Dança das cadeiras

A primeira de abril

E saiu a primeira edição do Dança das cadeiras deste mês. E quem domina a cena são as mulheres. E mulheres jornalistas! Confira!!!

A jornalista Mayra Salles acaba de assumir o cargo de Marketing Copywriter na BOX28 Marketing, agência de Taubaté.

A também jornalista Maitê Andrine passa a responder pelo cargo de Assistente de Marketing na Olist Pax.

E a ainda estudante de jornalismo Liliane Carvalho acabou de chegar para compor o time de estagiários aa Acom – Unitau (Central de Comunicação da Universidade de Taubaté.

Share and Enjoy !

0Shares
0 0

Vaga de estágio em comunicação

Oportunidade de estágio

Vaga para mulheres

A empresa de entretenimento Magic Lazer está em busca de uma profissional na área da comunicação para auxiliar em serviços de escritório interno com funções de: atendimento ao cliente (online), fechamento de contratos, elaboração de legendas e posts, entre outros…

Image by Robin Higgins from Pixabay

É necessário ser pro ativa com experiência na área, criatividade para trabalhos dinâmicos e que resida em Guará, Lorena ou Aparecida para trabalho presencial de Segunda a sexta. Faixa salarial: 1.200 a 1.500.

Interessadas favor enviar o curriculo e entrar em contato pelo Whatsapp 12 99765 5960. Falar com Vic.

Share and Enjoy !

0Shares
0 0

O que difere o cérebro masculino e feminino?

por Tatiana Lacaz*

A diferença de gênero também é um ponto decisivo para o foco de campanhas publicitárias, homens e mulheres pensam diferente na hora de efetuar a compra.

Desde o início da humanidade, ficou determinado que o homem sairia para caçar e conseguir o sustento para a sua família, desenvolvendo habilidades mais agressivas e uma maior competitividade, já a mulher ficaria em casa cuidando dos serviços doméstico e dos filhos, o que a tornou mais empática e sábia para conviver em família e compartilhar recursos.

Image by Tumisu from Pixabay

Com o ingresso da mulher no mercado de trabalho, as grandes guerras e até mesmo a Revolução Industrial, o gênero feminino passou a ter essas funções menos demarcadas, ainda que algumas se mantivessem, agora as mulheres ocupam cargos de chefia que as fazem pensar diferente de antigamente.

Mas o que difere o cérebro feminino do masculino?

As mulheres realmente amadurecem mais cedo, o cérebro feminino atinge a maturidade aos 11 anos de idade, principalmente nas áreas de fala e da escrita, já o cérebro masculino leva três anos a mais para amadurecer. O uso distinto dos hemisférios (o hemisfério direito está ligado às emoções, enquanto o esquerdo está ligado a razão) é outra característica marcante.

O cérebro feminino consegue ter uma maior interatividade entre esses dois hemisférios, permitindo que elas realizem mais de uma atividade ao mesmo tempo, enquanto os homens tendem a se concentrar em uma única tarefa por vez.

É perceptível que a mensagem publicitária não pode ser executada da mesma forma para homens e mulheres, uma vez que as distinções cerebrais e hormonais geram comportamentos diferentes.

O gênero masculino está mais focado no preço, enquanto as mulheres se preocupam mais em como serão atendidas.

Como as mulheres compram?

As mulheres tendem a fidelizarem as marcas que já conhecem e confiam, esse comprometimento com uma determinada marca, normalmente vem das referências de amigas e até entre mães e filhas, para as mulheres, se uma experiência foi positiva para alguém que ela conhece, seus neurônios-espelho começam a entrar em ação, querendo testar o produto para confirmar ou não, a experiência passada.

Image by StockSnap from Pixabay

O gênero feminino possui uma grande necessidade em trocar experiências, portanto, é importante fazer o uso de depoimentos, promoções, eventos, fan pages, comerciais ou até mesmo spots em que elas fiquem à vontade para trocar informações umas com as outras.

As marcas devem compreender os valores femininos para que elas sintam-se sensibilizadas.

‘’De acordo com Barletta, as mulheres pensam em quatro fatores na hora de tomar suas decisões de compra: valores sociais, que se resumem a crenças e atitudes nas quais acreditam, valores de vida e de tempo, que aparecem como implicações sobre as diferenças entre os papéis masculinos e femininos; pontos-chave de comunicação, que nada mais são que os rituais típicos das mulheres e as diferentes expressões de um produto; e por fim, dinâmicas sintetizadoras, consideradas as diferenças na forma como as mulheres percebem e processam a mensagem transmitida.’’

Toda mãe tem cérebro feminino, mas nem toda mulher tem cérebro de mãe.

Todas as mulheres e gestantes se enquadram nas características citadas anteriormente, porém, durante o período da gravidez o cérebro feminino tende a sofrer algumas alterações.

Nessa fase, o foco das mulheres não é mais produtos relacionados a sua necessidade, o seu comportamento e a sua preocupação tende a ser o bebê. Como, então, as mensagens publicitárias devem se voltar a esse target? Afinal, nada é mais importante para uma mãe do que a saúde e a felicidade de seus filhos.

As propagandas precisam de muita criatividade, interação entre mães e filhos, e os cuidados com o bebê, o carinho na amamentação e a sensação de alívio em assistir uma noite de sono tranquilo, devem ser ressaltados.

Como os homens compram?

Diferentemente das mulheres, quando os homens entram no shopping eles já sabem onde querem ir e o que estão buscando, seja pegar um cinema, passar no supermercado ou até mesmo ir a sua loja predileta de sapato, sendo bem mais práticos na hora de tomar uma decisão.

O responsável por isso, de acordo com cientistas é a testosterona, o maior objetivo do cérebro masculino, além da praticidade é a autonomia. As campanhas de marketing voltadas para esse target, vão direto ao ponto. Outro fator a ser levado em consideração para alcançar esse público é o desempenho e o preço.

Image by Capri23auto from Pixabay

De acordo com pesquisadores, a aspiração também tem que ser trabalhada. Um comercial que mostra as novas aquisições trazidas pelo produto tendem a ganhar o coração do gênero masculino, porque eles acham que terão esses mesmos benefícios se adquirirem o que foi ofertado.

Campanhas publicitárias com conotações sexuais também agradam esse público, porque o espaço destinado ao impulso sexual no hipotálamo cerebral masculino é 2,5 vezes maior que no hipotálamo das mulheres.

Use e abuse por curvas em suas ações de marketing, elas são associadas a sexualidade, fertilidade, saúde e nutrição, despertando o interesse dos homens.

É sabido que não basta desenvolver apenas campanhas com o objetivo de vender um produto ou fornecer um serviço, é necessário desenvolver cada uma das peças proporcionando emoções, para que a mensagem fique, de fato, gravada no subconsciente do seu consumidor. Elas produzem fortes estímulos eletroquímicos que influenciam todas as informações que recebemos.

As propagandas que transmitem emoção fazem com que o público relembre cenas já vivenciadas e associem aos produtos e serviços oferecidos, as emoções criam os comandos necessários para induzir os clientes a continuar com o processo de decisão por um determinado produto.

O grande desafio do marketing é conseguir atrair a atenção do expectador para a mensagem, como o cérebro humano é emotivo, as emoções auxiliam a prender a atenção do público-alvo do início até o fim. Mas, cuidado, quando fizer uso do marketing emocional, lembre-se que será justamente a emoção a responsável por causar lembranças no consumidor. Por isso, defina com cautela qual o sentimento você quer deixar para o seu público, ele sempre será lembrado pelo subconsciente.

A propaganda emocional é um dos caminhos para reter a atenção dos consumidores, sendo uma estratégia de suma importância no que diz respeito ao posicionamento de marca. Afinal, elas são anunciadas de duas formas: a primeira tem o intuito de sanar os problemas que o afligem, a segunda forma é oferecer ao consumidor a sensação de bem-estar e possa desfrutar dos benefícios oferecidos pela marca.

O texto publicitário é uma arma poderosa para todos aqueles que tem o objetivo de deixarem suas marcas no subconsciente dos seus consumidores.

Nos estudos intrínsecos a neurologia, faça a opção de escolher termos para atrair a atenção do seu público, isso fará toda a diferença e dará mais relevância a sua mensagem em comparação com as outras.

*Tatiana Lacaz
Graduanda em Comunicação Social – Publicidade e Propaganda no Centro Universitário Teresa D’Ávila
Redatora na PsPonto – Agência de Comunicação e Marketing

Share and Enjoy !

0Shares
0 0

Número de mulheres cresce e ganha destaque no empreendedorismo

No Taubaté Shopping, mulheres em posição de liderança destacam os desafios e as alegrias de administrar o próprio negócio

Pesquisa realizada pela OnePoll mostra que 63% das brasileiras têm como principal motivação para empreender a vontade de se tornar sua própria chefe. As motivações para investir no próprio negócio são as mais variadas, incluindo ainda maior flexibilidade e a realização de sonhos pessoais, como contam as empresárias Luzia Costa, da Sóbrancelhas, e Eliane Rodrigues da Silva, da Botoclinic – elas que estão entre as cerca de 50 mulheres que administram suas próprias operações dentro do Taubaté Shopping.

Segundo Luzia, sua dedicação ao empreendedorismo já soma mais de 15 anos. “Já tive vários negócios, desde carrinho de lanche, pizzaria, tenda de massagem na praia e fiz e vendi pirulito”, recorda. “Mas foi quando tive o meu próprio centro de treinamento na área de embelezamento do olhar e da face que descobri que poderia ter minha própria marca.” Nasceu, então, há 7 anos, a Sóbrancelhas, que atua no segmento de beleza e estética e teve no Taubaté Shopping a sua loja modelo, a partir da qual a marca criou tendência e se expandiu, inclusive, para outros centros de compras. “A escolha pelo segmento, em primeiro lugar, foi pela identificação e também pelo conhecimento da área e das técnicas. O desafio foi entrar no mercado como franquia e as pessoas não acreditarem no começo que eu poderia vender unidades e ganhar dinheiro ‘fazendo sobrancelhas’. Hoje somos líder no mercado”, destaca.

Nos desafios do empreendedorismo há 13 anos, Eliane Rodrigues da Silva investiu na área de beleza a partir de 2019, quando adquiriu a franquia da Botoclinic. “A área da estética é uma das que mais crescem no nosso país. E por que não ser algo prático e fácil, nos dias corridos que vivemos hoje? A praticidade precisa existir e estamos aqui para mudar os conceitos”, ressalta. A unidade está no Taubaté Shopping desde fevereiro deste ano. “Escolhi o Taubaté Shopping por ser bem localizado, com um fluxo muito bom de pessoas e com uma grande credibilidade na cidade. Acredito que seja um dos locais mais queridos pelas pessoas que procuram passear e fazer compras”, detalha Eliane.

Os desafios de empreender
“São vários os desafios diários”, afirma Luzia ao falar sobre manter o próprio negócio. “Você precisa acreditar no seu negócio e ‘vendê-lo’ todos os dias. É preciso inovar sempre, estar de olho no mercado e sempre se adaptar às mudanças. O sentimento é de gratidão por ver o negócio prosperando, ver seu sonho sendo sonho de outros empreendedores pelo Brasil e pela América Latina também não tem preço; além de ver os clientes felizes com o resultado de serviços e com a linha de produtos é muito gratificante.”

Seguir em frente sempre
Tanto Eliane quanto Luzia reforçam que, mesmo diante de um cenário adverso como o atual, o objetivo tem que ser sempre acreditar. “Esse não foi um ano fácil para as vendas. Porém, mais difícil do que lidar com as contas, foi lidar com o vírus se espalhando; mas sabemos que é transitório e temos que ter fé que dias melhores virão em breve. Que sejamos fortes para continuar lutando, sempre agradecendo pela nossa saúde e disposição”, destaca Eliane. Luzia reforça: “Não podemos parar. É necessário criar em momentos de dificuldades e se moldar aos acontecimentos; ser resiliente é um dos principais fatores para uma empresa prosperar e não ser afetada em situações desafiadoras como a que enfrentamos.”

Fonte: Communicare – Giovanni Rodrigues

Share and Enjoy !

0Shares
0 0