R$ 200. Esse universo é formado por 34,3% que esperam ter um tíquete de R$ 100,01 a R$ 200, 27,5% que planejam gastar de R$ 50,01 a R$ 100, 18,7% que admitem compras de R$ 30,01 a R$ 50 e 6,3% que disseram ter em mente um gasto de até R$ 30. Do total, 13,2% planejam gastar mais de R$ 200.

Pagamento

A pesquisa ACI-Unitau aponta ainda que a maioria dos consumidores deve optar pelo pagamento à vista (72,9%), principalmente por meio de cartão de débito ou dinheiro (70%). Nenhum dos entrevistados se manifestou por fazer pagamento por meio de cheque.

O levantamento também levantou onde os consumidores planejam fazer as suas compras para a data. A maioria dos entrevistados respondeu que pretende fazer compras nos shoppings (46,2%), seguida da opção lojas do centro (36,5%).

Na geografia das compras, uma curiosidade: a maior parte das mulheres ouvidas prefere fazer suas compras no centro (47%), enquanto os shoppings são preferidos por 100% dos adolescentes.

Fonte: Matéria Consultoria & Mídia – Nathália Barcelos

Horário estendido do comércio

Lojas de São José ampliam horário para o Natal

A partir de 12 de dezembro, as lojas dos eixos comerciais de São José dos Campos passarão a adotar um horário estendido de funcionamento para as compras de Natal.

A informação foi divulgada na tarde desta segunda-feira pelo presidente da Associação Comercial e Industrial de São José dos Campos, Felipe Cury, em entrevista coletiva concedida ao lado do presidente do Sindcomerciários (Sindicato dos Comerciários), Eurípedes Barsanulfo Gonçalves. Também estiveram presentes na entrevista o subcomandante do 1º Batalhão da Polícial Militar de São José, major Sadi Fernando Stamborowski, e do secretário de Defesa do Cidadão de São José, Sérgio Werneck.

Coletiva de imprensa

Coletiva de imprensa

O calendário estendido terá duas etapas. Entre os dias 12 a 16, as lojas deverão abrir até às 20h, funcionando no dia 17, sábado, até às 18h. Entre os dias 19 a 23, o comércio passa a funcionar até às 22h. No dia 24, véspera de Natal, as lojas funcionarão até às 14h.

O horário serve de orientação para as lojas do centro da cidade e de eixos comerciais – como, por exemplo, Jardim Satélite e Jardim Paulista. Os shoppings já trabalham com horários diferenciados e definem seu horário de funcionamento para o Natal de acordo com a administração de cada centro de compra. “É importante darmos conforto e mais opções de horário aos consumidores. Receber bem, de portas abertas, graças a um horário estendido, é um atrativo a mais nesta época tão importante para o comércio”, disse o presidente da ACI, Felipe Cury.

Segurança

Para garantir a segurança nos polos comerciais, a Polícia Militar e a Guarda Municipal adotarão, a partir do dia 12, a Operação Natal Seguro, com reforço de policiamento durante o período de compras de Natal. A operação tem apoio da ACI e do Sindcomerciários.

Em linhas gerais, a PM fará uma operação saturação nos centros comerciais, com reforço de policiamento para garantir a segurança de lojistas, consumidores e funcionários do comércio. O efetivo deslocado para a tarefa não foi revelado. A Guarda terá uma atuação reforçada na Orla do Banhado, Mercado Municipal e Calçadão da Rua 7.

Este será o quarto ano da Operação Natal Seguro. Segundo a PM, a operação conseguiu reduzir o número de ocorrências na região central da cidade entre 2013 e 2015. As ocorrências recuaram de 42 casos no primeiro ano para 35 em 2014 e 22 no ano passado.

Fonte: Matéria Consultoria & Mídia – Nathália Barcelos