Curso EAD pela ACIT trata de liderança

ACIT traz mais uma novidade e lança curso EAD

A Associação Comercial e Industrial de Taubaté (ACIT), sempre em busca de aperfeiçoamento para oferecer o melhor para seus associados, lança os cursos EAD (Ensino à Distância).

E para a estreia desse novo produto, a ACIT traz o tema “Como se tornar um líder motivador e desenvolver equipes de alto desempenho”, que será ministrado pelo Professor Felipe Guerra.

O conteúdo, especialmente formatado para alunos com tempo de estudo diferenciado, aborda as melhores maneira para lidar com a motivação de quatro estilos de colaboradores, como por exemplo, pessoas experientes mas desmotivadas, os motivados sem experiência, entre outros. O aluno aprenderá também dicas de como interagir com esses colaboradores para que extraiam o seu melhor; como montar equipes de alta performance com equipes multidisciplinares e complementares, que juntas serão capazes de alcançar grandes resultados.

O curso EAD está aberto à todos, porém os associados devem entrar em contato com a Associação para receber cupom de desconto na hora da efetivação da compra.

As aulas estão disponíveis em plataformas para serem assistidas em computadores, tablets e celulares, seja sistema Android ou IOS.

Todas as informações e o cupom de desconto podem ser obtidos pelo email cursos.acit@taubate.com.br ou pelo telefone (12) 2125-8210/8211.

Fonte: Acontece Comunicação e Eventos

Senac e liderança

Como ser um bom líder
Docente do Senac Taubaté traz dicas de como se tornar um bom chefe

MLQHCxYPSer um bom líder, para algumas pessoas, pode parecer fácil. Mas para muitos, assumir uma equipe pode ser bastante assustador. Lidar com pessoas diferentes em um mesmo ambiente, a cobrança de ser chefe, ser muito duro ou muito fraco, motivar sua equipe, etc., são situações do dia a dia que um bom chefe deve lidar com maestria.

Se você tem dúvidas sobre sua liderança ou quer melhorar ainda mais o engajamento de sua equipe e sua postura como chefe, confira algumas dicas da docente da área de gestão e negócios do Senac Taubaté, Suélen de Carvalho Vieira.

1. O que caracteriza uma pessoa como um bom líder?
Um bom líder deve ter um discurso coerente com as suas atitudes praticadas na gestão. Se o líder fizer essa autoanálise, conseguirá perceber se suas atitudes são reflexos dos valores que acredita para ser um bom líder e isso servirá como um termômetro.

“É comum as pessoas terem objetivos e não terem um plano coerente para execução das ações a fim de alcançá-los, e muitas das vezes não priorizam estabelecer os valores e princípios que vão nortear essa conquista”, conta a docente.

2. Qual o primeiro passo para ser um bom líder?
Ao assumir um cargo de gestão, o primeiro passo é investir tempo em conhecer a equipe que irá trabalhar “com você” e não “para você”.

“O conhecer, não é saber somente aquelas informações básicas de apresentações, mas a especificidade e a individualidade de cada um. Saber sua trajetória profissional, seu perfil de trabalho, suas conquistas profissionais, as lições aprendidas, valores escolhidos e seus sonhos e ideais, para que, através desse conhecimento, o líder possa integrar as pessoas a um objetivo comum, e potencializar as qualidades individuais para desenvolver um bom trabalho e sinergia na equipe”, afirma Suélen.

3. Quero ser um líder
– Um bom líder ama não só o que faz, mas ama pessoas. “Sempre que inicio uma aula de gestão faço a seguinte afirmação: ‘Se você busca trabalhar gerindo pessoas e recursos humanos, você precisa amar o que é vital para o sucesso de um negócio, as pessoas’. O ser humano é subjetivo com características peculiares, não tem uma fórmula matemática para tratar todos da mesma maneira. Por isso a complexidade de gerir pessoas, mas se você partir deste princípio e lembrar que você também é um ser humano, ficará mais fácil ter algumas atitudes para ser um bom líder”, explica.

– O líder deve se ver como parte integrante da equipe. Buscar práticas como conhecer rotinas e processos, observar, ter macro visão, ter imparcialidade nas análises promovendo cultura de fatos e dados, saber ouvir (dar atenção às pessoas), paciência, respeito, ser acessível a sua equipe, ter inteligência emocional e como premissa ter ética na condução de suas ações.

executive-461649_640

4. Cuidado com os erros
Um dos principais erros cometidos é o líder não ter um planejamento para desenvolver na sua equipe autonomia e não preparar sucessores. Apesar de o comprometimento ser uma atitude esperada nos profissionais, há algo implícito quando se trata do comprometimento no papel de líder. A expectativa é de que ainda que aconteça mudanças e ocorra ausência do líder, a equipe esteja preparada para conduzir suas atividades com foco, domínio e autonomia atingindo as metas estabelecidas. E caso essa ausência seja definitiva, a alta administração deveria ter um plano de contingência e/ou de sucessão, sugerido previamente pelo líder, servindo como base para tomadas de decisão.

5. Não faça em hipótese alguma
Permitir falta de conduta ética na sua equipe de trabalho;
Ser ouvinte de comentários destrutivos dos seus colaboradores sobre seus colegas de trabalho. É preciso perceber quando essa prática se transforma em “fofoca” para não permitir que ela cresça, buscando conscientizar os colaboradores, que toda organização, ao deparar-se com problemas, precisa ter possibilidades de soluções;
Não administrar os conflitos. Se há conflito é porque houve divergência ou distorção no foco e objetivo proposto à equipe. Existem várias causas de conflitos, e o erro ou a falta de comunicação é uma das principais, todavia é importante ressaltar que o conflito bem gerido contribui para o crescimento pessoal e profissional do indivíduo tirando as pessoas da zona de conforto causando mudança e desenvolvimento.

6. Está inseguro em seu cargo?
Há várias ferramentas para fazer uma avaliação sobre o desempenho como líder e a sugestão é que sejam usadas concomitantemente:
Ter conhecimento de indicadores como: absenteísmo, acidentes de trabalho, índice de entrada, índice de saída, índice de rotatividade (turnover) e investimentos em treinamentos;
Pesquisa de Clima Organizacional: é possível verificar com a área de RH qual a projeção e viabilidade para realizar a pesquisa na empresa. Essa pesquisa mostrará qual o índice de satisfação do colaborador em vários âmbitos, inclusive liderança;
Avaliação de Desempenho: há métodos formais de avaliação de desempenho, entre elas a avaliação 180º, onde o gestor avalia o subordinado, o subordinado se auto avalia e também avalia seu superior e tudo através de um formulário padrão, que normalmente é estabelecido pela área de RH. A empresa, juntamente com o gestor, pode viabilizar essa prática contratando também serviços de consultoria que auxilia na elaboração da ferramenta adequando à realidade do negócio;
Prática de feedback: “Gosto muito da frase do Mario Sergio Cortella em A Arte de Liderar, onde ele fala: ‘Elogie em público e corrija em particular. Um líder corrige sem ofender e orienta sem humilhar’. Esse é um ponto importante a considerar, pois o feedback eficaz é aquele que é realizado individualmente, em um local adequado e reservado, tem frequência, manutenção e qualidade de tempo”, completa Suélen. O líder que faz isso constrói uma relação de confiança, fazendo com que seu colaborador tome conhecimento tanto de suas potencialidades como também de suas limitações, a fim de construir em conjunto um plano de desenvolvimento, podendo assim o colaborador expor suas percepções quanto ao desempenho. E nesta relação o líder alcançará a avaliação sobre o seu trabalho.

gloves-1192164_640

7. Ferramentas para melhorar a sua liderança
A leitura de livros e artigos sobre gestão, bem como os Tipos de Gerações (baby bommers, X, Y e Z), pesquisas de cases e fazer cursos são imprescindíveis para uma carreira de gestão. O Senac Taubaté oferece, por exemplo, cursos como Técnicas de Liderança, Desenvolvimento de Liderança e Administração de Conflitos.

8. Os tipos de líder. Qual deles é você?
Há vários tipos de líder, mas é importante se fazer uma pergunta: Qual tipo de líder eu quero ser? E o que falta em mim para ser esse líder? Existem muitas teorias sobre os estilos de liderança e ao compreender os estilos é possível nomear o tipo de líder. A teoria mais conhecida trata-se da divisão que se faz entre o líder democrático, autoritário, liberal e situacional.
Democrático: almeja a participação de todos na equipe, incentivando e orientando. Sabe ouvir as opiniões da equipe e define junto com ela os objetivos desejados e as tarefas a serem realizadas;
Autoritário: domina e determina o plano e o que será executado pela equipe, buscando a obediência por partes dos colaboradores. Esse comportamento se assemelha ao antigo “chefe”;
Liberal: o liberal participa minimamente do processo. A equipe possui total liberdade para definir diretrizes e formas da execução do plano, isso é bem aplicável em equipe com profissionais experientes e com comportamento autônomo;
Situacional: uma liderança que transita pelos três estilos anteriores, se ajusta ao perfil da equipe sob condições variadas, podendo ser determinado pelas circunstâncias, capacidade de comunicação e também os traços de personalidade, pois compreende-se que para cada perfil e situação é necessário adequar o tipo de liderança.

“É importante salientar um assunto muito discutido atualmente, que é a Gestão de Mudanças. Vivemos em um mundo globalizado que gera mudanças constantes, sendo necessário o líder saber lidar estrategicamente com as mudanças, bem como gerenciá-las. Há uma grande tendência do comportamental humano que é resistir às mudanças, porém elas sempre vão existir, por isso um grande diferencial é trabalhar adaptação ao cenário de mudança e a resiliência”, conclui a docente.

Cursos na área de gestão e negócios
O Senac Taubaté oferece em sua programação inúmeros cursos na área de gestão e negócios, entre eles:

Administração de Conflitos
Desenvolvimento de Liderança
Gerenciamento do Tempo
Gerência e Supervisão de Vendas
Planejamento de Carreira e Gestão de Talentos
Técnicas de Liderança

Para mais informações sobre os cursos, valores e inscrições, basta entrar em contato com a unidade pessoalmente, por meio do telefone (12) 2125-6099 ou acessando o Portal Senac (www.sp.senac.br/taubate).

Serviço:

Cursos livres na área de gestão e negócios
Senac Taubaté
Endereço: Rua Nelson Freire Campello, 202, Jardim Eulália
Informações: (12) 2125-6099 | www.sp.senac.br/taubate

Curso do Grupo de Mídia

Grupo de Mídia São Paulo realiza o Curso
COACHING PARA LÍDERES
MAURO SHIRA
DIAS 29 ,30, 31 de Outubro 2012.
O processo de coaching ajuda líderes a desenvolverem suas equipes e consequentemente, atingirem melhores resultados.
Com metodologia e técnicas simples é possível, num curto prazo, construir equipes mais autônomas.
Um líder eficaz sabe em que momento compartilhar suas experiências e quando, e como, deve estimular o autodesenvolvimento de seus colaboradores.
OBJETIVOS
* Capacitar líderes a darem coaching para suas equipes
* Viabilizar a prática do coaching pelos participantes, apresentando ferramentas e metodologia que ajudam a:
liderar talentos para obter alto desempenho
acelerar a aprendizagem daquilo que é profissionalmente relevante
construir equipes mais autônomas
* Criar um fórum para permitir o compartilhamento de experiências
PROGRAMA
O que é Coaching
Quem precisa de coaching?
Como o Coaching pode formar líderes e melhorar os resultados
Instrumentos de diagnóstico para um coaching eficaz
Plano de Desenvolvimento Individual
Metodologias e ferramentas de coaching
Alavancando carreiras por meio do coaching
Local: Sede do Grupo de Mídia São Paulo
Av. Dr. Cardoso de Melo, 1340 – 15º andar.
HORÁRIO:
Das 19:30hs. às 22h00hs.
Valor do Investimento: R$ 700,00.
Inscrições:
bethmara@gm.org.br; secretaria@gm.org.br
Limite de 20 vagas para este curso.
Solicitamos que o horário seja rigorosamente respeitado.

Grupo de Mídia São Paulo realiza o Curso COACHING PARA LÍDERES

Com Mauro Shira nos dias 29 ,30, 31 de Outubro 2012.

O processo de coaching ajuda líderes a desenvolverem suas equipes e consequentemente, atingirem melhores resultados.

Com metodologia e técnicas simples é possível, num curto prazo, construir equipes mais autônomas.

Um líder eficaz sabe em que momento compartilhar suas experiências e quando, e como, deve estimular o autodesenvolvimento de seus colaboradores.

OBJETIVOS

* Capacitar líderes a darem coaching para suas equipes

* Viabilizar a prática do coaching pelos participantes, apresentando ferramentas e metodologia que ajudam a:

liderar talentos para obter alto desempenho

acelerar a aprendizagem daquilo que é profissionalmente relevante

construir equipes mais autônomas

* Criar um fórum para permitir o compartilhamento de experiências

PROGRAMA

O que é Coaching

Quem precisa de coaching?

Como o Coaching pode formar líderes e melhorar os resultados

Instrumentos de diagnóstico para um coaching eficaz

Plano de Desenvolvimento Individual

Metodologias e ferramentas de coaching

Alavancando carreiras por meio do coaching

Local: Sede do Grupo de Mídia São Paulo

Av. Dr. Cardoso de Melo, 1340 – 15º andar.

HORÁRIO: das 19:30hs. às 22h00hs.

Valor do Investimento: R$ 700,00.

Inscrições: bethmara@gm.org.br; secretaria@gm.org.br

Limite de 20 vagas para este curso.