Vaga para redator publicitário

A Virtua Brasil está com vagas abertas para Copywritter

– Foco em produção de texto para as redes sociais e campanhas publicitárias.

REQUISITOS:
– Domínio da Língua Portuguesa;

DIFERENCIAL:
– Experiência na área;
– Saber trabalhar em equipe;
– Criatividade, comunicação e responsabilidade;
– Experiência em assessoria de imprensa;
– Conhecimento da Língua Inglesa;
– Conhecimento em redação publicitária.

INSCREVA-SE PELO SITE:

Trabalhe Conosco

Estágio em redação publicitária

SB Marketing abre vaga de estágio em Redação

A agência está em busca de novos talentos em redação para compor seu time criativo.

Ficou interessado na vaga? Então preencha o formulário e aguarde o feedback.

 

Vaga para redator em agência

Vaga para Copywriter na AZ Blue em São José dos Campos

Vaga para quem ama contar histórias através da escrita, é curioso, antenado, adora leitura e quer levar conhecimento para outras pessoas. É necessário ter um perfil organizado e exigente com a entrega do trabalho.

Na AZ Blue você vai:

  • Desenvolver textos persuasivos para mídias sociais, e-mail marketing, sites e blogs;
  • Extrair conteúdos de vídeos (aqui você vai mostrar que manda bem de interpretação de texto);
  • Criar roteiros para vídeos;
  • Criar roteiros para anúncios;
  • Tudo isso usando a técnica de Copywriting.

O que a agência espera de você:

  • Domínio da língua portuguesa;
  • Facilidade para se comunicar e escrever textos dos mais variados gêneros;
  • Mínimo de 1 ano de experiência com produção de textos;
  • Conhecimento básico do pacote Office e Google Drive;
  • Estar aberto para aprender sobre uma área nova e desafiadora.
  • Disponibilidade para atuar presencialmente em São José dos Campos em horário comercial.
Será um diferencial se você:
  • Manjar de Copywriting ou escrita para a web;
  • Tiver experiência com produção de conteúdo para mídias sociais
  • Já tiver trabalhado em agência de comunicação ou marketing

Se você se identificou, envie seu currículo (e portfólio, se tiver) para Amanda Pavan, no endereço: adm@azblue.com.br, com o título do e-mail: VAGA REDATOR / COPYWRITER

Coluna “Discutindo a relação…”

Redação: capacidade de expressão e repertório

Dentre as diversas características peculiares a um bom publicitário (principalmente os que lidam diretamente com a criação de anúncios) podemos destacar duas: capacidade de expressão (incluindo-se aqui, obviamente, a lingüística, mas passando por toda e qualquer forma de expressão ou linguagem); e um amplo “repertório”.

Chamamos de “repertório” toda e qualquer informação que possa ser acumulada, e também todo conhecimento que a pessoa possa adquirir e desenvolver, não importando sua origem: cultura acadêmica, cultura de massa, cultura popular. Ter “repertório” é ter “assunto”, é ter um universo de conhecimentos tal que facilite, nas mais diversas situações, associar coisas, fatos, referências, idéias que permitam encaminhar uma solução criativa.

Maingueneau afirma que podemos considerar um determinado número de “leis do discurso que regem a comunicação verbal”. Tais leis, que se aplicam a toda atividade verbal, devem ser adequadas às especificidades de cada gênero de discurso. E segundo o autor, o domínio das leis e dos gêneros de discurso (que ele chama de competência genérica) são os componentes fundamentais de nossa competência comunicativa, ou seja, a nossa capacidade para produzir e interpretar enunciados de modo correto nas diversas situações de nossa vida.

O amplo domínio da competência comunicativa não é o bastante para a participação em uma atividade verbal. Outros níveis devem ser ativados para se produzir e interpretar um enunciado. É o caso da competência linguística, o domínio da língua em que se enuncia. Mais do que isso, é preciso possuir um grande número de conhecimentos sobre o mundo, uma competência chamada de enciclopédica.

Maingueneau estabelece três instâncias principais que interferem na dupla dimensão (produção e interpretação dos enunciados) da atividade verbal: domínio da língua, conhecimento de mundo e aptidão para se inserir no mundo por intermédio da língua. O mesmo autor afirma que essas diferentes competências interagem, se completam e não são, em hipótese alguma, excludentes. Ao contrário, o somatório de competências é essencial para que possamos nos adaptar aos diferentes gêneros de discurso, seja para produzi-los ou interpretá-los, podendo uma dada competência remediar as limitações de uma outra.

O nosso conceito de “repertório”, portanto, encontra suporte nas ideias apresentadas por Maingueneau. E é justamente esse “repertório” que vai povoar a produção das mensagens publicitárias de inúmeras vozes diferentes. Ao construir um texto publicitário, o redator, de maneira consciente, escolhe palavras, expressões e construções, buscando persuadir seu interlocutor. Ele faz tais escolhas de acordo com o seu “repertório” e do “repertório” que ele acredita possuir quem vai receber a mensagem.

Sob essa ótica, o ato de criar textos publicitários não é obra de um acaso criativo, de um estalo momentâneo. É fruto das experiências sociais de quem produz, influenciado, e muito, pelas experiências sociais de seu interlocutor. O texto publicitário deve ser trabalhado, estruturado de modo intencional. Levando, ainda, em consideração que todo enunciado é dirigido a um interlocutor, e o fato de o texto publicitário ser mais fortemente, senão totalmente, orientado para o interlocutor em função da intencionalidade com que o produtor efetivo do texto constrói seu enunciado visando a persuasão, podemos afirmar que há (na maioria das vezes) um total apagamento do autor original do texto, o produtor do texto, em prol de uma (ou mais) voz(es) que seja(m) capaz(es) de dialogar melhor com o alvo da mensagem publicitária.

Tal linha de pensamento ajuda a colocar por terra a falsa crença de que o trabalho de Redação Publicitária e de Criação Publicitária como um todo é realizado sem planejamento, que está calcado apenas na “inspiração” momentânea. É o que se costuma denominar de visão “romântica” do processo criativo. É necessário que se veja e entenda a diversidade de vozes presentes nos enunciados publicitários para que se perceba a importância de desenvolver a capacidade de expressão e de se montar um vasto “repertório”.