Veja o que de mais importante ficou do Adobe Experience House

Customer experience: confira os principais insights do Adobe Experience House

Transformação digital, personalização, força do trabalho, cultura digital e data analytics foram algumas das mensagens transmitidas pelos convidados da Adobe no evento deste ano

A Adobe reuniu Microsoft, Via Varejo, Webmotors, Accenture e diversas outras marcas parcerias da multinacional de tecnologia; quatro escolas de marketing – Digital House, ConvergeYou, Hyper Island e a Berlin School of Creative Leadership – e grandes nomes do marketing para debaterem justamente sobre o tema Marketing de Experiências. Esse foi o Adobe Experience House, que aconteceu na Escola Britânica de Artes Criativas (EBAC), em São Paulo.

Guiado por experiência do cliente, criatividade e inovação, o evento teve como objetivo criar um espaço de troca e aprendizado sobre transformação digital. Confira os principais insights apresentados pelos convidados do Adobe Experience House:

1 – Digital não é só ferramenta. É cultura – Paulo de Tarso, vice-presidente de educação continuada da Kroton Educacional

Parceiros de tecnologia são essenciais no processo de transformação digital das empresas, mas o engajamento interno também é peça-chave para que o movimento, de fato, aconteça. “Temos nos reorganizado internamente para trabalhar nossos produtos e serviços sob a ótica digital. Estamos buscando um novo mindset, ou seja, uma nova cultura para entregar experiências digitais para nossos clientes”, disse.

2 – Customer experience amplia alcance das mensagens de marca – Gabriela Monteiro, diretora de digital transformation do laboratório farmacêutico Sanofi no Brasil
A partir do momento em que as empresas entendem “experiência” como toda e qualquer interação dos clientes com uma marca, a customer experience passa a trabalhar a favor da comunicação e do marketing. “Novos canais de comunicação e a integração entre pontos de contato físico e digital aumentam o alcance de nossos produtos e das mensagens estratégicas de marca. Desta forma, nosso público também se torna nosso porta-voz”, explicou.

3 – Personalização é nova fronteira do e-commerce – Fabio Marão, gerente de marketing interativo e e-commerce da Azul Linhas Aéreas

Atender e até superar as expectativas dos clientes ao longo de uma jornada é um padrão das marcas mais inovadoras do mundo. Quando falamos sobre e-commerce, essa premissa ganha reforço da personalização. “É preciso criar uma jornada que mostre ao cliente que ele é único, que você conhece seus hábitos e sabe o que ele precisa. Que respeita a vocação de cada tela, seja do desktop, do mobile ou do relógio. Isso é fundamental para levar à conversão”, defendeu.

4 – Negócios orientados por dados superam expectativas dos clientes – Paula Bellizia, presidente da Microsoft no Brasil

Definir e executar as estratégias de marketing e de negócios a partir de uma análise minuciosa de dados garante mais assertividade e segurança para as decisões das empresas. “As marcas hoje estão sendo desafiadas sob a ótica de seus consumidores que demandam cada vez mais. Como resolver essa questão? Com uma estratégia data-driven”, assegurou.

5 – Transparência é moeda de troca para engajamento – Eduardo Bicudo, managing director da Accenture Interactive na América Latina

Palavra de ordem para os negócios éticos, a transparência vai pautar cada vez mais o trabalho dos líderes de marketing. “Nossas pesquisas apontam que 80% dos consumidores estão confortáveis com a coleta de dados, desde que a empresa seja transparente quanto ao seu uso”, disse.

6 – Dados é o mais fiel raio-x de consumo e comportamento humano – Benito Berretta, speaker da escola de inovação Hyperisland na América Latina

O uso criativo de dados em campanhas de marketing ganhou contornos mais claros durante a Adobe Experience House. “Quando falamos de dados, estamos falando de pessoas. De padrões de comportamento que se repetem e que nem sempre estão claros para nós sem uma ferramenta para analisa-los. Data é rede e a rede é o reflexo do comportamento das pessoas”, analisou.

Fonte: RMA Comunicação – Alisson Costa

Adobe traz evento a São Paulo

Adobe reúne o mercado de marketing digital para evento de 3 dias, com mais de 60 workshops, em São Paulo

Adobe Experience House, que acontece entre os dias 31 de julho e 02 de agosto no EBAC, promoverá grande debate sobre as principais tendências, tecnologias e boas práticas para que as marcas usem a experiência de consumidores como triunfo.

Itaú, Carrefour, Microsoft, Digital House, HyperIsland e Nielsen estão entre os confirmados

Foto: Pixabay

“As pessoas não compram produtos, elas compram experiências”. Foi assim que Shantanu Narayen, CEO Global da Adobe, abriu neste ano o maior evento de Marketing Digital do mundo, o Adobe Summit, em Las Vegas. E, como para a empresa ‘o que acontece em Vegas, não deve se limitar a Vegas’, a Adobe Brasil anuncia o Experience House – que traz para São Paulo três dias inteiros (de 31 de julho a 02 de agosto, no EBAC São Paulo) de debate sobre o tema Marketing de Experiências.

E a Adobe não fará isso sozinha. Com uma programação de mais de 60 workshops, palestras, keynotes e briefing sessions, a empresa de tecnologia contará com a participação de seus clientes e parceiros: marcas como Itaú, Microsoft, Carrefour, Nielsen, além de quatro escolas de marketing – Digital House, ConvergeYou, Hyper Island e a Berlin School of Creative Leadership – compartilharão seu conhecimento e experiências. O Adobe Experience House é destinado a convidados de empresas e parceiros da Adobe de diferentes setores do mercado.

Gabriela Viana, Diretora de Marketing para América Latina da Adobe afirma que o Adobe Experience House será uma oportunidade de reunir profissionais de marketing para tratar de transformação digital. “Os profissionais de tecnologia e marketing terão a chance de vivenciar aspectos práticos da transformação digital. Qual o mindset que os times devem ter, que habilidades e ferramentas devem desenvolver? O objetivo do evento é realmente criar um espaço de troca e aprendizado – trazendo o que há de mais avançado em tecnologias de marketing”.

E como marketing, conteúdo e criatividade são palavras-chave na Adobe, a Creative Cloud e a Document Cloud também estarão representadas no evento. Em parceria com a Nexus, o evento traz uma Tech Exhibition guiada pelo uso de Realidade Virtual e Realidade Aumentada. “O Adobe Experience está na sua terceira edição e estamos entusiasmados com todo o conteúdo que será compartilhado durante os 3 dias de evento. Acreditamos que combinar arte e tecnologia a serviço das melhores experiências é o caminho para marcas inovarem”, finaliza Gabriela Viana.

Serviço:

Adobe Experience House

Quando: de 31 de julho a 2 de agosto

Onde: EBAC: R. Mourato Coelho, 1404 – Pinheiros, São Paulo – SP, 05417-002

Fonte: RMA Comunicação – Alisson Costa

Um breve relato sobre o Digital Summit da Digital House

Evento gratuito promovido pela escola atraiu grande público

Neste último sábado, dia 30/07, participei do Digital Summit promoviso pela Digital House.

O evento foi gratuito e contou com muitas, mas muitas palestras simultâneas. O foco, claro, foi o marketing e a comunicação digital e também atrair atenção para os cursos ministrados pela escola. Vários professores da própria Digital House e vários convidados palestraram por uma hora. O evento começou às 09h00 e terminou às 17h00.

Contratempos a parte – havia excesso de inscritos o que fez com que se formassem filas enormes para cada sala/palestra e muita gente ficasse em pé ou sentada no chão – o conteúdo, a organização e a estrutura estavam muito bons.

Não pude acompanhar o evento todo. Mas vou falar – escrever – um pouquinho sobre o que presenciei por lá.

Comecei assistindo a palestra do Mauricio Sarmento sobre “Storytelling e geração de conteúdo”. Mauricio fez algumas colocações importantes sobre a produção audiovisual para plataformas digitais. Entre elas: o que vai realmente fazer diferença não é a plataforma e nem a quantidade de mensagens/conteúdos e sim o refino, a qualidade e importância das mensagens/conteúdos. As marcas e os publicitários devem fazer produção de bom nível, com qualidade realmente profissional. Isso faz e fará diferença. Outra: a importância do storytellig. A importância de saber contar boas histórias. Como a consequência a importância de boas ideias e bons roteiros.

Mauricio Sarmento

Como sou educador fui acompanhar depois a palestra “Aprender e ensinar após a revolução digital”, proferida pelo ótimo Cesar Michelin. Ele mostrou um histórico da educação para atestar o quanto a escola parou no tempo. Trouxe cases de países que estão buscando novos modelos de educação e de escola. Citou uma série de palavras-chave levantadas pelo Fórum Mundial de Davos acerca das novas demandas educacionais: relacionamento, solução de problemas, inovação, colaboração etc. E, claro, mostrou que a presença da tecnologia em sala de aula é e será fator fundamental para promover mudanças substanciais nos modelos educacionais.

Logo em seguida acompanhei a palestra da Vanessa Pontes sobre “Brand perfomance: o impacto da construção de marca na perfomance”. O tema é relamente relevante para um momento de mercado em que empresas e agências parecem muito focadas em resultados imediatos no digital, muitas vezes esquecendo do quanto a construção de marca é importante para a obtenção de resultados. Ela trouxe exemplos e um case para demonstrar sua linha de pensamento e mostrou como trabalhar com o conhecido funil de vendas dentro de uma ótica de marca, de branding. Muito útil!

Vanessa Pontes

Por último acompanhei “O mercado de big data analytics, data science e otimização, com Elmer Dotti. O Elmer é formado pelo ITA, de São José dos Campos, e sua empresa, a Otimizza, realiza e aplica projetos tailor made baseado em dados para otimizar resultados de empresas. Em outras palavras, a otimização busca melhorar rendimento, gerar mais lucro e crescimento. Uma área vasta e bastante técnica.

O que mais me impressionou foi a quantidade de público. Mesmo sabendo que o evento foi gratuito e tinha alto potencial de atração, a quantidade de jovens ligados à área de digital de agências e empresas presentes ao evento é admirável. Entre eles encontrei alguns poucos do Vale do Paraíba.

Parece mesmo que o marketing digital atrai muita gente.