Comunicação Interna: 4 dicas para engajar de verdade o colaborador operacional

Por Gabriel Kessler*

Uma boa experiência é considerada por 96% dos profissionais como fator relevante para se manter na empresa, segundo pesquisa do LinkedIn. Entretanto, as conversas sobre o assunto priorizam profissionais administrativos, geralmente. No meio disso, como fica o público operacional?

Investir em iniciativas que tenham como foco times operacionais é importante para o engajamento desse público e, consequentemente, para uma experiência mais positiva que resulte em melhores resultados e performance.

Uma das maiores consequências da pandemia foi o empoderamento do colaborador, que passou a ser menos tolerante com experiências medianas ou até mesmo ruins dentro das organizações.

E isso já pode ser notado: a grande resignação, por exemplo, mostra como motivos que antes eram determinantes para a permanência de talentos, como salários e benefícios, hoje não tem tanta influência no poder de decisão.

Sendo assim, empresas precisam correr para quebrar paradigmas e oferecer uma experiência cada vez melhor para seu público interno, caso contrário, eles não vão ficar parados esperando por isso.

Voltando o olhar para o operacional

Não é segredo que esses times não são alcançados com a mesma facilidade do que as áreas administrativas, seja por planejamentos ou estratégias obsoletos, o que acaba dificultando o sentimento de “uma só empresa” nesse público, que se sente prejudicado ou ignorado pela liderança e por áreas estratégicas, como RH e Comunicação Interna.

Essa diferença de tratamento, intencional ou não, causa uma experiência negativa aos colaboradores operacionais, podendo levar ao aumento do turnover e impactos no clima organizacional como um todo.

Outro fator que prejudica (e muito) é a adoção de ferramentas ou estratégias que não contemplem as necessidades desse público. Por exemplo: se uma empresa usar o e-mail como canal de comunicação interna principal, aqueles que não trabalham com computador não vão ficar a par da informação tão facilmente.

Indo além, mesmo contando com murais impressos ou a liderança como replicadores dessa informação, a disparidade segue forte. E a comunicação tem papel direto na experiência do colaborador, já que a falta de clareza e alinhamento por parte de Comunicação Interna com esse público atrapalha e até mesmo inviabiliza o sentimento de pertencimento dessas pessoas, assim como a confiança que elas têm na empresa.

Entra aí a tecnologia, que pode (e deve) ser usada como forma de quebrar as barreiras, sejam elas geográficas ou de tempo.

É importante salientar que a experiência do colaborador é formada por 6 fatores, de acordo com a State of the Sector (Gallagher): cultura organizacional; comunicação; reconhecimento, prêmios e benefícios; ambiente de trabalho; bem-estar; carreira. As áreas de Comunicação Interna e RH são responsáveis (de forma parcial ou integral) por todos esses pontos, então as dicas que compartilhamos abaixo são direcionadas aos profissionais desses departamentos.

Abaixo, listo quatro dicas. Confira!

1 – Antes de tudo, conheça seu público: Você conhece as características dos seus públicos operacionais? Sabe quais são suas necessidades, desejos e desafios? Antes de qualquer estratégia de comunicação interna, as organizações precisam entender a realidade dessas equipes. Dê voz e espaço para pessoas do operacional e, além disso, tenha interesse em conhecê-las.

2 – Envolva a liderança: Mesmo com uma boa cultura, clima e comunicação, se a relação com o líder não for positiva, muito dificilmente a experiência será. Líderes precisam gostar de gente, precisam entender pessoas. E a empresa deve capacitar esse público para que isso aconteça. No ambiente operacional, muitas vezes a liderança é o que liga profissionais ao resto da organização, aumentando ainda mais a importância dessa capacitação. Além disso, líderes precisam se esforçar para proporcionar (e fazer tudo que está ao seu alcance) a melhor experiência para seus liderados.

3 – Foco no propósito: O propósito tem ganhado cada vez mais espaço e importância na experiência do colaborador e agora, mais do que nunca, está conectado pelo valor percebido pelas pessoas nas organizações. Isso significa que: para ter uma comunicação interna melhor, é preciso pensar no propósito, no porquê as pessoas devem se sentir parte do todo. Vale a revisão da visão, missão e valores organizacionais.

4 – Comunicação fácil e democrática: Investir em uma ferramenta que promova a democratização da informação é de extrema importância para a experiência do colaborador operacional. A rede social corporativa ou aplicativo de comunicação interna, por exemplo, é uma solução criada justamente para atender as diferentes necessidades dos profissionais em geral, principalmente de quem fica na operação.

*Gabriel Kessler é CGO do Dialog.ci, startup responsável por desenvolver uma plataforma online de comunicação interna e RH, que funciona como um hub para o colaborador e melhorar o engajamento dentro das empresas.

Fonte: Comunica PR

“Lideranças femininas em Comunicação e Marketing” é tema de live da APP Vale do Paraíba

Quarta edição discute lideranças femininas

A APP Vale do Paraíba (Associação dos Profissionais de Propaganda) realiza amanhã, terça feira, dia 28/09, a quarta edição de sua live mensal. O tema desta edição é “Lideranças femininas em Comunicação e Marketing”.

O evento contará com a participação de Carla Arruda – Diretora de Marketing, CRM, Novos Canais Digitais, Pricing e Marca Própria na Makro Atacadista – e de Janine Medeiros – sócia proprietária da Nação Agência Interativa e vice presidente da APP Campinas

Já a mediação ficara sob o comando de Adriana Carvalho, proprietária da Interativa, e de Bianca Totti, criadora e gestora da Código Br. Ambas são diretoras da regional valeparaibana da associação.

Os eventos da APP Vale do Paraíba têm como objetivo fundamental fomentar o mercado regional através do compartilhamento de conhecimento e conteúdo que colaborarem para a maior profissionalização da indústria de propaganda e comunicação da região.

As inscrições podem ser feitas por aqui e dão direito a certificado de participação. A transmissão será feita pelo canal de Youtube da APP Vale.

Palestra na ACIT aborda liderança

“Liderando novas gerações” é tema de palestra no Café dos Associados ACIT

Na próxima quarta-feira, dia 11 de setembro, será realizada mais uma edição do Café dos Associados, realizado pela Associação Comercial e Industrial de Taubaté (ACIT).

O evento, que é todo pensado para promover o networking entre os empresários, traz uma nova palestra a cada edição, sempre com temas atuais e pertinentes ao mercado e seu momento econômico e comportamental, oferecendo informações que auxiliam o comerciante para um melhor desemprenho em seu negócio.

O tema desse mês irá apresentar ao empresário uma melhor compreensão sobre a nova conduta do líder frente às gerações atuais, tanto do ponto de vista da gestão de pessoas quanto a área comercial. Entender o comportamento dessa nova geração tornou-se fundamental e deve fazer parte do planejamento estratégico das empresas. A palestra será ministrada por Renato Augusto Amaral, que é professor da Faculdade Dehoniana.

O evento será realizado em parceria com a empresa Cesta Básica Pellogia. Tem início às 8h30 no auditório da entidade e é aberto a todos os associados mediante confirmação de presença prévia, que pode ser feita pelo telefone (12) 2125-8211, whatsapp (12) 99189-7964 ou ainda pelo e-mail cursos.acit@taubate.com.br.

Os interessados em divulgar sua empresa por meio do sorteio dos brindes, que acontece durante o evento (a confirmação deve ser feita até dia 10 de setembro), ou de patrocinar o Café dos Associados devem entrar em contato direto com o Departamento de Desenvolvimento Humano da ACIT para maiores informações.

Serviço:

Café dos Associados

Data: 11/09/2019 – quarta-feira

Horário: 8h30

Local: Auditório da ACIT

Endereço: Rua Jacques Felix, 675 – Centro

Telefone: (12) 2125-8211.

Fonte: Acontece Comunicação e Eventos

Livro Vantagem Digital apresenta instrumentos práticos para “dinossauros” se destacarem na Era Digital

Autor Rafael Sampaio aborda a importância do papel da liderança no processo de transformação digital

Para se manter competitivo no mercado, mais do que nunca, é preciso encarar de frente o processo de transformação digital. Mas como fazer isso?

De um lado, temos companhias forjadas sobre os princípios e práticas de administração, cunhadas na Revolução Industrial, com estruturas rígidas e alta capacidade de prever resultados. De outro, temos empresas de base tecnológica, maleáveis, que abraçam incertezas e desafiam o status quo da ciência da gestão. Não à toa, o primeiro grupo foi chamado de Dinossauro e o segundo de Unicórnio. Mas seria possível as “dinossauros” se tornarem algo diferente? Foi essa inquietação que motivou o autor, Rafael Sampaio, a escrever o livro Vantagem Digital – Um guia prático para a transformação digital.

A publicação é dividida em cinco capítulos: Vantagem Digital, em que o autor apresenta sua visão sobre as forças e movimentos que estão moldando a Era Digital; Tecnologias Transformadoras, dedicado a investigar as tecnologias transformadoras que estão mudando radicalmente o mundo da forma que conhecemos e aborda a tecnologia na perspectiva estratégica; Um novo olhar para a estratégia, capítulo que discute como produzir valor na Era Digital para a empresa e para seus stakeholders; DNA Digital, traz a análise das práticas usadas pelas empresas digitais, ajudando o leitor a reconhecer a que distância a empresa está do DNA Digital e que características precisará priorizar para amadurecer digitalmente e Cultura, Execução e Pensamento Estratégico, que reúne os demais conceitos dos capítulos anteriores de modo a racionalizar a jornada de transformação digital da empresa.

“O propósito do livro é compartilhar com os leitores um produto de minha vivência internacional como empreendedor, executivo e conselheiro de empresas de tecnologia. Considero que este seja um guia fundamental para as empresas prosperarem na próxima década”, explica Rafael Sampaio, autor do livro e um dos pioneiros no movimento de incubadoras de startups e de formação de empreendedores no Brasil.

O livro Vantagem Digital – Um guia prático para a Transformação Digital está disponível para a compra online aqui  e também nas principais livrarias do país.